1. Spirit Fanfics >
  2. Gangster-Park Jimin >
  3. Minha baby

História Gangster-Park Jimin - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Minha baby


Fanfic / Fanfiction Gangster-Park Jimin - Capítulo 14 - Minha baby

 Ele me joga na cama e sobe em cima de mim

analisando todo o meu corpo.

Park: vou fazer essa transa ser a melhor da sua vida 

Eu estava um pouco tensa,já que fazia tempo que eu não tinha relações sexuais com alguém..

Ele estava tirando seu tênis e eu também, ele os deixa de lado e vem engatinhando até mim

Sua mão fica alisando a minha cintura, o mesmo beija meus lábios e desce para o pescoço deixando chupões fracos me deixando arrepiada e com um grande desejo de senti-lo  dentro de mim. Depois suas mãos foram de encontro aos meus seios. Sua boca chupando a direita e suas mão massageando a esquerda. 

"Com seus toques delicados que me deixavam cada vez mais arrepiada"

Eu solto baixos gemidos pelas suas ações. Descendo suas mãos dos meus seios até a minha intimidade que pulsava de tanto desejo,o mesmo deixa minha calcinha de lado e  adentra 2 dedos.

S/n: Hum, P-park ~gemo puxando seu cabelo ruivo~

Park: está doendo? ~pergunta com um pouco de preocupação em sua voz~

Balanço a cabeça em negação e o mesmo continua. Estava ardendo um pouco mas nada que eu me acostume depois.

TREIX dedos.

Tentava ao máximo  aguentar a dor que estava sentindo. Os seus dedos fazendo vai e vem, minha respiração funda.

Park:Tão gostosa...Não vejo a hora de enterrar meu pau em você.

Logo após ele dizer isso, seu rosto vai ao encontro com minha intimidade, beijava ela e acariciava meu clitóris com seus dedos

Sua língua passeava pela minha Intimidade e entra na mesma que me fez revirar os olhos. Me chupava como se eu fosse a sua comida suculenta favorita e eu? Morrendo ali,mas no fundo,adorando tudo aquilo

Estava suada devido o prazer.

Depois de um tempo me chupando e me estocando com seus dedos, sinto uma onda vir e me desmancho na boca do Jimin. 

Minha vista escurece, recupero o fôlego e peço para que  ele fique na beirada da cama, aproximo dele e vejo a visão do seu rosto.

Suado também

Me ajoelho diante dele tirando seu cinto,desabotoando a calça e abaixando o zíper. Sua box preta mostrava o grande volume formado por mim. Tiro o seu membro dentro da box

segurando a base.

S/n: Não sei se consigo ~pronuncio ao ver o quão grande é para caber tanto na minha boca maravilhosa  quanto em minha intimidade

Park: Por que? Você nunca fez isso?

S/n: sim... Mas faz muito tempo ~falo um pouco envergonhada~

Park: Então eu vou te ajudar

S/n: Eu não sei se vai caber tudo isso...

Park: Vai sim, baby. Pode confiar.

 Eu começo passando a língua pela base ainda com pré-gozo, chupo levemente recebendo um gemido do mais velho. Desço minha boca ainda com o seu pau dentro molhando o comprimento inteiro e me fazendo deliciar com seu gosto e começo fazendo movimentos rápidos

Jimin gemia pedindo por mais, pega em meu cabelo fazendo um rabo de cavalo improvisado e empurra minha cabeça para baixo  fazendo com que eu engolisse seu pénis por completo me fazendo quase engasgar

Park: Porra

A partir dali ele tem o controle de tudo, fazendo com que  movimente sua cintura fodendo minha boca sem dó. Abro meus olhos e vejo a cara de prazer do safrado, estava adorando essa observação. Ver que estava sendo desejada por alguém..

Depois de um 5 minutos sem parar sinto seu gozo em minha boca e sem querer ser uma baby  má engoli tudo, O gosto não era tão ruim assim... Seria melhor se fosse de abacaxi ksksk,vou fazer ele comer depois 

Jimin me ajudou a levantae e a tirar minha roupa, enquanto eu a sua calça e sua blusa.

Ele Lentamente me delta na cama e fica sobre mim, um beijo calmo se inicia.

Posiciona seu membro na minha entrada e é aí meus companheiros que eu  fico nervosa.

Park: Calma, se não se sentir segura é só falar que não quer

S/n: Não é isso, é que faz tempo que eu nunca fiz..

Park: irei devagar mas se sentir dor desconta nas minhas costas ou aperta minha mão, hum? ~ele segura minha mão~ Só relaxa. Deixe que eu cuido de você, baby.

Tento fazer o que me pediu, sinto seu membro passar em minha boceta incharcada e apoia em minha entrada. Ao colocar a cabecinha foi um pouco doloroso,mas me mantive firme,o mesmo tenta encaixar o restante  Mas arranho segurando com força suas costas.

"É uma dor insuportável."

{Aviso: CRIANÇAS, SÓ FAZEM QUANDO VOCÊS ESTIVEREM MAIS DE 18, NÃO QUERO SER TIA TÃO CEDO}

Cada centimetro seu estava sendo engolido pela minha vagina, Apertou algumas  vezes minha mão e quando estava por completo dentro de mim, tento me acostumar com  o tamanho, que não era pouco.. o que tem de baixinho tem de grande o Jr..

Depois sentindo a dor cessar aí poucos, rebolo um pouco e indo para cima e para baixo dando sinal para continuar e sem mais delongas(TANANANNA) Jimin começa a me penetrar calmamente.Ainda estava doendo,  mas enquanto me estocava mais a dor cessou por completo dando ao lugar o prazer.

 Ele aumenta a intensidade dos seus movimentos me fazendo querer gritar mas seguro.

Park: Não se segure, amor. Quero ouvi-la gemer meu nome alto para que todos saibam quem é seu dono.

Ele estava me provocando e por mais desconhecido era um dos meus pontos fracos. Ele Tirava todo seu pau de dentro de mim e colocava só a cabecinha e assim por diante. Quando menos espero,o abençoado dá uma estocada funda que eu chego a gritar

S/n:j-jimin.. hum...

Park: O que a baby quer que o daddy faça?

Eu estava em uma situação precária e o garoto a minha frente não era diferente, cheio de desejo, então não iria medir palavras em quatro paredes.

S/n: Vai mais rápido e me fode gostoso.

Ele sorriu de lado, dando um tapa na minha bunda passando suavemente suas mãos na marca. Se aproxima perto da minha orelha mordendo a mesma

Park: Não tem como negar com esse jeitinho.. e nem vou 

Recebo várias estocadas do mais velho e.. QUE HOMÃO DA PIRRA. Não tem como negar, ele é tentador.Sabe usar a flauta como ninguém. Jogo minha cabeça pra trás apertando meus seios, Park segura meu cabelo de uma forma bagunçada me dando um beijo.

10, 15, 20 estocadas.

S/n:p-park...

Park: Me chama de daddy vai, baby. 

sinto um tapa transferido em minhas nádegas e sequência de estocadas violentas (o bicho bruto hein,não vou andar amanhã não)

S/n: Daddy, hum i-isso.

{KKKKK,EU VOU NAMORAR UM MENINO MAIS NOVO QUE EU, SÓ PARA NÃO CHAMAR DE DADDY KKK}

25 30 35 40

S/n: Daddy, a-acho que vou..

Park: Goza amor, goza no meu pau.

Com estocadas calmas meu mel escorria em seu pau, ele ainda não parou as investidas e ao gozar pressiona mais e mais minha intimidade e a sua,segurando firmemente minha cintura. Deitamos lado a lado,  tentando recuperar o fôlego após uma transa e tanto.

Cobertos por um lençol fino,nos cobrimos e deito em seu peito.

S/n: Talvez eu comece a te amar, garoto.

Meu corpo fica leve.

Mechendo em meu cabelo, adormeço.


Notas Finais


GENTE EU ESTOU VIVA
E CUMPRI O QUE PROMETI
AGORA EU VOU NA IGREJA PORQUE VOCÊS TIRARAM O RESTO DE SANIDADE MENTAL QUE EU TINHA
ATÉ!!💖
E me digam se estão gostando,e o que querem para o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...