1. Spirit Fanfics >
  2. (Gaaino?) Contramão >
  3. Quero você

História (Gaaino?) Contramão - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem do capítulo ❤ fiz com muito amor

Capítulo 12 - Quero você


Fanfic / Fanfiction (Gaaino?) Contramão - Capítulo 12 - Quero você


A claridade do quarto me atingia aos poucos e me lembrei do ambiente onde estava e nos braços da pessoa que passei a noite toda

Gaara não estava no quarto quanto abri meus olhos, ele deveria está na cozinha ou no banheiro, observei o quarto dele atentamente por um bom tempo, como eu esperava não tinha nada relacionado a Matsuri e isso me deixou bem mais aliviada em relação aos sentimentos dele com todos aqueles acontecimentos, ou ele tinha superado ou pelo menos estava tentando

Não demorou muito para Gaara aparecer  na porta do quarto e ficar me observando enquanto eu ainda mexia em algumas coisas que estavam na cômoda perto da cama

Quando percebi que ele me olhava levantei bem devagar da cama e andei em sua direção passando minhas mãos por seus ombros enquanto ele beijava as mesmas, suas carícias eram muito boas e eu gostava muito da sensação de ter seus lábios em minha pele

Gaara pegou minha mão e me tirou do quarto, fomos em direção a sala, na mesma eu consegui sentir um cheiro muito bom vindo da cozinha e sorri quando vi o ruivinho colocando comida em cima da mesa para nós dois

-- você está doente? Nunca vi você cozinhando e olha que eu te conheço a anos -- pergunto de frente para ele que estava apoiado no balcão da cozinha

-- você conhecia meu lado de amigo não de namorado -- ele segura minha cintura e me puxa para aproximar seu corpo do meu

Acabo sorrindo com a palavra surpresa que ele deixa escapar, nunca achei que poderia chamar meu melhor amigo um dia de namorado

-- somos namorados? -- observo sua expressão atentamente, ele ergue uma das sobrancelhas ruivas pensativo demais para meu gosto

-- estamos tentando, e também não vamos ficar com mais ninguém .... eu pretendo pedir oficialmente depois, mas por enquanto não vamos rotular nada ok? -- confirmo suas falas

Sei que Gaara ainda está com medo da situação, ele foi magoado de uma forma tão cruel que é bem compreensível ele está querendo se proteger. Na verdade é uma grande atitude ele aceitar tentar algo comigo poucas semanas depois daquele acontecimento com a ex dele 

Enquanto ele ainda está com suas mãos em minha cintura começo a acariciar seus cabelos macios, ele é lindo pra caramba, não apenas na aparência, mas tudo nele é lindo e me sinto muito sortuda por está com ele

Gaara abaixa sua cabeça um pouco para tocar sua boca com a minha, aquela sensação é tão boa, nem me importo com tempo ou com qualquer outra coisa, quero apenas ficar mais perto do meu ruivo

Mas ele faz questão em dizer que é melhor comermos antes que esfrie porque depois teríamos muito tempo para nós beijar e ficarmos grudados juntos

Durante a refeição percebi que ele estava um pouco distante, ele parecia preocupado e aquilo estava bem estranho para mim, Gaara não era sério comigo, nós costumávamos falar tudo um para o outro, não quero que essa confiança se perca porque estamos ficando 

Quando terminamos de comer resolvemos passar o resto do dia sentados no sofá assistindo a algum seriado qualquer de comédia, ele insistia em falar que preferia um de ação enquanto jogava algumas pipocas no meu rosto quando eu começava a rir de algumas piadas dos personagens 

Ele de vez em quando olhava para o celular e depois voltava a olhar para mim sorrindo, parecia que ele estava tentando parecer normal, ele estava escondendo alguma coisa e percebi isso na hora que estávamos tomando café

Resolvi não questionar nada, se ele quiser falar comigo sobre isso será quando estiver pronto e não porque foi obrigado a fazer

-- você quer sair hoje à noite ou prefere ficar em casa? -- Gaara se aproxima de onde estou e pousa sua cabeça em meu ombro 

-- quero ficar com você, não importa o lugar -- respondo olhando em seus olhos 

Como é capaz uma pessoa amar tanto a outra? Eu o amo em uma proporção que chega a ser assustadora e até preocupante, se isso não de certo vou sair muito machucada, mas tendo a certeza de que tentei com tudo de mim

Seus olhos verdes parecem brilhar com minha declaração e percebo que ele ficou um pouco envergonhado 

-- então vamos comer em um restaurante, eu faço as reservas -- ele fala animado 

Eu realmente achei que ele preferiria ficar em casa, sei que Gaara não gosta muito de sair e ficar nessa casa sozinha com ele não era uma má ideia para mim 

-- você está todo diferente hoje, geralmente não gosta de sair de casa e também não cozinha.... o que foi? 

Gaara fica apenas me observando por um tempo

-- eu só queria fazer direito com você, considerando o pouco tempo que estamos juntos e algumas coisas que passei em relacionamentos antigo -- ele começa a embolar as frases e ficar vermelho 

-- Gaara vá direto ão ponto porfavor -- o incentivo à falar

-- quero te levar a um encontro, um primeiro encontro de verdade, não apenas  para irmos comer hambúrguer, mas com direito a velas na mesa e tudo que você quiser -- ele completa, quase num sussurro.

Sinto o coração amolecer. E não consigo esconder o meu sorriso, ele parecia nervoso com a minha resposta 

Solto uma risada baixo 

-- do jeito que eu sou desastrada vou acabar derrubando a vela da mesa e tocando fogo no restaurante -- ele sorri também 

Puxo sua camisa e dou um selinho nele, Gaara se aproxima mais e coloca sua mão em cima da minha bunda, acabo sorrindo durante o beijo e mordo seus lábios antes de me levantar, ele me olha confuso 

-- Preciso tomar um banho, tenho que me arrumar para o nosso encontro -- digo, por fim.

-- logo agora? Ainda é cedo -- Gaara murmura reviro os olhos e uma ideia muito boa surge pela minha cabeça 

Não sei se ele vai aceitar, mas a muito tempo eu desejo aquele homem, não vou deixar essa oportunidade passar 

-- vem comigo -- fico vermelha depois de falar isso 

Vejo um sorriso no canto dos lábios dele 

-- nós conversamos que iríamos devagar Yamanaka

Ele acha que me engana, sei muito bem que ele quer isso muito mais do que eu, ele só precisa de um pequeno empurrãozinho para se render 

-- podemos tomar banho na banheira do seu quarto e com nossas roupas íntimas se preferir  -- ele parece pensar um pouco 

-- prometo nem tocar em você -- falo levantando as mãos 

Depois de um tempinho pensando ele se levanta do sofá e fica de frente para mim 

-- eu já não posso prometer o mesmo para você -- sinto todos os pelos do meu corpo se arrepiarem com aquela frase

-- ainda bem que não gosto muito de promessas mesmo -- acabo rindo quando ele puxa minha mão e começa a ir em direção ao banheiro do seu quarto 

Quando chegamos lá Gaara já vai tentar encher a banheira, observo a água caindo, não consigo encarar meu "amigo" enquanto tira a roupa ficando apenas de cueca, quando a água já está em um nível bom para cobri o corpo Gaara se deita e fica olhando para mim me esperando 

Eu começo a me despir também ficando apenas com minhas roupas íntimas, percebo que ele fica me observando atentamente e aquilo me diverti, vê-lo me desejar é muito bom, ele está me olhando da mesma forma que olhei para ele a minutos atrás

Me cento do outro lado da banheira para ficar de frente para ele, não sei quanto tempo ficamos apenas nos encarando esperando o outro começar algum assunto

Tenho tanta vontade de falar várias coisas pra ele, conversarmos sobre nossos sonhos, sobre o futuro e passar o resto do dia abraçados conversando sobre o ensino médio, resgatar nossas lembranças de criança e falar sobre nós dois 

-- Estou com medo de que isso seja bom demais para ser verdade -- finalmente admito para mim mesma e para Gaara

Ele me surpreende dizendo:

-- Eu também 

-- É mesmo? -- Fico aliviada por Gaara se sentir da mesma maneira.

-- Sim, penso nisso o tempo todo. Você é boa demais comigo e só estou esperando que perceba isso. Espero que nunca aconteça --  ele diz com os olhos fixos no meu

-- Isso não vai acontecer -- digo, e estou sendo sincera.

Gaara sorri e me lança um olhar diferente

-- você está tão longe -- ele fala e pega minha mão tentando me puxar para perto do seu corpo

Ele encosta a testa na minha. 

-- Você me deixa maluco sábia? -- ele diz.

-- Eu sei.

-- Nunca escuta o que digo e sempre briga por tudo. É teimosa e impaciente.

-- Eu sei.

-- Mas apesar de tudo o que estou dizendo… eu gosto de tudo em você Ino -- ele diz, e chupa a pele sensível abaixo da minha orelha.

Passo os dedos pelos cabelos de Gaara, e ele suspira, coloca as mãos na minha cintura e me puxa para si. Sei que há mais coisas para dizer, e problemas para resolver, mas, no momento, só quero me perder nele e esquecer de todos esses anos que ficamos afastados

Sento em seu colo no que parece uma tentativa desesperada de se aproximar de mim enquanto nos beijamos, Gaara leva uma mão à minha nuca. Sinto toda a sua frustração se transformar em desejo e afeto — sua boca está faminta, e seus beijos parecem escorregadios 

Ele beija meu pescoço enquanto aperta com força minha cintura por dentro da água 

Começo a rebolar em seu colo até ele parar meus movimentos e me olhar sério

-- tem certeza? -- ele pergunta com seus olhos colados no meu 

Como resposta para sua pergunta levo as mãos às costas e abro o fecho do sutiã, depois desço as alças pelos ombros e deixo a peça cair no chão do banheiro. As mãos de Gaara estão quentes quando ele coloca as mãos nos meus seios, acariciando-os com intensidade. Seguro seus pulsos e afasto as mãos dele da minha pele, balançando a cabeça. Gaara inclina a cabeça, sem entender

-- desejei isso por tanto tempo que agora não vou parar -- sussurro

-- eu quero você.  Gaara -- ele me beija 

Pego na barra da sua cueca. Ele me ajuda a puxá-la até o joelho. Meus dedos imediatamente envolvem seu pênis — ele inspira forte e, quando o encaro, seus olhos estão fechados. Eu o masturbo lentamente e vejo ele suspirar. Tento gravar todas as expressões que seu rosto prefeito esboça sei que ele está gostando 

-- Porra… Ino -- ele diz, e leva as mãos aos meus cabelos puxando minha cabeça para beija-lo, ele agarra um dos meus seios enquanto continuo dando prazer a ele 

Não quero falar, mostrando como estou desesperada para que ele faça amor comigo aqui mesmo, me levanto um pouco saindo do seu colo para tirar minha última peça

Quando começo a tirar a calcinha, Gaara me impede com a mão.

-- Quero que fique com ela… por enquanto -- ele diz. Eu concordo, e a ansiedade me consome. 

-- Vem aqui.-- ele me puxa para cima de seu corpo novamente

A sensação de me sentar no colo dele quando está totalmente nu e pronto — e eu só estou de calcinha — é deliciosa. Ele pressiona minha lombar com a mão espalmada enquanto se esfrega em mim de novo.

-- você é maravilhosa Ino -- murmura  enquanto me beija e coloca minha calcinha de lado.

Eu me surpreendo ao sentir o prazer desse toque. Gaara movimenta os dedos devagar, bem devagar, e eu me movimento para a frente e para trás para aumentar o ritmo.

-- Isso, linda… porra… Você está tão pronta para mim --  ele geme, e eu continuo a me movimentar contra sua mão. Minha respiração e meus sussurros se intensificam, e a rapidez com que meu corpo reage a Gaara ainda me surpreende. Ele sabe tudo o que deve fazer e falar 

 Meu quadril se move rápido enquanto ele me penetra com os dedos.

Sinto que chego ao limite, e muito rápido. Gaara sussurra indecências no meu ouvido, e as palavras desconhecidas me excitam de um jeito que não sei descrever. São sujas, mas deliciosas, e aperto os braços dele enquanto perco o controle com seu toque.

-- Abre seus olhos, quero que você veja o que estou fazendo com você --  ele diz, e eu faço o melhor que posso para manter os olhos abertos

-- você toma algum remédio? -- afirmo com a cabeça sem conseguir falar nada com seus dedos tocando meus seios

-- regula meu ciclo -- falo calmamente depois de alguns segundos

Ele me levanta levemente e sinto o seu membro em mim, e então o preenchimento quando volta a me abaixar.

-- Ai… --  solto baixo, fechando os olhos.

-- Tudo bem? -- isso que dá ficar dois anos sem transar esperando esse filho da puta me notar

Por mais que eu não seja uma virgem a última vez que fiz sexo com alguém foi a dois anos atrás, e pode se dizer que Gaara tem um membro avantajado e isso fez um desconforto surgir no meio das minhas pernas

-- Sim…-- gaguejo.

Mantenho os olhos fechados e movimento o quadril um pouco, tentando diminuir a pressão.

-- certeza? -- Sua voz está tensa e a veia em sua testa aparece. Ele está tentando controlar os movimentos para não me machucar

-- Shh… para de falar -- eu digo e me movimento de novo.

Ele geme e se desculpa, prometendo me dar um minuto para me adaptar.

Não faço ideia de quanto tempo se passa até eu movimentar o quadril de novo. O desconforto diminui quanto mais me mexo, e em determinado momento Gaara passa os braços pelas minhas costas e me abraça, erguendo-se um pouco. Desse jeito é muito melhor, com ele me segurando enquanto nos movimentamos juntos. Uma das minhas mãos está apoiada em seu peito, e minhas pernas começam a cansar. Ignoro meus músculos ardendo e continuo a me mexer sobre seu corpo dessa maneira. A água balança e cai fora da banheira com a intensidade que nossos movimentos vão ganhando

 Mantenho os olhos abertos para observar Gaara quando uma gota de suor escorre por sua testa. Observá-lo assim, com o lábio inferior entre os dentes, os olhos tão concentrados em meu rosto que posso sentir seu ardor em minha pele, é arrebatador, da melhor maneira.

Ele segura minhas nadegas me ajudando a aumentar o ritmo dos movimentos. Meu corpo fica tenso. Totalmente tomada por todas essas sensações, fico olhando seu polegar pressionar meu clitóris, causando um orgasmo rápido e forte. Nossos gemidos se confundem quando terminamos, assim como nossos corpos. Sinto ele me preencher e tombo minha cabeça para frente encostando em seu peito tentando voltar a respirar normalmente enquanto ele beija meu pescoço

Depois de alguns segundos Gaara puxa minha cabeça para me olhar nos olhos e me beija com ternura ainda estando dentro de mim e tocando em cada parte do meu corpo por baixo da água

-- nunca mais vou olhar normalmente para essa banheira -- começo a rir com sua fala 

-- o melhor móvel da sua casa inteira pra mim no momento -- falo passando meus braços pelos seus ombros 

-- Mas talvez você mude de ideia,  ainda temos muitos outros para experimentar -- Ele ri e afasta os cabelos do meu rosto.

 Uma das coisas que faz de que mais gosto é acariciar meu rosto. A ponta de seus dedos é grossa, mas parece seda contra minha pele.

-- esse foi o melhor banho da minha vida -- Ele sorri e beija minha testa

 -- E então, o que me diz? Ainda aceita sair comigo hoje para nosso primeiro encontro de verdade? -- óbvio que aceito, aceito tudo com ele 

-- gostei muito do banho com você, mas agora preciso sair dessa banheira me arrumar para estar linda para o meu primeiro encontro com um cara lindo e incrível que vai estar me esperando -- digo, e dou um beijo no peito dele.

Meu ruivinho sorri 

-- acho que ele terá que esperar um pouco mais loirinha 

Quando iria questioná-lo sobre sua fala Gaara me silencia me tirando do seu colo e me pegando no colo para me tirar do banheiro e ir em direção a seu quarto 

Acabo rindo mais alto quando ele me deita em sua cama ficando por cima de mim e me beijando muito delicadamente

-- estou ficando louco por você Yamanaka -- murmura me enchendo de beijos pelo corpo 

-- e eu já sou louca por você Sabaku 


Não precisávamos de mais palavras para entendermos o quão precisamos um do outro, ele me entendia muito bem e eu sempre era a pessoa que ele procurava quando precisava de ajuda, nos completavamos perfeitamente e naquele instante percebemos que não importa que caminho percorremos na nossa trajetória sempre acabariamos juntos novamente .... talvez esse fosse nosso destino


Notas Finais


Pessoas, espero que estejam gostando da história
Resolvi da um tempo de alegria para eles, coitados já sofreram muito nessa fic
Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...