História FULL HOUSE - Double B - Capítulo 2


Escrita por: e taeadict

Postado
Categorias IKON
Personagens B.I, Bobby, Chanwoo, Donghyuk, Jinhwan, Junhoe, Personagens Originais, Yunhyeong
Tags Cassino, Double B, Doubleb, Hanbin, Ikon, Livstay
Visualizações 77
Palavras 1.420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei Galera!!
Desculpa a demora, É por que eu tentei fazer o possivel pro cap ficar bom então custou um pouco.
Boa leitura.♡

Capítulo 2 - Capítulo l


Fanfic / Fanfiction FULL HOUSE - Double B - Capítulo 2 - Capítulo l

“Mantenha-os sobre tensão e canse-os”
-Sun Tzu

• Dois meses depois •

Com o sol em seu rosto, Hanbin despertou de seu sono lentamente. Depois de abrir seus olhos, virara sua cabeça em direção a janela, observando a brisa que vinha do lado de fora; o verão finalmente tinha chegado, junto com as lembranças, hoje faziam exatos dois meses que havia sido comprado por Jiwon. Dois meses sem sua família, dois meses sem sua faculdade, dois meses sem sua vida.

Suspirou e levantou-se, ouvindo um murmúrio na cama ao lado, vendo seu colega de quarto se mexer. Jinhwan além stripper do cassino era também um ótimo amigo, logo depois que hanbin teve seu pequeno encontro com seu “dono” o mesmo disse que ele teria que trabalhar para pagar toda a divida de seu pai. No começo quando chegara ali ficou totalmente perdido, Jiwon apenas o largou com um dos seguranças e disse-lhe para que o levasse para um dos quartos dos funcionários, e essa foi a última vez que hanbin viu aquele homem.

Logo depois Jinhwan o encontrou em um canto chorando e o menor além de consola-lo, também ajudou Hanbin - que agora é garçom no cassino - a se acustamar com a nova rotina, que nos primeiros dias não suportava mais, o Kim mais novo queria ir embora dali, nas primeiras semanas ele quis se suicidar, mas no primeiro mês resolveu apenas aceitar a situação que vivia e tentar se mater forte.

Foi até o banheiro do pequeno quarto que divida com Jinhwan lentamente, em seguida lavando seu rosto enquanto se encarava no espelho; ainda possuía marcas das olheiras que o choro provocou. Suspirou e seguiu para o chuveiro deixando a água cair em seu corpo.

Depois de devidamente limpo, Hanbin saiu do banheiro com a toalha em volta da cintura, abrindo o pequeno armário para então pegar algo pra vestir, logo em seguida.

— Que saúde, hein. — Jinhwan disse da cama, o mais alto já estava acostumado com o jeito do mais velho, o mesmo havia dito para sí que gostava de homens assim como Hanbin. — Quando você vai exibir este corpo no pole comigo, hein?

— Você não desiste dessa ideia, não?

— Como assim desistir? Hanbin, você é o segundo cara mais gostoso do cassino, principalmente quando veste aquela sua calça preta do trabalho. Nossa, já cansei de ver os caras olhando para a sua linda bunda. — O baixinho disse estalhando um tapa na bunda do maior que apenas o olhou com um olhar de indignação.

— Não seja exagerado, sou apenas um simples garçom batalhando para tentar pagar a divida de não sei quantos wons que meu pai deve. — Hanbin disse suspirando

— Hoje fazem dois meses que está aqui, né? — O maior apenas concordou. — Olhe pelo lado bom, Hanbin, você pelo menos conheceu a pessoa mais sexy do planeta. — O menor disse apontando para sí mesmo

— Ah claro, o cara de um metro e meio mais sexy que já vi. — Disse bagunçando os cabelos do menor recebendo um “Yah” em resposta. — Pera aí, você disse que eu sou o segundo cara mais gostoso do cassino, então, quem é o primeiro?

— Eu, é claro!

                        {...}

A noite chegou e junto com ela as milhares de pessoas no cassino. Hoje era sexta-feira, o dia mais movimentado da semana, era quando as apostas nos cassinos eram mais altas, ou seja, hoje só estariam os criminosos da “alta” classe, então, todos os funcionários deveriam vestir branco; o resto da semana o uniforme de Hanbin era preto, mas com a chegada da sexta ele teria de vestir branco como um sinal de respeito, poderia parecer estranho terem respeito pelos criminosos, mas os CEOS Dalí sempre deixaram bem claro que caso alguém desobedecesse, seria punido de forma severa.

Hanbin estava no seu quarto colocando o tênis branco quando Koo Junhoe entrou em seu quarto, o mesmo era o seu CEO, ao todo eram quatro CEO um para cada ala do prédio de 5 andares. No primeiro andar ficava a recepção e os dormitórios dos trabalhadores, que era localizado nos fundos. No segundo andar era a ala de jogos, o terceiro era a ala dos programas, isso mesmo, programas; O cassino Kim’s também trabalhava com prostituição. No quarto andar é aonde fica a boate e o bar aonde Hanbin junto de Jinhwan ficavam. Já a cobertura era a ala chamada Red Danger. Os únicos que tinham permissão para entrar alí eram os supervisores e o próprio dono. Aquele lugar era o local no qual os valores iam muito além do dinheiro, alí o valor mais alto era a vida, por isso as pessoas que subiam pra jogar alí eram pessoas com os nomes mais sujos que qualquer um, ou seja, foragidos da Polícia.

Hanbin olhou para Junhoe que trazia em suas mãos um terno vermelho totalmente passado junto de um sapato social preto, o mais novo colocou a roupa em cima da cama e disse:

— Olá Hanbin, parece que o Yoo Ji teve um acidente hoje, então você terá que ser o garçom da Red danger. — O mais velho arregalou os olhos na mesma hora

— Sério? Não tem outra pessoa? — Koo apenas negou com a cabeça o que fez Hanbin respirar fundo.

— Vista esse terno e o sapato, Depois vá para a ala, tome este cartão e mostre para o segurança – O moreno apenas finalizou entregando o cartão a Hanbin e saindo do quarto logo em seguida.

O outro apenas agradeceu por Jinhwan não esta ali, ele primeiramente iria babar pelo Koo – qual ele tem uma paixão platônica – depois iria da um piti por saber que o Kim mais novo trabalhar na ala que todos tem curiosidade.

Por fim decidiu vestir a roupa da qual foi mandado, andou e se olhou no espelho, vendo que que o terno havia ficado um pouco apertado na calça. Calçou os sapatos e seguiu para o banheiro, penteou os cabelos e passou o perfume com o vidro avermelhado pegou o vidro em suas mãos e leu o titulo “You are mine”. Desde que entrou no cassino, nesses dois meses, Hanbin apenas recebe o mesmo perfume. Nunca soube de quem lhe mandava até por que as roupas e acessórios são trazidos em caixas verdes, mas o perfume sempre chega no seu quarto sem ele saber.

Depois de devidamente pronto, subiu pelo pequeno elevador do prédio. Quando chegou ao quinto andar, seguiu pelo corredor que tinhas as paredes de veludo verde até um porta vermelha onde um homem estava parado em sua frente com uma arma em seu terno preto, Hanbin apenas puxou o cartão de deu bolso e mostrou ao segurança, o mesmo abriu a porta logo em seguida.

Quando entrou, a primeira coisa que viu foi uma mesa bem grande no centro com o jogo de baralho e as fichas. Ao lado, havia um pequeno bar com uma bancada que logo atrás possuía uísque caríssimos, Hanbin então caminhou em direção a o balcão para ver tudo, mas antes de chegar ao balcão foi agarrado pela cintura e empurrado na parede. Sentia um corpo atrás de sim, antes que pudesse falar algo a pessoa atrás de si se pronunciou:

— Olá Hanbin, como é bom te ver. — O mais baixo conhecia aquela voz muito bem. — Desculpe a demora pra aparecer depois do nosso pequeno encontro, estive meio ocupado — Jiwon disse no ouvido do mais novo o que fez o mesmo se arrepiar

— O s-senhor po-pode me solta por favor ?

— Acho que não, já que estou aqui e as pessoas que estou esperando ainda não chegaram. Acho que posso usufruir um pouco do que é meu.

Depois dessas palavras, o corpo de Hanbin foi levantado e o menor foi sentado na mesa de pocker, Jiwon se colocou entre as penas do menor - que estava assustado – E então passou a roçar seu nariz no pescoço do mesmo.

— Vejo que está usando o perfume que lhe mandei. — O moreno mais baixo nada disse, apenas levou suas mão pra se apoiar na mesa, Jiwon então desviou o olhar para o rosto do mesmo.

O mais velho dos dois levou ambas as mãos para a parte de trás do corpo alheio, arrastando-as pela superfície coberta pelo terno vermelho.

Vozes foram ouvidas, então o maior apenas saiu do meio das pernas alheias, o descendo da mesa de veludo vermelho.

— Volte ao seu trabalho, Depois conversamos.— Disse Jiwon, enquanto sumia da vista do mais jovem.



Notas Finais


(desculpe qualquer erro - Gio)
Minha beta é uma fofura gente.
Bom esse foi o capítulo
O que acharam ?? Comentem
Que tal da sua opinião ou ideia para a historia ? Vc pode sabia ?
Me chama no Twt : @Yutajae_
Vamo troca ideias.

BJS DA LIVY, OBRIGADA POR LER.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...