1. Spirit Fanfics >
  2. Games >
  3. Capítulo 62

História Games - Capítulo 62


Escrita por:


Capítulo 62 - Capítulo 62


Narradora

Konoha, 2022

 

As ruas estavam verdes, as flores começavam a desabrochar e já se sentia apenas uma brisa fria. A primavera já tinha chegado e expulsou as roupas de lã e o frio horrível que fazia os estudantes não quererem deixar as suas camas.

 

Para além das flores desabrocharem, a primavera trouxe o florescimento de várias pessoas.

 

Ino demoliu a parede em volta do seu coração depois da noite erótica com Itachi Uchiha. Apesar de ele não a amar, os toques, os sussurros e todas as sensação que provocou na loira, foram suficientes para ela sentir-se bem com o facto de gostar de alguém. Depois daquele dia, ambos fingiram que nada tinha acontecido quando voltaram a falar por mensagens e até hoje, nunca mais se viram por falta de disponibilidade do garoto.

 

Hinata, finalmente tinha decidido juntar-se ao clube de robótica da Universidade e integrar-se mais com os outros estudantes para além das suas colegas de casa. E para seu bem, tudo parecia realmente estar a dar certo. Apesar do seu comportamento mais reservado na primeira semana, a próxima não lhe custou muito a começar a interagir nas conversas dos colegas na sala de aula, que mais tarde foram passadas em cafés ou até em bares, onde todos se uniam para passar o tempo.

 

Sakura também desabrochou. Duma forma menos explicita, mas desabrochou. Ela tinha-se dedicado mais ao clube de basquete e aos seus trabalhos, parando-se de focar tanto na sua paixoneta que ela tinha reparado que não era propriamente saudável. Sakura afastou-se um pouco do seu grupo e começou a andar com três garotas da sua Universidade que já estavam no terceiro ano. O seu afastamento não foi encarado de forma negativa, pelo menos as pessoas que ela realmente importava-se com a opinião, não o viram de forma denotativa, mas sim sendo algo bom para a rosada que só se sabia lamentar e inferiorizar perante o Uchiha que pareceu nem sequer ligar à garota. Sakura tinha-se convencido desta vez que aquilo teria sido o possível fim da relação entre eles os dois. Ela tinha-se afastado e ele não quis saber; Ela por vezes, tinha passado propositadamente por ele e ele não quis saber; E, apesar de ele ter dito que não queria que ela fosse embora, quando ela estava a virar costas perante os seus olhos escuros, mais uma vez, ele não quis saber.

 

— Sakura, vamos hoje lanchar fora? – Tenten sugeriu, ajudando a rosada com a arrumação das bolas espalhadas pela quadra imensa. – Mais duas amigas minhas virão e acho que seria legal. Elas são lá da escola, inclusive. – Sorriu.

 

— Hmm. Claro, porque não? – Haruno sorriu com o convite da Tenten. – Valeu pela ajuda.

 

As duas garotas encaminharam-se para o balneário, despedindo-se de algumas que já estavam de saída.

 

— Os treinos estão cada vez mais impossíveis. Eu não queria nada, mas vou ter de começar a treinar fora de campo. – Katherine choramingou, atando as suas sapatilhas.

 

— Você já treina, mas treina de outra forma amiga. – Kim falou num tom perverso e todas as garotas começaram a rir bastante alto.

— Ah me deixe. – Katherine gargalhou.

 

Sakura e Tenten despacharam-se a trocar de roupa e despediram-se das colegas de quipá que ainda lá estavam e saíram do recinto.

 

— E quem são as suas amigas Tenten? Nunca vi você com outras garotas sem ser eu e a Jessica. – Haruno estava curiosa sobre as amigas da Tenten. Ela era bastante reservada quando se tratava da sua vida pessoal ao contrário de Jéssica que era um livro aberto.

 

— Ah você verá. Elas são muito gente boa. – Tenten sorriu.

 

O resto do trajeto foi feito com vários diálogos sobre o dia das garotas e assim que chegaram a um café reconhecido pela Haruno, a mesma sorrio. Konohabucks.

 

— Já veio cá? – Tenten sorriu, adentrando o espaço com a amiga ao seu lado.

 

— Sim, já. É muito legal. – Sakura sorriu, seguindo-a. – Onde elas estão mesmo? – A garota olhou em volta.

 

— Ali, vem.

 

Tenten pegou no pulso da amiga, guiando-a pelo estabelecimento com alguma movimentação. A morena guiou a amiga até à mesa mais longínqua e perto de uma das janelas e lá, estavam realmente duas garotas.

 

Uma tinha os cabelos pretos escorridos que emolduravam o seu rosto magro, os seus olhos eram verdes, harmonizando com o tom de pele claro e com o batom vermelho escuro que a desconhecida carregava. A outra, apesar das suas sobrancelhas castanhas escuras, os seus cabelos eram cinzentos. Os seus olhos tinham um misto de cinzentos e azuis, deixando qualquer pessoa intrigada com a aparência exótica e única da garota. Sakura assim que deu caras com a garota à sua frente, ficou de boca semi-aberta. Era Riven e por que raios ela nunca tinha mencionado que se dava com a Tenten?

 

Assim que as duas se aproximaram, as garotas que já estavam sentadas sorriram em direção da Tenten e da sua amiga de cabelos escorridos cor-de-rosa.

 

— Meninas essa é a Sakura, a minha amiga que eu falei sobre. – Tenten sorriu e a rosada seguiu a mesma ação que a amiga. – E Sakura, a garota de cabelos pretos é a Aimi e a de cabelos cinzentos é a Riven. 

 

— Oi Sakura. – Aimi sorriu gentilmente para a rosada que se sentava ao lado da Tente, de frente para a Riven.

 

— Oi Aimi, é um prazer conhecer você. E você também Riven.

 

Riven analisou a garota em silêncio, dando por fim um sorriso de lado.

 

— O que é que você andou a falar de mim Tenten? – Sakura dirigiu-se agora à amiga que deu uma risada baixa.

 

— Só falou coisas boas e que realmente é verdade. – Riven finalmente pronunciou-se, fazendo os olhos de Haruno caírem na mesma. A garota ficou ainda mais confusa com a resposta dela e com o seu pequeno sorriso de canto. Riven adorava fazer aquele tipo de jogos e Sakura, mesmo não querendo admitir, achava que tinha um certo charme.

 

— Nossa Riven, você deixa a Sakura incomodada desse jeito. – Aimi resmungou e Tenten deu uma risada e a outra apenas rolou os olhos.

 

— Então o que vocês estão a cursar? – Haruno questionou as garotas.

 

— Relações Internacionais e História da Arte e a Aimi está a tirar Tradução. – Riven respondeu pela amiga enquanto brincava com os seus cabelos. – E você, Sakura?

 

A forma que a acinzentada falava, fazia Sakura sentir-se de certa forma intimidada. A sua aparência era bastante bonita e a sua postura de superioridade, deixava a rosada envergonhada. Principalmente quando ela dizia o seu nome.

 

— É-É, eu estou a tirar Desenho.

 

— Nossa, legal hein. – Riven deu um sorriso fechado, pegando no copo que o empregado de mesa trazia, agradecendo-o e de seguida voltou a sua atenção para a Haruno. – Você tem cara de quem gosta de arte renascentista e rococó. – Bebericou o seu café.

 

Sakura arregalou os olhos com as suposições 100% corretas da parte da garota. Estava assim tão na cara?

 

— Ah não, duas nerds a falar de arte. – Aimi choramingou e Tenten gargalhou.

 

— Por acaso sim, até gosto. – Sakura sorriu abertamente. – E você, Riven?

 

— Barroco.

 

— Nossa é legal sim. Mas as cores são demasiado terrosas e escuras. – Haruno fez uma careta que provocou uma pequena risada na garota à sua frente.

 

— Daí ser legal.

 

O lanche das quatro garotas correu fluidamente e sem darem pelo tempo a passar, já eram oito da noite. As quatro saíram em conjunto do café após pagarem os seus bolinhos e bebidas e assim que encararam o tempo frio na rua, Haruno apertou de imediato o seu casaco juntamente com Aimi.

 

— Como sempre foi legal a vossa companhia né. – Tenten sorriu, abraçando a Aimi e a Riven. – Porém eu acho ainda mais legal o meu aquecedor, por isso, até meninas. – Finalmente, Tenten deu um beijo na bochecha da Haruno, desaparecendo nas ruas minutos depois.

 

— É, eu também tenho de ir indo. Por isso, acho que me despeço aqui de vocês. – Sakura sorriu. – Foi um prazer conhecer vocês.

 

Antes de Sakura puder agir, Aimi deu-lhe um abraço bastante forte e a rosada riu-se, retribuindo. Ao longo das horas, ela tinha percebido que Aimi era uma garota amigável, adorava falar de livros e que era bastante transparente tanto nas suas ações como naquilo que tinha a dizer.

 

— Se cuide viu. – Aimi sorriu, afastando a rosada dos seus braços finos. – Espero encontrar você por aí.

 

— É, eu também. – Haruno sorriu.

 

Agora, ela encarava Riven que estava de t-shirt com aquele frio de rachar, fazendo a própria rosada arrepiar-se ao pensar como é que ela não estava a tremer por todos os lados. Riven olhava Sakura em silêncio e Haruno não sabia como se despedir dela. Ao contrário de Aimi, Riven apesar de ser sociável, ela fazia a Sakura sentir-se intimidada. E o mais ridículo ainda era a rosada ter convivido mais vezes com a acinzentada, mas naquele momento, parecia que era a primeira vez que se tinham visto.

 

— Até mais, rosinha. – Riven deu um sorriso debochado e piscou o olho à Haruno que estava sem jeito e agora completamente vermelha por não ter-se despedido da Riven, como tinha feito com Aimi. Será que a garota tinha ficado chateada? – Nos vemos por aí.

 

— É, eu espero mesmo. – Sakura finalmente falou, dando um sorriso aberto apesar do seu rosto ainda estar vermelho. – Até mais, Riven.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...