História Frutos de um Abuso - Capítulo 12


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, The Boyz, Wanna One
Personagens Baekhyun, Choi Chanhee (New), Heo Hyunjoon (Hwall), Jaehwan, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Moon Hyungseo (Kevin), Park Jimin (Jimin), Sehun, Xiumin
Tags Abo, Bangtan Boys, Bts, Exo, Hibridos, Namjin, Sebaek, Vkook, Yoonmin
Visualizações 118
Palavras 1.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Admito que levei um susto porque jurava que tinha postado esse cap na História de Vkook mas relevem.

Não tenho uma foto de beijo então fique com essa linda e gostosa foto do Jungkook com suas maravilhosas coxas e do Taehyung com esse rosto do homem mais bonito do mundo

Boa tarde como vão? Não me interessa, se estiverem tristes o problema é de vocês.

Mentira, amo vocês.

Que começo lindo não é gente? ^^

Sem mais de longas, grossas ou grandes ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Boa leitura e desculpa qualquer erro, lembrando que eu estou usando um novo programa para escrever e eu não sei se está bom ^^

Capítulo 12 - O Beijo


Fanfic / Fanfiction Frutos de um Abuso - Capítulo 12 - O Beijo

No Capítulo Anterior...

                           {*~*Sonho OFF *~*}

 

Meu corpo estava indo para trás e para frente freneticamente. Vejo o Jungkook apavorado enquanto me balançava.

 

JK: Tae você está bem? - perguntou ofegante -

 

TH: Estou, porque?

 

JK: Não sei, você começou a gritar e se mexer, pensei que estava tendo um pesadelo. Ainda bem que você está bem. - Me abraça –

Seu abraço estava tão confortante, não queria me separar mais, então, para demonstrar que eu havia gostado, retribuo o abraço tão caloroso. Foi possível sentir sua respiração quente e lenta no meu pescoço, acho que isso me acalma de alguma maneira.

JK: T-Tae... – Se pronunciou –

TH: Hm? – Pergunto enquanto ainda continuamos abraçados –

JK: É melhor nós irmos dormir, já está muito tarde e amanhã já temos aula de novo.

TH: Eu não quero parar de abraçar você. – Minha voz sai manhosa –

Sério que eu disse isso? E-eu só posso estar sob efeito de drogas, não é possível. Não não, eu não posso estar sóbrio. Nunca disse que isso nem para minha mãe. Esse Jungkook está me causando coisas estranhas, e eu vou descobrir, mas não agora.

                                            {...}

Meus olhos estavam pesados e minha visão embaçada, mas nada anormal. Tento me mexer para o outro lado da cama para me levantar, mas paro quando me enrolo ainda mais nas cobertas. Que saco. Me livro de cada coberta, uma por uma, até ter controle total das minhas pernas. Elas ficaram espalhadas no chão e provavelmente vai ser um sacrifício para arrumar todas elas, mas tanto faz sou eu que vou arrumar mesmo. Pego meu uniforme e vou em direção ao banheiro, mas cesso meus passos quando vejo a porta fechada e um barulho de chuveiro ligado vindo de lá de dentro. Me esqueci que o Jungkook ainda estava aqui.

Me aproximo mais da porta e fico com o rosto praticamente colado nela. Mas calma, não é isso que você está pensando. Jungkook estava cantando uma música desconhecida por mim, e realmente sua voz era muito linda.

JK: Niga naege dagawajun geoya I do believe your galaxy deudgo sipeo neoui mellodi.

Eu não conhecia a música, mas mesmo assim eu tinha certeza de que ela não havia acabado. Não me aguento e olho pelo buraco da maçaneta. Olho mais atentamente, mas não vejo ninguém. Fico ali procurando o Jungkook por todos os cantos, mas não o acho, até sentir um frio na barriga e uma vontade de entrar lá dentro e procura-lo. Giro a maçaneta, mas não consigo abrir a porta, ele deve ter trancado por dentro. Que droga. Como não havia outra opção, coloco minha garra para fora e começo a girar a fechadura até que abrisse, o que não demorou muito.

Finalmente consigo abrir porta, então adentro o local e procuro pelo moreno, mas não estava ali. Por onde ele iria sair e, porquê? Como desisti de procura-lo, me dirijo até a porta para sair, mas ela fecha sozinha e eu não consigo abrir. Vou até a janela para abrir, mas ela também se fecha, me dando um susto com o barulho que foi feito. Dou passos para trás até bater com minhas costas na parede. Sem saber o que fazer, começo a me desesperar e a suar frio. Me olho no espelho e vejo que o mesmo estava quebrado. Os cacos de vidro estavam espalhados pelo chão. Tento desviar deles, mas acabo resvalando em um e me machucando com os outros que estavam ali. Meu grito de dor ecoou por toda a casa, se possível, até por toda a rua. Lágrimas saíram do meu rosto coberto por suor frio de medo.

Sinto uma mão em cima da minha, olho, e fico sem entender já que não tinha nada ali. De repente eu vejo o Jungkook usando uma toalha na cintura enquanto olhava para mim.

JK: Tae?

TH: J-Jungkook?

JK: Porque você estava gritando?

Como um impulso qualquer, abraço seu corpo e começo a chorar desesperadamente.

TH: J-Jugkook...e-eu estava com medo.

Minha voz saiu fraca e baixa, mas acho que ele conseguiu ouvir. Suas mãos frias foram parar nas minhas costas, retribuindo o meu abraço.

JK: Precisamos conversar sobre esses pesadelos que você anda tendo, mas antes – Me afasta um pouco -, pode deixar eu me vestir? – Fica corado –

Olho para ele fico com minhas bochechas quentes ao lembrar que ele se encontrava seminu, apenas com uma toalha na cintura. Apenas me levanto e vou para meu quarto esperar ele se arrumar.

                               {...}

 

Depois de ter tomado meu banho e pensado na vergonha que havia passado minutos atrás, pego minha mochila e vou em direção a sala para esperar o Jungkook tomar o seu bendito café e irmos para a escola. Pego meu celular e envio uma mensagem para o Hoseok, meu amigo desde a infância, e digo para ele me esperar no portão de entrada da escola, recebendo um emoji em resposta.

     JK: Está falando com quem?

     TH: Com um amigo.

     JK: Que amigo?

Pra que essa curiosidade toda?

     TH: Termina seu café para irmos embora logo.

      Jungkook toma o último gole de seu café e pega sua mochila.

      JK: Vamos. – Vem em minha direção –

      TH: Pera, tem uma coisa aqui. – Aponto para o seu lábio inferior –

      JK: Aqui? – Passa a mão, mas não consegue retirar –

      TH: Aqui. – Passo meu dedo em seu lábio –

       Seus olhos começaram a me fitar, me deixando com um pouco de vergonha. Afasto meu dedo de seu rosto e pego minha mochila, logo indo em direção a porta e abrindo a mesma para que o Jungkook passasse.

                                    {...}

               Ficamos o caminho inteiro em silêncio, só se podia ouvir os barulhos das pessoas andando e os carros em alta velocidade pelas ruas de Seul. Estávamos na esquina da rua da escola, quando decidimos apostar uma corrida para ver quem chega primeiro.

      JK: 1 – começa a contar -, 2, 3!

          Saímos correndo igual dois idiotas. Jungkook estava na minha frente, mas eu consigo me apressar mais e passo dele. Olho para trás e vejo seu rosto como se ele não entendesse nada.

          TH: Melhor se apressar! – Grito sorrindo –

          Quando olho para frente, vejo que estou no meio da rua enquanto estava vindo um carro em minha direção. Fecho meus olhos esperando o pior acontecer, mas antes que o carro me atingisse, alguém me puxa pelo braço e eu bato contra seu peito. Abro meus olhos e vejo o rosto ofegante de Jungkook.

           JK: Cuidado, lindo.

            Ele me chamou de lindo?

            Jeon Jungkook ON

             Meu corpo estava praticamente colado com o de Taehyung, e como temos a mesma altura, nossas bocas estavam quase juntas. Apenas me entrego para a vontade de beijá-lo e tomo seus lábios para mim. Ficamos em um beijo lento e romântico. Peço passagem com a minha língua e ele logo cede. Por ter uma parede atrás dele, coloco uma mão em cada lado de seu corpo, prensando seu corpo contra a mesma. Seus braços ficaram em volta do meu pescoço, aprofundando ainda mais o beijo.

           

 

 

 


Notas Finais


ITI MALIA QUE COISA MAIS FOFA ESSE CAP SOCORRU

Ain gente, quero dizer que eu amei escrever esse cap aqui ^^ xD

Minha outra fanfic -> https://www.spiritfanfiction.com/historia/a-historia-de-vkook-12188695


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...