História Fuck the Rules - Incesto Jeon Jungkook - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Hot Bts, Hot Jungkook, Imagine Bts, Imagine Jungkook, Incesto Bts, Incesto Jungkook
Visualizações 342
Palavras 3.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello Bitches

Eu digo Jungkook e vocês gritam pervertido🌚
Desculpem a demora pelo capítulo amores

Boa leitura📖❤

Capítulo 16 - Pervertido


Fanfic / Fanfiction Fuck the Rules - Incesto Jeon Jungkook - Capítulo 16 - Pervertido

Eu e Jungkook estávamos indo para a casa, tinhamos acabado de foder dentro do carro, nos últimos dias nosso desejo carnal tem aumentado, praticamente todo dia tocamos o corpo um do outro, é uma atração sem explicação que nos consome a cada dia nos fazendo dependente um do outro.

No carro a caminho de casa eu sentia meu corpo leve, era como se ele pudesse me deixar realmente nas nuvens. Chegamos em casa e Jungkook estacionou o carro, saí antes dele e fiquei o esperando, tomei um susto quando ele me agarrou por trás e me jogou em seu ombro.

- Jeon Jungkook me solta. - Ele apenas riu e entrou na casa me segurando, ele trancou a porta e atravessou a sala chegando nas escadas, a qual ele subiu sem esforço nenhum mesmo com meu peso.

- Anda malhando mais mozão? - Eu disse apertando seu braço forte.

- Aumentei o treino. - Ele disse pleno.

 Jungkook terminou de subir as escadas e entrou em seu quarto me deixando no chão.

- Vamos tomar um banho? - Ele sugeriu e já aceitei e fui pegar minha toalha.

Já no banheiro Jungkook deixou a água quase gelada pois estava calor, entramos no box já nus e deixamos a água gelada cair sobre nós. Depois de curtir um pouco da água decidi me lavar.

- Pega o sabonete líquido pra mim kookie? - O mesmo fez o que eu pedi mas não me entregou o sabonete.

- Quer que eu te lave amor? - Ele deu um sorriso sacana, eu iria falar que Jungkook é um pervertido se eu também não estivesse com o mesmo desejo que ele.

- Estou com dificuldade para lavar minhas costas, me ajuda? - Eu me virei de costas para ele, a água caia em mim e escorria pelo meu corpo, ele tinha toda a visão de minhas costas e pode sentir que ele me admirou por um tempo antes de pegar o sabonete líquido e começar a passar suas mãos macias em minhas costas, sua mão começou lavando perto do meu pescoço e foi descendo, ele lavou o sabão de minhas costas e antes que eu pudesse vivar para frente novamente ele me segurou me deixando na mesma posição.

- Que foi amor?

- Ta perfeito assim.

-Para que? - Nesse momento senti seu queixo em meu ombro e sua respiração ofegante no meu ouvido.

-Mesmo depois de te fuder naquele carro eu continuo querendo comer você de todo jeito e posição possível. - Ele falou com a voz rouca no meu ouvido me deixando molhada por dentro.

- Você é um safado Jeon Jungkook, mas para sua sorte eu sou igual a você. - Ao escutar isso ele colou seu corpo no meu me abraçando por trás e pude sentir seu membro excitado.

- Você é a dose perfeita de pureza e safadeza, você se encaixa perfeitamente em mim. - Ele roçou seu membro na minha entrada.

- Ou melhor, eu me encaixo em você. - Nessa mesma hora ele me penetrou com força me tirando um gemido alto de prazer. Com uma mão Jungkook segurava meu cabelo em um rabo de cavalo mal feito e com a outra ele apalpava meu seio direito enquanto dava estocadas fundas e rápidas.

Seus gemidos roucos no meu ouvido apenas me excitam mais, me fazendo arfar de prazer. Suas estocadas foram diminuíndo de velocidade mais continuavam fundas, em pouco tempo cheguei ao meu ápice, Jungkook tirou seus membro de mim e pude sentir seu líquido quente dentro de mim, por sorte eu estou tomando anticoncepcional.

Ao terminarmos ele me virou e me empurrou contra a parede tomando meus lábios em um beijo quente com suas mãos deslizando pelo meu corpo e as minhas segurando seu pescoço e seu cabelo molhado.

- Eu amo tanto essa bucetinha. - Ele disse passando a mão em minha intimidade ainda sensível.

- Ela é toda sua Kookie. - Ele me deu mais um beijo eufórico e deu impuso para mim subir em seu colo, ele me deixou  encostada na parede enquanto me segurava com suas pernas.

- Kookie-ah, me fode uh. - Ele sorriu para mim.

- Você é muito safada, ai fala de mim. - Eu dei um selinho nele.

- Aprendi a ser assim com você. - Ele deu uma risadinha e encaixou seus membro na minha entrada, e soltei meu peso em cima dele e seu membro deslizou para dentro de mim.

- Ahhh Kookie-e. - Soltei um gemido alto que ecoou pelo banheiro.

- Posso ir rápido amor? - Eu assenti com a cabeça.

- Mas se eu começar não paro mais em. - Eu não disse nada e ele começou a aumentar a velocidade.

- Uhh vai, isso Kookie. - Meu prazer era tanto que eu não ligava para a dor que eu estava sentindo por ele me estocar com toda força.

Algumas estocadas mais e eu cheguei ao ápice seguida do Jungkook que me deixou no chaoe jogou toda sua gala na minha barriga.

Terminamos nosso banho e  nos secamos, já no quarto nos vestimos e fomos deitar, amanhã seria mais um dia cansativo, deitei em seu braço e dormi enquanto ele passava sua mão em meu cabelo.

 ~Quebra de Tempo~

 Já eram 6:00 da manhã, Jungkook e eu acordamos com o despertador tocando, ele me olhou com uma carinha de sono e achei fofo demais, ele se levantou da cama e em seguida eu também, mas senti uma dor enorme e deixei um gemido escapar.

- Amor você queria me deixar sem andar é? - Ele riu da minha situação parecendo uma pata choca tentando andar.

- Eu não tenho culpa de você ser uma safada.

-Tem culpa sim senhor, tava querendo literalmente me fuder né? Seu espanca úteros.

- Não posso fazer nada se minha arma pra espancar é grande. - Esse Jungkook não presta mesmo.

- Nisso eu tenho que concordar. - Falei indo até ele me e dando um selinho enquanto dava um leve apertão no seu membro.

- Tem alguma coisa importante no colégio hoje?

- Não porque?

- Pode faltar, não pode ir nessa situação amor. - Além de parecer uma pata choca eu tinha marcas de chupões em apertões por todo meu corpo.

 - Tem razão, vou ficar então.

- Eu sou obrigado a ir trabalhar, mas saio mais cedo para ficar mais tempo com você. - Eu assenti e ele foi se arrumar, eu voltei a deitar mas não consegui dormir tão rápido, fiquei acordada até ele sair, só depois consegui pegar no sono. 

Acordei de novo e eram 10:30, eu fui ao banheiro, fiz minhas higienes e desci para tomar café. Comi muito pois eu estava morrendo de fome do cansaço de ontem, depois fui para a sala e fiquei assistindo minhas séries na Tv. A dor que eu estava sentindo diminuiu bastante, mas eu não estava arrependida, poder sentir Jungkook em mim é a melhor parte do dia.

Eu estava entediada e fui mexer no celular, o mesmo estava cheio de mensagens do meu grupo.

~Mensagem On~

Jheni:

- S/N CADÊ VOCÊ??

Hoseok:

- S/n sua morte está marcada para segunda.

Namjoon:

 - Abandona os amigos sem explicação, é isso mesmo.

Eu:

- Até parece que vão morrer, faltei por um motivo importante seus bobões.

Suga:

 - O que é mais importante que seus amigos?

Eu:

- Eu estou com dor seus encapetados, eu não podia ir do jeito que estou.

Jin:

- Dor onde? Muito forte? Tem que ser muito forte para nos abandonar assim.

Eu:

 - Ta querendo saber demais Jin.

Jin:

- Só quero saber ué, me conte o que esta doendo.

Eu:

- Não posso nem quero falar.

Jimin:

- É cólica? Se for não precisa ter vergonha de falar com a gente sobre isso S/a.

Eu:

- Não, não e cólica, eu não quero falar é complicado...é enxaqueca isso, bem forte para falar a verdade, acho que estou com gripe é isso estão felizes?

Jheni:

- Já que diz...

~Mensagem Pv On~

Jheni:

- Pode ir falando o que aconteceu, não engoli essa de enxaqueca não dona S/n.

Eu:

- A é apenas dor, pra que saber onde?

Jheni:

- Espera... já que não quer contar é porque deve estar com vergonha, e já que está com vergonha... amiga você deu?

Eu:

- Que tipo de pergunta Jheniffer.

Jheni:

- Responde.

Eu:

- Tá bom mas olha, não conta isso para NINGUÉM, mas sim eu "dei".

Jheni:

- Ahhh garota, quem foi dessa vez, mozão?

Eu:

- Como assim dessa vez? Sabia se eu era virgem ou não?

Jheni:

- Virgem eu sei que você não é... festa do Tae sabe...

Eu:

- Ah merda é verdade, mas enfim, eu tenho que ir amiga vou deitar um pouco por causa da dor

Jheni:

- Eita que esse pegou pesado em kkkkkkk desculpa, vai lá amiga, até.

~Mensagem Off~

Eu disse que ia deitar mas fui é comer de novo, fui para a cozinha e peguei um monte de besteira, levei para a sala e devorei tudo vendo filme. Era ruim passar o dia sem o Kookie, era tedioso mas por sorte falta só mais uma hora para ele chegar.

Enquanto ele não chega descidi me animar, coloquei Mv's de kpop na Tv pelo YouTube e comecei a dançar as coreografias, por sorte a dor quase toda tinha sumido. Era cansativo mas eu amava dançar por mais que fosse ruim nisso. Enquanto eu dançava gashina levei um susto com alguém me agarrando por trás, eu dei um grito enorme.

- Calma amor, sou eu hahahaha.

- Jeon Jungkook você quer me matar de susto?

- Eu não ficaria sem minha mulher não.

Falando isso ele me deu um beijo lento e apaixonado. Separamos o beijo e ele se jogou no sofá cansado.

- O dia foi um saco sem você S/a.

- Digo o mesmo, eu não tinha nada para fazer o dia inteiro sem você aqui. - Me sentei ao seu lado e senti sede por ter dançado muito.

- Estou com sede amor, já volto.

- Tem leite amor.

- Vou pegar na geladeira então. - Eu dei de ombros e antes que pudesse dar um passo em direção a cozinha ele segurou meu braço.

 - Não está na geladeira.- Eu olhei para cara dele sem saber do que ele tava falando mas logo entendi, seu rosto estampava um sorriso safado.

- Você não presta Jungkook, sabia que eu estou com dor ainda.

- O prazer vai ser maior que a dor. - Ele me puxou e eu caí em cima dele no sofá, ele me colocou em seu colo e voltou a me beijar.

- Eu queria entender porque esse seu corpo me atrai tanto. - Ainda em seu colo ele começou a beijar meu pescoço deixando chupões pelo mesmo, ele foi descendo e desabotoando a blusinha que eu vestia, a cada parte que ficava a mostra ele deixava uma leve mordida seguida de um beijo.

Ele terminou de tirar minha roupa e eu fiz o mesmo com ele, sem mais enrolação ele penetrou três dedos em mim e começou a fazer movimentos rápidos me fazendo gozar nos mesmos. Eu me abaixei para retribuir o favor e comecei a masturbar seu membro com minha mão, vendo que ele não aguentava mais segurei seu membro pela base e o coloquei na boca começando momentos lentos, o que não cabia na minha boca eu continuava masturbando com a mão fazendo ele chegar ao limite rápido, ele jorrou todo seu líquido na minha boca e eu engoli tudo.

- Matou a sede amor?

-Sim, mas a vontade de fuder aumentou.

Eu me levantei ele me colocou contra o sofá, se encaixou entre minhas pernas e quando estava prestes a me penetrar a campainha tocou.

-Ahh droga, quem é o filho da puta que aparecesse bem agora. - Jungkook ficou nervoso pois seu membro pusava e emplorava para entrar em mim, mas chegou alguém na agora.

- Melhor ir ver quem é o nosso empata foda amor.

- É, vou ver quem é o infeliz. - Ele colocou sua roupa e saiu bufando em direção a porta, eu também coloquei minha roupa e fiquei sentada no sofá.

- Oiiii Kookie. - Escutei um gritinho agudo, que me lembrou a melhor do parque, nem lembro o nome dela.. ah que não seja ela.

- Oi Rosé. - Em um tom seco Jungkook a respondou, espera Rosé, droga é essa mulherzinha mesmo.

Ela entrou na casa e Jungkook veio com ela em direção a sala de cara fechada, acho que ela não percebeu que está sendo inconveniente.

- Ah oii S/n né? - Eu me fingi de simpática mas tenho péssima atuação para falsidade.

- Isso mesmo, oi. - Ela se sentou no sofá ao meu lado e minha vontade era pular no seu pescoço mas me controlei.

- O que veio fazer aqui uma hora dessas? - Eu mesma perguntei pois Kookie acharia inconveniente ele fazer essa pergunta. 

- Ah eu estava mexendo na internet e vi uma matéria sobre a empresas do Kookie, pesquisei mais afundo e descubri seu novo endereço.

- Ah legal. - Jungkook percebeu que eu não estava gostando nada disso.

Rosé passou um tempo enorme conversando com o Jungkook sobre coisas idiotas que eu não estava afim de saber e pelo que me parece Jungkook também não. Do nada Jungkook já entediado cortou a conversa.

- Ta com fome S/a? - Adorei ele ter cortado ela.

 - Morrendo kookie. 

- Vamos pedir comida? Pode ser uma pizza? - Ele sabia que eu amava pizza, é um anjo mesmo.

- Pode ser.

- Quer do que?

-Pode ser Strogonoff, o outro sabor você escolhe.

- Eu gosto de palmito kookie. - Essa vadiazinha acha que pode dar opinião nas coisas agora? Mas é muito intrometida mesmo eu em.

- Ah...ok. - Jungkook assentiu e deve achar o mesmo dela.

Kookie ligou para a pizzaria e fez o pedido, depois de 40 minutos chegou. Sentamos na mesa de jantar, coloquei duas fatias no meu prato, kookie fez o mesmo e sentamos. Eu queria atentar o Jungkook para ele mandar ela embora daqui logo, deixei meu copo ainda vazio cair propositalmente e quando me abaixei para pegar abri o zíper da calça dele, me sentei na cadeira de novo e enquanto comia com uma mão levei a outra a seu membro, o apertei e Jungkook soltou um arfar me olhando em reprovação mas continuei dando leves apertões, ele continuou comendo mas todo desajeitado por eu estar tocando seu sexo.

Terminamos de comer e fomos para a sala antes de levantar ele fechou o zíper da calça, eles continuaram conversando sentados no sofá  eu só de lado sem querer entrar nesse papo.

- Vou subir kookie.

- Já?

- Estou com sono e a gente tem que acordar bem cedo amanhã lembra, temos compromisso? - Não tinha compromisso nenhum e eu nem estava muito menos com sono, queria que essa mulher se tocasse e fosse embora e Jungkook entendeu minha estratégia.

 - Ahh é, o nosso compromisso, não podemos perder. - Eu subi e fingi bater a porta do meu quarto mas fiquei observando aquela vadia de um canto da escada onde não poderia me ver.

- Não quero atrapalhar então vou indo kookie. - Aaa ainda bem, ela se tocou. Ela foi se despedir do Jungkook, ele fez menção de dar um abraço nela e ela negou e atacou a boca dele, Jungkook a afastou quase no mesmo instante.

- Ta doida Rosé? 

- O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO? - Eu desci aos gritos com ela.

- Quem você acha que é para se meter menina? - Ela parecia triste pelo Jungkook ter a afastado de sua boca mas brava por mim estar gritando.

- Quem você pensa que é para sai beijando um homem compromissado? - Ela olhou Jungkook com uma cara de "What"?

- Você namora?

- Sim, eu namoro.

- Ah, me desculpa Jungkook, é que eu... a deixa pra lá. - Ela me olhou torto e já ia saindo rápido. 

- Não adianta olhar torto não, você é "visita" e ainda fez merda, eu devia olhar torto. - Fiz aspas no visita já que ela não era, ela saiu sem olhar nós dois e fechou a porta.

- Merda, desculpa amor ela é desequilibrada, sempre se atracou para cima de mim mas eu nunca quis, hoje ela passou dos limites. - Eu já estava brava mas sabia que a culpa não era dele, essa mulher é louca.

- Só promete que essa louca nunca mais vai colocar o pé aqui Jungkook.

- Eu prometo amor. - Ele veio em minha direção e me abraçou.

- Podíamos terminar o que estavamos fazendo antes dela chegar né? - Ele roçou seu membro em mim.

- Perdi a vontade.

- A amor, vai deixar seu oppa passando vontade? - Eu quase cedi ao me virar para ele e ver ele fazendo biquinho, mas eu realmente não queria.

- Não dá, o clima acabou vendo ela te beijar, você está com baba daquela .

-Mas você viu que ela me atacou e eu empurrei, vai ficar brava comigo?

- Eu vi, não estou com raiva de você só perdi a vontade.

- Bem, não vou te forçar a nada. - Ele se sentou no sofá triste. 

- Vou dormir Kookie.

- Já?

- Sim, quero descansar.

- Então eu também vou. - Subimos e eu coloquei meu pijama e ele o dele, nos deitamos e ele me abraçou por trás, isso eu não ia negar. 

- Me promete uma coisa? - Falei fitando a parede.

- O que? 

- Promete que nunca vai me trocar?

- Eu prometo, não te troco por nada nesse mundo.

Ele me abraçou mais forte e depositou um beijo no meu pescoço.

- Boa noite princesa.

- Boa noite Kookie.

Ele começou a acariciar meu cabelo mantendo uma mão por cima da minha cintura e acabei dormindo.

Continua...

 


Notas Finais


É isso babys, espero que tenham gostado do ep.

Podem xingar a Rose livremente, ela ainda vai fazer muita merda

Bye❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...