1. Spirit Fanfics >
  2. Fxxk it - jung jaehyun. >
  3. Perfect duet.

História Fxxk it - jung jaehyun. - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


então... Estou tentando terminar essa fic o mais rápido e tentando deixar ela bem fofis mesmo, acho que daqui pra amanhã termino e vocês podem aproveitar a quarentena lendo😗😗

Capítulo 2 - Perfect duet.


Fanfic / Fanfiction Fxxk it - jung jaehyun. - Capítulo 2 - Perfect duet.

Brooklyn - Nova York, 1 ano e 6 meses

— Você tem um encontro? — perguntou Marilyn, uma das colegas de quarto de S/N em um tom doce.

 Ela usava um vestido rosa claro de ombros arredondados, com a cintura marcada e saia reta. As pontas de seus cabelos estavam cacheadas, uma franja ondulada caía suavemente sobre o lado esquerdo de seu rosto enquanto a lateral direita estava presa com grampos. Não havia muita maquiagem em seu rosto, somente um batom vermelho destacando seus lábios.
— Não é um encontro —  S/N respondeu em um tom simplício
Mas, as garotas ao seu redor não estavam muito convencidas disso.
Elas eram duas, uma loira e uma ruiva, e estavam amontadas em cima da cama polindo suas unhas, enquanto tentavam tirar alguma informação de S/N
— Você está vestida como se fosse um encontro — a ruiva provocou.
S/N rolou os olhos.

— Eu trabalho com uma estilista, é minha obrigação me vestir bem — rebateu.
— Não minta para nós — a loira pediu.
— S/N, 
nós já sabemos que é um encontro, só nos conte com quem você vai sair — pediu a outra.

— Ela nunca sai com ninguém, esse homem deve ser o príncipe encantado para ter convencido ela — a ruiva sussurrou para a outra
S/N bufou, sabia que suas amigas não a deixariam em paz se não contasse.
— Tudo bem — disse ela, se virando para as amigas com as mãos para o alto como se estivesse se rendendo — Vocês estão certas, é um encontro.
— E quem é ele? — perguntaram elas ansiosas.
— Jung Jaehyun— respondeu S/N, como se não fosse nada demais, se voltando novamente para o espelho.
As duas ficaram em silêncio, como se estivessem em choque, até que uma das garotas resolveu falar.
— Eu não acredito que você vai sair com o solteiro mais cobiçado daqui.
— Não é pra tanto — pediu S/N rolando os olhos.
— É claro que é! Qualquer uma morreria para sair com o Jaehyun, e você conseguiu e não nos contou nada — a ruiva protestou — Que tipo de amiga você é?
S/N bufou.
— É só um encontro, nada demais. O Jung não é o tipo de cara pra mim

Brooklyn - Nova York, 7 de dezembro 22:03

Era uma noite fria de dezembro e S/N sabia que estava voltando para casa tarde demais. Ela precisava acordar cedo no outro dia, mas, por insistência de Jaehyun, os dois haviam ido ao cinema, depois de terem jantado fora e ela até poderia reclamar, mas, a noite fora perfeita. Os dois assistiram ao filme que ela passara a semana toda dizendo que queria ir ver e jantaram no restaurante favorito dela, restaurante caro o suficiente para eles irem até lá somente em ocasiões especiais e S/N já imaginava a razão de terem ido lá naquela noite. Aquela poderia ser uma das últimas noites que eles teriam juntos, já que podiam chama-lo para a guerra a qualquer momento.
Desde que ouvira que os Estados Unidos estava entrando na guerra, Jaehyun passou a treinar mais com alguns amigos na Goldie's Boxing Gym. Eles tinham planos, e agora a guerra estava destruindo todos eles.
Jaehyun estava a acompanhando até em casa. O braço dela estava entrelaçado ao dele e eles estavam em silêncio, qualquer conversa que eles tentassem ter de uma forma ou de outra levava até a guerra e eles estavam tentando viver o momento, sem pensar no que poderia acontecer no futuro.
— S/N— ele chamou, inspirando fundo, como se estivesse tomando coragem para falar alguma coisa importante — Eu queria…
S/N sorriu. Ele estava mesmo gaguejando?
— Jung Jaehyun nervoso? — provocou ela — Vamos lá, sou só eu, você não precisa ficar nervoso.
Ele riu.
— Só você? — perguntou — Querida, você tem noção de como eu me sinto quando estou com você?
S/N sorriu, sentindo seu rosto esquentar.
— Vamos lá. Já estamos chegando no meu prédio, seu tempo está acabando…
Jaehyun parou de andar bruscamente, S/N o encarou confusa.
— O que foi? — perguntou.
— Eu queria fazer isso de um jeito romântico, e acredite eu considerei várias formas, mas… — ele começou e S/N sentiu seu coração parar, ela já podia imaginar o que estava prestes a acontecer — Lembra desse lugar? — perguntou ele.
S olhou ao redor, eles estavam na rua onde o prédio em que ela morava ficava. Árvores, agora sem folhas, se estendiam pelas calçadas dos dois lados da rua. Mas, eles estavam parados de baixo da luz de um poste e S/N logo entendeu ao que ele estava se referindo.
— Foi o lugar onde nos beijamos pela primeira vez — disse ela sorrindo.
— Você ainda lembra? — perguntou Jaehyun. 
S/N acenou com a cabeça.

— Foi um mês depois do nosso primeiro encontro. Você estava me acompanhando até a minha casa, uma garoa fina começava a cair, você parou para armar o guarda-chuva e… — S/N sorriu — Nós ficamos parados por alguns minutos, somente nos olhando, ouvindo as gotas baterem contra o guarda-chuva, então eu fiquei nas pontas dos pés e te beijei.
Jaehyun sorriu, acariciando o rosto dela.
— Bom, nós já estamos juntos há 2 anos e 7 meses e desde aquele momento eu já tinha certeza de que você era a garota certa, na verdade, desde o momento em que eu te vi naquele bar pela primeira vez eu soube que você era a garota que eu procurava. Uma mulher forte, independente, e que toma a iniciativa de beijar o homem pela primeira vez — concluiu sorrindo.
O sorriso nos lábios de S/N aumentou.
Jaehyun voltou a inspirar fundo, colocando a mão no bolso, quando ele se ajoelhou na sua frente, S/N percebeu que ele segurava uma caixinha de veludo vermelho, e ao abri-la revelou um anel prateado, com uma pedra em seu topo.
— S/N Landon — começou, ela sentiu seus batimentos cardíacos acelerando — Você aceita se casar comigo?
Foi como se o ar tivesse sido sugado de seus pulmões. S/N encarou Jaehyun atônita, balançando a cabeça em confirmação sem conseguir dizer nenhuma palavra, já sentindo lágrimas teimosas se formando em seus olhos.
— Isso é um sim? — perguntou ele.
— Sim! — S/N afirmou, vendo colocar o anel em seu dedo anelar, sem conseguir conter o sorriso que se formava em seu rosto.
Jaehyun levantou, envolvendo seus braços em torno da cintura dela, a levantando no ar, juntando seus lábios em um beijo que se intercalava com sorrisos que não podiam ser contidos.


Notas Finais


espero que vocês tenham gostado😚😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...