1. Spirit Fanfics >
  2. Fuck me Kim Taehyung... ( Meu primo quase irmão ) Incesto >
  3. Comfortable

História Fuck me Kim Taehyung... ( Meu primo quase irmão ) Incesto - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Roi gente, tô de volta.

Capítulo 19 - Comfortable



...

Acabamos passando bastante tempo conversando e o Jin realmente me deixava muito confortável. Ele é compreensivo mas ao mesmo tempo extrovertido e isso me faz tão bem. Decidi tomar um banho rápido e quando voltei ele estava jogado na cama de olhos fechados.

S/N: Tá pensando na vida? Ou tá tentando dormir?

Jin: Pensando em você é claro.

S/N: Não deixa escapar uma né?

Jin: Oque eu não faço pra te conquistar ne?

S/N: Deixa de graça vai. Vamos fazer oque?

Jin: Netflix, Pizza e sorvete. Topa?

S/N: Acho que encontrei o homem da minha vida. - faço cara de apaixonada e ele ri -

Jin: Posso te perguntar uma coisa?

S/N: Claro!

Jin: Tá rolando alguma coisa entre você e o Tae? - aquela pergunta me desestabilizou completamente. Se ele estava perguntando é porque poderia estar muito na cara. Não posso contar pra ele a verdade, preciso esconder isso ao máximo -

S/N: Não. Porque a pergunta?

Jin: Por causa do beijo no dia do jogo da garrafa. Vocês não só se beijaram, aquilo tinha algo à mais e também ele te deu uma mordida na boca depois do beijo. Mas também porque eu percebo como ele fica puto quando você se aproxima de alguém. Você têm certeza que não está rolando nada? Se quiser desabafar eu estou aqui.

S/N: Relaxa Jin. Eu também estranho os comportamentos do Tae comigo mas está tudo bem. Obrigada por se preocupar. Você é muito importante pra mim!

Jin: Me faz chorar não S/N. Você é uma menina incrível! Sorte de quem vai dividir a vida com você! - seu olhar naquele exato momento era indecifrável. Não sabia oque ele queria insinuar com aquela frase mas sorri docilmente como uma forma de agradecimento pelas palavras - Enfim, vou pedir a pizza. Quer escolher o sabor?

S/N: Pode escolher.

Jin: Tá bom. - o mesmo começa à mexer no celular e eu me deito deixando um espaço considerável entre nós. Pego o meu celular e vejo algumas notificações de ligação do Tae e mensagens -

       *Mensagens on*

Tae: Eu sei que está chateada. Eu também estaria, mas você não pode fugir de mim, fugir do nosso amor. Não sei oque se passa pela sua cabeça agora mas por favor volta.  Temos que conversar S/N.

Tae: Eu te amo!

S/N: Não irei dormir em casa hoje. E pretendo não continuar morando aí então não tenha esperanças em nós dois.

S/N: Você magoou muito Kim Taehyung! Não esperava isso de você mas vou esquecer de todo esse nosso "rômance", se é que posso chamar assim oque tivemos.

Tae: S/N, por favor! Onde você está? 

S/N: Eu não quero te ver.

             *Mensagens off*

Deixo o celular de lado e dou uma respirada profunda. Realmente ele estava certo em uma coisa, eu não posso fugir disso. Vou enfrentar e me livrar disso tudo logo! Minha mãe sempre me dizia "Tudo oque começa errado, dá errado". Eu sabia o quanto errado era mas mesmo assim quis me arriscar e acabei magoada. Sou tirada dos meus pensamentos quando o Jin chama a minha atenção.

Jin: S/N? Tá tudo bem?

S/N: Tá sim. Só estava pensando em algumas coisas. Pediu a pizza?

Jin: Pedi sim. - o mesmo se levantou da cama ficando de pé enquanto me olhava - Venha. Vamos dançar! - estendeu a mão para mim -

S/N: Tá vamos. - me levando e pego em sua mão. O mesmo me leva para a sala, onde tinha um tapete peludinho que recobria tudo. Seu apartamento era bem bonito, espaçoso e com a decoração moderna - Dançar oque mesmo?

Jin: Relaxa. Só sente a música e me acompanha. - faço que sim com a cabeça e o mesmo pega o seu celular e bota uma música da H.E.R, o nome era Comfortable (coloque agora e imagine). O mesmo se aproxima de mim e me olha, põe as suas mãos na minha cintura suavemente e eu envolvo o seu pescoço. Começamos a dançar e a todo momento nossos olhos se aprofundavam um no outro. Minhas mãos acariciavam seus braços enquanto nossos passos eram lentos. Não entendia muito do porquê ele ter me chamado para dançar e oque mais me intrigava era como nossos corpos mantinham se em harmonia. Seu olhar queria me dizer algo mas eu não conseguia decifrar -

'Cause I feel so comfortable with you
           You make me comfortable with you
           I feel so comfortable with you
           You make me comfortable with you
           You make me


Quando a música acabou continuamos nos olhando, até que o mesmo olha para baixo me deixando sem entender nada.


Jin: Essa música me lembra você. Você me traz um conforto tão grande. - fala e continua encarando o chão -


S/N: Também me sinto assim com você. Sinto que te conheço há muito tempo mas não sei como.


Jin: S/N, é melhor eu dormir na sala e você no quarto. Não quero te desrespeitar.


S/N: O quarto é seu e não vai estar me desrespeitando. Entende? E também o sofá não deve ser tão confortável quanto a cama. - falo dando um sorriso e o mesmo retribui -


Jin: Está bem. Mas se roncar te expulso do quarto. - fala rindo e eu dou um tapa em seu braço -


S/N: Depois morre e não sabe o porque.


Jin: Ui me senti ameaçado. Por acaso trouxe uma pescopata para o meu apartamento?


S/N: Fica na curiosidade. - falo e me jogo no sofá -


Jin: Bixinha folgada viu. - fala se referindo à eu ter me jogado no sofá e ri de deboche -


S/N: Desculpa majestade, da próxima vez eu peço permissão pra usar o seu sofá.


Jin: Deixa de mimimi e me diz qual filme vamos assistir? - fala e se joga no sofá ao meu lado -


S/N: After?


Jin: Aquele que é baseado na série de livros?


S/N: Ele mesmo!


Jin: Já leu os livros?


S/N: Tô no finalzinho do primeiro.


Jin: Tô no segundo já bocó. - fala e me direciona um olhar esnobe e depois começa a rir -


S/N: Deixa de enrolação e bota logo?


Jin: Uai mas nem nos beijamos ainda...  - fala rindo e me olha maliciosamente -


S/N: Tô falando de botar o filme e não em mim arrombado. - começo a rir junto com ele -


Jin: Desculpa aí grossa. Tá mas cadê o controle?


S/N: Se você que é o dono do apartamento não sabe imagina eu.


Jin: Vê se você não sentou em cima.


S/N: Eu ia sentir se eu sentasse né!


Jin: Olha logo cu sensível.


S/N: Nossa ri horrores. Já falei que eu ia sentir se estivesse sentada em cima.


Jin: Ok então. - o mesmo se levanta e rapidamente me pega no colo - Não é que estava mesmo embaixo de você gatinha? - fala rindo enquanto me bota no chão e pega o controle -


S/N: Ouve um equívico (os fortes entenderão) - falo rindo e o mesmo ri junto comigo -


Jin: Tu não ia sentir? Tu têm é o buraco negro dentro desse cu aí. - sua gargalhada era engraçada de se ouvir e dava vontade de rir junto. Ele se sentou no sofá e continuou rindo que nem retardado -


S/N: Mais respeito com o meu cu por favor. Ele é um cu de família, trabalhador. - me sento ao seu lado e dou um tapa em sua coxa -


Jin: Aii bundinha gulosa! - reclamou de dor e pôs a mão onde eu havia batido -


S/N: Para de me chamar assim Jin!


Jin: Nem que você me mate, esse apelido vai ficar pra o resto da vida. - continua rindo -


S/N: Vou arrumar um motivo pra te zoar também! - falo cruzando os braços e fazendo cara feia -


Jin: Deixa de birra vai... - o mesmo fala colocando o seu braço em volta de mim e me puxando para perto de si - Ou vou ter que te fazer cócegas?


S/N: PAREI!


Jin: Bom mesmo! - fala marrento e eu ignoro. Me ajeito no sofá e descanso a cabeça em seu ombro... Estávamos concentrados no filme e a campainha toca - Deve ser a pizza, vou ir ver.


S/N: Qualquer coisa me chama. - o mesmo balança a cabeça e vai em direção à porta. Como haviamos pausado o filme eu acabo pegando o celular para mexer no Twitter -


Jin: Oi moç... - ele interrompe sua fala e eu olho para trás tentando entender o porque de ter ficado em silêncio. Me viro e vejo que não tinha entregador de pizza nenhum. E sim o Kim Taehyung. Nos olhamos e na hora eu senti a raiva me dominar - Tae, eu acho melhor você ir embora... - Jin falou tentando evitar qualquer conflito, mas já era tarde de mais. Ele ter vindo atrás de mim me despertou mais raiva -


Tae: Eu vou,  mas levo a S/N junto! - falou com ignorância e não tirava os olhos dos meus -


Jin: Tae amigo, por favor vai embora. Vocês dois precisam de um tempo para esfriar a cabeça. Conversar de cabeça quente só vai piorar tudo.


S/N: Vá embora!


Tae: S/N eu fui na casa de todos os nossos amigos pra te achar e não vai ser agora que eu vou desistir. Vou repetir denovo, você não pode fingir que nada aconteceu. Vamos voltar pra casa e conversar.


S/N: Eu também vou repetir denovo. Vá embora!


Jin: Tae...


Tae: CALA A BOCA JIN! VOCÊ NÃO TÊM NADA HAVER COM ISSO! - me levanto e vou para perto dos dois ao ouvir seu tom de voz aumentar e seu rosto queimar de raiva -


S/N: NÃO GRITE COM O JIN! ELE NÃO TÊM NADA HAVER COM AS MERDAS QUE VOCÊ FAZ! SE VEIO ATRÁS DE MIM JÁ PODE IR EMBORA! - nessa hora a mão de Jin pousou sobre o meu braço em forma de tentar me acalmar um pouco -


Tae: Não entendo de onde vêm essa proximidade toda S/N! Mal conhece ele e já está no apartamento dele. Mais um que se aproveita pra tentar te comer! - suas palavras foram como um tapa em minha cara. Não gostei o jeito que se referiu ao Jin mas principalmente pelo fato de ter falado que ele só se aproximou para tentar me comer. Me senti como um objeto que ele tratava e destrava quando quisesse -


S/N: E se eu quiser transar com ele? Me diz oque você têm haver com isso? Eu dou pra quem eu quiser e se ele estiver se aproximando de mim para tentar me comer o problema é meu! - nessa hora o Jin me olhou mas rapidamente voltou sua atenção para o Tae -


Tae: Faça como quiser S/N! Pode tentar encontrar oque falta em você o quanto quiser. No final de tudo você vai voltar! - se virou e foi andando para o elevador. Jin fechou a porta e rapidamente me abraçou.  Aquilo era tudo oque eu mais precisava -


S/N: Ignora  tudo oque o meu primo falou, por favor.


Jin: Relaxa. Eu conheço o Tae e sei como ele é na hora da raiva. Se você quiser ir dormir pra tentar relaxar ou fazer qualquer outra coisa, pode ir.


S/N: Nada disso. Vamos voltar à ver o fime! - falo e nos semparamos do abraço. Sentamos no sofá e voltamos à assistir. Uns 15 minutos depois a pizza chegou. Comemos e continuamos assistindo o filme. Acabamos de assistir o filme e nos olhamos - Que ator ein!


Jin: Fui assistir um filme e sai apaixonado. Que porra é essa? - começo a rir e o mesmo me acompanha - E agora?


S/N: Que horas são mesmo?


Jin: Tô com preguiça dr olhar. Tá com sono?


S/N: Não e você?


Jin: Também não. Temos que fazer algo que canse. - fala rindo e me olha maliciosamente -


S/N: Já sei! Têm uno?


Jin: Tava falando de outra coisa mas pode ser. - fala desanimado e eu dou um tapinha em seu ombro -


S/N: Tu deixa de ousadia garoto. Vai lá buscar vai. - ele levanta e volta rapido. Me sento no chão e ele me acompanha sentando de frente para mim - Tá pronto pra perder?


Jin: Eu que te pergunto. Tá pronta gatinha?


S/N: Isso é oque a gente vai ver gatinho! - o mesmo ri e começa a embaralhar as cartas. Começamos à jogar -


[...]


Jin: Uno! - fala vitorioso mas ele não contava com uma coisa. Das duas cartas que eu tinha não mão uma é a famosa destruídora de amizades. Ela mesma, o 4 - Pode começar a chorar perdedora!


S/N: Antes de você contar vantagem se lembre, o peixe morre pela boca. - falo seca e jogo o 4 - Uno! Cor vermelho.


Jin: S/N como que você fez isso comigo? Pensei que éramos amigos. - fala com decepção enquanto pega mais quatro cartas - Safada!


S/N: Isso que dá contar vantagem né gato. Joga logo - ele joga uma carta  vermelha - Que pena vou ter que ganhar! - falo e jogo a carta de bloqueio vermelha que eu tinha na mão. Encaro o mesmo com deboche -


Jin: Também roubando até eu ganho.


S/N: Seja um bom jogador e aceite a sua derrota.


Jin: Tá. Vai querer que eu te faça oque como prêmio?


S/N: Tô precisando de uma massagem. - falo enquanto começo à juntar as cartas e as coloco dentro da caixinha. O Jin se levanta primeiro e estende a mão para mim. Me levanto com a sua ajuda e entrego o baralho em suas mãos -


Jin: Tá. Pode ir indo para o quarto e deitar na cama. Que eu vou pegar um óleo pra massagem - afirmo com a cabeça e vou para o quarto. Entro no banheiro e retiro a minha blusa e o sutiã. Me enrolo em uma toalha e vou para o quarto. Deito na cama e deixo as minhas costas nuas para receber a massagem. Espero o Jin e não demora muito o mesmo adentra o quarto - Ui que sexy.


S/N: Têm tesão em costas é? - falo rindo e escuto à risada do mesmo -


Jin: Claro.


S/N: Sempre desconfiei.


Jin: Tirando as gracinhas, antes de começar a massagem deixa eu te avisar um negócio.


S/N: Pode falar.


Jin: Ele é um óleo de massagem erótica, mas não têm problema fazer massagem normalmente.


S/N: Ui curte uma massagemzinha na hora do vapo vapo.


Jin: Quem não curte né? Vamos deixar de enrolação. - o mesmo sobe em cima de mim e se senta na minha bunda. Fecho os olhos e sinto o óleo ser colocado em minhas costas, logo em seguida suas mãos percorrem espalhando o óleo por toda as minhas costas. Suas mão eram grandes comparadas as minhas mas ao meo tempo eram suaves. Seus movimentos subiam e deciam calmamente. Aquilo me fez relaxar de uma forma que vocês não tem noção - Está bom?


S/N: Muito! - dá uma risadinha e continua a massagem. Sinto a minha pele começar à esquentar -


Jin: Esquentou né? Tô sentindo nas mãos que o óleo esquentou.


S/N: Sim mas não para.


Jin: Não vou, pode ficar tranquila. - suas mão foram parar nos meus ombros e o mesmo começou à apertar calmamente - Você tá tensa ainda né?


S/N: Infelizmente. - escuto uma respirada em forma de frustração e o mesmo continua me massageando. 15 minutos depois a massagem acaba. Ele sai de cima de mim e eu me enrolo na toalha e vou para o banheiro, me visto e volto para o quarto. Me deparo com a cena dele deitado de bruços sem camisa -


Jin: Minha vez!


S/N: Vou fazer só porque eu sou gente boa. - pego o óleo e subo em cima dele, rodeio o seu corpo com as pernas e sento em cima da bunda dele. Coloco uma quantidade boa de óleo em suas costas e começo a espalhar por toda a região. Começo a reparar bem nas suas costas que eram extremamente bonitas. Prossigo a massagem e sinto o óleo aumentar de temperatura -


Jin: Isso sim é melhor do que sexo!


S/N: Não é pra tanto. Sexo é outro nível.


Jin: Agora eu fiquei curioso. Como você gosta de transar?


S/N: Vai continuar curioso. - falo e continuo a massagem -


Jin: Chata!


Continua no próximo capítulo...





Notas Finais


Espero que tenham gostado e até o próximo capítulo❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...