História Game Over - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Armin, Personagens Originais
Tags Amor Doce, Animes, Armin, Game Over, Jogos
Visualizações 42
Palavras 1.372
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


└┐Welcome┌┘

↬Kon'nichiwa floquinhos, eu sei que prometi que esse capítulo sairia na quarta. Porém, eu esqueci que na terça eu teria catequese e por esse motivo eu não postei Game over e muito menos Amazons. Essa fic até que não me dá tanto trabalho quanto o enredo complexo de Saint Seiya, que envolve ação e romance (etc).

↬Bem, também teve o motivo da escola que parece ser clichê dentro as escritoras de fanfic, mas o que podemos fazer se trabalhos, deveres de casa e provas precisam da nossa total atenção. Então... Espero que vocês entendam.

↬Minha amiga também ficou de revisar esse capítulo para mim, entretanto eu decidi postar sem recusar e depois que ela revisar deixo meus agradecimentos para ela. Sem mais delongas.

△ Bom jogo ▲

Capítulo 4 - Ctrl V


Capítulo 4

C T R L   V


Assim que avistou à sala onde tiverá as aulas de história e geografia com o professor Faraize, a morena adentrou rapidamente rezando para que não tivesse aula com a tal professora de Química, pois por ela ter reparado na marca da mão de Rosângela no seu rosto provavelmente reparou que passou bastante maquiagem na esperança de apagar os rastros do que ocorreu hoje de manhã.

Aquela era a sala de aula B do segundo ano do ensino médio, no momento estava vazia e apenas Armin estava sentado no mesmo lugar de ontem. Serena ponderou por uns minutos, mas acaba por ir até a cadeira ao lado do rapaz e colocando sua bolsa na mesa, sentando-a em seguida.

-Bom dia Selena Gomez. - Brincou o rapaz de olhos azuis e cabelos negros por debaixo da touca roxa.

-Bom dia. - Respondeu sem olha-ló.

Talvez, tivesse sido grossa, mas seria assim que ela iria tratar seus colegas até poder ir para o banheiro na hora do intervalo e tentar consertar algo que revele ter tomado um tapa no rosto e na boca. E levada à esses pensamentos, soltou um longo suspiro e abaixou a cabeça na mesa.

-Que? Não, que raios essa Jigglypuff tem? - Dizia Armin enquanto jogava em seu console. - Por acaso o Ash deu esteróides em você, morre logo! - Os dedos agiam habilmente pelos botões enquanto seus olhos andavam pela tela, acompanhando o personagem com qual acabará de morrer.

Irritado o rapaz coloca o aparelho sobre a mesa e joga o seu peso para trás, escorando as costas da cadeira na parede enquanto bagunçava seus fios negros e deixava a touca azul marinho cair para no chão, começou a reparar na sua compainheira de cadeira.

Suas costas eram extensas, ela era magra e aquela blusa marrom fazia com que o seu sutiã verde água aparecesse um pouquinho pelo decote nas costas, seus cabelos enrolados em um coque de forma que parecia uma rosa também exalava a delicadeza por detrás do seu jeito retraído.

E pensar que já conhecerá ela.

O barulho do sinal quase fez ele desequilibrar, mas assim que voltou com os pés da cadeira ao chão pegou sua touca e colocou sobre a cabeça. Sem notar que a menina o encarava com uma expressão apreensiva, mordendo os lábios cobertos por um batom rosado quase vermelho.

-Aconteceu alguma coisa Selena? - Indagou ele arqueando uma das sombrancelhas.

-Não... É... Você sabe que aula teremos agora? - Receosa ela volta a olhar para o lado contrário tentando fazer com que Armin, tivesse o menos contato que fosse com seu rosto.

-Ah, era isso... - Por alguma razão o rapaz se sentiu um pouco para baixo. - Bem, pelo que o Nathaniel me mandou teremos aula de Artes no primeiro horário. Mas, não estou com mínimo de ânimo para subir as escadas. - Terminou ele suspirando e pegando o console.

-Então, a aula não será aqui? - Perguntou ela voltando a olha-ló.

-Não, ninguém te apresentou à escola ainda? - A morena negou com a cabeça. - Então, não tem jeito, eu irei te levar até lá.

-Obrigada. - Agradeceu Serena se levantando e cadeira junto do moreno.

Saíram da sala junto, porém sem trocarem qualquer palavra ou olhares. Armin estava super concentrado no seu jogo e digamos que Serena, também dava uma olhada no que acontecia na tela do psp de cor preta, do rapaz.

-Armin, finalmente te encontrei... - E do nada um outro garoto de cabelos negros e olhos de cor lilás, apareceu super animado perante os dois colegas de classe. Porém, toda à animação sumiu quando ele olhou para a Serena.

A morena também devolveu um olhar confuso para o rapaz a sua frente, afinal de alguma forma ele lembrava ela. Sua pele clara, a mesma cor dos olhos e cabelos, espinhas espalhadas "estrategicamente" pelas bochechas e possuiam a mesma altura, era como um choque, uma nostalgia, ver aquele menino tão parecido consigo à sua frente.

-Bom dia para você também Gerald. - Sorrindo de canto do rosto Armin, revela o nome do rapaz que era a figura masculina de Serena Laytel. De certa forma Armin parecia estranhamente satisfeito com aquele encontro.

Bem, ela poderia estar se precipitando, afinal ele era um garoto com algumas semelhanças iguais à sua, então tentou manter a sensatez perante o rapaz.

-Serena... -Sussurou ele com os lábios entreabertos e os olhos arregalados. - Que-quero dizer, você é a Serena que todos falam, né? Hahaha, até porque não tem outra Serena em Sweet Amoris e.... E....- Percebendo que estava nervoso, Gerald deu um tempo para pegar fôlego.- Sou Gerald Louneless.

-Prazer. - Serena deu um sorriso gentil, tentando não rir de como o rapaz ficou nervoso com ela, algo bastante peculiar. - Vejo que você já me conhece, bem pelo menos pelo nome. - Um pouco receosa ela continuou à sua apresentação, temendo pelo ocorrido no fim da aula do dia anterior.

-Ah, sim... O Armin me disse muito sobre você. - Inventou o moreno coçando a nuca.

Serena olhou seu colega de mesa, que parecia furioso com Gerald. - Bem, espero que ele tenha falado bem. - Murmurou a adolescente.

Armin pigarrelhou e segurou o pulso de Serena, que acaba por ficar surpresa e assustada com o toque repetino.

-Nós íamos para a aula do Patrick e você Geraldo, está apenas nos atrapalhando com sua burrice. - Falou Armin puxando Serena, olhando o amigo com uma expressão furiosa. - E se você for matar aula, melhor tomar cuidado com sua mamãe, vamos Sailor moon. - Dando ênfase ao mamãe, os dois morenos saíram de perto de Gerald e seguiram rumo até a sala de artes.

Assim que chegaram na sala Armin virou o rosto para Serena, percebendo seu olhar iluminado e um certo sorriso satisfeito por ver a classe onde teriam aulas de artes. A morena naquele momento parecia uma espécie de rosa, que ainda não havia desabrochando, mas mesmo assim Serena se tornará bela aos olhos do colega.

-Obrigada por me trazer, nunca encontraria esse lugar sozinha. - Agradeceu Serena sem olha-ló, pois estava admirada por uma escultura e alguns quadros espalhados pelo cômodo.

-Eu que agradeço. - Sussurou ele para si mesmo, negando os pensamentos meio sem sentido que criará da garota. - Bem, aqui nos sentamos em grupos de quatro...

-Percebi, bem... Você já... - Ela o olhou por alguns instantes e depois percebeu que o rapaz não soltará seu braço, notou algumas pessoas os observando e não pôde deixar de sentir o rosto esquentar.

Poderia ser aquelas pessoas malucas por acharem que ela teriam um caso com Armin, sem ao menos conhece-ló? Discutia consigo mesma mentalmente.

-Bom dia Armindoim. - Um par de braços femininos passaram por detrás dos ombros do moreno, que soltou depressa o pulso de Serena.

-Bom dia Lynn, nossa que animação logo de manhã cedo, o Alexy te passou o remédio para isso? - Indagou ele sorrindo arqueando à sobrancelha.

Umidecendo seus lábios, Serena achou melhor sair daquela situação, afinal os dois pareciam até mais que amigos e não queria segurar vela e muito menos ser mal interpretada. Por isso, quando eles conversavam ela se afastou e se sentou na mesa ao canto na primeira fileira, que estava desocupada.

Olhando pela janela ela notou o qual lindo o dia estava lá fora, podia mesmo ser hoje um dia que começará mal, mas poderia terminar bem? De qualquer forma, seus problemas pareciam minúsculos quando seus olhos encontraram à torre Eiffel, o monumento pelo qual a morena era apaixonada e sonhava todas as noites em ir até lá com o garoto que gostava e com ele perderia seu primeiro beijo de uma maneira apaixonante e fofa.

Escutando o barulho de cadeiras viu Armin e a garota de cabelos castanhos curtos, se sentarem ao fundo conversando algo que parecia bastante empolgante. O que fez Serena ter a ideia ainda mais firme sobre a relação dos dois, afinal tinham tanta intimidade e ela tinha um olhar tão diferente naquele momento, e sem esquecer do sorriso do Armin que parecia mil vezes mais brilhante.

       Eles eram perfeitos, eram a cópia da perfeição, enquanto Serena vivia em seu mundinho de ilusões.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...