História Fuck you, my dear! - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Viktor Chavalier, Violette
Visualizações 117
Palavras 818
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas! Turu baum? Espero que sim, não tenho nada para falar, fiquem com o capítulo
Boa leitura!

Capítulo 4 - Eu mereço...


Eu e Rosalya saimos do banheiro triunfantes. Por algum motivo eu estava me sentindo em uma passarela, e desfilar é o que fazem em uma. Pois bem, era o que eu estava fazendo. Pelo menos até trombar com um garoto platinado. Segundo Rosa, a minha queda merecia um Oscar

— Oh meu Deus! Você esta bem? — o garoto disse já estendendo a mão para me ajudar a levantar

— To ótima! Meu nome é Meena, e você é...

— Meu nome é Lysandre prazer! — ele disse pegando minha mão direita, beijando-a em seguida. Corei violentamente com esse ato.

— O p-prazer é todo meu, vamos andando Rosa?! Temos apenas mais alguns minutos do precioso intervalo! — eu disse puxando ela pelos corredores, deixando Lysandre sozinho.

— Por que está corada? Não é por causa do Lys-fofo né?... — Rosa indagou levantando uma sobrancelha

— Lys-fofo? — perguntei me referindo ao apelido. Eles namoram?

— Sim sim, ele é meu cunhado. Responde logo a minha pergunta! — Hum, não namoram, que pena, eu shippava...

— Se quer saber, sim, é por causa dele! O garoto já chega beijando a minha mão e você quer que eu me mantenha indiferente? — eu reclamei corando mais ainda. Ouvi uma gargalhada vinda dela. — Do que você esta rindo?! Para, está parecendo uma gazela!

— Ele é assim com todo mundo! Você é uma anta — ela disse limpando uma lágrima que caia, provavelmente de tanto ela rir da minha cara — Iludida! — completou

Revirei os olhos e apertei o passo. Coloquei meus fones e me sentei em uma mesa, seguida de Rosa, que pegou um dos meus fones e colocou em seu ouvido para avaliar o meu maravilhoso gosto musical.

— Castiel iria gostar de você — ela disse balançando a cabeça no ritmo da música. E essa foi a minha vez de gargalhar.

—  O encontrei quando cheguei, ele disse que se ficar ao lado "disso" — apontei para mim mesma — a popularidade dele ia para o inferno e sei lá mais o que — eu expliquei assim que me recuperei da minha pequena crise de risos

— Que nada, é o jeitinho dele de dizer que gostou de você, pode acreditar— ela disse dando de ombros

Conversamos mais um pouco até o sinal tocar, indicando o ínicio da aula interessantíssima de Química, Rosalya teria aula de Literatura, assim como Alexy e Armin, conclusão: vou ficar sozinha, muito legal...

(...)

Depois de um tempo procurando o laboratório, eu finalmente o achei, mas claro, cheguei atrasada... (pela segunda vez no dia)

— Senhorita Hastings, posso saber o porquê do atraso de — ela olhou  seu relógio por alguns segundos — sete minutos e quarenta e três segundos?

— Dificuldades para encontar o laboratório, peço desculpas — eu disse ainda um pouco atordoada pelo tom extremamente agudo da sua voz

— Na próxima vez não entra. Sente-se com o Castiel — ela disse já se virando para o quadro novamente

— Isso é sério cara?! — eu exclamei, mas me dirigi para o meu novo lugar assim que vi o olhar mortal da professora sobre mim.

Me sentei naquela cadeira bufando, tantas pessoas na sala de aula e ela tem que me colocar ao lado do menino escroto que quer me matar?

Se não prestei atenção nem na aula de história, — minha matéria preferida — por que iria prestar atenção na de Química?

Coloquei meus fones e voltei a ler meu livrinho clichê. Estava tudo tranquilamente maravilhoso até Castiel pegar um dos lados do meu fone e colocar em seu ouvido. Qual é o problema das pessoas?! Não se deve fazer isso!

Peguei meu fone de volta e cruzei os braços fazendo biquinho e, para a minha infelicidade ele tacou o foda-se e repetiu o processo

— Porra, dá meu fone! — eu berrei, atraindo o olhar de todos. Coloquei a mão na boca me xingando mentalmente por ter feito aquilo, agora fodeu!

A professora apenas apontou para a saída. Eu ia me explicar mas ela me lançou um olhar reprovador como se estivesse dizendo "vá enquanto me resta paciência!", bufei e sai da sala acompanhada de Castiel.

Ficamos sentados em um banco encarando o nada até ele quebrar o gelo:

— Por que seu cabelo esta fedendo ovo?

— Dezessete aninhos de vida! — eu disse sarcástica

Assim como Rosa, ele ficou um tempo tentando ligar os pontos, para depois me olhar prendendo o riso.

— Por que estava cheirando meu cabelo? — decidi perguntar

Ele me olhou com uma cara estranha como se estivesse perguntando a mesma coisa a si mesmo. Por fim deu de ombros voltando com a sua cara de bunda. Acho que ele não vai responder minha pergunta...

Coloquei um lado do fone, dando o outro para ele, que simplesmente aceitou sem reclamar nem nada

— Seu gosto musical não é ruim — ele disse me olhando

— Eu sei — retruquei me encostando em seu ombro. E por algum milagre, ele não me tirou dessa posição, só balançou a cabeça negativamente, como se reprovasse o ato



Notas Finais


Voltei! Gentem não reparem se eu demorar um poquitinho para postar, é que eu estou em época de provas e, puta merda, nunca tenho liberdade, mas logo elas acabam e eu estarei liberada!
Qual é matéria preferida de vocês? (a minha é História shaushaus)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...