História Gadizaski: Quase Sem Querer - Capítulo 52


Escrita por:

Postado
Categorias Malhação
Tags Gadizaski
Visualizações 467
Palavras 911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 52 - Coletiva...


Fanfic / Fanfiction Gadizaski: Quase Sem Querer - Capítulo 52 - Coletiva...

ESTOU MUITO ANSIOSA!!!

Hoje é a coletiva, nós do elenco já estamos no avião indo para São Paulo. Sim, a coletiva será lá. 

Minha mãe não para de me enviar mensagem fofas de boa sorte e essas coisas. O Gus não me responde, estou aflita com isso, mas a Dani, parceira de cozinha dele, me disse que está tudo bem então vou tentar não pensar nisso.

 Depois de muitos stories, fotos e uma viagem super animada, chegamos em Sampa.

- Daph, você vem no mesmo carro que eu, Calamari e Ana ou vai ir com o Bruno, Gi e Juan? - Manu me questionou logo que chegamos no aeroporto.

Lancei meus olhos para o grupo da segunda opção e vi Bruno e Giovanna cochichando um no ouvido do outro e rindo.

- Pô, Daph, vem com a gente! Olha só isso...- Juan apontou para os dois - ...eu vou ter que ir de vela até lá.

- Ah, Juan, desculpa mas já tinha combinado com a Ana de ir com ela... - Olhei para Ana fazendo careta. - NÉ, Ana?

- Ah.. É, sim! É... vamos amiga! - Ana encaixou seu braço no meu e fomos em direção aos táxis com Manu e Calamari nos acompanhando atrás. Juan que me perdoe mas eu não teria estômago!


Quando chegamos no local ficamos surpresos, eram muitas câmeras, flashes, jornalistas, perguntas... resumindo: Eram muitas NOVIDADES para mim. Na correria eu e as meninas conseguimos conversar com alguns jornalistas sobre nossas personagens, as fives.

É complicado você falar sobre algo que nem você sabe que rumo vai tomar. Eu sei de toda a história da Benê, porém não mais do que os textos me levam. Vamos receber blocos novos de um, em um mês, então eu REALMENTE não sabia o que dizer... Mas as meninas me ajudaram, eu ajudei elas, e deu tudo certo.

Depois de muito corre-corre, fomos até um lugar onde ocorreria os discursos. Sentei entre o Matheus, e uma  cadeira desocupada.

- E aí, Daphne! - Matheus puxou papo para quebrar o gelo enquanto não começava. - Nervosa?

- Ansiosa! - Fiz uma careta. - E você?

Nervoso, porém feliz! - Sorrimos.

- Oie! - Alguém me cutucou. - Tem ninguém sentado aqui, não, né?

- Ah, oi Giovanna! - Dei um sorriso forçado. Avistei a Gabi vindo na nossa direção. - A Gabi tá sentada aqui, sim! - Segundos depois que eu terminei de falar, Gabi se sentou no chão, bem na nossa frente.

- Acho que ela não tá, não! - Giovanna riu e se sentou ao meu lado. - Cê não gosta muito de mim não, né?

"Como adivinhou?" pensei. - Imagina! Impressão sua!

- Que bom! Porque eu gosto muito de ti.

- Obrigada! - Sorri. - E... Cadê o Bruno?

- Tava por ai procurando um lugar pra sentar...

- Ah, sim! Milagre! Vocês estão sempre grudados!

- Somos melhores amigos!

- Uma amizade colorida! - Retruquei.

- Continuamos sendo melhores amigos. Vocês acham que só porque vivemos juntos, estamos nos pegando. Não é assim! A gente não se pega SEMPRE... só às vezes! O dia que você tiver uma Amizade Colorida, você vai entender.

- Primeiramente, eu respeito quem quer uma amizade assim, mas eu nunca teria! Segundamente, eu já tenho namorado e não pretendemos terminar. Então, Obrigada!

- Cê gosta dele?

Olhei atravessado para ela. - Do que cê tá falando?

- Do Bruno! Cê gosta dele? - Encarei ela - Ah, sei lá! Eu e você estávamos nos dando bem até eu e o Bruno começar a ter esse tipo de amizade. Será que você não tá com ciúme?

- Não!! - Dei uma garagalhada. - Você... você tem razão! Nunca te tratei como amiga, mas você parece ser legal! Vamos nos dar muito bem, ainda. - Eu realmente desejava muito isso. Não por ela, mas sim para dar um BASTA nessas pessoas que ficam desconfiando desse sentimento, que eu NÃO tenho, pelo Bruno.

Não demorou muito para o discurso do Cao começar. Foi bem longo e emocionante. Chorei muito, como a maioria ali presente. E inacreditávelmente quem me consolou e secou minhas lágrimas foi a Giovanna. E eu também estava ali para ela. Que loucura! Minutos atrás eu tinha ódio por ela, e agora estamos aqui... literalmente um ombro amigo.

 Faltando poucos minutos para chegar minha vez de falar, a Gi me deu todo apoio, me abraçando, me dando maior força. Confesso que nunca pensei que ela seria tão legal assim. Por fim deu tudo certo. Gaguejei, chorei, me emocionei, mas valeu a pena. Foi lindo!!

Depois de muitos e muitos discursos, todos do elenco fomos tirar inúmeras fotos, para inúmeras matérias.

Já estava noite quando Gabi chamou nossa atenção.

- Aí, galera... o Paulo teve que ir embora mais cedo, mas pediu para mim avisar vocês que Sábado, umas 21 horas vai rolar uma festa no condomínio dele e ele convidou o elenco. Pra quem não sabe onde ele mora, me manda um Whats que eu mando o endereço por lá. Quem já foi alguma vez, ajuda o colega a encontrar porquê é difícil achar o condomínio.

- Chega logo sábado!! - Gritou Vinícius nos fazendo rir.

- É... Mas até lá, tem Quinta e Sexta de gravação... então  já vamos começar a se organizar para voltar pro Rio! - Cao se pronunciou.

Depois desse convite, eu teria que dar um jeito de falar com o Gus... tinha prometido pra ele que ia ajudar na Casa do Araújo, sábado. Espero que ele entenda!

Já na volta, fizemos muito mais fotos e stories dentro do avião para registrar o fim daquele dia cansativo, mas maravilhoso, que tivemos!!!




                                        🖤


Notas Finais


Será que nossa Daphne vai ir nessa festa? Ou será que ela vai ajudar o namorado no restaurante?? 😕 🤔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...