História Fun or love? - Satzu - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, TWICE
Personagens Sana, Tzuyu
Tags 2yeon, Chaelisa, Chou Tzuyu, Dahmo, Jensoo, Jikook, Michaeng, Minatozaki Sana, Namjin, Satzu, Twice
Visualizações 369
Palavras 3.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Harem, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - 8


Fanfic / Fanfiction Fun or love? - Satzu - Capítulo 9 - 8

Chou Tzuyu

O final de semana havia chegado, mas eu ainda estava cheia de tarefas, textos enormes e trabalhos para fazer, minha mente estava a mil pensando se conseguiria fazer tudo, por mais que eu não precisasse entregar tudo no mesmo dia, eu queria fazer para me livrar logo. Eu estou cansada, era muita responsabilidade, mas felizmente os pais de Lisa e ela, me compreendiam e não falavam baboseiras do tipo "cansada por que? Só estuda!" Meus pais falavam isso constantemente, isso me deixava ainda mais estressada, parecia até que nunca estudaram

Isso tudo é uma pressão psicológica horrível, ainda mais com seus desejos típicos de que eu me tornasse uma advogada ou médica, entre outras profissões próximas, eu não sabia o que fazer ainda, já estou na metade do último ano e não decidi nada, queria mesmo era conversar com meus pais e falar para eles me darem um tempo, não queria começar a faculdade ano que vêm, mas também não é que eu quisesse viver uma vida vagabunda, só não achei a minha vocação

- Tzuyu, deixa esse notebook de lado só um pouquinho, vamos assistir um filme! - Lisa, que agora estava ruiva, fala de uma forma manhosa e pidona

- calma, só estou terminando o meu seminário - falo olhando fixamente para a tela do meu pc, digitando habilmente, confesso, sou muito boa com tecnologia

A ruiva bufa e foi puxando o notebook de mim, eu iria contrariar, mas esse trabalho é pra daqui a duas semanas mesmo

- deixa essa porra de lado, hoje é sábado e quero atenção da minha maknae! - diz e me puxa, suspiro e reviro meus olhos, logo levantando e me despreguiçando

- okay, o que veremos? Aliás, vai mesmo ficar em casa, num sábado a noite? - pergunto estranhando, não que Lisa sempre me deixasse aqui sozinha, tínhamos nossos momentos juntas, conversando, vendo séries e filmes, mas mesmo assim, tínhamos quase um horário monótono pra isso. Isso era um pouco estranho, mas okay

- sim, não estou muito afim de sair, prefiro ficar aqui com sua presença, Yoda - diz me abraçando e sorrindo fofa para mim, arqueio minha sobrancelha para a mesma, mas retribuo seu abraço e recebo um beijo na bochecha em troca, me causando uma careta

- eca, unnie. Para com suas gayzisses! - digo e afasto seu rosto

- hmmm, se fosse a Sana, você beijava ela e ainda pegava na bunda dela - diz e momentaneamente sinto meu rosto corar, mas deixo uma risada escapar - pensa que eu não sei, que você faz essas coisas profanas!

- você não sabe de nada - digo e vou para a sala, a ruiva me segue

- sei sim, a Sana me contou - diz e logo vai pra cozinha, mas volta com um bico - faz a pipoca? Sabe que eu posso estragar até isso - diz e eu ri, assentindo pra mesma

- okay, mas pare de querer saber tudo! - digo e vou pra cozinha fazer a pipoca - qual o filme? - pergunto enquanto pegava os matérias básicos

- os incríveis 2 - diz e eu quase desfaleci ali mesmo

- sério? Por isso que eu te amo! - digo animada. Estava querendo ver esse filme a um tempão no cinema, mas não deu pra ir, Lisa parece que adivinhou ou realmente prestou atenção quando eu falei sobre desenhos no quarto sozinha, já que pra mim ela sempre tá dormindo, eu comentei isso com as meninas na convenção, Sana também disse que queria ver, as outras meninas quase me deram spoiler

- minhas amizades só me amam por interesse! - ela diz fazendo drama e eu gargalho, não demora muito para que eu fizesse a pipoca, optei por fazer pelo microondas, bem mais prático

Coloco os dois pacotes cada um em um balde que tinhamos do deadpool 2, um dos melhores filmes do ano, na minha opinião

Vou até a geladeira e pego duas latinhas de refrigerante, da qual não irei falar qual é, já que não recebo por propaganda. Volto pra sala e Lisa estava apenas me esperando com lençóis, sim, hoje estava frio, tão frio que eu estava andando de meias pela casa, essas da qual são personalizadas com o desenho das princesas. Não me julgue, você lê fanfic

Certeza que me deram um biótipo sério, man, não sou obrigada a sorrir e ser simpática com todos, não, aqui não é circo. Mas também não sou a porra de uma criança brincalhona, ranço, mas vivo com a Lisa, aprendi a aceitar isso, eu apenas sou na minha e gosto de teorias, sorrio e brinco com quem tenho intimidade, o que é com poucas pessoas, apenas isso. Eu basicamente arrombei a quarta parede, né? Enfim

- e você não vai sair com a Sana, ou sei lá? - Lisa pergunta, enquanto eu me sentava ao seu lado, pego meu celular do bolso pra checar se tinha alguma mensagem dela, nada

- não falei com ela hoje - digo e suspiro - fiquei ocupada fazendo trabalho e ela não manda mensagem quando é a última a escrever, mesmo o assunto acabando, ela é muito orgulhosa! - digo bufando e Lisa ri da minha cara - o que foi?

- nada não, mas então por que não manda mensagem? Você também é meio orgulhosa - diz e eu semicerro os olhos para a mais velha - é a verdade ué! - fala dando de ombros. Reviro meus olhos e volto a mexer no meu celular - trouxa

- cala boca, Lisa - digo nem olhando pra mesma, só fiquei vendo que Sana estava online e tinha acabado de postar um status

Status Sana on:

Alone, nesse mundo, lugar, casa, vida, nem um friend pra falar comigo ou pra vir aqui ;-;. Alguém me dá atenção?!

Status Sana off.

- que drama! - falo negando com a cabeça e Lisa me olha

- o que foi? - pergunta com o seu celular em mãos também

- viu o status que a Sana postou agora? - pergunto e ela faz uma careta, negando em seguida

- Sana não postou nenhum status hoje - diz - deixa eu ver - a ruiva olha atenta para seu celular e franze o cenho - nada - fala e me olha por uns segundos, assim como eu faço com ela. Ela deve esta pensando o mesmo que eu

- Sana tá mandando indireta - dizemos em uníssono e rimos

- é, Tzuyu, o negócio é com você mesmo - diz erguendo as sobrancelhas e sorrindo ladino, pego uma pipoca e taco na mesma - ei! Comida é sagrada! - diz e pego outra pipoca e taco nela, rindo de sua cara de indignação - vai limpar tudo isso com a boca!

- eu não, credo! Caiu em você! - digo e ela se faz de ofendida, enquanto eu gargalhava - depois eu limpo, unnie, mas... argh!... eu preciso falar com a Sana - digo

- por que não pede pra ela vir assistir com a gente? Mas é só pra assistir, caralho! - Lisa fala apontando o dedo na minha cara

- sai, porra! - digo afastando seu dedo - mas é sério? Posso chamar ela? Ela tava querendo ver o filme também - digo coçando minha nuca e olhando pra TV

- pode, ué - diz - mas chama logo que eu quero comer e assistir! - diz e eu assenti, desbloqueando a tela do meu celular e logo procurando o contato de Sana, ligando pra mesma em seguida, na primeira chamada a mesma atendeu

"Yoda?!"

Ouço sua voz animada, isso me fez sorrir e quase rir do apelido que agora parece ser meu nome, só me chamavam assim

- hey, hã... está ocupada ou alguma coisa assim? - pergunto sabendo que não, mas mesmo assim, queria que ela falasse e me desse a deixa de convida-la para vir pra cá

"Uh, não, estou em casa assistindo desenho, por quê?"

Podia jurar que ela sorria no final da frase. Fico me perguntando se isso é expectativa ou porque ela é sempre assim

- é que... bem, eu queria saber se você quer vir aqui em casa, assistir um filme, sabe? - pergunto e Lisa gargalha e eu a olho com uma interrogação na testa

- cê tá convidando ela pra transar?! - Lisa pergunta e eu arregalo meus olhos ao perceber o modo que falei

Antes que Sana falasse algo, me afobei em tentar reparar o mal entendido

- digo, você, Lisa e eu - falo e Lisa berra, se jogando de lado no sofá e gargalhando ainda mais

- você... - ela segura em sua barriga ainda rindo - agora você chamou ela pra um... - riu mais um pouco - pra um ménage?!

Bato em minha própria testa e esqueci que Sana ainda estava na linha

"Alô, Tzuyu?"

- desculpa! E-eu só tô querendo dizer que...

"Ei, calma!..."

Ouço sua risada baixa

"eu entendi, vai ser só um filme, dá pra ouvir a Lisa rindo, ela só tá botando pilha em você! E, sim, eu quero, posso ir agora?"

Assenti, mas logo neguei ao lembrar que ela não veria, isso só me fez ouvir Lisa rir mais

- eu vou dar na sua cara! - falo olhando brava pra mesma

"Agressiva"

- não, não é com você, Sannie! - digo e percebo que chamei a mesma pelo apelido, mas ignoro totalmente isso - você pode vir, Lisa e eu vamos te esperar pra começar o filme - digo

- vem logo, vadia - Lisa diz próxima ao meu celular

"Bate na Lisa ai, até eu chegar"

Sorri e falei um "okay", nos despedimos e assim que bloqueio meu celular, olho para Lisa, fuzilando a mesma

- você é uma idiota! - digo puxando seu cabelo e tapando seu rosto com minha mão, o que foi bem fácil, Lisa ria e tentava me puxar também

- meu cabelo, solta! Ele custa mais caro que os brincos da sua orelha!

(...)

A campainha toca e eu prontamente fui atender, vejo uma Sana de moletom preto, com uma estampa da qual não me dei o trabalho de descobrir do que se tratava, por baixo moletom a mesma vestia uma camisa branca e por fim, ela usava um provável short, já que a camisa e moletom quase cobriam, por fim, em seu rosto tinha um óculos redondo

Aquilo foi o meu fim, seus cabelos estavam em um castanho clarinho, só que escuro, não sei porque detalhar tanto, ela estava linda, mano, esses óculos, esse rostinho, o óculos e rostinho. Alguém me socorre, eu não comento isso, mas eu tenho um penhasco por isso, deve ser o efeito do óculos sobre minha mente, de certa forma me chamava atenção, talvez seja um fetiche ou algo assim, não sei, podem me achar estranha, mas geralmente eu presto atenção em pessoas, mais especificamente mulheres de óculos, só talvez também, eu curta daddy kink, ai mistura um pouco da "inocência" de uma baby, óculos, entre outros detalhes e pronto, eu morro. Na boa, eu tô viajando desde de cedo, tô encarando Sana a um tempo já

- oi, Tzu! - Sana diz sorrindo e eu retribui

- oi, pode entrar - falo dando espaço pra mais velha e assim que ela passa ao meu lado, a mesma segura meu queixo com uma mão e me dá um selinho, que eu retribui na velocidade do desespero mesmo

- belas meias - diz e eu olho para os meus pés, dando uma risada nasal

- oi, best - ouço Lisa falar e logo Sana se joga ao lado dela

- oi best - responde comendo da pipoca. Eu apenas observava a mesma, tão bonitinha. Gente, não dá, estou tentando

- não sabia que usava óculos - falo fechando a porta e me sentando ao lado de Sana, essa que ficou entre Lisa e eu

- bem, uso mas é só de descanso - responde e eu assenti, pegando o cobertor e cobrindo minha perna, oferecendo pra Sana, para que ela se aquecesse também, afinal a mesma estava de shorts no frio, no tempo em esperamos Sana chegar, também peguei mais uma latinha de refrigerante

- cuidado Sana, Tzuyu tem tara por isso - e mais uma vez, Lisa falando e eu sinto meu rosto esquentar, pego meu balde de pipoca e jogo outra vez pipoca na mesma

- cala a boca, animal! - falo e sinto o olhar de Sana em mim - hm?

Ela sorri e nega, logo deitando sua cabeça em meu ombro e comendo pipoca comigo

- já vi que estou de vela - a ruiva comenta e ouço a risada de Sana, enquanto eu ignoro

- coloca logo - falo e Lisa aperta o play, assim dando início ao filme

- ah, qual é o filme mesmo? - Sana pergunta e se ajeitando no sofá, pegando o refrigerante que Lisa ofereceu para ela, abrindo o mesmo e bebendo em seguida

- os incríveis 2 - Lisa fala e Sana me olha

- estávamos querendo ver faz um tempo, né? - a menor fala e eu assinto sorrindo pra mesma, ela pega em meu braço, que eu usava para apoiar minha cabeça e faz com que  ficasse ao redor de seu pescoço, deitando no meu peito e se concentrando no filme, quando ela fez isso, eu achei engraçado, pois ela parecia uma criança, Lisa nem ligava mais, apenas olhava pra tv, eu agora estava tentando deixar a menor o mais confortável possível e o mesmo pra mim, tendo que me aproximar dela e encostar minha cabeça na sua, finalmente achando uma posição que me favorecia

Nove e meia, da noite e o filme havia acabado, meu braço estava um pouco adormecido, Lisa estava com a cabeça deitada no colo de Sana e a mesma tinha seu braço atrás de mim, abraçando minha cintura e deitando ainda em meu peito. Com o pouco tempo em que nos conhecíamos, talvez tenhamos criado bastante intimidade, não falo no sentido malicioso, mas como uma relação saudável de amigas

- que filme longo, só eu que achei a interação daquelas duas estranha? - Lisa se pronúncia, sentando corretamente no sofá e logo levantando

- eu também achei - digo e tento me soltar, mas Sana nem se mexia

- Lisa - chamo

- que? - me olha

- a Sana dormiu? - pergunto e Lisa se aproxima de nós duas, passando as mãos na frente do rosto de Sana, logo passando o dedo na ponta do nariz da mesma, rindo da própria idiotice - para com isso! - digo com a voz séria, porém baixa

- ela tá dormindo, desde que parte do filme? - se pergunta e eu suspiro, queria que ela visse todo o filme

- eu não tô dormindo - me assusto ao ouvir a voz rouca e manhosa de Sana - eu cochilei quase agora - fala e se senta no sofá, se desprendendo de mim

- viu o filme inteiro? - pergunto e ela assente

- hunrum - murmura coçando os olhos e se levanta - acho que já vou - comenta bocejando

- você não vai, está tarde e você está com sono, se cochilar no volante e morrer, irei ser morta pela Jihyo e quando eu te encontrar no outro mundo vou te matar lá também - Lisa diz começando a arrumar as coisas, me levanto e vou ajudar ela

- não, eu posso ir de boas e eu não quero atrapalhar - Sana diz pegando os lençóis e os levando pro quarto, como Lisa tinha pedido, ela já deve ter vindo aqui, antes de eu morar pra cá, por isso sabia onde era meu quarto e de Lisa

- não tem essa, não, minha mãe disse que um tio, do primo, da colega dela morreu porque dirigiu com sono - Lisa fala e eu ri, ouvindo Sana rir também - estou falando sério, eu também não queria você e a Tzuyu no mesmo quarto que eu, mas eu prezo pela minha vida, que depende da sua! - diz e Sana volta pra sala, onde eu estava, enquanto Lisa estava na cozinha, Sana olha pra direção da cozinha e logo vem se aproximando de mim, com uma expressão sapeca em seu rosto, como se fosse uma criança que iria aprontar algo escondido da mãe. Assim que ela chega de frente pra mim, eu a encaro

- tá bom, Lisa, eu durmo aqui, se não for incômodo - fala um pouco alto e se  aproxima de mim

- por que está assim? - pergunto um pouco sem reação, gente é o óculos, juro que não sou assim, alguém quebra esse óculos! Mentira!

- eu quero beijar você, sem Lisa por perto - diz e segura em minha mão, logo me puxando e indo para o quarto, onde Lisa e eu dormimos

Sorri assim que ela me encostou na porta, já pro lado de dentro e então segurei em sua nuca e a puxei para um beijo, assim que nossos lábios se encostaram, quase que na mesma hora, pedi passagem com a língua e a mesma cedeu, fazendo nossas línguas se acariciarem e ao mesmo tempo brigarem por espaço, fazendo todo o meu corpo esquentar, levei minha mão a cintura de Sana e a trouxe para mais perto de mim, ela suspira e leva suas mãos ao meu cabelo, o beijo foi cessado por falta de ar de ambas as partes e ficamos nos olhando

- vai dormir comigo? - pergunto, mesmo sabendo que essa pergunta foi aleatória pro momento, a mais velha sorriu e assentiu

- se você quiser - diz e me da mais um selinho, sorri e beijo a mesma outra vez, guiando Sana pra minha cama, que era logo a minha frente, assim que chegamos na cama, Sana gira nossos corpos e me faz sentar na cama, ela sorri de lado e se senta no meu colo, com uma perna de cada lado do meu corpo

A olhei e a mesma mordia o lábio inferior e sorria de lado, beijou minha bochecha, maxilar e voltou a me olhar

- então quer dizer que você tem fetiche por quem usa óculos, hein? - pergunta e engoli em seco, logo ela aproxima sua boca da minha outra vez e morde meu lábio inferior, aperto sua cintura e a deito na cama, ficando por cima da mesma, provavelmente sendo o movimento mais ousado que já fiz, mas levem em conta, estou possuída e nem é pelo ritmo ragatanga

Vou parar de ser zoeira

- acho que isso responde a minha pergunta - diz rindo baixinho, com uma expressão um pouco surpresa e eu a beijo, levando minha mão por debaixo de seu moletom e camisa, sentindo a pele quente e macia, aperto sua cintura e fico passando minha mão por seu abdômen, enquanto a beijava. Sim, eu estava ficando louca, depois de tanta provocação, Sana acabou me deixando assim, eu tinha a absoluta certeza que não mudaria de ideia, em relação a minha primeira vez, talvez isso seja o resultado de desejo reprimido, por mim mesma

Eu ia começar a descer meus beijos para o pescoço de Sana, se não fosse o barulho da porta abrindo com força

- EU ACHO MUITO BONITO AS DUAS NO PROCESSO DE ACASALAMENTO E ME DEIXANDO SOZINHA! - Lisa berrava e isso fez com que eu me deitasse em cima de Sana e pegasse o lençol e nos cobrisse, deitei ao seu lado e Sana prontamente pegou outra vez meu braço pra servir de travesseiro

- ai, Lalisa, agora que eu ia ensinar umas cosinhas pra Tzuyu-ah! - Sana diz e sinto sua mão indo pra debaixo da minha camisa e arranhando levemente meu abdômen, sem que Lisa percebesse, já que o lençol cobria, minha respiração ficou mais pesada e suas mãos geladas estavam me arrepiando

- olha, eu tô pensando seriamente em trazer a Tzuyu pra dormir comigo, e você fica na cama dela - Lisa diz semicerrando os olhos pra mim e em seguida pra Sana, rimos de Lisa e ela jogou um ursinho de pelúcia da cama dela em nós. Sorri e passei meu braço por volta da cintura de Sana, me ajeitando na cama e fechando meus olhos

- já vai dormir, Yoda? - Sana pergunta e eu nego

- só estou descansando meus olhos - digo e logo bocejo

- Tzuyu dorme cedo - ouço Lisa falar e apenas dou de ombros, sentindo que os lábios de certa japonesa haviam se grudado aos meus, eu retribuo seu beijo, aprofundando o mesmo

- me recuso a dormir e vocês ficarem fazendo esses barulhos obscenos, comigo aqui! - Lisa esbraveja e separamos o beijo, rindo baixinho - Chou Tzuyu, vem pra minha cama ou as duas sossegam o facho, já entendi que Tzuyu não é mais criancinha, não precisam ficar mostrando - Lisa diz e abro meus olhos para ver a mesma deitada, toda coberta, pelo seu lençol de coelhos

- já paramos, omma - Sana diz e eu já sentia meus olhos pesarem

- boa noite - murmuro alto o suficiente para que as duas ouvissem, elas responderam o mesmo e entãosimplesmente apaguei


Notas Finais


Esse cap foi mais casual pq sim. Perdão as demoras, mas é a vida. Amo vcs paeszinhos 💖 até a próxima! Espero que estejam gostando


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...