História Gang, the crime syndicate - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 50


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), BLANC7, Block B, EXO, G-Dragon, IKON, Kris Wu, Seventeen, SHINee, T.O.P, TWICE, Velvet Revolver, Zico
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jungkook///você///bts
Visualizações 132
Palavras 883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 50 - Armação de Na-Ri,s.n vai embora



Capitulo Anterior

.

JK: Amor não liga pra esse idiota não,ele só quer provocar,ele não vale nem a comida que ele come.e um ser desprezível safado.

.

.Capitulo Atual

S,n Narrando on.

.

O que dizer de um chá de bebê, que a grávida dá uma de louca e atira em alguém?,pois é eu fiz isso, me condenem, mais nem prestei atenção que a minha filha também estava no local,estou me sentindo culpada por isso.

Eu olhava e ela me olhava assustada,o que foi que eu fiz,o Hiroshi só não atirou em mim ,porque todos estavam com as armas apontadas pra ele,de qualquer forma ele iria sair machucado ali.

.

Eu não tinha cara pra ir lá pedir desculpas,aquilo ficou me remoendo a noite toda,via todos brincando de pintar o Jeon e eu via ela de longe quietinha,a safada da mãe dela lá também ,tô puta por isso minha mãe falava e eu não dei n bola.

S/m: Filha por favor que cara é essa?

S/n,: Eu não sei o que faço mãe a Na-Ri aqui,eu atirei no cara a herança me olhando triste tô sem chão.

S/m: Antes de qualquer coisa vai lá saber o que aconteceu.

S/n: Vou tentar- me levantei.

.

Fui na direção delas e ela virou o rosto, quando cheguei ela se levantou.

.

S/n: não vai por favor- Segurei sua mão.

Hee: Por favor não quero falar com você,aquilo foi a coisa mas idiota que vi em minha vida,você atirou em um homem na festa do meu irmão .

S/n: Você nunca vai entender meus motivos,de hoje em diante não vou mendigar afeto seu,vou deixar o destino te mostrar como sou- Ela sai.

Andei indo até o banheiro,parei em frente a pia já chorando,pus a mão na bancada e abrir a torneira,comecei a lavar o rosto ,a porta abre,a Na-Ri entrega.

.

Na-Ri: Não vou fazer nada agora,mas sua hora vai chegar,e eu estarei lá pra ver você cair.

.

--- Quando você vai entender, que eu não sou mulher de correr atrás de homem?, Essa briga toda é porque você quer o Jeon, Na-Ri vai lá abre as pernas pra ele,seja feliz mulher,tenha atitude de agarrar ele,faça como a Letícia que deu pra ele,fez ele me trair,estou na fase da vida que larguei o foda-se.

.

Na-Ri: Eu só digo uma coisa,seu reinado tá acabando,vou fazer todos se afastarem de você.

.

--- Não nasci grudada no rabo a ninguém, então, tô pouco me fudendo se vão me abandonar.

Sai do banheiro secando minhas mãos, dando de cara com o yoongi que me olhava apreensivo.

Suga: S/n,o kook e o pessoal viu o papo seu com a Na-Ri no banheiro, tá geral saindo,só eu e o jin ficamos.

---O que?-Olhei pra ele assustada.

sai de la sem rumo sem destino,fui direto pra casa de taxi,o motorista parou e me ajudou a sair,entrei em casa dando de cara com o meu pai,que me olhava aflito,e minha mãe me olhava com os olhos marejados.

s/m: filha, o que aconteceu pra tudo isso?

Mãe se eu te dizer você não vai acredita,então vou dispensar o discurso,vou arrumar minhas malas,e sumir.

S/p: não faz assim filha,por favor,pode ter problemas quando vou nascer meu neto,não quero você longe amor,por favor.

--- pai conheço o jeon e minha família eles vão fazer questão de me rastrear ,ou ate te usar pra me acha,e melhor nem o senhor saber onde estou,pra não da problemas,então,vou indo por favor não faz nada pra se prejudicar vou esta longe.

s/p: não faz nada,pra me deixar com medo de perder você,você e tudo que eu tenho não posso viver sem meu bebezinho.

--- pode deixar pai,não vou fazer nada pra me prejudicar não.

Subi pro quarto,tirei a roupa de grávida,e tomei um banho,bem demorado,lavei meu cabelo bem tirando toda sujeira dele,sai do banho, e me sequei,passei um hidratante perfume tudo que tinha direito, pus uma roupa de moletom preta,pus uma meia tênis vans,e sequei bem o cabelo, penteei ele e pus uma touca,arrumei uma bolsa minha,e uma bolsa do bebe,desci as escadas,com as bolsas,e meu pai ficou me olhando.

--Pai aqui esta meu celular,vou levar um descartável,quando eu quiser te ligar, eu dou meu jeito,não tenta nada, nem pra me ajudar,vou sumir,vou fazer isso, se não vou pirar.

S/p: não se esqueça quando você quiser voltar estarei de braços abertos pra você

s/m: estaremos amor ,de braços abertos pra você,somos sua família,não vamos nunca ficar um longe do outro pois família e pra amar e respeitar.

--MInha Orrana,amo muito vocês,pode ter certeza,vou me afastar por um motivo,quero fazer aqueles que me fazem sofrer, pagar por tudo,pode ter certeza que vão pagar.

Sai de la ,e fui pegar um taxi,em direção a um estacionamento onde tem um outro carro meu,ele e em forma de casa móvel,(as casas que são dentro de ônibus,iguais as que tem nos estados unidos,).

Entrei la,ja limpando tudo,e fui abastecer,e deixei os outros tanques reservas de gasolina cheios,parei num estacionamento distante de um mercado,atravessei a rua e fui la,comprei tudo comida,besteiras,roupa de cama,produtos de limpeza,10 galões de água,gás,tudo pra abastecer meu carango,paguei por tudo,e um rapaz ajudou levar tudo pra la.

Ele entrou colocando o gás de baixo da pia,e saiu pegando as compras e colocando tudo pra dentro,eu paguei uma gorjeta ótima pra ele,e pedir silencio se alguém perguntar algo não fala nada.

coloquei tudo arrumado nos armário,e tranquei todas as portas e gavetas pra não abrirem,dei partida no carro rumo ao melhor lugar da minha vida,só assim não vou mas sofrer por algo que sei que não vale a pena.

.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...