História Game Girl - Jeon Jungkook (Imagine BTS) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook)
Tags Bangtan Boys (BTS), Bts Hot, Cute, Fluffy, Hot, Imagine, Imagine Bts, Imagine Cute, Imagine Hot, Imagine Jungkook, Jeon, Jungkook, Jungkook Cute, Jungkook Hot
Visualizações 28
Palavras 1.664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Magia, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, babes S2

Capítulo 2 - Game Girl No Hanna


Fanfic / Fanfiction Game Girl - Jeon Jungkook (Imagine BTS) - Capítulo 2 - Game Girl No Hanna

─── ❖ ── ✦ ── ❖ ───

ʝεσɳ ʝµɳɠҡσσҡ σɳ

❖ ── ✦ ── ❖

รεµℓ, 13:04 ρɱ

❖ ── ✦ ── ❖

Sinto mãos macias ficarem balançando meu corpo, enquanto alguém repetia "Jungkook, acorda!"

Me revirei de bruços e resmunguei, pedindo para voltar a dormir. Provavelmente era a Srª Hyumin tentando me acordar.

??? — Se você não se levantar eu vou dar um tapa nessa bunda!- continuou me balançando, mas eu ignorei, querendo continuar meu sono.

Igual falado, sinto uma dorzinha na minha bunda, como se alguém tivesse a apertado.

Jungkook — Senhora Hyumin?!!!- me sento bruscamente derrubando quem quer que estava em cima de mim no chão.

??? — Seu idiota, nunca acorda e ainda me joga no chão!- fecho meus olhos por conta da claridade o lugar e não olho para a garota, além de não reconhecer a voz.- Ei! Jungkook? Jungkook!- esfrego minhas pálpebras e olho ao redor, vendo que eu estava em meu escritório.

Jungkook — Mas o quê...- direciono meu olhar para frente, e dou de cara com uma garota.- WAAH!!- dou um pulo para trás, assustando a mesma, também.- Q-Q-QUEM É VOCÊ???

Cabelos curtos, uma blusa branca de manga longa e uma salopete rosa. Também usava uma boina rosa, brincos rosa e sapatos rosa. Parecia uma boneca de porcelana.

??? — Boo Hanna, prazer.- sorriu meiga, me dando uma sensação estranha.

Jungkook — Certo... E, como você entrou aqui?

Hanna — Pela sua televisão, idiota.- inflou as bochechas me deixando mais confuso ainda, até que lembro de meu "sonho".

✦ Flashback ON ✦

Hanna — Isso!!! Aish, meu vestido enroscou, porra!!!!- a mesma olha para trás, tentando tirar o tecido de algo, atravessando sua mão pela tela.- Me puxa com mais força, caralho!!!- cerro os olhos e franzo o cenho, aumentando a força dos braços e puxando a menina de uma só vez.

Só me lembro da imagem de seu rosto surpreso enquanto vinha em minha direção, de nossos gritos assustados e em seguida a mesma caindo em cima de mim e desmaiando, assim como eu.

✦ Flashback OFF 

Jungkook — E-Então aquilo foi real?- perguntei assustado, encarando a cara de tacho que a menor fazia.

Hanna — Não, não: eu sou um holograma que veio do futuro para avisar que você é um pau no cu.- revirei os olhos.

Jungkook — É até mais possível isso acontecer, do que uma mal educada sem noção simplesmente brotar da minha TV.- Hanna riu indignada, enquanto fitava o teto passando a língua na bochecha.

Hanna — Brotar da sua TV, quando VOCÊ coloca o meu jogo no SEU Xbox e quando VOCÊ me puxa por SUA vontade.- disse dando ênfase em tais palavras e apontando para meu rosto, irritada.

Jungkook — EU NÃO ME LEMBRO DE TER PEDIDO UM JOGO VELHO IGUAL O SEU, TÁ BOM?- a garota colocou a mão no peito, dramática.

Hanna — COMO VOCÊ SE ATREVE Á CHAMAR MEU JOGO DE ANTIGO? ANTIGO É ALGUÉM DA SUA IDADE QUE NUNCA CONSEGUIU AMAR ALGUÉM.- arregalei os olhos e petrifiquei.

Jungkook — ...Como... Como você sabe disso?

Eu nunca ví essa garota antes, ela sabe dos meus problemas amorosos, do meu nome, sem eu nunca ter dito nada.

Era para mim sentir medo, eu sei disso. Mas... Eu não sei o por quê, que eu me sinto confortável perto dela.

Hanna — Ah, que ótimo, vai mudar de assunto depois de me xingar né, seu idiota?- jogou seus cabelos para trás.- Humpf.- empinou o nariz e cruzou os braços, se assustando quando eu me levanto bruscamente, ficando bem próximo da mesma. Tanto que tive que abaixar a cabeça para olhar em seus olhos.

Jungkook — Quem é você?- questiono sério, fazendo a menor me olha receiosa e engolir á seco.

Hanna — J-Já disse, Boo Hanna.- tentou parecer firme, mas vi o tremor nas suas mãos e em suas pernas.

Jungkook — Deixe me reformular a frase.- dei um passo para trás, percebendo que Hanna soltara um suspiro.- O quê é você?

Hanna — Aigoo, se era isso o quê queria saber, deveria ter me perguntando antes.- revirou os olhos relaxando a postura.- Eu sou a protagonista do PERFEITO jogo que você, pelo jeito, recebeu.- franzi o cenho.

Jungkook — Como você saiu do jogo? É um holograma?- ela riu irônica.

Hanna — Você me chamou do quê, seu...?- estalou a língua.- Aish, se eu soubesse que você era tão mal educado eu nem teria saído.- empinou o nariz e fechou os olhos esperando uma resposta, mas apenas fiquei esperando a mesma continuar, que quando percebeu relaxou novamente.- Olha, eu sou o jogo, não sou um holograma nem um humano, entende?

Jungkook — Não.- respondi sincero e a mesma bufa.

Hanna — Claro, já que você é burro que nem um coelho.- arqueei uma sombrancelha.

Jungkook — Que nem um o quê...

Hanna — Game Girl no Hanna é um jogo sulocional e terapêutico, por assim digamos.- me interrompeu.- Há diversos jogos espalhados pelo mundo, tendo cada um uma Game Girl diferente, para resolver os problemas de quem a acorda.- olho para o chão, tentando raciocinar o quê diabos acabou de acontecer.- E eu tive a sorte de pegar logo você...- disse sarcástica e massageou a testa, me fazendo revirar os olhos.

Jungkook — Espera.- gesticulei atraindo a atenção da mesma.- E por quê me enviaram você? Quem?

Hanna — Como quer que eu saiba?- suspirei, colocando as mãos na cintura.

Jungkook — Certo, certo. E o quê você tem pra fazer comigo, mesmo?- perguntei sem paciência.

Hanna — Te achar um amor.- engolí á seco novamente.- Sinceramente, antes eu era solucionadora de problemas, e agora virei cupido.- suspirou.- Por favor, faça minha estadia ser divertida.

Jungkook — Sinto muito, mas não tenho planos de ter uma namorada.- deixei a mesma alí, indo até minha mesa e me jogando em minha cadeira.

Hanna — Eu não me importo com o quê você pensa, apenas tenho que cumprir meu dever.- fechei meus olhos, exausto de ouvir aquela voz.

Jungkook — Claro, claro.- deixei meu desinteresse evidente.- Não se preucupe comigo, pode ir embora.

Hanna — Bem que eu queria.- escutei passos leves até minha frente, mas não abri meus olhos, já que achei que a melhor opção no momento seria ignorar essa garota.- Mas eu tenho que dar um jeito em você, primeiro.- segurou minha gravata, me assustando, e me puxando bruscamente para fora da sala.

Jungkook — E-Ei, me solta!!- fui ignorado, levado até a secretária.- Ei!!!

Hanna — TZUYU?! YAH, CHOI TZUYU.- berrou pelos corredores, atraindo a atenção de todos por alí e me deixando furioso.

Jungkook — O quê pensa que está fazendo?!!- tentei puxar sua mão, mas a idiota não soltava de jeito nenhum.

Tzuyu — S-Sim, posso ajudar?- fiquei estático. Ótimo momento para chegar, secretáriazinha.- Omo, Senhor Jeon? Tudo bem?!

Jungkook — Não, não mesm...

Hanna — Yah, Tzuyu, eu falei contigo.- a secretária olha com uma interrogação para Hanna, já que a mesma estava sendo totalmente mal educada e também segurava seu chefe pela gravata.- O quê o Jungkook é para você?- engoli á seco.

Tzuyu — Oras, ele é meu chefe.- sorriu serena. Céus, nesses momentos a calma da Tzuyu salva minha vida.

Hanna — Você dormiria com ele?

Tzuyu — ...

Jungkook — ...

Tanto eu quanto a Srta. Choi ficamos estáticos, pálidos e boquiabertos.

Com a visão panorâmica, era possível perceber também os funcionários que alí passavam chocados que nem nós, diferenciando alguns que trocavam sussurros ou filmavam tudo.

Jungkook — Você...

Nem dá tempo para Hanna me olhar, que eu me curvei pedindo desculpas para Tzuyu e coloquei a menor em meu ombro, a trazendo contra sua vontade para um corredor vazio.

Jungkook — O QUÊ VOCÊ PENSA QUE ESTÁ FAZENDO SUA INSOLENTE?- me alterei, percebendo que a garota recuava á cada palavra que eu dizia.

Hanna — Não g-grite comigo.- tentou parecer inafetada, mas sua voz saiu em um sussurro.

Jungkook — Você tem noção do quê fez?!! Sabia que eu posso perder meu emprego por causa disso, sua idiota?!!!- ela abaixa a cabeça com um biquinho, emburrada. Eu até a acharia fofa com essa expressão, se não estivesse tão irritado.

Hanna — E-Eu só queria fazer meu dever o mais rápido o possível...

Jungkook — MAS NÃO É ASSIM QUE AS COISAS FUNCIONAM!- a interrompo e suspiro pesado, massageando minhas pálpebras na tentativa de me acalmar.- Olha, não se pergunta esse tipo de coisa para alguém desconhecido, muito menos em campo comercial. Se você quer me ajudar,pelo menos faça isso direito.- ela coloca uma mecha de cabelo atrás da orelha, visivelmente tímida.

Hanna — E-Entendido, eu não f-farei isso novamente.- vejo seus olhos marejarem, tocando meu coração e deixando o peso do mundo em minhas costas.

Jungkook — Aish, não fique triste, sua idiota.- depois de eu dizer isso, uma lágrima solitária cai de seu rosto, igual uma criança.- Droga, garota.- puxei sua cabeça e a deitei em meu peito, acariciando seus cabelos.- Me desculpa por ter gritado, mas você realmente foi idiota.- ela assentiu, fungando e chorando baixinho em meu tronco.- Não chore, vamos.

Não sei o quê deu em mim, já que eu não sou de me sentir culpado. Quase sempre grito com os funcionários estúpidos, e mesmo com eles chorando ou sei lá, nunca fico tocado.

Agora, com essa burra aqui, que nem sabe direito o que está fazendo, me sinto o pior humano do mundo, por apenas repreendê-la.

Afaguei seus cabelos curtos e macios, enquanto seus braços pequenos me rodeavam.

Arregalo os olhos ao escutar passos atrás de mim.

Namjoon — Certo...- sinto um arrepio na espinha ao reconhecer sua voz.- O quê diabos está acontecendo aqui...?






Notas Finais


eita :0
---
ɳσร ѵεɱσร ɳσ ρ૨óאเɱσ ૮αρíƭµℓσ!
*Alguma sugestão de capítulo, fanfic, encontrou algum erro ou tem alguma crítica construtiva? Deixe nos comentários!
(Para mais fanfics como essa siga @__minmin_sz)
❖❖❖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...