1. Spirit Fanfics >
  2. Game over - Juric >
  3. One

História Game over - Juric - Capítulo 1


Escrita por: milksunwnie

Notas do Autor


Oii, estou aqui com uma juric, a primeira porque já já vem outra. Tenho uma Markhyuck, porém estou passando uma fase difícil com ela, logo logo eu venho com mais novidades da Markhyuck, mas enfim, aproveitem a Juric, beijosss.

Capítulo 1 - One


Fanfic / Fanfiction Game over - Juric - Capítulo 1 - One

Eram duas da manhã, quando Juyeon passou pelo telhado do castelo, indo na janela do príncipe. O ruivo abriu a janela lentamente, sem fazer barulho algum, o garoto adentrou no quarto, onde só haviam móveis brancos. A parede cor de gelo, a cama com várias almofadas e cobertores brancos, absolutamente tudo no lugar era branco. 

- Achei que ia ficar de vigia hoje de madrugada. - O príncipe levantou-se de sua cama indo em direção ao guarda, que estava parado na frente da janela. 

- Jaehyun está me cobrindo. - Juyeon puxou o loiro para mais perto, segurando sua cintura. 

- O rei está em seus aposentos hoje, não acha muito arriscado ver o príncipe essa hora da madrugada? - Eric levantou seu rosto encarando o maior. 

- Estou aqui para proteger minha alteza. - O garoto segurou a nuca do príncipe e selou os lábios rosados do menor. 

O fato de Juyeon ter sido contratado para ser guarda pessoal do príncipe e acabar se apaixonando por ele não é uma coisa fácil de lidar. Jaehyun, seu melhor amigo, já havia dito diversas vezes para o ruivo não se envolver, “O príncipe fica com milhares de pessoas, você acha que ele realmente vai largar tudo pra ficar com você? Vai acreditando Ju.’’

E isso era verdade, Eric disse que não queria se comprometer a nada, mas continuava ficando com o guarda e mais milhares de garotas que apareciam em sua frente. 

- Posso conversar com você sobre algo importante? - O ruivo resolveu quebrar um pouco o clima. Ele estava tomando coragem há dois meses, apenas para saber se ele tinha alguma chance de um futuro com Eric. 

- Veio aqui apenas para conversar? - Eric puxou o garoto em direção a sua cama, se sentando na mesma. 

- Eric, eu acho que isso que nós estamos tendo não está dando certo. - Juyeon abaixou sua cabeça, esperando o príncipe dizer algo. 

Eric se surpreendeu com a fala do ruivo, o garoto esperou dois minutos para pensar em o que responder. 

- Eu não estou entendendo, nós não estamos dando certo? - O loiro deixou sua voz soar com um tom diferente, fazendo o ruivo ficar mais nervoso ainda. - Diga alguma coisa, você acha que eu não sou bom o suficiente? Por que isso do nada?

- Porque eu sempre estive apaixonado nessa relação, você não. Você não quer se envolver com ninguém, apenas brincar com as pessoas, e é isso que você faz comigo, mas eu ainda estou aqui, como um cachorrinho. Então me responda, por favor, como isso dá certo? - Eric não conseguia dizer uma palavra sequer, para ele Juyeon tinha chegado nesse assunto do nada, e lá estava o guarda chorando, junto com a chuva que escorria pelas janelas do quarto. 

- Eu não posso, você sabe. - Foi a única coisa que o príncipe conseguiu dizer. 

- Você sabe que pode, Sangyeon está na linha de sucessão ao trono, você pode abandonar tudo isso, coisas que você nunca se orgulhou e esteve contente há anos, você também sabe que ele te apoiaria. - Juyeon levantou seu rosto, enxergando o rosto sério do príncipe.

- Você não pode pedir para eu abandonar tudo. - Eric o encarou. 

- Então estamos decididos que isso acabou. - O guarda se levantou secando suas lágrimas e indo em direção a janela, antes do menor puxar sua mão. 

- Não, Juyeon, pense bem. 

- Eric, isso não funciona, nós somos um jogo perdido e eu me viciei nisso, e eu percebi o quanto eu me perdi. Eu estou totalmente perdido em alguém que não quer nada comigo, acho que o insuficiente aqui sou eu. - O ruivo soltou a mão do loiro de seu braço. - Eu não preciso dos seus jogos, me tire disso a partir de hoje. 

- Juyeon. - Eric falou um pouco alto enquanto o guarda abria a janela. - Lee Juyeon, espere. 

Juyeon fechou a janela descendo do telhado rapidamente, ele ainda chorava. O ruivo sempre soube que esse relacionamento o machucaria, mas enquanto ele estivesse com o príncipe estaria tudo bem, era uma coisa que ele não poderia ter, e teria que aceitar isso daqui para frente. 

Eric abriu as janelas com força e gritou novamente, o garoto continuava a repetir o nome do guarda, ele tinha medo, medo de estragar tudo, medo de ser descoberto. Juyeon pediu para ele largar aquilo e ir viver com ele em sua casa, longe daquele lugar, mas Eric tinha medo. O garoto perdeu sua voz, ele começou a chorar junto com a tempestade, apoiou seu corpo na janela e gritou, estremecendo o castelo junto com um forte trovão.  

Então as lanternas começaram a piscar em torno de todo o castelo, estavam atacando o lugar. 

Juyeon conseguiu escutar o príncipe gritando na janela, mas ele apenas continuou seguindo seu caminho, ele iria sair daquela cidade, iria para longe, onde poderia viver melhor, sem o loiro em sua frente o tempo inteiro, ele queria seguir em frente. 

- Vai pegar o Eric, estão atacando. - Jaehyun chegou correndo e segurou os ombros do ruivo e o balançou. - Junnie, o que aconteceu? Porra, me responde. - Jaehyun pegou sua espada e agarrou a mesma. 

- Esqueça o príncipe, vamos voltar para casa, por favor. - O ruivo disse baixo. 

- Droga. - O garoto olhou nos olhos do ruivo e respirou fundo. - Vamos pela floresta, Jacob vai saber ajudar ele. - Jaehyun olhou para a janela do príncipe por alguns segundos e logo voltou à realidade. 

Os dois começaram a correr, correr para longe daquele lugar, Jaehyun segurava a mão do ruivo com força, os dois precisavam se livrar do castelo o mais rápido possível. 

- Jae. - Juyeon chamou o moreno, naquele momento o ruivo estava caído ao lado de uma enorme árvore. - Eu torci meu tornozelo. 

- Merda, calma. - Jaehyun olhou em volta e respirou fundo. - Eu vou buscar um cavalo, você não vai conseguir correr assim, eu já volto, calma. - O maior deixou um selar na testa do ruivo antes de correr de volta para o castelo. 

Juyeon concordou, o garoto fechou os olhos e esperou. O ruivo então escutou passos por perto, tentou se levantar esperando ser Jaehyun com o cavalo, mas não era. Um dos guardas achou ele, Sunwoo, o fiel do rei. 

- Porque não está lutando seu idiota? Sabia que você e seu namoradinho não eram confiáveis para esse trabalho. - Sunwoo retirou sua espada rapidamente ao ver Juyeon se levantar. 

- Se eu fosse você teria mais cuidado com o que fala. - Juyeon retirou sua espada avançando no menor. 

Sunwoo era o segundo melhor guarda do castelo, ele sempre quis o posto de primeiro, porém Juyeon não deixou. 

Os dois começaram a lutar entre si, o ruivo conseguiu atingir o braço direito e a perna do menor. Sunwoo respirou fundo antes de atingir o braço do ruivo, e droga, sangue. Juyeon caiu no tronco novamente ao ver aquele sangue todo escorrendo por seu braço. 

Sunwoo segurou o pescoço do maior e sorriu. 

- Porque está fugindo mesmo? Hyunjae descobriu seu caso com o príncipe, ou o Sohn te rejeitou? Achou que ninguém havia notado? - Sunwoo sabia ser malvado, até demais. Quando Juyeon tentou bater novamente no garoto o menor foi rápido o suficiente para bater a cabeça do ruivo na árvore, o deixando desacordado. 



Juyeon estava naquele chão gelado, não sabia como havia parado novamente naquele quarto, aquele mesmo quarto de sempre, o quarto branco. Sua cabeça girava fortemente, o sangue escorria de seus braços sujando o porcelanato branco. 

- Desculpa, fica comigo por favor, eu prometo, prometo de verdade, vamos começar do zero. - O garoto loiro chorava em sua frente. Juyeon apenas colocou sua mão no rosto do menor. 

- Porque você me trouxe aqui? Eric, eu não… - O ruivo não terminou de falar e sentiu o abraço do loiro, Juyeon respirou fundo e retribuiu o abraço, pode sentir lágrimas escorrendo em seu rosto. 

- Eu preciso de você. - Eric sussurrou no ouvido do ruivo. 

 Juyeon levantou o rosto e percebeu a porta se abrir revelando seu melhor amigo, com os punhos cerrados e sua espada apontando para frente. 

- Larga ele, Sohn. - Jaehyun apontava a espada para o príncipe. 

- Jae, por favor. - Juyeon se levantou, com dificuldade, indo até seu amigo, que segurou seu punho e o colocou para trás. O ruivo caiu lentamente ao lado da escrivaninha branca. 

- Sangyeon e Jacob estão atrás de você, saia logo do castelo. - Jaehyun esperou Eric se levantar para guardar a espada. - Siga para o corredor do quinto banheiro, eles estão lá. Adeus Sohn. - O garoto levantou o ruivo e o levou para a janela, o cavalo estaria embaixo do telhado. 

Eric olhou novamente para o ruivo, ainda dava para ver as lágrimas que caiam pelo rosto do menor, o garoto prometeu para Juyeon que independente da relação deles nunca iria o abandonar, porém ele se via sem caminho, então ele correu para sair do castelo. 

Jacob encontrou o garoto no meio do caminho. 

- Que susto, Eric. Temos que sair do castelo antes que invadam. - Jacob colocou a mão no rosto do loiro. 

Eric apenas concordou e foi até seu cavalo,ele provavelmente iria para um lugar seguro, um esconderijo, logo que o castelo estivesse seguro o suficiente, voltaria. 

- Cobbie. - Eric puxou o braço do garoto. - O que você faria se tivesse acabado com uma pessoa que você achava que não amava mas você ama e… 

- Ele fez certo em ir embora. - Sangyeon respondeu sério em seu cavalo. - Vamos agora, Eric. - Sangyeon ajudou Jacob a subir no cavalo antes de partir.                



Os guardas percorreram um longo caminho, cercado de árvores e plantas. Até chegarem em uma campo e avistarem um vilarejo, então perceberam que estavam chegando em casa. 

- Younghoon com certeza ficará feliz em nos ver de volta, poderemos voltar aos trabalhos depois de alguns dias. - Jaehyun tentou falar com o menor novamente. 

- Eu quero dormir, estou cansado. - Juyeon respondeu na segunda tentativa do maior, que selou a testa do ruivo rapidamente. - Como eu fui parar no quarto dele? 

- Quando eu consegui pegar o cavalo pude ver Eric carregando você, Sunwoo estava saindo da floresta com a testa sangrando, então eu consegui distinguir o que tinha acontecido, levei o cavalo para perto da janela e fui atrás de você. - O maior falou um pouco mais baixo. 

- Porque ele voltou? - Juyeon perguntou e logo viu o moreno balançando a cabeça negando.

Juyeon tentou relaxar, mas não conseguia tirar o loiro de sua cabeça por nenhum segundo. Ainda lembrava quando o rei foi atrás dele apenas para Juyeon ser guarda particular do loiro. Juyeon sabia que era ótimo no trabalho, mas não imaginaria que seria tão bom ao ponto do rei deixar seu filho em suas mãos. 

Na época, Jaehyun era guarda da realeza, quase nunca parava em casa. Depois do ruivo entrar para a guarda real escutava Hyunjae falando sobre o fato de Juyeon ficar incrivelmente gostoso com as roupas de guarda, porém uma coisa incomodou o mesmo, o olhar de Eric para o ruivo. “Ele só quer brincar com você, não vai na onda.’’ Era o que Jaehyun dizia, e se ele tivesse escutado, aí se tivesse.

 Juyeon precisava seguir em frente, e era isso que o ruivo tentaria fazer.

Os dois ficaram em silêncio o resto do caminho, o que deixou o clima mais confortável foi quando Jaehyun segurou a mão do ruivo. Após passar pela colina, o moreno observou sua casa antes de fazer o cavalo parar. 

- Já chegamos, Ju. - O maior desceu do cavalo o prendendo em uma cerca não tão longe de sua casa. Jaehyun ajudou o garoto a descer do cavalo. 

- Sabe que eu consigo andar, né? - Juyeon olhou para o garoto com uma cara emburrada. 

- Assim que seu pé estiver melhor, eu saberei. 

Hyunjae foi em direção a casa dos garotos, ajudando Juyeon a caminhar, assim que chegaram abriram a porta, revelando o amigo dos guardas deitado no sofá. 

- Younghoon, já não falamos para deixar a porta trancada? - Juyeon entrou gritando em casa. 

- O que aconteceu com você? Eu vou pegar os curativos. - Younghoon apenas olhou para o menor antes de correr para a cozinha. - Chanhee está vindo, por isso deixei a porta aberta. - O garoto entregou a cesta de remédios para o moreno. 

- Devem ser sete da manhã, Chanhee não tem casa, não? O menino não cansa de ficar aqui. - Jaehyun pegou as coisas para fazer o curativo no braço do ruivo e aproveitou para contar toda a fofoca para o amigo. 

Juyeon virou o rosto e fechou os olhos, o garoto não conseguia olhar para o sangue sem ficar tonto. Hyunjae, assim que acabou o curativo, olhou para o garoto e segurou a mão do mesmo. 

- Já terminei, vá descansar um pouco. - Jaehyun viu o menor concordar com a cabeça. - Vem, eu te ajudo. 

Juyeon se apoiou no maior e foi em direção ao quarto, o maior não parava de falar sobre o quão bom é voltar para casa e sobre o almoço que o mesmo faria. 

- Hyun, eu me sinto melhor, obrigada. - Juyeon interrompeu o maior, Jaehyun apenas cobriu o garoto com a coberta e se abaixou, ficando da mesma altura que o ruivo. - Mas eu sinto que tem algo errado. 

- Nada de ruim vai acontecer. - Jaehyun passou sua mão, levemente, nos fios avermelhados no menor. - Eu vou te deixar descansar, tudo bem? 

Juyeon apenas concordou e fechou seus olhos. Jaehyun saiu do quarto, deixando a porta fechada. 

O ruivo se encolheu na cama, então as lágrimas começaram a rolar pelo seu rosto. Juyeon sussurrava para ele mesmo, “Seja forte.”




Juyeon acordou com um barulho alto em seus ouvidos, já era tarde, deviam ser quase nove da noite, o garoto nunca havia dormido tanto, nem nos dias de vigia de madrugada. 

- Por favor, vamos comer algo no centro, seu almoço estava péssimo. 

O ruivo se levantou e foi até a sala, vendo Kevin e Changmin, os dois trabalhavam no castelo, como guardas reais também. 

- Lee, que susto você deu na gente. - Kevin pulou em cima do garoto. - Nós conseguimos controlar as coisas no castelo, mas você havia desaparecido e o príncipe estava com o Jacob. 

- Achei que iria com ele. - Juyeon se surpreendeu ao ver o canadense em sua casa. 

- Preferi deixar ele ir em segurança, até porque eu estava na segurança geral. Nós vamos nos encontrar quando ele sair da casa de segurança. - Kevin namora Jacob faz dois anos, os dois nunca se separaram, até porque os dois eram da guarda real, porém Jacob também era o porta voz do rei, então naquele caso seria mais seguro acompanhar os príncipes. 

Juyeon comprimentou Changmin e Chanhee, que estavam no local também, logo os seis saíram para comer algo fora, como já estavam discutindo antes do ruivo acordar. 

Assim que eles chegaram no bar Kevin levou o garoto para uma mesa diferente e o encurralou. 

- O que aconteceu? - Kevin encarou o ruivo de um jeito sério. - Primeiro, você não deixaria o Eric sozinho, segundo, o Jaehyun está muito estranho e não quer falar sobre nada, terceiro, você não abandonaria o castelo. - O garoto deu ênfase na última parte. 

- Juyeon, em todos esses anos sendo seu amigo eu nunca te vi tão cabisbaixo, eu sei que com o Hyunjae você não pode contar, não agora, então me diga, o que aconteceu. 

O ruivo estava com seus olhos marejados, parecia que iria explodir e foi isso que aconteceu. 

- Eu não sei o que eu fiz. - Juyeon abraçou o garoto e começou a chorar. - Eu simplesmente terminei a relação porque eu estou machucado, mas não dei chance para ele expressar o que sentia, eu sei que ele sentia algo, só não sei o que. Esse final só agradou o Jaehyun que falou mal do Eric desde o começo até o fim, eu não sei o que eu fiz, Kevin. 

- Ele nunca deixou claro o que queria, e quando você expressou seus sentimentos, conhecendo o Eric, eu diria que ele provavelmente ficou muito inseguro e com medo, então nessa chance que você deu para ele se expressar ele não conseguiu, então você tirou essa chance dele e resolveu fugir para esquecer. É isso? - Kevin acariciou os fios do maior. - Você precisa pensar sobre isso, pensar e repensar. Agora para de chorar e tentar aproveitar a noite, até porque você está desempregado agora. - O menor limpou as lágrimas do rosto do ruivo. 

Juyeon não conseguia pensar sobre aquilo, ele se sentia como se estivesse apagando sua memória cada vez que pensava sobre, ele apenas sentia que tinha algo errado, que precisava voltar atrás. 

- Já volto. - Juyeon quebrou a gritaria de Chanhee e Changmin e se retirou da mesa. O ruivo foi até a frente do bar para tentar tomar um ar. Ele sabia onde ficava o esconderijo, até porque se qualquer coisa acontecesse ele teria que levar o príncipe. 

O ruivo olhou para o leste da vila, onde ficava o esconderijo. Juyeon passou a mão no rosto, então conseguiu ver uma chama enorme de longe, ele não fazia ideia o que era. 

“Eric.” Foi a primeira coisa que veio na cabeça do ruivo, ele olhou para Kevin com um olhar de nervosismo e olhou para a chama novamente. 

Juyeon apenas começou a correr em direção ao esconderijo, ele precisava chegar lá, por algum motivo, mesmo sem saber, ele precisava.

.

.

.


                                                                                                        Part1 by: Olivia 



Notas Finais


Não fiz a correção final, então qualquer erro me desculpem.
Provavelmente semana que vem eu lançarei outra Juric, e depois continuarei a minha Markhyuck, então aguardem. Beijinhos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...