História Gakuen Alice MV - Capítulo 9


Postado
Categorias Gakuen Alice, Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kouga, Personagens Originais, Sesshoumaru, Shippou
Tags Colegial, Drama, Gakuen Alice, Harem, Harém Inverso, Harém-reverso, Inuyasha, Luta, Romance
Visualizações 58
Palavras 2.359
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Genteeee!!!
Oi!É a Isa tá,mas a Bi tá aqui do lado e nós vamos escrever juntas então..
Bem!Primeiramente desculpem pela demora,estamos com 0,00001 % de criatividade e não estamos conseguindo pensar em nada pra postar mas esperamos compensar com o tamanho do capítulo. Segundamente (sei lá se isso existe),talvez fique bem curto pela falta de criatividade e talz.E Terceiramente (também não sei se existe),...bem...esquecemos o que que era então se lembrarmos colocamos nas Notas Finais.
Boa Leitura!!!!

Capítulo 9 - Mamãe..papai,Onee-chan,garotinho...


Yuki On

Sonho On

/////

Flashbach On

-Eu estava em uma sala escura sentada no colo da minha irmã,encolhidas no cantinho e rezando como sempre pelos nossos pais,eu me lembro disso mas tinha apenas 2 anos,e minha irmã tinha 9 anos,quando de repente abrem a porta e minha irmã se levanta me levando no colo correndo até nossos pais que nos abraçaram,ficamos então todos deitados na mesma cama enquanto minha mãe lia um livro com a esperança de que eu durma pra eles saírem e me deixarem sozinha,pra treinar minha irmã e leva-la em missões com eles.Então eu sempre entrava no jogo deles,fingia dormir e depois que eles saiam,eu brincava de coisas aleatórias,chorando baixinho e fazendo de tudo pra tentar dormir,e nada adiantava.Passadas uma hora que eu já estava ali sozinha,eu não estava mais me aguentando,já estava acostumada a eles saírem e demorarem umas 3 horas pra voltar,mas a preocupação sempre estava presente,eu estava deitada na cama olhando pro teto quando escuto a porta ser aberta e imediatamente me sento na cama com esperança de que fossem meus pais e minha irmã,mais não era.Havia lá um garoto loiro e de olhos de cor lilás como os meus se não me engano (as lembranças são vagas mas talvez sejam rosas né?).Ele se aproximou de mim e eu me encolhi ali,eu ia dizer alguma coisa quando ele colocou o dedo indicador sobre a boca mostrando que eu devia fazer silêncio e assim o fiz,ele me puxou corredor á fora fechando a porta e continuou me guiando até que paramos em uma grande sala toda iluminada e cheia de brinquedos,acho que aquele era o quarto dele,ele devia ser importante pra ter tudo isso,ou pelo menos os pais dele devem ser,eu estava ofegante e corada já que o mesmo segurava minha mão até agora e o único alguém do sexo masculino que já havia me tocado era meu pai.Ele me olhou,sorriu novamente e me puxou pros brinquedos,brincamos durante uma hora e meia,sem falar nada apenas escutando as risadas e suspiros um do outro,nós descansamos um pouco ali mesmo,ele me deu água e comida,agradeci com a cabeça e após comer me despedi dele comum aceno de mão após ele me deixar na porta do meu quarto e dos meus pais.Entrei e me joguei na cama adormecendo rapidamente pensando no pequeno príncipe que havia me salvado de toda aquela solidão e tristeza em que eu estava.-

Flasback Off

/////

Sonho Off

-Acordei com o barulho do despertador,a aula começava ás 7:30,mas ás 7:00 já era bom estar lá.Eram 6:15 agora,levantei peguei meu uniforme e fiz minha higiene,tomei um banho relaxante pra acordar e quando terminei de me vestir eram 6:29.Peguei minhas coisas e desci calmamente pro café da manhã chegando lá avistei Hotaru sentada junto a Incchou,me servi e fui até eles me sentando do lado da Hotaru.-

Yuki-Bom dia....

Hotaru-Bom dia.

Inccohou-Bom dia Yuki-chan!Por que está tão desanimada?Teve uma noite ruim?

Yuki-Não por isso.

Hotaru-Não se preocupe,ela é assim de manhã mesmo,ou talvez seja só o fato de você ser bem alegre.Não...que eu me lembre ela é assim mesmo.

Incchou-Então tá..-Quando vejo o Gato Preto se aproximando junto ao loiro (e os zumbis,digo,escravos,digo,seguidores,digo, a sei lá os idiotas que ficam seguindo eles,simples assim),franzo o cenho e torço pra que eles sentem a dois ou três metros de distância de nós.Mas não,eles vieram e sentaram a uns 90 cm ou 1 metro,imediatamente me levantei tendo os olhares direcionados á mim,olhei no relógio do refeitório e vi que eram 6:40 ainda.-

Yuki-Vejo vocês na aula,Incchou,Hotaru.-Dito isso levei meu prato e peguei meu arco e saindo do refeitório.-

Yuki Off

Luka On

-Assim que eu e os outros (com exceção do Natsume) se serviram nos direcionamos para a mesa em que estava a Imai,o Incchou e a Yuki...quando estávamos nos aproximando reparei o cenho franzido de Yuki,assim que nos sentamos ela se levantou e disse friamente enquanto pegava suas coisas:-

Yuki-Vejo vocês na aula Incchou,Hotaru.-E saiu levando seu prato e recolhendo seu arco e saindo do refeitório.-

Akira-Qual o problema dela?

Sumire-Quem se importa?Estamos bem melhores sem ela.-Dito isso Hotaru franziu o cenho mas continuo mastigando pacientemente.

Incchou-Sumire san!

Sumire-Estou apenas dizendo a verdade.

Akira-Ah,não enche Incchou!Mal chegou a garota e você já está todo caidinho por ela.-O representante corou violentamente.-

Incchou-N-não é verdade!-Disse corado e quando Akira ia se pronunciar,Hotaru falou.-

Hotaru-As únicas pessoas que agora estaríamos bem melhor sem,são vocês.-Disse levantando o olhar e dividindo a atenção entre Sumire e Akira.Sumire só murmurou algo enquanto Akira voltou a incomodar o Incchou tentando mudar o assunto novamente.-

Akira-Bem!Se não é verdade o que eu disse então por que gaguejou?

Incchou-N-não é como se eu gostasse dela no sentido amoroso,e-eu apenas me sinto um pouco atraído pra ela.

Akira-Isso se chama A-m-o-r.-Incchou corou mais e quando ia se defender Hotaru entra no meio calmamente de novo deixando-nos se palavras com o que foi dito.-

Hotaru-Não diga como se você não sentisse,ela tem isso,é natural dela,ela nem se quer percebe mas acaba atraindo a todos que tem muita relação com ela,tipo pra ela te "encantar" no minimo você tem que ter trocado com ela umas 10 palavras,pra começar a fazer o efeito,e quanto mais você se aproxima mas você se sente atraído,isso é com pessoas do gênero feminino também,mas ela se tornou mais reservada por conta disso na maioria e por ter o risco de se magoar ou magoar alguém já que as pessoa as vezes confundem com amor...mas isso não quer dizer que não existam pessoas que a amem de verdade,por isso quem estiver sentindo isso pode ficar tranquilo mas atento também porque pode ser real,Ok?-Perguntou e o silêncio se instalou,todos afirmaram com a cabeça e junto a mim algumas pessoas que falaram com ela ficaram um tanto coradas,até meninas.Mas o mais estranho foi ouvir o Natsume suspirando parecendo..aliviado?Uns 2 min. depois ele se pronunciou.-

Natsume-Humm...Mudando de assunto...alguém mais achou estranho o fato dela ir com um arco sem flechas?

Luka-Pensando bem...é verdade.

Hotaru-Ela materializa as próprias flechas...

Incchou-Como assim?

Hotaru-Por que vocês não vão lá ver?Eu não sou a Wikipedia de vocês sobre ela.-Disse e se levantou levando o prato,fizemos o mesmo e mandamos os outros ficarem lá,saímos apenas eu,Hotaru,Natsume e Incchou.- Ela deve estar na floresta,vamos logo.-Dito isso começamos a segui-la em silêncio enquanto procurávamos com os olhos essa garota que deixa tanta duvida em nós.-

Luka Off

Yuki On

-Faz uns cinco minutos que saí de lá e provavelmente já tem gente me procurando,nesse meio tempo já achei uma clareira e já fiz 50 alvos espalhados por aqui aleatoriamente,e já acertei uns 16,17 agora.Fiquei mais uns 3 minutos correndo de um lado pro outro enquanto atirava flechas,neste ponto já havia acertado 37 alvos,que é equivalente as 37 flechas que disparei.Achei uma sombra debaixo de uma árvore que devia ter uns 3 metros,me aconcheguei lá e ainda deitada acertei mais cinco alvos,parei um pouco e bebi aguá em seguida acertando mais 3 alvos,bem agora que já havia acertado 45 alvos eu resolvi descansar um pouco e tirar um cochilo rápido debaixo da árvore já que ainda eram 6:48.-

Sonho On

Flashback On

-Depois que conheci aquele garoto todo dia ele vinha brincar comigo enquanto minha família estava fora,mas ainda não sabia o nome dele.Então hoje no meu aniversário de 3 anos meus pais saíram em uma missão super importante junto a minha irmã só que a mesma ia em uma missão diferente,eles prometeram voltar todos são e salvos e que iriamos comemorar todos juntos.Então após eles saírem coloquei um vestidinho branco solto,um casaquinho preto,luvas pretas como as que eles usavam em missões,sapatilhas na cor creme e prendi meu longo cabelo em rabo de cavalo,então quando meu amigo apareceu corri e o abracei forte (já que eu não tinha mais vergonha de ter contato físico com ele),resolvi que hoje finalmente ia conversar com ele,até já se passo pela minha cabeça que ele era mudo mas mês passado ele começou a sempre dizer um 'oi' e um 'tchau',que eu sempre retribuía.Então ele retribuiu meu abraço e então me levou novamente aquele quarto dele,mas quando ele abriu eu não acreditei no que meus olhos viam,um monte de presentes,uma enorme mesa cheia de doces e salgados e tudo arrumado como uma festa pra meninas só que nada muito rosinha ou coisa do tipo o que eu gostei muito,tanto que nem me incomodei por ser em um quarto de menino e ainda ter umas coisa de menino embaixo da cama e no armário que estava cheio,provavelmente ele tentou guardar as coisas de menino dele pra não me incomodar.Então sorri e olhei pra ele com os olhos brilhando.-

Yuki-Como você sabia que era meu aniversário?-Ele pareceu meio surpreso por eu ter falado alguma coisa mas também parecia hipnotizado olhando pra mim,e quando percebeu que estava me encarando virou o rosto corado e me respondeu baixinho.-

???-E-eu sei de t-tudo sobre você...Yuki san...-Me surpreendi mas sorri afinal ele era meu amigo e pra mim tudo bem ele saber sobre minha vida.-

Yuki-Pode me chamar de Yuki chan.Mas...você já sabe meu nome,mas eu não sei o seu.-Disse alegre dando enfase ao 'chan'.-

Shiryu-E-eu sou Shiryu mas pode me chamar como quiser.-Dito isso eu sorri e o abracei novamente.-

Yuki-Então posso te chamar de príncipe Shiryu kun?-Perguntei me afastando um pouco apenas o suficiente pra poder olhar seu rosto.-

Shiryu-P-pode,mas por que eu seria um príncipe Yuki chan?

Yuki-Porque você é meu príncipe,que me salvou da dor e da solidão,e eu te amo por isso!-Exclamei animada fazendo-o corar um pouco mas ele logo sorriu pra mim mais radiante do que nunca.-

Shiryu-Então você é minha princesa Yuki chan,por você ser linda,doce,gentil,fofa,engraçada e corajosa.-Ele sorriu abertamente e eu dei um sorriso tímido sentindo minhas bochechas esquentarem,eu virei minha cabeça pro lado e quando ele sussurrou princesa e eu me virei rapidamente ele acabou me dando um selinho e eu fiquei tão,mais tão vermelha que os tomates morreriam de inveja.- Gomenasai!E-era pra ser na bochecha mas v-você virou o rosto tão rápido que a-acabou saindo no lugar e-errado.-Dizia ele com tom de tomate também,mas eu me acalmei e quando ele virou o rosto eu coloquei uma mão em cada lado de seu rosto e o fiz olhar em meus olhos.-

Yuki-T-tudo bem,o p-príncipe e a p-princesa s-sempre fazem isso e-então t-tudo bem.-Disse e antes que ele dissesse algo eu selei nossos lábios mas não num selinho um beijo mais demorado mas nada mais do que lábios se encostando.Nos separamos pela falta de ar e ficamos nos encarando ofegantes e vermelhos de vergonha ,mais pra quebrar aquele clima ele me puxou e começamos a brincar,rir,conversar,comemos e quando chegou a hora de abrir os presentes ouvimos uma explosão e o alarme soou,desesperadamente já imaginando meus pais na linha de frente e minha irmã um pouco atrás corri e corri com Shiryu me seguindo,achei um dos amigos de meu pai e perguntei desesperada já que sabia que ele havia estado com eles na missão.-

Yuki-Senhor!-Gritei correndo até ele e chamando sua atenção pra mim.- O senhor viu meus pais?Eles estão bem?Já voltaram?

Senhor-Pequena seus voltaram comigo a pouco e estando bem, mas agora estão chamados a linha de frente para lutar.-Disse o mesmo antes de atirar novamente derrubando cinco homens,três deles mortos e os outros dois só feridos.-

Yuki-E minha irmã Miwa?O senhor a viu?

Senhor-O grupo dela ainda não voltou mas estão a caminho.-Dito isso mais sete homens foram ao chão sobrando dois feridos na perna caídos no chão mas ainda atirando.-Agora vá pra dentro criança aqui não é seguro!-Mandou mas eu não o escutei e sai correndo em meio ao tiroteio e aos Alices mas nenhum Alice me atingia e eu não sabia o por que mais fiquei aliviada imaginando que alguém com Alice de proteção ou de nulificação estava me ajudando,então pra ir mais rápidos e ter menos chance de ser atingida useib meu Alice virei um pequeno guepardo correndo e correndo enquanto ouvia Shiryu e o senhor gritarem me mandando voltar mas eu ignorei correndo mais rápido,passei por muita gente as vezes mordendo ou derrubando alguns inimigos e quando achei meus pais desfiz a transformação e uma bola de fogo veio em minha direção então fechei os olhos mas consegui forçar minha pernas a se moverem e eu corri até meus pais,mas assim que eles me viram um homem me segurou colocando a mão em meu pescoço me enforcando e quando vi meus pais correrem até mim desesperados e minha irmã que havia acabado de chegar vindo pelo outro lado ouvi minha mãe gritar de dor eu olhei pra ela e a vi queimada no chão minha irmã se ajoelhou perante ela e eu e ela começamos a chorar então quando meu pai foi atacar o homem que me segurava vi uma faca coberta com ácido atravessar a barriga dele  e então foi quando senti meu segundo Alice despertar,queimei a mão do homem o fazendo me soltar,fui pra perto de minha família chorando e então fiz o homem que queimou minha mãe ser queimado vivo até sobrar somente cinzas e o homem que estava me segurando e atravessou meu pai com aquela faca eu fiz uma luz forte em minha mão o cegando e mandando minha irmã não olhar,quando apaguei a luz vi que o homem não tinha mais olhos e gritava de dor,ele tentou se aproximar mais uma planta trazida por minha irmã o segurou e ela levantou com um chicote de espinhos indo até ele e após ela enroscar aquilo no pescoço do mesmo eu fiz com que o chicote pegasse fogo e assim que minha irmã puxou mais o chicote ele morreu,eu comecei a chorar correndo pros meus pais minha irmã também foi até eles e juntos demos um último abraço em família até ouvir seu último suspiro e correr abraçando Shiryu e chorando ainda mais.-

Flashback Off

Sonho Off

-Acordei em pânico e atirei uma flecha certinho num alvo,em seguida ouvi um barulho e atirei outra flecha em outro alvo faltando agora 3 alvos,atirei em mais um antes de olhar na direção do barulho completando em 48 e vi Natsume parado me olhando.-

Natsume-Quem é Shiryu?

'

'

'

'

Continua...

 

 

 

 

 


Notas Finais


Oi...aqui é a Bi,eu que estou postando agora porque agente meio que teve que reescrever tudo umas cinco vezes por causa de uns probleminhas,e também estamos muito ocupadas ultimamente,tanto que a Isa está desesperada porque tinha que fazer uma maquete pra hoje e não fez.
Mas esperamos que possam entender e nos perdoar.
Bem o que agente queria falar que tinha esquecido é que nós estamos pensando em futuramente fazer aqueles especias em que a(s) autora(s) fazem perguntas para os personagens,então se gostaram da ideia digam nos comentários e deixem perguntas pra vermos se isso vai dar certo ok?
Esperamos que tenham gostado e até o próximo.
Bjs da Isa e da Bi!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...