História Gamer beta - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Abo, Beta!taehyung, Bff, Bottom!jungkook, Geek, Melhores Amigos, Nerd, Omega X Beta, Ômega!jungkook, Taekook, Top!taehyung, Vkook
Visualizações 569
Palavras 1.710
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello~~

Hoje é Taekook <3

Boa leitura :)

Capítulo 1 - Capitulo único


Fanfic / Fanfiction Gamer beta - Capítulo 1 - Capitulo único

Muitas pessoas querem se sentir especiais, tanto que todo mundo quer ser alfa ou ômega, porque são “espécies” de seres humanos mais evoluídos. Tudo bem, invejo a resistência deles, a longevidade e o fato de serem imunes a várias doenças naturalmente.Entretanto, gosto de ser um beta, de não ter cios, nem me preocupar em procriar algum dia para aumentar o número de pessoas com esses genes.

Quero  apenas me preocupar em zerar um jogo e vencer algum recorde pessoal em meu tempo livre. Falando em jogos, desde o anúncio que teria o lançamento de Fallout 76, eu já estava completamente ansioso para ter aquela belezinha. Lembro que fiquei horas na fila da loja para conseguir o 4 em 2015.

Cheguei em casa e coloquei para rodar Fallout 4 no Playstation, para me contentar em esperar a estréia do novo jogo. Jungkook — meu melhor amigo e colega de apartamento — não estava, então nada interferia.

Ficar sozinho em casa, normalmente, não era algo que eu gostava, menos é claro, quando  desejava jogar. Jungkook — apesar de ser um grande parceiro para assistir animes —, não era uma boa companhia para jogos de combates em gerais. Me arrependia da vez que o chamei para jogar Fortnite comigo. Além de morrer no comecinho e não ter mobilidade ou coordenação motora para construir as porras necessárias, como as traps e os muros para se proteger do inimigo, ele ainda ficava choramingando dizendo o quão bosta tudo era.

Jungkook sem sombras de dúvidas era um péssimo jogador de CS-GO, Resident Evil, Fortnite e o que mais for necessário combater e sobreviver. Eu já desisti do meu amigo para esse quesito.

Estava no ápice do jogo, quando escutei a porta da sala se abrindo. Jungkook havia chegado em casa, só que faltava ele querer jogar também, eu não queria aguentar suas reclamações. Além de jogar mal é um péssimo perdedor.

— Taehyung! —  ouvi ele me chamando, enquanto escutava seus passos pelo corredor.

Pausei o jogo antes que ele viesse a me atrapalhar. Droga! Logo agora que pensei que passaria horas jogando na paz, ele chega. Tudo bem, com sorte ele está cansado e vai  embora rápido.

— Estou jogando, não tenho tempo pra você — avisei sério.

— Me dê atenção — pediu tirando os sapatos e meias, subindo em cima da minha cama, dando-me um abraço carinhoso.

— Eu estou ocupado. Por que você ‘tá ficando cada vez mais grudento? Jungkook, saí eu ‘tô jogando — reclamei tentando o empurrar de cima de mim.

— Por favor, só hoje — sussurrou apertando minha camisa com força, ele não parecia nada bem.

— Jungkook —  reclamei, era aproximação demais para o meu gosto.

— Ao menos hoje.

— O que está acontecendo?

— Taehyug, eu ‘tô passando pela transformação… estou sentindo muita necessidade de carinho e… já começou... — arregalei os meus olhos ao ouvir isso. Jungkook estava entrando no cio?

— Jungkook precisamos ligar para alguém com quem você fica — falei me sentindo nervoso, afinal eu não sabia o que fazer, não entendia como alfas ou ômega se sentiam.

— Apenas me dá atenção — pediu me derrubando na cama.

Porra o que eu faço com ele?

Acariciei suas costas a afagando por cima da camiseta, beijei sua testa resolvendo deixar o meu jogo para lá. Se ele precisava apenas de carinho eu poderia fazer isso, ao menos hoje.

Jungkook escondeu seu rosto contra meu pescoço murmurando algo, se mexendo em cima de mim. Ele começou a se esfregar, sua intimidade ficou contra a minha e percebi que ele estava excitado. Eu não me preparei psicologicamente para isso, era raro alguém nascer como alfa e mais raro ainda nascer como ômega. Eu sabia o que meu melhor amigo era, mas nunca pensei que iria presenciar.

— Jungkook deixa eu ligar para alguém — pedi quase entrando em pânico com ele em cima de mim.

— Não Taehyung, você pode me ajudar. — afirmou apertando minha camiseta entre seus dedos.

— Eu não posso — neguei engolindo aseco.

— Me ajuda — pediu pressionando seu corpo contra o meu.

— Somos amigos...

— Exatamente. Eu confio em você. Eu preciso da sua ajuda, não quero ninguém mais tocando em mim. Eu não escolhi ficar desse jeito, não quero um qualquer —  respondeu sério.

— Como eu posso te ajudar? — engoli a seco.

— Me toca — pediu apertando a minha blusa puxando-a para cima.

— Como quer que eu te toque?

— Faz esse calor passar... Tae vamos... vamos fazer sexo — pediu deixando-me completamente incrédulo.  

Ele era o meu amigo e também concordava que ele ficar com um qualquer não seria boa ideia, a pessoa podia lhe machucar, não teria cuidado. Mas eu era seu amigo e isso também estava errado. Mas errado por errado eu só não queria que ele sentisse dor e eu só confiava em mim para não machucá-lo.

— Você quer mesmo fazer sexo? — perguntei para ter certeza.

— Quero — respondeu estando um tanto ofegante começando puxar minha calça para baixo. Ergui meu quadril deixando ele tirar as minhas roupas, deixando-me completamente pelado. — Me toca — mandou, rebolando no meu colo arranhando um pouco o meu abdômen.

— Certo — concordei. A minha voz estava trêmula pelo nervosismo.

Levei as minhas mãos para a sua bunda, apertando-a, escutando ele gemer e rebolar mais ainda sobre meu colo. Subi a mão destra até sua intímidade, a massageando por cima da calça que ele usava.

— Tira a minha roupa — pediu pressionando seu quadril para baixo.

Suspirei tentando tomar mais coragem para conseguir ajudá-lo. O derrubei na cama ficando sobre si, entre suas pernas, puxando a sua calça moletom para baixo junto de sua cueca, esta que já estava molhada por conta da sua lubrificação.

— Eu quero muito você dentro de mim — abraçou minhas costas a arranhando com certa força.

— Calma — pedi, nem estava excitado ainda e não sabia se conseguiria ficar duro com o meu melhor amigo, que eu conhecia desde criança!

Jungkook colou nossas bocas e senti sua mão segurar meu pênis o apertando. Correspondi ao seu beijo e conforme ele me masturbava começava a sentir-me excitado. Levei um de meus dedos para a sua cavidade o forçando, vendo que por causa da lubrificação ele simplesmente escorregou para dentro. O penetrei com o segundo dedo ouvindo-o gemer alto e rebolar contra minha mão.

— Eu quero você... dentro de mim logo — gemeu apertando minha semi-ereção.

— Preciso te preparar — retruquei, mordendo meu lábio inferior com força o estocando com os meus dedos, além de os abrir e os fechar para lhe preparar

O penetrei com o terceiro dedo, tentando ir mais fundo em si, acabando por gemer quando ele apertou o meu pênis novamente. Jungkook me masturbava e por sua palma ser macia acabava me dando prazer

— Mais forte — pediu.

Mordi meu lábio fortemente tentando mover meus dedos o mais rápido — e forte — que podia. Fiquei completamente duro em sua mão, então Jungkook me empurrou na cama mais uma vez, ficando por cima de mim segurando a minha ereção, sentando-se nela lentamente enquanto gemia de forma arrastada.

Quando eu estava todo dentro dele, ele mal esperou e já começou a rebolar, enquanto gemia. Segurei em sua cintura a apertando com força.Jungkook gemia alto, fazendo-me gemer de forma rouca conforme se movia contra meu colo. Ele não demorou a cavalgar com certa força. Subia e praticamente se jogava para baixo.

Estava sendo extremamente gostoso estar dentro dele, mas não sabia se conseguiria realmente o ajudar, eu não era um alfa. Levei a minha mão ao seu pênis o masturbando, buscando o saciar da melhor forma possível.

—  Tae, eu preciso que me foda com força —  avisou, arranhando meus ombros e braços.

Entendendo o recado o derrubei na cama novamente ficando entre suas pernas, segurei em suas coxas o puxando em minha direção ao mesmo tempo em que  investia.

— Isso bem forte e fundo — quase gritou, rebolando na minha direção, fazendo-me gemer alto.

Jungkook era quente, macio e apertado, era enlouquecedor estar dentro dele, meu corpo chegava a tremer. Os minutos iam se passando e eu tentava manter aquele ritmo. Como não era um alfa já sabia que iria gozar antes de conseguir satisfaze-lo.

— Taehyung, mais... me dá mais — pediu me puxando pelos cabelos, colando nossas bocas.

O beijo era meio desesperado e desajeitado, tudo estava intenso demais. Procurei dar tudo que podia a Jungkook, movendo-me com força, rapidez e profundidade. Ele estava acabando com toda a minha energia em apenas uma transa e eu sabia que ele precisaria de mais de uma vez.

Minha mão subiu até o seu pênis o masturbando, Jungkook quase gritou gozando em minha mão, ele se contraiu, me controlei o máximo que conseguir para não gozar. Sai de dentro dele descendo minha boca para o seu pescoço, beijando e mordendo sua pele, escutando-o gemer todo manhoso, o penetrei com três de meus dedos voltando a masturbá-lo. Precisava ser criativo para dar conta.

— Taehyung, eu quero você e não os seus dedos — choramingou, mas logo gemeu quando consegui ir mais fundo dentro de si.

—  Você vai me ter — sussurrei rouco em seu ouvido, o masturbando de ambas as formas, fazendo-o se contorcer na cama, eu nunca mais conseguiria esquecer o que estava vendo.

— Goza dentro de mim.

Acenei com a cabeça, sentindo-me ainda mais excitado, tirei meus dedos dentro de si, o penetrando e movendo-me dentro dele novamente, fazendo-o quase gritar em prazer.

— Isso, mais forte — pediu abraçando minha cintura com as suas pernas.

Me movi o mais forte que conseguia, o masturbava ao mesmo tempo fazendo Jungkook gemer cada vez mais, ele me arranhava e tudo isso me deixava cada vez mais próximo do meu limite.

— Goza logo — pediu, me empurrando, obrigando-me a deitar, antes que eu reclamasse ele se sentou em minha ereção começando a cavalgar.

Não conseguir aguentar e acabei o preenchendo, Jungkook continuou se movendo contra mim, saindo de cima, voltando a me masturbar querendo me deixar duro mais uma vez, ele iria acabar comigo daquele jeito, me deixaria esgotado.

Nunca imaginei que fosse ajudar no cio de alguém, muito menos que esse alguém fosse acabar sendo meu melhor amigo. O pior de tudo que ficava em minha cabeça a curiosidade de saber como seria foder com Jungkook sem a interferência dos instintos. Se ele seria mais ativo ou passivo e isso me deixava em pânico, pois eu não deveria ter aqueles tipos de pensamentos.

Eu podia até ter fodido Jungkook, mas ele que havia fodido com a minha mente.

 


Notas Finais


E foi isso, espero que tenham gostado :3 Amanhã irei revisar melhor o texto, prometo.

Kissus <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...