História Friendzone - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Hot, Romance
Visualizações 244
Palavras 353
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 33 - Um gato perfeito e quente


Fanfic / Fanfiction Friendzone - Capítulo 33 - Um gato perfeito e quente

A chegada a sua casa, foi meio diferente. Havia um grupo de mulheres na sua sala. Estavam em uma reunião de produtos de revista de cosméticos e perfumes quando chegamos. Cumprimentamos elas e fui puxada com uma certa pressa para as escadas subindo. Devem ter comentado sobre nós depois.

Ficamos nos beijando, abraçados, meio deitados na cama do Christopher. Não passou disto por um tempo. Parecia que o tempo em que ficamos separados havia declinado a nossa intimidade ao nível inicial. Como se estivéssemos em início de namoro. 

Beijos no meu pescoço fez a coisa esquentar um pouco mais. Enfiei as mãos dentro da camisa que ele tirou em seguida. Passou as mãos sobre os meus seios e os apertou me fazendo gemer, antes de voltar para os meus lábios e nosso amasso.

Aquelas mãos safadas me deixaram muito quente ao que o Chris correspondeu. Logo as peças de roupas foram sumindo em meio a beijos muito quentes, e fizemos amor.

Depois, me levou para casa. Desta vez, percebi que não havia frieza no pós sexo, continuamos carinhosos até nos desperdirmos.

Na tarde seguinte, precisamos terminar algumas tarefas que ficaram incompletas, por isso marquei com o Natan lá no orfanato. 

Estava um tempo chuvoso e muito nublado de modo que parecia noite apesar de ser tarde. O Natan teve a idéia de improvisar barracas com lençóis e simular um acampamento. Um abajur que simulava um caldeirão de bruxa foi usado como fogueira. E o Natan contou uma ótima e criativa história de terror que faz todos viajar no suspense e gritar de medo no final.

Tocou violão e cantou, logo depois, para dissipar o clima de terror, daí tomamos chocolate quente e comemos comidas quentes para afastar o frio. Natan gostava muito de tocar violão. Era tão lindo vê-lo envolvido nas canções que cantava. A sua voz era maravilhosa como tudo nele. Ele era um gato perfeito e quente. Me admirei que não tivesse uma namorada. Era tão difícil de crer nisto, a não ser que fosse sua escolha ficar sozinho.

Todas as crianças se deixaram embalar pela sua voz e sua melodia durante a tarde que se seguiu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...