História Gangster Love - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Justin Bieber, Shawn Mendes
Personagens Demi Lovato, Justin Bieber, Shawn Mendes
Tags Romance Criminal
Visualizações 57
Palavras 1.408
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente, tô aqui de novo pra fazer o segundo capítulo de Gangster Love
E é nósssss

Capítulo 2 - Justin Bieber


                                               

                                                                           ''As coisas que eu faço não definem o que eu sou''.

P.O.V Justin Bieber

Porque eu me sinto assim? Eu tenho tudo e todas que eu quero, eu tenho o poder na minha mão sou chefe de uma gangue (The Family). Porque eu não consigo me sentir completo? Será que oque a minha mãe fala é verdade ? ''Você tem que encontrar alguém que te complete Bieber''. Ela está louca, eu tenho todas, posso comer quantas eu quiser, esse negócio de amor só é pra boiolas, não acredito nessa merda de amor, nossa ''o amor pode mudar tudo''  isso só existe em contos de fadas!

Com 18anos já provei quase tudo da vida, quando estou drogado e bêbado esqueço quem eu sou, viro quem eu sou dentro de mim não como os outros me vê, fumo um baseado pra ficar relex sem ter que me importar com o quer vão pensar ou falar de mim, sou esse cara. Quando eu estou no efeito da droga parece que eu posso fazer qualquer coisa que eu quiser, posso ir aos lugares mas perigosos que existe que eu não vou sentir medo nenhum , mas quando o efeito acaba eu volta a ser o... Justin Bieber. Quem os outros tanto fala. queria conhecer alguém que pensa igualzinho a mim, mas não existe velho e eu fico puto com isso, as garotas só quer saber de tirar fotos com o namoradinho e ir em jantares românticos e tals... Quero alguém que fique comigo pra ver uma série e ir pra balada encher a cara, que fecha comigo e com os meus parceiros. Essa mulher que eu quero pra mim.

Meus pais são donos da empresa Ferrari, e eles quer quê eu seja um homem educado que saiba falar bem e saiba se expressar direito, eles quer que eu seja homenzinho. Meu pai se chama Jeremy Bieber e minha mãe se chama Dulce Lovato, eles são ótimos pais mas parei de morar com eles já tem 1ano e meio e tomei esse rumo na minha vida, decidi morar sozinho, moro em uma mansão muito show ela é enorme. Só queria que eles me entendesse como a minha irmã me entende. Demi Lovato ela é incrível e sabe como eu me sinto de verdade por isso que eu sempre estou dando uma moral pra ela. SÓ QUERIA QUE MEUS PAIS SOUBESSEM QUE EU NÃO SOU QUEM ELES PENSAM. Sou pior...

O despertador tocou 06:25 da manhã, eu ia ser o novo inspetor do colégio  não podia chegar naquela escola atrasado eu só esta entrando nesse trabalho para observar um cara de outra gangue, a gangue dos Alfas. Eles estavam tentando pegar nossa parte e eu tinha que me infiltrar para saber mais dele.    Senhor Bieber ? Está acordado ? - perguntou a emprega.

- Agora estou Maria, oque foi? - disse.

- Ah, desculpa Sr Bieber , é que o seu pai está te esperando lá em baixo para conversar com você sobre você está trabalhando na escola. - explicou ela.

- Fala pra ele que estou descendo. - mandei ela avisar

- Ok, senhor! 

- AAH, Maria - chamei ela de volta 

- Sim. - respondeu.

- Me chame de Justin. Você já é da família - disse sorrindo pra ela.

- aah, como você quiser, meu amor - falou dando as costas.

Fui ao banheiro e escovei os dentes e logo depois fui tomar banho. Botei a calça jeans meia rasgada e uma blusa preta da Nike. depois botei o tênis e desci. 

- Justin. - Ouvi uma voz grossa. Era do meu pai

- Fala. - respondi ele.

- Qual é o motivo de você estar indo trabalhar de inspetor naquele colégio? - falou em um tom alto. 

- Primeiro, para de ficar gritando dentro da minha casa, segunda eu estou indo trabalhar lá por que eu quero, pra você não ter motivos de me chamar de vagabundo. - falei alto e grosso com ele.

- VOCÊ ME RESPEITA EM JUSTIN BIEBER!!! - gritou bravo.

- Você que sai lá do quinto dos infernos pra vim aqui na minha casa pra saber satisfação da minha vida. Ah, pelo amor de Deus, se você tiver. - rebati com ele.

- Olha só, você me respeita porque eu sou seu PAI ! - disse ele.

- Acho que você que me deve respeito. porque quem esta na casa de quem aqui é você. Né PAI? - FALEI FRIAMENTE COM ELE.

- Justin por favor, não teste minha paciência. Eu só vim aqui pra saber porque você não aceitou o trabalho de lá da empresa.

- Porque eu não quero ficar lá olhando pra cara daqueles bando de babacas. Pai tô bem no trabalho que eu estou. Quando eu não estiver mais afim de ficar lá talvez eu procure a sua empresinha, que dizer, empresa. - disse eu sendo bem frio com ele e sarcástico.

- Ok, Bieber. faz oque você quiser. Só não diga que eu não te avisei. - disse batendo no meu ombro. E saiu pela porta.

Tomei meu café rápido, e peguei meu meu carro Ford preto. Chaz e Nollan já estavam lá me esperando para ir.  

- EAE Justin, qual é a boa - perguntou Chaz para mim,

- Acabei de discutir com ele agora - respondi coçando a cabeça.

- Que merda hein cara,- Chaz disse.

- fala brother, como vai? - perguntou Nolan.

- tô indo pô. e você? - perguntei.

- tô levando né cara. Justin tem um X9 na parada irmão. - falou Nolan

- Quem é o boca de buceta ? - perguntei bolado.

- Nicholas.

- Vamos tirar a língua dele fora hoje. - disse.

Chegamos no estacionamento da escola, estacionei meu carro e saí. Quando saí tinha uma doida na minha frente, Chaz Olhou pra mim e eu olhei pra ele sem entender nada. 

- Você não tem vergonha na cara não ? - disse a garota pra mim. 

P.O.V

Quando à vi meus olhos pararam completamente só pra ela. Ela com os seus cabelos cacheados grande olhos azuis um corpo maravilhoso a coxa dela ficou enorme naquela calça preta colada. Nunca senti uma coisa tão impactante assim... Parece que em outra vida eu já tinha tido algo com essa garota que ainda não sabia o nome. Ella me mandou ir se fuder, nenhuma garota falou assim comigo, e não vai ser ela que vai falar assim comigo. Quando aquela discussão acabou eu entrei na sala doo diretor e tava todos os professores de todas as  matérias o diretor me apresentou. Eu ia primeiro a sala 3002 com o professor Marcos  ele me amostrou a foto de todos os alunos e então eu vi a foto dela, a maluca do estacionamento. - Qual é o nome dessa aqui ? - perguntei o Marcos.essa é a Ashley Parker, a rebelde da sala, mas tira nota boa nunca ficou abaixo de 7.05 a garota é boa. - disse o professor Marcos. -Aah, entendi. Ela é muito bonita. - Sim, ela é.  Então ele foi me apresentar a turma dele, quando chegou tive uma surpresinha, Ashley Parker era da  aluna dele. Deu um grito quando o professor falou o meu nome, rir demais disso. Quando falei o nome dela ela fez uma cara de brava de tipo, vou te mataaaar!!!! Eu vou fazer ela passar algumas coisas.

- Prazer Ashley Parker - disse apertando forte a mão dela.

- Prazer só na cama Bieber - disse ela fazendo uma de safada.

-Olha o respeito senhorita Parker - disse eu e o senhor Marcos.

- Olá alunos, meu nome é Justin Bieber e eu vou ser o novo inspetor de vocês - disse.

- Como se ninguém soubesse que ele o nome dele é Justin Bieber - disse ela debochando de mim.

- Falou algo ? - perguntei pra Ashley.

- eu? ou você? 

- para a diretoria agora mocinha - disse o professor Marcos.

- OQUE????? 

- é isso Parker. 

Ela foi para a direção. Quando eu estava passando pelo corredor ela estava lá limpando chão, fui até aonde ela esta e disse - nossa que coisa humilhante hein. - fui sarcástico.

- Não enche, valeu? - disse ela.

- Calma, ok, Eu te avisei para não se meter comigo e agora você vai ter fazer oque eu quero. - disse amedrontando.

- OQUÊ??

MAL SABBIA ELA QUE IA SER MINHA ISCA KKKKKKKKKK

 

 


Notas Finais


É ISSO GALERA, MAIS TARDE TEM MAIS FUIIIIII
ESPERO QUE GOSTEM DESSE CAPITULO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...