1. Spirit Fanfics >
  2. Frozen Fanfic - Hang In There >
  3. Aquele Sorriso

História Frozen Fanfic - Hang In There - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


❄❄❄❄❄❄❄❄❄️💜❄❄❄❄❄❄❄❄

Capítulo 5 - Aquele Sorriso


Mas apesar de tudo Elsa sabia que aquilo era errado, os sentimentos, o beijo, tudo, mas Anna nunca ficava satisfeita, e alguma hora a ruiva iria pedir por mais e mais, Anna as vezes era injenua de mais para pensar em consequências, mas já Elsa, não conseguia para de pensar, o que as pessoas iriam achar? E a realeza vizinha? "Olha a rainha Elsa está apaixonada pela sua irmã, ou seja ela é lésbica hahaha" o mundo pode ser bem cruel, principalmente se vier dos Reis ambiciosos, mas ela não conseguia negar ela amava Anna, mais do que irmã, e sabia que todos a olharia torto, se ao menos ouvesse um jeito, alguma magia que pudesse mudar, e fizesse que todos esqueçam que elas são irmãs, em um toque leve e macio de Anna em seus ombros a platinada deu um pulo, 

— Elsa? No que está pensando? - pergunta Anna,

— Em n-nada é que tenho muitas cartas a responder, - balbucia Elsa um pouco aflita,

— Ah, tudo bem, vou dar uma passada envolta do reino, tudo bem por vocês Rainha Elsa?

— O-Oh claro, pode ir Princesa Anna - a loira responde indo ao banheiro, ela só precisava esfriar a cabeça, antes que perca o controle, entrou se despiu, se encarando ao espelho, pensando, ela realmente queria aquilo tudo? Entrou na banheira e ali ficou pensativa,


Anna On


Enquanto andava pelo reino, avistei uma rena, logo me lembrei do Sven, de Kritoff, aí que saudades dele, se eu soubesse que seria as últimas palavras que diria a ele, eu pelo menos teria dito o quanto eu amava-o, mas se isso acontece é porque o destino quer, continuei caminhando, eu só pensava em Elsa, eu realmente beijei a minha irmã? Era realmente bom, era diferente dos beijos de kristoff, os lábios de Elsa são frios e gostosos de sentir, Anna só queria viver ao lado de Elsa,


Elsa On,


Em meu escritório, lendo as cartas dos súditos, e dos reinos, uma delas me chamou atenção,

"Bom dia, Alteza, sou o filho do rei Stephan, me chamo Hans, gostaria de perguntar, tenho muita vontade de conhecer Arendelle, se possível, gostaria da sua permissão para que eu possa ir, sem pressa, espero sua resposta Rainha Elsa,

Ass; Hans The Noth Ilands"


Que legal ele quer visitar Arendelle, claro que vou deixar-lo vir, quem sabe ele se mostre um boa pessoa e vire amigo de Anna, ela anda muito sozinha quando eu estou ocupada, respondi com outra carta,


"Boa tarde, Príncipe Hans, com muito orgulho, lhe convido a vir em Arendelle, irei receber-lo de portas abertas, caso possível, me avisar com antecedência sua vinda, 

Ass; Rainha Elsa, Arendelle"


Sem que eu perceba, horas haviam se passado, arrumei os papéis, e desci para o jantar, la encontro Anna, parecia agitada, decidi perguntar,


— Algum Problema Princesa Anna?


— Não, nenhum, Rainha - balbucia,


— Então qual o motivo da sua agitação? - pergunto lhe que a mesma não consegue me olhar nos olhos,


— É que enquanto eu caminhava pelas redondezas, encontrei um presente para você, estou ansiosa para te dar, - responde fitando-me


— Oh, se quiser pode me dar agora, 


— Você vai ter que esperar, - deu um leve sorriso em seus lábios,


— Se prefere assim, - respondo com a presença dos servos, colocando a comida farta na mesa,


 as vezes era vazia para apenas 3 pessoas, mas ultimamente, olaf está um pouco sumido, mas não dei muita importância, o que realmente importa é a Anna, após o jantar sobi novamente para o escritório, ficando la por mais algumas horas, ja na tarde da noite, estava esperando por Anna, mas a mesma não veio, logo imaginei que a ruiva ja estava dormindo, estava arrumando os documentos para ir me deitar, quando avisto Anna, cabelos totalmente soltos, coisa que era raro vindo dela, nunca vi alguém gostar tanto de usar tranças igual ela, Anna vestia uma uma camiseta de manga com botões, verde fosco, que os na parte de cima estavam desabotuados deixando a mostra parte de seus pequenos e delicados seios, com uma calcinha simples preta, uau nunca a vi daquele jeito, estava realmente linda,


— A-Anna? - gaguejei,


— Por que os espanto Elsinha? - dizia Anna em um tom levemente perverso, se aproximou de mim, sentando em cima da mesa e documentos, 


— V-ocê está b-bonita Anna - a caçula, se aproximou de meus ouvidos sussurando,


— Ah, Elsa, eu sei que você quer isso, vem comigo, - eu travei, senti minha bochechas queimaram, certamente estavam coradas, Anna pegou minha mão conduzindo-a para sua coxa, cheia de sardas,


— O, O-que você está f-azendo?  - gaguejei novamente,


A ruiva levantou da mesa, em poucos segundos, estava em meu colo, com o peso de sua cintura sobre minhas coxas, eu estava ardendo pela provocação de Anna, aquele ato dispertou algo diferente em mim, mas não consegui fazer nada, ainda paralisada, e claramente, muito burborisada, com meus lábios trêmulos, tentei dizer,


— A-anna!  P-odem nos ver aqui, 


— Está com medo Rainha? - me provocou,


— E-Eu não-o - levei minhas mãos frias até a cintura marcada e fina de Anna,


— É essa Elsa que eu quero ver, 


— M-as essa não é a Anna que eu c-conheco,


— Nem Kritoff a conhece, você despertou-a em mim sabia irmã? - acariciou minhas bochechas com suas mãos quentes e extremamente macias, ali tão perto de Anna, conseguia sentir seu cheiro, era de bala de amora, sua fruta preferida,


— S-erio? Eu n> - fui interrompida por um beijo da ruiva, seus lábios quentes e delicados, novamente, sentindo seu gosto único, ó deuses por que me tentas tanto assim? Perdida nos beijos doces de Anna, voltei a realidade, com um movimento de vindo dela, em meu colo sinto Anna "rebolando" okay, aquilo me tentou de mais, se não parace agora, não teria mais volta, senti minha intimidade, quente e pulsante, algo totalmente novo para mim, nem mesmo meu corpo gelado conseguira resistir a ela, poxa Anna,


— P-Princesa Anna, acho que já deu, eles vão nos ver aqui, - tentei "deter" Anna antes que eu perdesse o controle,


— Hum, Eu acho que não, - respondeu com seu sorriso, aquele Sorriso mexia comigo,


— Ja está tarde I-Irmã, 


— Que bom, - riu, se levantou de meu colo, me puxou da cadeira, apagou as luzes, correu me puxando até seu quarto, trancou a porta e me jogou na cama....



Continua...







Notas Finais


E ae o que acharam? Sera que vem um hot por ae? Veremos no próximo capítulo, kkk desculpa cortar na melhor parte, amo vcs 😗✌️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...