História Frozen: A Verdadeira História - Jack e Elsa (Jelsa) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões, Frozen - Uma Aventura Congelante
Personagens Anna, Elsa, Hans, Jack Frost, Kristoff, Olaf, Sven
Visualizações 126
Palavras 664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - O "Reencontro"


Jack

Quando a porta se abriu, Jack sentiu algo de errado. Ele se levantou e foi até ela. Não era possível. Ela tinha a coroa, Elsa não podia ter esquecido dele. Não, ela só não tinha percebido ele lá.

Elsa parecia brava. Ela entrou e simplesmente jogou seu lenço azul claro que usava na cabeça no seu móvel que ficava do lado da porta e jogou seus sapatos de salto alto no chão.  

"Por isso ela não me viu." Pensou Jack "ela está destraida, e virada de lado, quando ela virar ela terá uma grande surpresa.

Mas não foi bem assim que aconteceu. Quando ela se virou, desfazendo o penteado, e deixando apenas uma trança caída em seu ombro, ela passou diretamente por Jack e caiu na cama. 

Jack não podia acreditar nisso. Ela passou através dele. Exatamente igual à todas as outras pessoas.  

— Elsa, por favor, fala que isso é uma das suas brincadeiras. — mas ele não obteve resposta — Você ainda tem a coroa de flores que eu te fiz há 6 anos. Você não pode ter esquecido de mim! 

Mas era tarde de mais. Ele tinha demorado. Jack nunca sentiu tanta raiva de si mesmo.  

Olhando para aquela garota deitada na cama, lendo um livro ridículo de como uma princesa deve se comportar em festas, com aquelas luvas estúpidas que seus pais tinham obrigado a usar, ele foi embora.  

Como ele pôde?! Ele tinha pensado em nunca desistir, continuar indo todos os anos, tentando olhar pra ela e falar que ele levaria ela embora e tudo ficaria bem, que ela iria morar com ele e virar uma lenda quando morresse. Mas não conseguiu. Ele simplesmente a deixou de lado. 

Enquanto voava por Arendelle, viu uma garota ruiva andando. Ela vestia roupas comuns, não devia ser a garotinha que ele conheceu, mas mesmo assim a seguiu. E quando olhou mais de perto, viu que ela estava cobrindo a cara, para que ninguém a reconhecesse, será que era mesmo Anna? Mas ela tinha uma mecha branca no cabelo,  coisa que quando a conheceu, ela não tinha. Mas alguma coisa chamava sua atenção. Ela parecia estar com uma energia tão negativa...

Sem perceber, Jack seguiu a menina até fora do reino, quando se deu conta, estava no meio da ponte que levava do reino até a floresta. Ele continuou seguindo a garota até que ela parou na frente de duas cruzes, com duas pinturas. Eram os reis. 

"Então foi por isso que eu consegui entrar... Eles não esqueceram de mim, eles morreram." Jack não sabia se sentia felicidade por eles pararem de proibí-lo de ver Elsa, ou se se sentia mal pelas garotas órfãs.

— Oi mamá. Papá. — a garota se ajoelhou e se pôs a chorar — Eu sinto tanto sua falta... — disse ela em meio a soluços — Eu queria que pelo menos Elsa estivesse comigo, mas vocês nunca nem tentaram me explicar porque ela se exclui tanto. E eu sei que estou quebrando a promessa de sair do castelo sozinha, principalmente do reino, mas eu precisava conversar com vocês. 

Jack ficou observando a garota de treze anos chorar e conversar com seus pais. Ela começou a relembrar coisas, como quando ela e Elsa ainda conversavam e brincavam na neve. 

"Elsa mostrava os poderes pra ela né... Eu lembro que ela ficava tão feliz me contando quando exibia seus poderes pra irmã... " pensava Jack. 

— Eu gostava quando a gente podia sair pra brincar e ela me empurrava na neve... 

— Espera. Então vocês não brincavam na neve que ela criava? Não brincavam no palácio? Mas ela falava que sim... 

Depois de um tempo, Jack notou que seus pais tinham achado um jeito de apagar as memórias dela sobre os poderes da Elsa.  

Começou a anoitecer e Anna voltou pro palácio, então Jack foi embora, mas sempre voltava pra lá, pra ver sua antiga amiga crescer até o dia da coroação, que foi o último dia que ele voltou pra Arendelle.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...