História Furries de rua - Interativa - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Tags Furry
Visualizações 36
Palavras 1.525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eita quanta visualização
Brigado pra quem tá lendo ^^

Capítulo 3 - Cap 3


[Guilherme On]

Até que em fim dei sorte nessa vida, pelo menos tenho um lugar para ficar agora. Logo vejo Hélio chegando, e logo depois Charles e Misaki.

Misaki: O que conseguiram?

Guilherme: O Jackson e eu ligamos a água.

Leonardo: Eu achei uma sala no andar de cima com uns sacos de dormir.

Charles: Achei uma máquina de comida alí no fundo.

Misaki: Ótimo, acho melhor todos irmos procurar emprego em algum lugar amanhã.

Todos: Tá bom.

Misaki: Então Jackson, você que conhece esse lugar a mais tempo, tem alguma mesa onde a gente possa jantar?

Jackson: No andar de cima.

Misaki: Então vamos lá!

Fomos seguindo o Jackson até o segundo andar. No caminho deu para perceber que o lugar era meio aconchegante, não sabia bem o motivo. Chegamos na tal sala com a mesa, parecia uma sala de reuniões. Me sentei em uma cadeira qualquer, e do meu lado sentou o Hélio, e o do outro o Leo. Do outro lado da mesa sentou o Charles, a Misaki e o Jackson.

Então o Charles colocou os salgadinhos na nossa frente, cada um de nós pegou um.Todos ficamos um silencio durante a refeição, até que o Leo puxou assunto.

Leonardo: Então Jackson, qual a história desse lugar?

Jackson: Em primeiro lugar, podem me chamar de Jack.

Leonardo: Pode me chamar de Leo.

Jackson: Bem, tudo começou quando eu tinha 15 anos. Eu era meio fracote e tudo mais, então um dia eu me meti em uma briga de rua, e um musculoso tigre branco me ajudou a fugir. Depois ele me levou para essa academia e me treinou. Um tempo depois eu descobri que ele era El Tigre!

Hélio: O campeão?

Jackson: Em carne e osso. Então eu perguntei pra ele por que ele não lutava mais, e ele me disse "luta sem propósito não é uma luta" e foi a lição mais importante que ele me deu. Então um tempo depois, ele morreu, e academia morreu com ele. E desde então eu quero re-abrir essa academia!

Jackson: Contei minha história, quem é o próximo?

Charles: Pode ser eu.

Charles: Tudo começou quando eu tinha 14 anos, então um bandido invadiu minha casa e matou os meus pais. Logo eu fui mandado para um orfanato, lá era muito chato, eu não tinha amigos e conversava muito pouco, mas então uma loba entrou no orfanato também, e ela começou a chamar minha atenção.

Charles: Então se passou um ano, e nós dois começamos a ser mais e mais amigos, então decidimos fugir. Ela era mais nova que eu então eu tinha que cuidar dela. Ficamos umas semanas na rua, então uma gangue de bandidos nos chamou para participar dela, infelizmente aceitamos por que estava difícil arrumar o que comer.

Charles: Então, ficamos mais alguns anos naquela gangue, nesse meio tempo nos separamos algumas vezes. Então quando eu tinha 20 anos saímos da gangue e desde então sempre trabalhamos em alguns lugares para ter o que comer, e chegamos aqui.

Charles: E foi assim que eu conheci a loba mais linda desse mundo.

O Charles e a Misaki dão um selinho.

Misaki: Owwwwn, que fofinho!

Charles: Próximo!

Leonardo: Eu vou.

Leonardo: Nasci em uma família rica e importante no centro da cidade. Sempre fui considerado a ovelha negra da família, mesmo sendo uma lontra. Então nunca fui bem tratado nem algo do tipo. Então com 16 anos eu simplesmente fugi de casa e fui curtir a vida adoidado, e agora eu to aqui, com meus 19 aninhos!

Leonardo: Próximo!

Eu e o Hélio ficamos em silencio.

Jackson: Vamos lá, todo mundo já contou sua história, um de vocês dois tem que contar.

Guilherme: Tá bom, eu vou.

Guilherme: Eu nasci em uma família de classe média, eu morava no sul da cidade. Quando eu tinha 10 anos minha mãe morreu, e desde então foi só eu e meu pai, então quando eu tinha 16 ele virou um bêbado folgado, aí depois de um ano eu decidi fugir de casa. Fiquei 2 anos pelas ruas trabalhando em alguns lugares, e agora eu to aqui, também com 19 anos.

Guilherme: Terminei, agora só falta você Hélio.

Hélio: Não obrigado...

Guilherme: Ah vamos lá, só você que n---

A Misaki me interrompeu.

Misaki: Shhh, ouviram isso?

Todos menos o Hélio: O que?

Misaki: Calma, todo mundo queto.

Ouvimos algumas vozes vindo do andar de baixo. Eu não conseguia ouvir direito.

Misaki: Todo mundo se esconde!

A Misaki e o Charles saíram correndo por um lado do corredor, o Jackson e o Leo foram pelo outro lado. Então o Hélio se levantou, pegou minha pata e saímos correndo da sala. Ele me levou para uma sala que tinha um armário, era meio apertado para nós dois então ele me jogou alí dentro e disse:

Hélio: Não sai daí e nem faz barulho.

Ele fechou a porta e foi para algum lugar da sala.

Fiquei naquele armário por uns 5 minutos, até que ouço passos vindo até a sala que estávamos. Pela fresta do armário vi um tigre e um lobo entrando.

Tigre: Vamos ficar aqui até a quando?

Lobo: Até quando der para voltar para a sede.

Tigre: E isso é quando?

Lobo: Logo logo.

Lobo: Vê se nesse armário tem alguma coisa pra comer.

Tigre: Tá bom.

Droga vão vir aqui, e agora? eu corro ou fico?

O tigre abre a porta do armário e me vê todo encolhido lá dentro.

Tigre: Ora ora, parece que vamos ter alguma diversão!

Lobo: Você e seus fetiches...

Lobo: Quem é você garoto?

Guilherme: E-eu---

O Hélio sai de um canto da sala e pula nas costas do tigre.

Hélio: CORRE!!!

O tigre o tira das costas dele e fica em pose de luta.

Tigre: Olha quem veio defender a namoradinha, se não é o famosa Hélio!

O tigre dá um soco no Hélio mas ele desvia de da um soco na barriga do tigre, o mesmo da um pequeno gemido de dor, então se afasta e cai no chão.

Lobo: Perdeu pro traidor? que feeeio!

Tigre: Não enche... - Falou com uma voz tremula.

Hélio: MANDEI VOCÊ CORRER, TÁ AI PARADO FAZENDO O QUE?

Eu estou paralisado de medo, não tem como correr.

O tigre se levanta e pula na direção do Hélio, mas ele erra e bate de cara na parede.

Tigre: Eu te pego moleque!

Hélio: Só tenta!

Ele corre até mim e me levanta, segura minha pata e vai me levando pelo corredor. Chegamos em um beco sem saída. Olho para traz de vejo o tigre segurando uma daquelas facas de soldado de guerra.

Ele avança com a faca na minha direção, mas o Hélio entra na frente e a faca crava no braço dele.

Guilherme: HÉLIO!!!

O tigre tira a faca do braço dele e da uma o da um soco na cara.

Tigre: Agora você!

Vejo os outros correndo na minha direção. O Jackson da um soco na nuca do tigre e o desmaia.

Guilherme: O Hélio ta inconsciente!

Jackson: Já vi.

O Jackson pega o Hélio no colo e vai levando ele pelo corredor. Nós vamos seguindo ele até sairmos da academia. O Jackson nos leva até um fusca amarelo e nos manda entrar. Nós obedecemos e o Hélio vai nos bancos de trás com agente.

O Jackson sabe dirigir muito bem, tirando que ele quase atropelou uma velinha e 2 ovelhas. Ele dirige muito rápido até o hospital, chegamos lá e ele carrega o Hélio pelo hospital até a sala de uma tal Dra.Flávia.

Entramos na sala e uma raposa estava tomando café.

Jackson: Flá ajuda meu amigo por favor.

Flávia: Coloca ele na cama.

Flávia: O que aconteceu? - Ela fala enquanto se levanta e vai até o Hélio.

Jackson: Corte de faca e está desmaiado.

A Dra. abre uma gaveta e pega um vidro com alguma coisa dentro. Ela espirra no braço do Hélio e com um algodão vai limpando o sangue. Depois ela pega umas faixas e enrola no braço dele.

Flávia: O corte foi profundo, me ajuda a levar ele pra sala de cirurgia.

O Jackson pega ele no colo e vai levanto pelo corredor, até que a Dra. fala:

Flávia: Tenho que tirar esse tapa olho. - Ela fala e estende a pata até o rosto dele.

Misaki: NEM PENSAR! - Ela grita e segura a pata da Dra.

Flávia: Por que não?

Misaki: Só não tira, depois pergunta pra ele.

Flávia: Certo...

Flávia: ROBERTO PREPARA A MESA. - Ela grita na direção de um lagarto verde.

Roberto: Sim senhora!

Ele corre na nossa frente e entra em uma sala. Nós entramos logo depois dele e o Jackson colocou ele na maca.

Flávia: Tira todo mundo daqui Jack.

Jackson: Tá bom.

Ele vai nos empurrando para fora e nos sentamos em umas cadeiras.

Jackson: Então, o que aconteceu?

Guilherme: E-e-eles entraram no quarto e e abriram o armário que eu est-tava e o Hélio me levou p-pelo corredor então ele p-pulou na frente e lev-vou a faca. - Falei enquanto soluçava.

Jackson: Depois que você parar de falar grego você me conta, agora se acalma.

Guilherme: T-ta bem...

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenha ficado bom
Me avisem se eu errei em alguma parte


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...