História Fuck you (HOT) - Imagine Min Yoongi ! - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Incesto, Primos, Romance, Traição, Você + Suga
Visualizações 120
Palavras 1.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello baby!
Amores da minha vida, estou muito contente com todo o carinho que tenho recebido, vocês são maravilhosos💕💕💕
obrigado!

Bom...tenho uma notícia triste...pelo menos pra mim ;-;
Meu celular quebrou e eu estou usando um emprestado. Perdi algumas partes do capítulo que são interessantes, tive que improvisar.
Acho que vou demorar pra postar o próximo capítulo!
Espero que compreendam!
Tenham paciência!
Aproveitem o capítulo!

Boa leitura!

Capítulo 28 - Em busca da minha garota, acidente!


Fanfic / Fanfiction Fuck you (HOT) - Imagine Min Yoongi ! - Capítulo 28 - Em busca da minha garota, acidente!

(Suga) [ON]

Saí do hospital e fui fazer uma busca pela área. Olhei algumas ruas, perguntei á alguns comerciantes. Passei inclusive por alguns restaurantes á procura dela.


 - Meu Deus, eu preciso achar a (S/N)! - Falei pra mim mesmo.


Olhei em direção á algumas barracas de lanche e achei uma pessoa.


- Jung KooK! - O virei pra mim.


O mesmo estava com as bochechas iguais á de um esquilo comendo noz. Cheias de comida.

Fiz uma mínima careta, ao ver ele assim.

Ele só fazia mastigar aos poucos e me olhar espantado.


- Pufff...kkkkkk - Não consegui conter a risada.


Jung KooK comia e olhava pra mim sem entender nada.


***


 - Já acabou? - Perguntei enquanto ele se limpava com o guardanapo.


Jung KooK - Já! - Disse.


Olhei seu rosto e percebi uma pequena sujeira no canto dos lábios.

Fiz alguns gestos indicando que havia uma sujeira no seu rosto. O mesmo ficava apenas tentando adivinhar o que eu queria dizer.


- Tem um... - Fiz um gesto com os dedos.


Jung KooK - Você está com coceira ou tem um bicho no meu cabelo? - Perguntou confuso.


 - Não! - Revirei os olhos já impaciente.


Peguei um guardanapo, segurei seu queixo firme e limpei a sujeira.


 - Pronto, Burro! - Joguei o guardanapo no lixo.


Jung KooK me olhou com uma expressão confusa.


- O que é? Não me olha assim! - Me afastei um pouco. - Tinha uma sujeira no seu rosto e eu só limpei. - Expliquei.


Jung KooK - Obrigado, eu acho! - Agradeceu meio sem jeito.


- Tá, agora que você terminou eu quero te perguntar uma coisa.


Jung KooK - Hum... - Ouviu atentamente.


 - Como estão as buscas pela (S/N)? Você encontrou ela? - Perguntei ansioso.


Jung KooK - Aah, sobre isso...eu encontrei ela sim. - Disse tranquilo.


  - Sério? Onde está ela? - Perguntei feliz.


Olhei cada canto e em todas as direções, em busca da minha garota.


Jung KooK - Eu não a trouxe comigo se é o que quer saber... - Cruzou os braços.


- Como não trouxe? Onde ela está? - Perguntei aflito.


Jung KooK - Ela não quis vir comigo. Estava bem chateada com você.  - Coçou os olhos.


 - Comigo? Mas eu não fiz nada pra ela.


Jung KooK - Não foi o quê pareceu...enfim, a última vez que eu a vi, ela estava no Distrito 11, perto do parque. - Falou se levantando. - Agora eu preciso ir! Ainda tenho trabalho a fazer. Foi um prazer conversar com você, até mais. - Saiu andando.


- Distrito 11, perto do parque...- Pensei alto.


Corri em direção ao local.


(S/N) [ON]


Jimin - Estava ótimo! - Soltou um largo sorriso ao terminar a tigela de arroz.


 - Concordo! - Sorri de barriga cheia.


Jimin - Que bom que gostou! Você parecia estar faminta, devorou duas tigelas enormes. - Deu risada.


- Estava faminta mesmo! - Dei risada.


Jimin - Você poderia comprar um suco pra nós dois, enquanto eu pago a conta? - Perguntou se levantando.


- Claro! - Me levantei  e fui em direção á uma loja de conveniência que havia bem ao lado. De repente eu avistei um homem correndo como se estivesse fugindo de alguém. O mesmo passou direto por mim e então caiu mais a frente. Corri para ajuda-lo. O homem estava lá, jogado no chão, como se tivesse morrido.


 - Ai meu Deus! Moço, o senhor está bem? - Perguntei preocupada.


Virei o mesmo para mim e me surpreendi com o quê vi.


 - Meu Deus! - Coloquei as mãos sobre a boca e comecei a chorar.


(Suga) [ON]



10 minutos atrás...


Corri como se não houvesse o amanhã.

Pulei alguns obstáculos e desviei de algumas pessoas. Com certeza ficaria exausto após a corrida, mas não tava nem aí para as consequências, só precisava encontrar a minha (S/N).

Passei apressado por uma moça que me parecia familiar e quase a derrubei por distração, mas ao contrário do quê eu imaginava, quem acabou no chão fui eu.

Depois disso apaguei completamente...


(S/M) [ON]


Me levantei da cama assim que a enfermeira terminou de tirar a agulha do soro.

Me sentei um pouco e fiquei aguardando o meu marido, que não tardou á voltar.


- E então? - Perguntei curiosa.


(S/P) - Ele não sabe onde ela está.


 - Como não sabe?


(S/P) - Eu também não sei...


- Então a minha filha vai continuar desaparecida? - Comecei a lacrimejar.


(S/P) - Não, não, não, acalme-se...o Yoongi foi procura-la. - Agachou na minha frente e segurou firme nas minhas mãos.


 - Meu querido, isso não é garantia de quê nossa filha irá voltar! - Alisei seu rosto. - Devemos ligar para a polícia e avisar o quê está ocorrendo...


(S/P) - Foi exatamente isso o que eu disse pro Yoongi, mas ele me garantiu que iria procura-la uma ultima vez e se falhasse iria fazer do nosso jeito. -Disse. - Podemos dar um voto de confiança nele...


- Hum...eu não sei...só quero a minha filha de volta! - Levantei da cama.


(S/P) - O médico já te liberou? - Perguntou.


- Já sim! Agora podemos ir.


(S/P) - Claro, deixa eu te ajudar querida... - Me ajudou a caminhar.


(Jimin) [ON]


Terminando de pagar a conta, saí para me encontrar com (S/N). Ao olhar em volta, reparei num pequeno aglomerado de pessoas comentando algo. Parecia que alguém havia se acidentado. A primeira coisa que pensei foi :


"Será que foi a (S/N) quem se machucou?"


Corri até o local e pedi espaço entre as pessoas que insistiam em ficar ali.

Chegando no meio, vi (S/N) chorando, abraçada á um homem machucado. O mesmo estava cheio de arranhões no corpo.

(S/N) olhou pra mim ainda com o rosto úmido pelo choro.


(S/N) - Jimin me ajuda, ele...


 - O quê aconteceu? Quem é esse homem? - Perguntei me aproximando dela.

A mesma me mostrou o homem e eu entendi o por quê dela estar daquele jeito por um simples desconhecido.


(S/N) - O Suga...ele estava correndo e então ele caiu...ele ficou machucado...por quê ele não acorda? - Disse, ou melhor, não disse coisa com coisa. Tudo embargado e meio perdido devido às lágrimas e ao desespero.


 - Calma, eu vou chamar uma ambulância. - Peguei o telefone e disquei o número de emergência.


***


(S/N) [ON]


Os paramédicos deram os primeiros socorros, colocaram a vítima na maca e o levaram para o hospital.

Eu, até então, havia decidido ir junto com o Suga pro hospital. Mas, Jimin me convenceu a ir no carro dele.

Como o combinado, seguimos rumo ao hospital.


(S/P) [ON]


Quando estávamos saindo do hospital, observamos que uma ambulância havia chegado e que o nosso sobrinho estava nela.

Os paramédicos entraram ás pressas no hospital.


(S/M) - Aquele não era o Min Yoongi? - Perguntou.


- Sim, era ele! - Abracei minha esposa.


Um tempo depois, um carro vermelho parou na porta e (S/N) desceu dele acompanhada pelo Jimin.


(S/M) - Filha...- Disse baixo.


(S/N) [ON]


Fui surpreendida por um abraço da minha mãe. A mesma começou a chorar. Alisava meu cabelo e perguntava se eu estava bem.

Meu pai ficou apenas quieto, nos observando.


 - Omma, Appa, o quê fazem aqui? - Perguntei após me soltar do abraço da minha mãe.


(S/P) - Sua mãe passou mal com o seu desaparecimento, então eu e o seu primo a trouxemos para cá. - Explicou. - Por falar nele...o quê aconteceu? Por quê ele estava todo machucado naquela maca? - Perguntou.


- Eu explico depois, preciso ver como ele está!


Meu pai apenas concordou e abriu passagem para quê eu entrasse.


(S/P) [ON]


Cumprimentei Jimin que estava nos observando sem parar.


- Antes de entrarmos, poderia me explicar o quê aconteceu? - Perguntei para o mais novo.


Jimin - Encontrei (S/N) segurando ele nos braços. Parece que ele se machucou enquanto corria. Não sei ao certo... - Disse rapidamente.


Instantaneamente senti um peso na consciência.


"A culpa é minha por ter pressionado ele!"


(S/M) - Querido! - Me tirou dos meus devaneios.


- Hum?


(S/M) - Devemos entrar para saber o estado do nosso sobrinho. - Falou.


- Aah sim, claro!


(S/M) - Jimin!


Jimin - Sim...


(S/M) - Você pode ligar pra mãe do Min Yoongi por favor? É que os meninos tiveram que me trazer e eu não pude pegar o meu celular.


Jimin - Claro é só me passar o número...


(...)




Notas Finais


Beijos do Min Min 💋
Amo vocês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...