História Gakaua School - Quando o amor é inevitável - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bae Suzy, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Cross Gene, EXO, Kris Wu, Kumi Koda, Red Velvet, T-ara, TWICE
Personagens Bae Suzy, Chanyeol, Eunjung, Hwayoung, Jungkook, Kris Wu, Rap Monster, Terada Takuya
Tags Blackpink, Boys Over Flowers, Bts, Crossgene, Escolar, Exo, Hana Yori Dango, Kris Wu, Romance, Suzy, Tara
Visualizações 3
Palavras 1.115
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi genteeee
Eu achei esse capítulo até bom e introduzi outros personagens
Boa Leitura

Capítulo 5 - Fogo interminável


Fanfic / Fanfiction Gakaua School - Quando o amor é inevitável - Capítulo 5 - Fogo interminável

        Suzy

Acordei pela manhã e suspirei ao lembrar de como minha noite foi boa. Tive inúmeros sonhos sexuais com Takuya e infelizmente com todos os outros membros do B5, incluindo Namjoon. Mas esse detalhe não transformou meu sonho em pesadelo, apenas porque Takuya estava la comigo.

Depois fui tomar café e estava muito bom. Tinha pães quentinhos e um café mais quente ainda, como de costume. Mas tudo estava sendo melhor hoje por causa dos acontecimento de ontem. Então comecei a conversar com minha Omma:

Eu: Mãe, eu posso ir pra escola mais cedo hoje?

Omma: Por que?

Eu: Porque eu vou ir em um lugar -falei baixinho

Omma: Que lugar amor?

Eu: Na cada minha tia, preciso pegar algo e é rapidinho -menti

Omma: Tudo bem, mas não fique fazendo hora

E assim eu vesti meu uniforme de sempre, avisei Eunjung que hoje não iria com ela para a escola pelo celular e sai super feliz. É óbvio que não estava indo pra casa de tia nenhuma e sim para uma loja de roupas de marca da cidade. Havia juntado certa quantidade de dinheiro para comprar um celular novo, porém peguei todo o dinheiro e gastei com roupa, coisa que nunca tinha feito. Comprei uma saia bem sexy, um tênis, um salto alto, duas blusa também sexy e por fim uma bolsa. No vestiário da loja, coloquei uma das blusas, o salto e a saia e fui para a escola me achando o máximo.

Ao chegar aquele lugar, me deparei com Takuya e fui perto dele e disse:

Eu: Takuya, Oi e-

Ele simplesmente me ignorou e foi para o outro lado. Nesse momento uma lágrima saiu do meu olho. Como ele pode fazer isso, eu acredito que o mesmo não deve ter me notado. 

Eunjung: Amiga -me chamou gritando

Eu: Oi

Eunjung: O que aconteceu?

Eu: Tive que vir mais cedo para comprar essas roupas, porém já irei colocar o uniforme

Eu: Porque se eu for pega pela diretora embuste vou levar uma ocorrência 

Eunjung: Então pode ir

Eunjung: Vou me encontrar com Lisão daqui há cinco minutos

Eu: Tchau

Eunjung: Tchau

Depois dele não me notar, não serviria pra mais nada usar aquela roupa e ainda correria o risco de me ****** com a diretora. Fui para o anheiro, tirei minha roupa e coloquei o meu uniforme. E me encaminhei para a sala de aula.

O que acontece é que o meu amado Takuya apareceu do nada atrás de mim e disse:

Takuya: Me encontre daqui a duas horas na sala 7A

E depois saiu andando/correndo sem nem ao menos deixar eu responder ou pedir o que era. Mas tudo bem, se era ele eu sabia que não seria nada de ruim. Mas que merda, logo naquela sala horrível, onde eu quase fui estuprada por aquele nojento do Namjoon. Chegeui na sala, sentei na minha cadeira e aula começou.

Kodão: Hoje irei passar um trabalho para vocês, será o seguinte:

E assim a professora Koda começou a explicar como seria o o trabalho: nós teríamos que formar trios e fazer um cartaz sobre como o machismo devia ser cambatido na Coréia, era um assunto pôlemico e Kodão era bastante defensora dos direitos das mulheres.

Logo chamei o Jimin que sentava atrás de mim para fazer parte do meu grupo e Eunjung simplesmente não estava na aula, provavelmente porque estava sapatiando bastante com Lisa pela escola. 

Eu: Nossa aquela safada da Eunjung me paga -falei para Jimim que estava sentado ao meu lado

Jimim: Calma, infelizmente vamos ter que chamar outra pessoa, já que a professora disse que é pra hoje e tem que ser obrigatoriamente em trio

Nesse momento eu olhei para uma garota que estava algumas cadeiras atrás de nós falei com Jimim para chamar ela. Mas ele disse que uma colega que havia conversado com ele minutos atrás, falou que aquela mesma garota se chamava Joy e ficava de fogo para cima de outras meninas. Eu então perguntei se ela é sapatão e ele disse: -Não, ela é piranha, do tipo que fica até com um cachorro. Eu fiquei abismada. Não tinha outro jeito:

Eu: Oi, você quer ser do nosso trio? -falei com ela

Joy: Sim, não tem jeito mesmo

Ela ainda teve coragem de fazer essa abusação, mas eu aguentei, já que não quero fazer barraco em plena primeira semana de aula em escola nova. Então fomos para o terraço, uma vez que podíamos produzir o cartaz em qualquer lugar da escola. Escolhemes esse pois era o mais calmo. 

 Sentamos e começamos a produzir o cartaz...

Joy: Suzy porque você é tão bonita?

Eu: Porque eu nasci assim -respondi irritada

Jimin: Vamos fazer isso logo

2 minutos depois:

Joy: Porque você tem um cabelo tão perfeito -perguntou passando a mão no meu cabelo

Suzy: Menina vamos fazer isso logo

30 segundos depois: 

Joy: Você é tão sexy

A louca começou a vir para cima de mim, colocando a mão nos meus seios e tentando me beijar. Comecei a tentar me afastar, mas ela não soltava, então dei um chute de leve nela e ela saltou para o lado. Não gritei para não passar vergonha e não era necessário, já que era uma ótima lutadora. Eu e Jimin começamos a descer rápido enquanto a louca ficava rindo sem motivo no terraço. Só Jesus.

Eu: Gente, aquela menina só pode ter problema mental -disse ofegante enquanto corria

Jimin: Também acho

Chegamos no primeiro andar quase morrendo de suor e com vontade de nunca mais ver aquela espécie diferenciada na vida. Um garoto dos B5, Jungkook, chamou Jimim para falar algo com ele. Fiquei curiosa, mas ele nem disse nada e foi atrás igual cachorrinho, ele era apaixonado por machos e não conseguira negar um com tamanha beleza. E quem se deu mal com essa história: EU MESMA, VOU TER QUE FAZER O TRABALHO SOZINHA!. O dia estava difícil.

 

Jimim

Fui até o gostoso do Jungkook com esperança de ele ficar comigo e o mesmo disse no meu ouvido:

Jungkook: Me siga discretamente se quiser algo diferente hoje -falou sério

Ele foi caminhando até o banheiro masculino e eu fui atrás lógico. Logo adentramos em uma das cabines do banheiro e ele começou a dizer coisas sexuais pra mim:

Jungkook: O seu nome é Jimim não é, fiquei sabendo por fontes

Jungkook: Só de olhar pra você já me molho todinho -disse acariciando o meu acabelo

Jungkook: É hoje que você usa essa sua boquinha linda -deu um beijinho na minha bochecha

Jungkook começou a me dar alguns selinhos até me  entregar um beijo quente e demorado, enquanto apertava meu pênis. Depois ele me deu várias mordidas na orelha e.....

CONTINUA

 

 


Notas Finais


Gente não vai dar pra colocar as cenas quentes de Jikook agora porque eu tenho que dormir kkk, mas logo postarei outro cap
Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...