História Fucking Teenagers - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Seungcheol "S.Coups"
Tags Adolescentes, Bebidas, Desafios, Festa, Gay, Jeongcheol, Lemon, Meanie, Seventeen, Verkwan, Yaoi
Visualizações 82
Palavras 2.184
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello, peoples <3
Demorei, mas tô aqui :3
Boa leitura •×•

Capítulo 2 - Suck and Blow


Fanfic / Fanfiction Fucking Teenagers - Capítulo 2 - Suck and Blow

- Vamos as regras.

No chão do quarto bagunçado de Mingyu encontra-se os seis meninos sentados em forma de circulo enquanto Seungkwan dita:

- 1: tem que ser específico. O mais claro possível.

Wonwoo está neutro em frente a um Mingyu nitidamente nervoso.

- 2: Se você for o autor do desafio não pode se envolver nele. Tipo, você não pode pedir algo como "me beije" ou "me possua".

Jeonghan está tenso ao lado de um Seungcheol descontraído. Propositalmente Kwan e Choi trocaram de lugar fazendo Yoon xinga-lo mentalmente até agora.

- 3: os desafios não podem ser em uma pessoa fixa, ou seja, não posso pedir pro Jeonghan beijar o Gyu toda a vez que for desafiar ele.

Boo não consegue parar de sorriso com essa situação. Seus olhos perfeitamente delineados estão transbordando ansiedade enquanto Hansol está entediado a seu lado revirando os olhos com os sorrisos ansiosos de Seungcheol.

- 4: O máximo de desafio sexual que pode ser pedido é um blowjob. Agora se vocês quiserem fazer outras coisas quando o jogo acabar é com vocês mesmo.

Wonwoo ouve tudo alheio apenas olhando para a garrafa na mão do maior enquanto remoe-se pelo seu namorado babaca.

- 5: Não vale trotes. Qualquer coisa que for pedido tem que ser algo aqui pois é como o anjo caído disse: o que acontece aqui dentro, fica aqui dentro.

Yoon e Kim estão apavorados enquanto Chwe e Jeon estão totalmente aleatórios e Choi e Kwan não param de sorrir.

- 6: É aquilo, sempre vai do leve pro pesado então sem fotografias ou filmagens do que acontecerá aqui! - todos assentem jogando seus IOS na cama do lilás - vamos começar. Na boca desafia.

Os seis ficam em alerta quando Boo deita a garrafa no meio do círculo e a gira.

Um breve silêncio é instalado antes da garrafa parar. A boca cai em direção a Wonwoo e a outra ponta em Seungcheol.

- Eh, você... - coça a cabeça não lembrando do nome dele - tanto faz! Dá uns três tapas na bunda de Seungkwan.

- É implicância com a minha bunda, invejoso? Você sempre desafia alguém a fazer isso - brande irritado e de bochechas vermelhas.

- É sim, agora vai. Quero tapas estalados.

Choi dá de ombros esperando Boo que engatinha até ele.

- Já aviso logo que tenho mão pesada.

- Vai logo.

Nos dois primeiros kwan consegue segurar os gritinhos, mas o último Cheol capricha e ainda aproveita para uma apertada discreta.

- Filho da puta!

- Tem que cumprir o desafio - fala cínico não escondendo seu sorrisinho safado.

Apertou a maior raba do quarto, com certeza não dá pra fingir estar aleatório.

Não resiste em lançar um olhar sarcástico para Jeonghan como se dissesse "você é meu alvo".

- Vamos lá - Seungcheol gira a garrafa - Hum... Vamos ver, Hansol - estica-se para pegar chantilly - Mingyu, vem cá.

- Ah, porra!

O maior já tem em mente o que o amigo vai desafiar e estala a língua ao ver que está certo quando Cheol termina de passar o creme branco em volta dos lábios do irmão.

- Lambe - então finalmente faz o desafio.

Bufa antes de esticar seu corpo ficando totalmente de frente a Mingyu.

O de blusa de matokis preta fica esperando o mais velho vir e sente até um arrepio na nuca enquanto Hansol contorna a língua em seus lábios tirando todo o doce.

Encaram-se algumas vezes enquanto a língua do moreno corre em seus lábios. Mesmo após cumprir o desafio não consegue desgrudar suas bocas assim iniciam um beijo um tanto inesperado.

- Que merda, já tivemos o primeiro beijo dessa porra e nem foi comigo - reclama o menor de todos alí cruzando os braços.

- V-vamos continuar - após cessar o beijo roda a garrafa.

- Haha, é eu e tu, anjo - Kwan sorri largo olhando para cima da cama bagunçada de Mingyu onde há algumas frutas, bebidas e alguns outros cremes e Caldas - já sei!

Levanta-se para ir até a cama e pega o spray de Merengue e depois rasga pedaço de uma folha da agenda de Kim em uma das gavetas do criado mudo

- Te desafio aceitar seis rodadas de paper game.

- Kwannie, você tá bem? Esses tipos de desafio não são sua cara - analisa achando bem estranho o menor pegar leve - o você está tramando?

- Calma, deixa eu terminar - ri maligno - vai ser em sentido horário e quem deixar cair o antecessor do papelzinho vai poder passar merengue em qualquer parte que quiser do corpo do perdedor e "atacar" - fez as aspas com os dedos - com direito a morangos, claro.

Jeonghan é bom nesse jogo então não vê dificuldade para si... Até olhar para quem será seu antecessor que claramente adora a idéia.

- Seu bastardo! - Boo ri ao ver Jeonghan perceber.

- Você é lento, hein - dá o papelzinho para ele - agora começa.

Bufando e xingando o amigo inicia o jogo sugando o papel e passando para Mingyu que passa para seungkwan, e depois para Vernon, Wonwoo, Seungcheol e volta para Yoon.

A primeira rodada foi tranquila, mas na segunda, o baixinho passa o papel para Hansol e logo depois o sopra fazendo o cair.

- Não vale, ele trapaceou!

- Para de ser mal perdedor e aceita logo, Vernon - Cheol gargalha ao ver a fisionomia brava do melhor amigo.

- Querido, vai precisar tirar o moletom - avisa já com o spray e dois morangos na mão.

De cara fechada faz o que foi pedido ficando apenas de regata preta.

Boo quase baba ao ver os braços e troncos definidos do maior.

- Levanta o pescoço - não resiste passar os dedos de leve nessa região antes de pôr o creme branco.

Pescoços e clavículas são um fetiche particular de Seungkwan e ver esse tão definido e até um pouco suado de Chwe está o levando a loucura em simplesmente olhar.

Traça uma linha do estemo a clavícula, sobe para o maxilar terminando no canto dos lábios de Hansol. Espalha os morangos na região da clavícula.

- Delícia...

- Não precisa olhar pra mim como se quisesse me comer.

- Não quero te comer - se ajeita em cima das pernas do maior que surpreende-se em vê Kwan praticamente sentado em seu colo para ter mais acesso a região de seu pescoço - Quero ser comido por você pra falar a verdade - sussurra entes de começa a sugar o doce.

Claro que o americano fica todo arrepiado a medida que o outro chega em seu maxilar. Ora mordisca, ora chupa provocando pequenos pontinhos vermelhos espalhados na pele de Vernon pelo trajeto do creme.

Por reflexo, ao ter praticamente o corpo menor colado ao seu, envolve a cintura alheia não deixando de perceber o quão sortudo Cheol foi de tirar uma casquinha do bumbum de Kwan.

Agora até ele quer apertar.

Seus devaneios foram cessados quando lábios doces tomam os seus o deixando hipnotizado. Chwe adora coisas doces e por algum motivo Seungkwan parece ter isso em excesso.

Mesmo sem todo esse merengue.

- Sério que vocês vão começar a se comer agora? - Wonwoo rola os olhos entediado vendo a pegada dos dois.

- Pra quem não queria pegar o 'novinho' - Zoa Choi fazendo o parar o ósculo e empurrar de leve Kwan de seu colo.

- Vamos continuar - o menor bufa por terem parado logo na melhor parte enquanto assiste Hansol passar o papel para Jae.

Na quarta rodada Seungcheol fica impaciente pois Jeonghan parece ser muito bom nesse jogo e nunca deixa a merda do papel cair. Inferno.

Suspira pensando que já está na hora de deixar o mais novo de todos alí louquinho por si como 'vingancinha' da desfeita de mais cedo.

Assim que pega o papel na boca de Jeon e passa para Jeonghan deixa o menor pegar de boas, mas antes que ele possa passar para Mingyu aproxima-se como se quisesse beija-lo de forma brusca o que o deixa nervoso e o faz soltar o papel e franzir o senho.

- Deixou cair - diz sorrindo vitorioso voltando para seu lugar.

- Todo mundo viu que você trapaceou!

- Ele não assoprou nem nada. Tu que tá de cu doce - despeja Wonwoo revirando os olhos.

- Hey!

- Apenas verdades, anjo - gargalha Boo - Vamos as consequências que tô curioso.

- Onde você quer? - indaga puto da vida o que faz Cheol gargalhar também.

- Vai ter que tirar o Casaco e a blusa.

- Olha o que você...

- Calma! Precisa nem tirar a blusa na verdade, só levante ela. Eu quero na cintura.

- Woow, agora tá ficando interessante - o loiro sorri animado com a ideia.

Mingyu apenas observa tudo detestando ter ficado "longe" de Wonwoo enquanto todos estão animados e Yoon nervoso.

- T-Tudo bem...

- Caralho, o anjo anêmico tá vermelho! Sabe como isso é difícil? Queria poder tirar foto...

- Vai se foder, Seungkwan!

- Sozinho não tem graça, quer vir comigo? Ah, Seungcheol tá na fila primeiro, né?

- Seu...

- Me passa a calda de menta - para a discussão recebendo de Kim o que pediu - quer que eu peça com amorzinho?

Jeonghan apenas suspira tirando a Jaqueta preta depois levantando sua blusa também negra de algodão surpreendendo Cheol com seu abdômen.

- Por essa não esperava, né? - o de cabelos negros ri vendo sua surpresa - Hannie tem um 'abs' gostosinho.

- Cala a boca - inclina as costas para trás - vamos terminar logo com isso.

Choi o faz abrir as pernas para se ajoelhar entre elas despejando com vontade a calda verde primeiro em direção ao umbigo e depois espalha pelas regiões vizinhas amando o fato da calça jeans ser de cintura baixa.

O líquido gelado faz os pelos de Jeonghan arrepiarem-se e tenta fingir estar alheio a situação, mas suas bochechas rubras entregam o jogo.

Quando Cheol julga ser o bastante não tarda em largar o frasco em qualquer canto e finalmente abaixa-se para aproveitar o doce.

Quando o de cabelos azuis sente a língua que do cós de sua calça sobe para o umbigo morde os lábios reprimindo suspiros. O líquido gelado sendo sugado pela boca quente faz sua pele sentir o impacto deixando o em um misto de sensações muito agradáveis.

- Por que não Pensei nisso? - murmura pensativo olhando para Hansol que está entretido com a cena do amigo - ah, verdade! Pescoços são mais gostosos.

- Cala a boc.. Hey!

O mais velho aproveita os segundos de distração do azulado e puxa um pouquinho a calça, a cueca e rapidamente prende a boca bem alí para sugar a pele pálida.

- Ah, para! - agarra os cabelos lisos para tentar puxa-lo o que não adianta - i-isso não vale!

- Na verdade ele não está desrespeitando nenhuma regra. Imagina como seria chato poder tirar nenhuma casquinha?

- P-para de defender ele seu filho da tia Boo!

Quando Seungcheol desprende da pele não consegue não alargar um sorriso mesmo com a dor de suas madeixas sendo puxadas.

- Ainda não acabei.

- VAI TOMAR NO CU E SAI DE PERTO DE MIM!

- Mas ele tem que terminar a sua consequência!

- Para de fazer complô contra mim, Kwan!

- Então para com esse cu 'aglicosado' e deixa ele terminar! - dessa vez é Wonwoo quem exclama.

Yoon bufa olhando para o roxo abaixo da cintura logo soltando os fios lisos para que Choi possa terminar o pouco que resta em seu umbigo.

O de regata branca deixa um selar na marca que fez antes de Jeonghan puxar sua calça. E lá vem a "pior parte", Jeonghan é muito sensível na região do umbigo e Cheol descobriu isso nas lambidas de leve que deu perto da área então deixou o melhor por último.

O mais novo não consegue segurar uns suspiros tímidos durante o ato até acabar totalmente a calda.

Jeonghan está ofegante, sente-se violado ainda mais vendo parte de sua pele vermelha.

Seungcheol ainda está entre suas pernas o observando recompor-se, mas começa a aproximar-se perigosamente o que o deixa tenso e ao perceber como o outro observa seus lábios então o impede de continuar.

- Chega.

- SEU CU DOCE DO CARALHO! - Kwan não consegue segurar sua frustração

- Até eu pensei que finalmente ia - Chwe opina.

- Que porra, vocês não sabem brincar? - Won também fica fulo.

- Tava na expectativa, cuzão - finalmente Gyu profere algo.

- Mas ele já cumpriu a consequência. Vamos voltar pro jogo - defende-se enquanto Cheol volta puto para seu lugar.

Ah, mas se vai fazer Jeonghan pagar.

- O que tem de mais dar uns beijos nele? Ele é gostoso, grande sacrifício seria, né?

- Para de sarcasmo, bolinho fofo.

- Aigoo, isso é Bullying! Omma Won, bate nele!

- Vou bater é em vocês dois se não calarem a merda da boca e continuarem com essa porra.

E então os mais novos ficaram quietos e se entre olham.

- Okay - Jeonghan roda a garrafa.



Notas Finais


Gostaram? Tudo ficando quente, hehe✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...