1. Spirit Fanfics >
  2. Gabicente-depois de tudo >
  3. Capítulo 28 - Entre beijos

História Gabicente-depois de tudo - Capítulo 28


Escrita por:


Notas do Autor


Nada a declarar sobre este capítulo.

Boa leitura!

Capítulo 28 - Capítulo 28 - Entre beijos


Fanfic / Fanfiction Gabicente-depois de tudo - Capítulo 28 - Capítulo 28 - Entre beijos

No capítulo anterior 《

-Michelly você vai me deixar contar ou não? 

-Ta bom,ta bom! - disse tampando a boca com a mão. 

-Só que quando eu pedi pra ele dizer isso olhando nos meus olhos,ele não conseguiu e a gente acabou se reconciliando. Dai eu dormi na casa dele...mas antes que você insinue alguma coisa,não, não rolou nada. A gente só curtiu a companhia. 

-Ai que fofinhos! Então você não vai pros Estados Unidos jogar?

-Não. 

》》》》》》》》》》》

Fazia uma semana que eu e o Vicente tínhamos voltado.  Passamos a maior parte do tempo juntos, assistindo e jogando basquete, conversando,namorando...

Estávamos no jardim da mansão dos Prado Monteiro. Era o aniversário da Nana e todos estavam dentro da casa comemorando. Menos eu e Vicente.

-Parece que tudo se acertou agora. Todo mundo feliz e bem...

A gente se sentou em um banco perto de uma árvore. 

-É...na verdade, tá quase tudo bem,né? O Elias ainda não foi preso - falei, olhando para  o chão.

 Vicente passou uma das mãos em minhas costas. 

-A Polícia logo vai dar um jeito nisso,nem precisa se preocupar com isso agora. -falou calmamente. 

Apoiei a minha cabeça em seu ombro e observei a paisagem maravilhosa na nossa frente.

-Seus pais ainda vão viajar no Carnaval? -perguntei, entrelaçando nossos dedos.

-Sim,e  eu já deixei bem claro que vou ficar aqui,com a minha namorada... -disse,segurando meu rosto delicadamente para encara-lo

-É?  Repete essa última parte por favor? -sussurrei.

-Minha namorada - repetiu calmamente. 

Comecei a beija-lo devagarzinho, trazendo-o para mais perto de mim.

-Te amo -ele disse entre beijos-para sempre...

-Eu também. 

Continuamos nos beijando lentamente, aproveitando cada segundo, cada toque...

-Mas e aí? -falei me afastando - Vamos virar o Carnaval assistindo basquete feminino? -pedi animada. 

-Assistindo basquete feminino e...Namorando bastante, né? 

Começamos a nos beijar novamente. 

-Eu gosto da idéia.

-Gosta? Você gosta? - perguntou entre selinhos.

-É...eu gosto...

Ficamos nos beijando por mais um tempo,apenas beijos calmos,cheios de amor. 

-Meus pais vão viajar no domingo de madrugada, o que você acha de no sábado de noite já ir dormir lá em casa?

Comecei a rir

-É claro que eu quero. Mas você vai terque me ajudar a convencer minha mãe, porquê né, de sábado até quarta na sua casa...sozinhos...

-A gente dá um jeito.

-E a sua vó? - perguntei me virando de frente pra ele.

-Ela vai passar esses dias com o seu Alberto,já que a sua mãe vai tá ocupada com a escola de samba.

Sorri. Eu mal podia esperar pra passar aqueles dias sozinha com ele.

-Mais um motivo pra gente convencer a minha mãe, ela não vai ter muito tempo pra cuidar da gente. O Peter vai ficar aqui na mansão e a Alice vai passar esses dias com a minha tia e o Waguinho. Se ela deixa eles dormir fora, tenque me deixar também. 

Vicente começou a pensar.

-Sua mãe vai desfilar grávida mesmo?

-Não, ela vai tirar o bebê fora e depois colocar de novo.

-Ai Gabs! Eu tô falando sério! 

Eu estava rindo sem parar da cara dele

-Gravidez não é doença não, Vicente!  Minha mãe já falou com o doutor Mauri e ele liberou.

-Humm...imagina só quando for os nosso?

Meu coração deu um pulo. 

-Eu ein garoto!  De novo com esse papo?

Sua boca procurou a minha novamente.

-Desculpa...-sussurrou abafado entre meio o beijo.

-Desculpa atrapalhar o casal, mas é que já vão cortar o bolo...

Dei um pulo,ficando vermelha instantaneamente. 

-A...a gente já vai -falei me levantando.

-Se vocês não querem comer nada,podem continuar namorando -avisou Marcos

Fiquei mais vermelha ainda.

-A gente já tá indo!

-Ta bom!

Marcos se virou e foi embora. Vicente começou a rir

-Que foi Vicente? -pedi brava.

-É que a cara que você fez foi a melhor,ficou parecendo um pimentão! 

Ignorei ele e segui o caminho pra dentro da mansão. Eu não estava realmente brava,mas sim um pouco dramática.

-Ei,Gabs,me espera! - disse vindo atrás de mim. 

                   ● ● ●

Depois  da festa na mansão, decidi que era o melhor momento pra pedir pra minha mãe sobre o Carnaval. 

-Ô,mãe? -chamei,assim que a Alice e o Peter foram dormir.

-Que que foi Gabi? Por que a senhorita ainda não foi dormir, posso saber?

Enchi dois copos de água na cozinha e entreguei um pra ela.

-É que eu preciso falar com a senhora, mãezinha...

Ela se sentou no sofá e ergueu a sobrancelha. 

-Chamô de mãezinha já vi que tem coisa aí! Desimbucha. 

Me sentei em uma das cadeiras ao redor da mesa.

-Calma mãe! Que  desconfiança toda é essa? Eu ein!

-Eu conheço muito bem a personalidade dos meus três filhos. Se fosse a Alice até vai lá...mas você Gabriela? Não mesmo!

Sorri, minha mãe sempre me surpreendendo. 

-A senhora conhece bem todos nós...como será que vai ser esse novo bebê?  -pedi,olhando para a barriga dela,que continuava normal.

Com toda aquela confusão  com o Vicente, eu mal tive tempo (ou vontade) pra falar do bebê. 

-Eu sinceramente não espero mais nada,depois de uma escritora,uma jogadora e um youtuber! - confessou entre risos. Seus olhos brilhavam. 

-E quando vocês vão saber o que é? 

-Daqui um mês. Eu tô de dois meses, então ainda não dá pra ver. - ela falou,acariciando a barriga que nem aparecia.

-Eu quero que seja uma menina -disparei -pra jogar basquete comigo.

Minha mãe fez sinal pra mim sentar do seu lado no sofá. 

-Deixa pra pensar se vai ser Romeu ou Julieta mais tarde,agora me diz,o que você quer?

Respirei fundo, agora era tudo ou nada.

-Eu quero passar o feriado de carnaval com o Vicente -falei de uma vez só. 

Ela susupirou aliviada.

-Claro,isso é normal. Ele vem pra cá que dia?

Não. Ela tinha entendido errado.

-Mãe, eu quero dizer... de dormir na casa dele naquela semana,de sábado até na quarta...

Ela se levantou no susto. 

-O QUE?!

-Calma mãe!  A Alice e o Peter tão dormindo!

Ela se sentou novamente,com a mão no coração. 

-Mas de jeito nenhum! Tá ficando maluca Gabriela da Silva? Você acha mesmo que eu vou autorizar essa maluquice? 

Suspireo. Eu precisava de estratégias pra ganhar aquele jogo. 

-O que que tem de mais eu passar uns dias com o meu namorado?

-Acontece, que eu sei bem o que os jovens fazem quando estão sozinhos,eu já tive sua idade! - disse, um pouco alto demais.

-É mãe, mas eu garanto que quando você tinha a minha idade,  a senhora queria passar o tempo inteiro com o Ramon. - eu disse sorrindo.

Ela acabou sorrindo também. 

-É...isso é verdade. Mas mesmo assim,isso não justifica eu permitir você passar a semana na casa do Vicente! 

Respirei fundo. Eu ia terque apelar.

-Mãe, eu não vou deixar rolar nada! Além do mais,eu vou tar 'naqueles dias' e vou acabar irritando todo mundo -falei devagar, eu não havia mentido totalmente. 

-Tem certeza? - pediu desconfiada 

-Absoluta! -garanti

Ela me puxou para um abraço. 

-Não sei quando você cresceu tanto,minha garota...

Abracei-a mais forte. Feliz da vida. 

 


Notas Finais


Bom,como eu já avisei,apartir de semana que vem provavelmente vai ser um capítulo a cada dois dias...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...