História Fuck My Reputation - Capítulo 1


Escrita por: e Sg_Yookie

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Chanyeol, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Yoonseok
Visualizações 6
Palavras 1.694
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fluffy, Lemon, LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi!! Ois!!! Fic nova genteee dessa vez eu tô animada hein!!!!
Eu e minha amiga estamos escrevendo essa humilde fic de #humor, Yoonseok linda, pra quem quiser ler!!!! ^^
Aproveitem e boa leitura meus anjinhos!!!! <3<3<3

Capítulo 1 - Maldita Aposta


* Jung Hoseok ON *

Já eram nove da manhã e havia acabado de tocar o sinal para o intervalo.

Eu, Jin e Jimin saímos em direção ao refeitório para comer. As gazelas e  os brutamontes já passavam em massa pelos corredores, graças a alguém achamos uma mesa. Sério, por que existem tantos alunos? Sem brincadeira nenhuma, tinha um aluno do segundo ano saindo do tubo de ventilação quebrado em cima das tias da cantina, o zelador estava lá com uma escada para o cara descer — uma coisa sobre as tias da cantina, não sei se é algum tipo de critério de avaliação para contrato, mas todas elas tem seios enormes.

De repente, avisto o amor da minha vida, Park Chanyeol. Ah, Park Chanyeol, esse nome soa tão bonito né? 

- Gente gente! Olha lá o Chany - digo me derretendo no banco — na verdade, caindo sobre o  braço de Jimin, que resmungou uns xingamentos.

Jin suspira. Os suspiros deles são como um tapa na sua cara dizendo tipo "que vergonha de você". Dá uma vontade de chorar.

- Achei que fosse algo importante, do jeito que falou... - ele diz voltando a comer.

- Mas, é algo importante! - digo como se fosse óbvio. Mas, é óbvio! 

Minha queda pelo Park Lindão vem desde ano passado, quando ele entrou na sala de ciências e me pediu para segurar uma cobra morta com formol para que ele tirasse uma foto, e assim, colocasse na coluna de ciências do jornal da escola — jornal da escola, invenção do nosso diretor, ele é daquelas pessoas que tem uns 46 anos, e que dizem que a juventude estará para sempre dentro de você, por isso, uma vez ele saiu pelo colégio com roupas ridículas de ginástica para entregar folhetos sobre exercícios físicos para os alunos, até porque, não, jamais, nunca que os caras tirariam fotos disso escondidos e compartilhariam por  aí. E, ah, essas pessoas, assistem filmes de colegial também, — mas não fume maconha nem beba álcool em excesso, e também não vomitar no seu crush numa festa super popular tipo como aconteceu  em Meninas Malvadas, é uma boa dica — dai essas idéias de "jornal da escola" e sei lá mais o que ele inventou.

Enfim.

Sai com cara de cu na foto.

Mas o cheiro de formol nunca me foi tão bom.

- Hoseok? Hoseok! - Jimin estalou os dedos na frente do meu rosto. - Daqui a pouco ele some de tanto que você seca ele - riu. 

- É, pega a toalha lá! - Jin como sempre colocando lenha na fogueira.

- Yah! Fiquem quietos,  falam como se não gostassem de ninguém né - falei e me concentrei em comer o sanduíche, com amigos desses a gente perde até o ânimo, af.

*Jung Hoseok OFF // Min Yoongi ON*

Cheguei na parada. No intervalo eu tenho apenas um objetivo: conseguir o máximo de comida possível.

Avisto Namjoon sentado numa mesa flertando com umas meninas. Tadinhas, elas nem sabem que ele é gay, eu já disse pra ele não ficar iludindo as coitadas,  mas ele não está nem aí, assim como eu,  não estou nem aí e sentei em cima da mesa atrapalhando a conversa deles. Ele me encarou com olhar de "mato você depois" e se despediu dispensando de certa forma as garotas.

- Aish, sai de cima da mesa seu cuzão - que amigo gentil que eu tenho, sempre muito receptivo. Revirei os olhos.

- Tá, mas você não tem nada para oferecer ao seu hyung? - fiz cara de cachorrinho que foi abandonado pela família porque um novo bebê ranhento e mimado nasceu, e esse tinha alergia de cachorro, tá certo que o animal era do filho mais velho, mas o menino teve que dar de qualquer jeito.  Logo depois a então nova família do cachorro se muda de cidade e o bichinho acaba virando de um mendingo qualquer. Nossa, que pesado.

- Eu sou mais velho oque que você tá falando? 

Ah, é né. Esqueci desse detalhe.

- Sabe nem brinca... - olhei ao redor procurando minha próxima vítima — já que, aparentemente, do Namjoon virá apenas mais mau humor gratuito. 

Taetae chega e se senta conosco, deslizo pela mesa até parar na frente dele. E era pra ele mesmo que eu ia mendigar.             - Taetae do meu coração, voc... -

- Vai comprar. - curto e grosso. E ainda por cima sorriu, cínico! 

- Nossa Taetae...

- A culpa não é minha se você gastou todo seu dinheiro num game, e não é como se todo mundo fosse obrigado a te alimentar, na boa, você come igual um refugiado. 

- Nossa Taetae... Parte dois - desci de cima da mesa e me sentei ao lado dele - Tá, mas olha aqui, eu aposto que consigo comida de qualquer um, sou o mais popular e todo mundo paga pau pra mim! - ok, podem me bater, mas ainda assim não deixa de ser verdade.

Venho conquistando essa popularidade desde ano passado, quando ganhei o cargo de capitão no time oficial de basquete do colégio, e também porque sou incrivelmente lindo, modéstia a parte.

- Ah, nossa, licença Sr. Fodão - Namjoon riu anasalado.

Enquanto eu ainda tentava negociar o lanche do Tae, ouvimos um grito que chamou atenção de todos, inclusive a minha.

*Min Yoongi OFF // Jung Hoseok ON*

Refri é tão bom. E eu me deliciava do meu quando do nada brota uma abelha.

E ela estava se aproximando.

Chegando perto.

Mais perto.

Muito perto, muito perto.

- AAAAAAAH!!! - a abelha pousa na garrafa, e eu acabo gritando — extremamente alto — e atraindo a atenção de todos no lugar. 

- HOSEOK É SÓ UMA ABELHA! - Jin berra para que eu escutasse e me acalmasse, tentativa miseravelmente falha, considerando que eu só me desesperava mais a medida que a abelha resolveu que subir em meus dedos seria conveniente. Jimin ria tanto que já estava vermelho, ele assopra a boca da garrafa para que a abelha saia voando e me deixe em paz, porém, como a situação vergonhosa e desesperadora está acontecendo COMIGO, a vida decidiu que seria bem mais interessante se a abelha pousassem no meu nariz. 

Bom, foi o que aconteceu.

E então, era eu correndo sem rumo pelo refeitório.

Porque essas coisas acontecem comigo? 

*Jung Hoseok OFF // Min Yoongi ON*

- Mas o que... - de cenho franzido sigo com os olhos o garoto que acabou de sair correndo. Tudo isso por causa de uma abelha?

- O que ele tá barra estava fazendo? - Tae perguntou perdido, ele acabou perdendo o acontecimento — que muito provavelmente sairia no jornal — porque estava ocupado demais comendo seu sanduíche o mais rápido possível para não dividir comigo. Vou lembrar disso Taetae, vou me lembrar.

- Aquele é Jung Hoseok, ele é da mesma turma de ciências que eu, é um cara bem na dele, não fala muito nem tem muitos amigos, ele fica embaixo daquele moletom enorme com seus fones, porém, é bem escandaloso quando se trata de insetos. - Namjoon disse e riu. Apenas assenti e continuei seguindo o garoto com os olhos, visto que agora ele tinha pego o rumo dos banheiros. 

- Yoongi? - Namjoon chamou.

- Hm? - dei de ombros.

- Aceita uma aposta? 

- Claro! Pode falar - nem se estivesse morto eu recusaria um desafio — ou aposta, mesma coisa. E se por acaso eu estivesse morto e alguém fosse no meu túmulo para me desafiar a levantar, pois bem, eu ressuscitava.

- Então, já que você é tão fodão e super popul... - 

- Verdade - interrompi ele e levei um tapa como recompensa.

- Acha que consegue fazer alguém, qualquer pessoa, popular também, certo? - ele disse sorrindo e piscou para Tae, esses dois...

- Mas é claro que eu consigo! - bati uma mão na mesa - Quem é a pessoa? Pff, será fácil! - sorri me gabando. 

Pessoas do coração de suas mães, sabe aquela frase: "Não cante vitória antes da hora"? Então, não cante vitória antes da hora.

- Jung Hoseok - ele sorria mais enquanto meu sorriso só amarelava, até sumir por completo.

Se Namjoon fosse realmente uma naja, estaria espumando veneno, só pela expressão dele de felicidade ao ver alguém tomando no cu. 

E eu tomei no cu mesmo, porque desistir não vou. Meu orgulho vem por primeiro, tenho uma imagem, e recusar um desafio assim não seria uma boa forma de mantê-la.

Mas dessa vez não consegui me conter. 

- O-oi? Não, não, não, não ele não vale! - passei a mão direita pelos cabelos e comecei a roer unha dos dedos da outra mão, desespero puro, o nome.

Andar com aquele garoto, é mesma coisa que imprimir minha reputação num num papel escrito "minha reputação", amassar, pisar em cima, jogar na privada mandar se foder e dar descarga.

- O que foi? Não consegue? - Namjoon fiz debochado, NAJA.

- Eu não disse isso! É claro que eu consigo! - tremi por dentro, como vou fazer isso? 

- Ok, vamos esquentar as coisas Sr. Fodão - disse apoiando o queixo sobre as palmas das mãos (tipo 'copo de flor') - Você terá que transformá-lo em rei no baile de formatura - ele sorriu. Ah, obrigada pela idéia, muito massa. Eu serei a porra do rei! Minha única recaai foi ficar encarando ele com olhar indignado de tipo "eu não estou acreditando no que você está dizendo".

 - Ishhhh - Taehyung riu.

- Senti cheiro de treta, qual foi? - Jungkook chegou e se sentou. Provavelmente ele estava na quadra treinando, seu suor e a camisa diferente diziam.

- Namjoon desafiou Yoongi a transformar o Hoseok em popular e fazer ele ser o rei do baile - ainda bem que Tae explicou, porque eu não conseguia mover um músculo.

- Mas o Yoongi não é o rei? - Kook perguntou.

- Sim, eu sou o rei da porra toda e agora vai ter dois reis e pronto! - acabei me exaltando e gritei um pouco, Jungkook arregalou os olhos e umas pessoas das mesas vizinhas viraram para ver o que estava acontecendo, agora tínhamos plateia.

- Eu aceito a aposta - finalmente consegui dizer em um bom tom, um tom que não denunciasse minhas pernas tremendo e o quanto eu estava tenso. Namjoon e eu trocamos apertos de mão e ele disse:

- Boa sorte capitão.

É, vou precisar.






Notas Finais


Isso ae!!! Foi esse o primeiro capítulo dessa fic!!!! Eu espero muitíssimo que tenham gostado, e se quiserem me dizer algo sobre algum erro ou sobre algum detalhe que faltou, sintam se a vontade para avisar, estaremos sempre tentando melhorar a fic, okay???

Bjinhos e obg a quem leu ^^ atéé <3

~MrsMadCandy.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...