1. Spirit Fanfics >
  2. Fuck me papai (Imagine-Jackson Wang) one shot >
  3. Capítulo único

História Fuck me papai (Imagine-Jackson Wang) one shot - Capítulo 1



Notas do Autor


Decidi juntar os capítulos e ficar uma one shot....pq eu tbm n sei...kkk

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Fuck me papai (Imagine-Jackson Wang) one shot - Capítulo 1 - Capítulo único

- Appaaa... você não sai desse celular; me da mais atenção poxa!- suplicava a garota enquanto tirava o celular da mão de Jackson e sentava em seu colo de lado para o mesmo que logo a olhou sério.

-S/n você sabe que ando oculpado ultimamente meu amor. Sinto muito por não estar mais tão presente para você.-ele tira uma mecha de cabelo do rosto da menor e a coloca atrás de sua orelha.

-Pode tirar um tempo pra mim pelo menos só por hoje?- s/n faz bico e Jackson ri logo assentindo com a cabeça

-O que quer fazer?-pergunta ele ja encomodado pelo fato da garota ainda estar sentada em seu colo.

Apesar de a considerar como filha desde os quatro meses da menina, ela havia crescido e se tornado uma moça; seu corpo ,sua voz , seu sorriso...tudo era uma tentação para Jackson. Ele queria mais do que apenas caricias inocentes; mas mal sabia ele que a "garotinha" em seu colo também o desejava.

Todas as tentativas de namoro do mais velho foram em vão, já que a opinião de S/n era a que valia. Mas ele não queria nenhuma daquelas garotas, ele a queria. S/n nunca aceitou nenhum relacionamento amoroso do "pai"; ja que des de seus 10 anos ja sentia desejo por ele(apesar de não saber ao certo o que sentia ja que era apenas uma criança).

-O que acha de fazermos como nos velhos tempos? Sinto falta do seu carinho...- deitou sua cabeça nos ombros largos do homem e suspirou pesado.

Jackson não estava conseguindo se conter. A cada mexida do "bum bum" da garota sobre seu colo era um arfar arrancado de sua boca.

S/n havia percebido aquilo então decidiu continuar com as provocações.

-E-e o que sugere então...?- pergunta quase deixando escapar um gemido quando a garota se remexe e senta exatamente sob seu membro. 

Engulindo em seco ele esboçou um sorriso forçado em seu rosto.

-Só de ficar assim com o senhor ja está de bom tamanho!- retribuiu o sorriso contente por conseguir mais"contato" com o seu "querido pai".- Lembro-me vagamemte da ultima vez em que brincamos juntos (sem ser jogos de cartas e coisas do gênero). Foi de cavalinho não é mesmo?

Ele concordou com a cabeça.

Isso havia sido a mais ou menos a dois anos atrás quando ele havia feito uma viagem a trabalho para o México e precisou levar S/n consigo(já que a mesma tinha 15 anos na época).

O tempo estava bonito então ambos decidiram tirar um tempinho para se divertirem juntos na praia.

Jackson havia feito um comentário maldoso a filha (mas não ofencivo ja que estavam brincando) e a mesma pulou em suas costa; iniciando assim tal brincadeira.

-O que acha de brincamos novamente?- sugeriu sínica e o maior condordou sem saber as intenções da mais jovem.

Apesar de achar estanho o fato de que S/n ainda não havia se levantado para começarem a brincadeira, ele continuou ali, imóvel a espera de algum ato da garota. 

Já tendo em mente como iria começar as provocações contra Jackson,S/n se levantou e quando ele ia se levantar também, ela o fez continuar sentado e sentou em seu colo de frente para o maior.

-O-o que esta fazendo?- gaguejou ele sem saber o por quê daquilo.

-Vamos brincar de cavalinho papai!

Seu tom de voz a fazia parecer inocente, mas seu sorriso era diabólico. 

Logo Jackson percebeu quais eram as intenções da garota. Aliás, com aquela cara de "Sou toda sua,me coma!" , Quem não perceberia?

-Tudo bem. Vamos brincar.- ele apertou a cintura da menor ,fazendo seu membro ja semi ereto ficasse em contato com a intima da garota, que gemeu baixo.

Ainda que estivessem vestidos, S/n percebeu sua pequena ereção.
S/n não podia esperar nem mais um segundo, ela queria senti-lo logo entrando dentro de si. Ela queria,o mais rápido possivel, sentir os beijos molhados de Jackson por todo seu corpo.

Ela queria que sua primeira vez fosse com ele. E seria!

Sem muita experiência com tudo aquilo, a gorota pôs suas mãos sob os ombros do maior e rebolou algumas vezes;até o mesmo a tirar de seu colo, e em um movimento rápido, a deitou no sofá ficando por cima dela.

-Por favor...se me disser que podemos continuar , prometo que não ira se arrepender. -sussurrou no ouvido da garota e passou a beijar seu pescoço.

Todos os pelos do corpo da "pequena" se arrepiaram.

-E-eu quero...-puxou o rosto de Jackson de seu pescoço o fazendo olha-la e selou seus lábios pedindo passagem com a língua.

Ele retribuiu e puxou as pernas da garota para sua cintura, querendo mais contado com a menor. Assim que conseguiu , incinuou uma estoca e S/n soltou um gemido abafado entre o beijo.

Quando a falta de ar se fez presente, pararam o beijo e S/n começou a derabotar botão por botão da camisa social do homem emsima de si.

S/n on:

Era a primeira vez que me atrevi a ,no mínimo, sentar no colo de uma pessoa do sexo oposto, com intenções maliciosas.

Minhas colegas de escola já haviam comentado que as primeiras vezes doiria...mas nunca haviam me contado que era tudo tão bom; ainda que não ouvesse chegado na parte que doia.

Jackson sorriu para mim e me ajudou com dua camisa, que logo foi jogada pelo chão(na qual foi o destino de todas as outras pelas de nossas roupas).

Quando me dei conta, ja estávamos os dois completamentes nus e "papai" me carregava em seu colo enquanto nos beijávamos (até onde suponho ser o quarto, pois estava ocupada demais para prestar atenção onde iamos).

Minhas conclusões foram confirmadas quando ele me deitou em sua cama ficando por cima de mim.

Então ele parou o beijo e desceu um pouco começando a chupar meu seio esquerdo enquanto massageava o outro com uma mão.

Soltei alguns gemidos baixos enquanto passava as mãos por seus fios capilares e os puxava de leve.
A sensação prazerosa de te- lo me "mamando" ,era cada vez maior. Logo ele trocou passando a chupar o direito enquanto mssageava o outro.

-A-appaaa...-soltei um gemido arrastado me contorcando de tesão.

O homem a qual em poucos minutos era meu pai ,agora esta presres a ter uma noite de prazer comigo.

É errado querer isso?

É errado quere lo dentro de mim mesmo sabendo que seria quase um incesto?

Se sim ou se não, era o que estavamos prestes a fazer. Não tem mais volta, e mesmo que tivesse , eu continuaria.

Não me arrependo nem um pouco. Nunca me arrependerei!-pensei enquando ele descia suas chupadas até minha íntima.

Primeiro um beijo; segundo uma lambida; e quando menos percebi ja estava delirando ao sentir sua lingua quente em minha entrada e suas sugadas no local.

Por impulso, fechei os olhos e arqueei as costas.

Após um tempo senti meu interior "tremer" e me desmanchei em sua boca.

Minhas costas voltaram a se encostar no colchão macio e Jackson "atacou" minha boca me fazendo ceder seu beijo;maravilhoso por sinal.

Suas mãos foram de encontro com minhas nádegas e as apertou fortemente.

Soltei um gemido entre aquele beijo necessitado a abracei seu pescoço ;começando assim a arranhar suas costas.

O beijo foi cessado por nossa falta de ar e ambos nos entreolhamos. Senti algo duro entre minhas pernas.

-A-ppa....-fiquei assustada ao perceber que era seu membro.

-E-eu não estou mais aguendo...Posso?-perguntou. Sua voz estava rouca e grave.

Pude ver so de olha lo que ele queria aquilo mais do que eu.

Acenti e ele pegou algo da gaveta da comoda. Uma camisinha na qual ele abriu e colocou em seu membro ereto.

-Você ainda é virgem , não é? -me perguntou e eu acenti corada.- Vou com cuidado então.

Acenti mais uma vez e ele começou a me penetrar. A dor era insuportavel. Estava ardendo; mas uma ardência prazerosa.

-A-appaaa....t-ta doendo!- fechei os olhos com força e uma lagrima escorreu por meus olhos.

Um grito de dor escapou e então ele parou.

Ainda ardia e doia , mesmo ele estado parado, mas era suportavel agora.

Abri os olhos e ele me encarava. Sua espreção era de preocupação e...pena?

Se eu estiver demostrando demais minha dor, e possivel ele querer parar. Seja forte s/n!-pensei e forcei um sorriso

-Esta tudo bem appa...-acariciei seu rosto com a costa das mãos.

-Esta tudo bem mesmo? Tem certeza de que quer continuar? - perguntou ele preocupado.

Como até em uma hora dessas você pode ser tão protetor e atencioso?-pensei e acenti

Ele suspirou e então começou a se movimentar de leve. Solte um gemido alto.

Dava para ver que ele estava se sefurando. Com certeza, se está não fosse inha primeirs vez e se fosse com outra garota(talvez, só talvez)  ele não seria tão atencioso como agora.

Após algum tempo soltando gemidos dolorosos e com aquela velocidade (que eu propus de "minima") já me senti preparada para senti lo ainda mais rápido.

-Ma-mais rápido appa..-pedi e assim ele fez. Acelerando cada vez mais.

O barulho da cama se misturou com os barulhos eróticos de nossos corpos .

Desta vez ele na segurou os gemidos.

Gemi junto a ele; todos aqueles barulhos presentes no quarto era como musica para meus ouvidos, me fazendo ficar ainda mais excitada.

-A-ppaa...-aganarrei suas costas e o puxei para ainda mais perto.

Entrelacei minhas pernas em sua cintura sentido seu membro ir cada vez mais fundo.

Os gemidos ficaram cada vez mais altos assim como o barulho da cama.

-o...mmmh...minha garotinha...aaah- gemeu em meu ouvido.

Aquilo foi chave para chegar em meu orgasmo. Logo ele fez o mesmo também e saiu de dentro de mim. Tirou a camisinha a amarrou e jogou a pelo quarto logo se jogando na cama ficando de frente para mim.

-Eu te amo.- se aproximou mais e eu deitei minha cabeça em seu peito sentindo sua respiração quente soprar meu rosto

-Eu também te amo appa.-sorri

[°°°]

Acabei dormindo escutando as batidas do seu coração.

Foi simplesmente a melhor noite da minha vida.

Um seguedo compartilhado apenas entre nós dois.







Fim!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...