História Friendship or Love? - Imagine Moonbin - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias ASTRO, Black Pink, TWICE
Personagens Eunwoo, Jennie, Jihyo, Jinjin, Lisa, Mina, MJ, Momo, Moonbin, Nayeon, Personagens Originais, Rocky, Sana, Sanha, Tzuyu
Visualizações 195
Palavras 1.279
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Escrevi esse capítulo com lágrimas nos olhos; Por que é um cap triste? Não, é porque SATANÁS ESTAVA SAPATIANDO EM MEU UTERO. Mas deixemos em off.

AAAAA A FANFIC VAI FAZER UM ANOOO AAAAAAA QUE EMOÇAUM!!! TEM UM OLHO NA MINHA LÁGRIMA cof cof .........

Espero que gostem do capítulo, pois escrevi com muito amor no coração e disposição, mesmo estando um pouquinho curto rsrs.

Gennteee sei que ceis gostam de um Sanhyun entaaauum huehue vai ter povs de Sanha aqui hihihihiiiii...Preparem seus corações...
BOA LEITURAAAA AAAAA!

Capítulo 26 - A omma


A mulher trajava roupas juvenis para sua idade; Uma calça jeans, blusa, casaco e um tênis da marca adidas. Eu havia adorado sua vestimenta, mesmo tendo uma idade um pouco elevada, senhora Moon tinha uma fisionomia juvenil e um corpo invejável.

Enquanto ela chorava e afirmava a pergunta de MoonBin, ele a olhava de modo estranho. Eu mal poderia imaginar o que se passava na mente dele naquele momento, poderia ser raiva, indignação, tristeza, felicidade...eram infinitas opções.

--O que está fazendo aqui? –perguntou sério, me fazendo recuar um passo. Eu estava prevendo uma futura briga de família e não seria eu a me intrometer, afinal, eles precisavam conversar.

O sorriso aliviado que antes estava nos lábios da senhora Moon, aos poucos virou triste e melancólico, fazendo sentir-me mal por aquela situação.

--Eu fiquei preocupada quando soube da notícia.

--Não preciso mais da sua preocupação. –disse quase como se estivessem cuspindo as palavras para a mais velha, que por sua vez apenas abaixou sua cabeça, ouvindo suas palavras calada.

-- Moonbin...—eu disse ao vê-la naquele estado.

--Não me peça para ter pena S/n, ela não teve de mim, por que eu teria dela? –a pergunta me atingiu em cheio, trazendo-me para a realidade. Ela havia vendido ele! Não havíamos motivo para pena naquele momento, mas mesmo assim, aquilo me incomodava.

A mais velha olhou de relance pra mim como se falasse “S/n?! Então é você?!” com apenas o olhar, que logo foi desviado para o chão.

--Já pode ir embora! –Moonbin falou rígido.

De repente dois homens altos e com aparência ameaçadora apareceram diante a porta aberta. Ambos trajavam um blazer preto e usavam óculos escuros, o que deixava o aspecto ainda mais assustador. Eles olharam para a senhora Moon e sorriram com “desprezo”.

--Finalmente a achamos! –disse um deles segurando com força o braço dela que murmurou algo que não pude ouvir.

--Vamos tirá-la daqui senhor Moonbin, não se preocupe, ela não o incomodará mais.

O mesmo afirmou com a cabeça.

Olhei perplexa para Moonbin, que nem ao menos demonstrava qualquer desconforto ou sentimento com aquilo. Eu, por minha vez, senti um enorme peso no coração.

Os prováveis seguranças puxaram a mais velha para fora, levando-a pelo corredor até perde-los de vista.

--Binnie...—olhei para ele que desviou rapidamente o seu olhar de mim. - - Aiish!

Peguei minha bolsa e fui até a porta do quarto. Eu queria muito falar com ela!

--Se você sair por essa porta... Desconsidere meu pedido de desculpa.

Sorri ladino.

--Como eu havia dito, não precisava de desculpas.

Saí do quarto.

[***]

 

--Senhora Moon! –disse ao vê-la na porta do hospital, olhando para o chão enquanto segurava um copinho de plástico que provavelmente continha água. Os seguranças estavam voltando para dentro, ficando na recepção na intenção de não deixá-la entrar mais.

Ela olhou para mim e sorriu de maneira dócil.

--Olá querida. Você cresceu tanto... Se tornou uma bela moça! –disse me abraçando não muito apertado.

Apenas retribuí sem muito me importar com aquilo.

--Obrigada.

Sessamos o abraço e ela sorriu mais uma vez.

--Eu queria conversar com você...—disse mas meu celular começou a tocar.

--Aiigo, atenda. Podemos conversar outra hora... Há uma cafeteria ao lado da Fantagio, pode ir lá quando quiser me encontrar. –disse sorrindo e começou a caminhar para longe do hospital.

Por dentro fiquei com raiva por alguém me ligar justo naquela hora, porém esse sentimento sumiu ao ver o nome “Luizinho” estampado na tela, o que me fez atender rapidamente.

 

--Como estão as coisas aí? Já está no hotel? –ele perguntou.

--Estão bem e não, ainda não estou no hotel. –disse rindo de sua preocupação. - - Estou no hospital em que meu... amigo está internado.

Eu e Binnie éramos de fato apenas amigos, mas por que para mim aquela palavra saía errada?

--Ah. –suspirou aliviado. -- Ele ‘tá bem?

--‘Tá sim. –sorri. -- Mas ainda está se recuperando.

--Ótimo, já o viu, agora vá para o hotel! Ví aqui no “Google” que a temperatura aí está muito baixa! Você vai pegar um resfriado se ficar andando por aí.

--Luizy, ‘cê tá do outro lado do mundo...

--E é por isso mesmo que tens que ter o dobro de cuidado, eu não estou aí contigo para te proteger.

Ri alto, fazendo algumas pessoas olharem para mim.

-- Você tem sérios problemas Seungyoun. –disse ainda rindo.

-- É sério S/n.

--Aah Luizy, você sabe que eu sei me cuidar sozinha, não sou uma criança!

--Mas na maioria das vezes age como uma.

Revirei os olhos e apenas bufei ao telefone.

--Essa é a nossa primeira briga de casal! –disse rindo.

--Hey! Não somos um casal ainda!

--Ainda?! Você vai aceitar meu pedido?!

--A ligação tá ruim! Tchau! –disse encerrando a chamada com rapidez, sentindo minhas bochechas ruborizarem por completo.

Escondi meu rosto com as mãos, bufando. Eu não queria chatear Luizy e nem muito menos fazê-lo se decepcionar no final.

Meus pensamentos estavam a mil, totalmente desorganizados na minha mente. Eu não sabia ao certo o que sentia por ele e nem se eu ainda sentia algo por Moonbin e isso estava me matando aos poucos.

 

 

 

Pov’s Sanha

 

Ao chegarmos na empresa, foi a mesma rotina de sempre. Ensaios e mais ensaios já que os shows estavam marcados para na próxima semana e a cada dia eu me esforçava mais! Por isso queria que So Hyun estivesse aqui, queria mostrar para ela o quão esforçado estava, queria que ela sentisse orgulho.

Enquanto dançávamos, ví através do espelho que So Hyun estava atenta na tela do seu celular, balançando seu pé direito como se estivesse nervosa com algo.

Acabei me atrapalhando e errei o passo, batendo de frente com o hyung Eunwoo.

--Desculpe hyung. –disse abaixando a cabeça.

Ele apenas sorriu e bagunçou meu cabelo que estava molhado por conta do suor.

--Tudo bem Sanha. Que tal uma pausa?

Assenti com a cabeça, ainda com o olhar focado para o chão.

--Hey, o que houve? –Jin Jin perguntou ao se aproximar.

--Nada. –disse rapidamente e peguei uma garrafa de água, logo saindo daquele lugar.

Droga! Ela ao menos tinha notado meu esforço. Noona está mais preocupada com Moonbin hyung, e até não a julgo, ele é seu namorado e com certeza ela gostava dele. Eu poderia apenas ter entendido errado no elevador, só isso. O pior de tudo é que eu havia criado expectativas.

Sem nem perceber, já estava no terraço da Fantagio.

--Aiish! –abri minha garrafa de água e tomei tudo que havia dentro em dois grandes goles.

Suspirei e sentei em um banco de madeira que havia lá. Olhando para o céu azul com nuvens espessas.

--Sanha? –a voz feminina e doce ecoou.

Não virei para olhá-la.

--Oi noona. –disse baixo, brincando com a garrafa.

--O que aconteceu lá?

--Nada de mais. –sorri ladino, sentindo sua mão em meu ombro, fazendo-me arquear as costas.

--Deve ter acontecido algo com certeza...você estava indo tão bem... –disse andando para a minha frente e abaixando-se um pouco para olhar em meu rosto.

--Eu me distraí –soltei uma risada nasal.

--Humm, com o que? Posso saber?

Era a hora de abrir o jogo.

--Estava distraído com você noona... –disse olhando para a garrafa em minhas mãos. -- Nem ao menos estava prestando atenção em meu esforço.

--Claro que eu estava. –sorriu mostrando a tela do celular que aparentemente mostrava um vídeo meu dançando.

-- P-Por que você estava me filmando???

Ela corou e desviou o olhar.

-- P-Para mostrar a Moonbin a sua evolução.

-- Ah. –disse voltando minha atenção a garrafa.  -- Noona, posso perguntar uma coisa?

--Claro!

--Você gosta de mim?

O silêncio reinou. Podendo ouvir apenas o som dos carros.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...