História Game. - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jimin, Taehyung, Vmin, Yaoi
Visualizações 12
Palavras 942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi anjinhos¡
eu dei uma revisada rapida então talvez tenham alguns erros, mas relevem.

espero que gostem :))

Capítulo 3 - Chapter three


O caminho foi feito em silêncio, exceto pelas broncas que a morena dava ao ruivo, como uma mãe ou irmã mais velha.

Já estavam naquele carro à um bom tempo, e Jimin começava a ficar ainda mais inquieto a cada minuto. Sua cabeça girava, cheia de pensamentos diferentes.

Suas mãos tremiam e os pés insistiam em bater no piso empoeirado, ele só conseguia pensar em como sairia daquele lugar. Teria de aprender feitiços ou algo do gênero? Aquele com toda a certeza não era o seu forte.

Sentiu algo em seu ombro, era a garota, lhe cutucando com a ponta dos dedos.

"Nós ainda não fomos apresentados." Começou a mulher, dando um pequeno sorriso. "Sou a Seungwan."

"Jimin, Park Jimin." Sorriu um pouco, logo voltando com a expressão emburrada de antes.

"Você parece ser bem novo." Analisava os traços de seu rosto, mesmo que os próprios fossem tão joviais quanto os do garoto. "Quantos anos tem?"

"Tenho dezessete" Espremeu os lábios, envergonhado.

"Que gracinha!" Chegou mais perto de si, apertando suas bochechas.

Taehyung revirou os olhos ao observar a cena, bufando em seguida.

"Não envergonhe o garoto, Wendy." 

A mesma riu, largando as bochechas do Park e bagunçando os cabelos do ruivo, que reclamou.

"Não se preocupe, irmãozinho. Eu ainda te amo." Riu, fazendo com que Jimin não conseguisse segurar o riso.

Continuaram conversando, estabelecendo um clima agradável entre eles. Ao decorrer da viagem, Jimin tinha conseguido absorver algumas coisas. Taehyung e Seungwan eram irmãos e tinham seus dezenove e vinte e dois anos respectivamente, e segundo a morena, Taehyung era muito teimoso, tanto que saiu para uma missão sozinho, esta em especial.

Também havia explicado como tinha ido parar no templo, e por incrível que pareça, eles acreditaram. Pensando bem, haviam muitas coisas estranhas naquele lugar, essa seria apenas mais uma entre milhares.

Tombou a cabeça para o lado, deixando-a encostada na janela entre-aberta. A paisagem era como a de um filme antigo, com lugares parecidos com monumentos e monges grandes nas entradas, sem contar com a decoração acústica.

"Para onde estamos indo?" Criou coragem para perguntar, atraindo a atenção dos mais velhos.

"Para a base." Esticou-se para frente, apontando para montanhas ao longe "É para lá."

"Não consigo ver nada."

"Realmente" Sorriu. "É um feitiço ilusionista, só conseguiremos ver ao dizer as palavras certas."

A ideia de aprender feitiços não seria descartada, aparentemente.

Após isso, não demorou muito para que chegassem. Jimin não se deu ao trabalho de ouvir as tais palavras "mágicas", provalmente as esqueceria depois.

Naquele instante, um mundo totalmente diferente se abriu diante de seus olhos. As coisas eram simples e modernas ao mesmo tempo, de uma forma que ele não saberia explicar com palavras. Pessoas com armas de diversos tipos passavam pelo lugar, atraindo a atenção do menor.

Andaram por um tempo, até chegarem a uma espécie de casa, que mais se parecia com uma base militar. Uma tela digital apareceu ao apertarem um botão vermelho, e o ruivo digitou algo parecido com um código que deveria ser a senha do recinto.

Em alguns instantes as portas metálicas se abriram, e os três entraram.

"Esse é o nosso instituto, é aqui onde os soldados e cavalheiros costumam ficar, tem vários quartos e salas de treinamento, caso precise." Ditou a morena, girando seus calcanhares e indo em direção as escadas.

"Eu vou ficar sozinho?" Seu tom de voz era um tanto desesperado, tinha medo de que um daqueles monstros de que falaram antes resolvesse aparecer durante a noite.

"Não necessariamente..." Encarou Taehyung, que parecia estar desinteressado na conversa. "Você pode ficar no dormitório do cabeça oca."

"Não quero encomodar"

"Relaxa, ele nem vai reparar."

///

O sol estava se pondo, e o loiro começava a sentir saudades de casa. Se perguntava o que seus pais fazeriam ao sentirem sua falta e notarem que tinha desaparecido.

Estava com os cotovelos apoiados nas janelas e com a cabeça descansando em uma das mãos enquanto observava o horizonte. Era tudo muito verde e bonito, ele tinha de admitir.

Foi tirado de seus pensamentos ao ouvir o som da maçaneta sendo girada, largou as janelas e virou-se em direção a porta, podendo ver o Kim adentrando o cômodo com uma muda de roupas em mãos.

"É pra você" Sorriu, as deixando sobre a cama "Você acabou sujando as suas mais cedo, então pode trocar por essas."

"Obrigado." Retribuiu o sorriso, pegando as peças "Tem algum lugar em que eu possa tomar banho?"

"Tem banheiros lá em baixo, eu mostro."

///

Esfregava a toalha entre os fios de cabelo molhados, enquanto seus pés balançavam no ar.

Tinha colocado as roupas emprestadas por Taehyung, que acabaram ficando um pouco grandes em seu corpo pequeno, mas não era nada que lhe atrapalhasse.

O tempo voou e a noite chegou em um piscar de olhos, estava ficando tarde, então os dois garotos começaram a se preparar para dormir. O ruivo preferiu ser gentil e seder sua cama para o outro, que negou diversas vezes até dar-se por vencido e se acomodar alí, mas não conseguindo dormir de imediato.

"Ei.. Taehyung" Chamou pelo outro, que estava no chão sobre alguns cobertores. "Ta' acordado?"

"Hmn" murmurou.

"Você acha que vou conseguir voltar pra casa?"

"Claro que vai." Virou-se e ainda sonolento, passou a encarar as orbes negras do garoto ao seu lado. "E se não conseguir, eu vou estar aqui com você, não se preocupe."

Jimin sorriu agradecido, tais palavras tinham conseguido o confortar, deixando os batimentos de seu coração mole menos agitados.

"Boa noite, hyung." Disse baixinho, mesmo que o outro já tivesse caído no sono.

Fitou o teto por um tempo, e sem perceber, adormeceu.






Notas Finais


esse final ficou muito bobinho mas eu gosto de coisas bobinhas, eh isto


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...