1. Spirit Fanfics >
  2. Gângsters - Imagine Jungkook >
  3. Gangster Jungkook- Ep44

História Gângsters - Imagine Jungkook - Capítulo 44


Escrita por: e viiheart


Capítulo 44 - Gangster Jungkook- Ep44


Fanfic / Fanfiction Gângsters - Imagine Jungkook - Capítulo 44 - Gangster Jungkook- Ep44

-Finalmente porra-Disse tomando um gole da minha bebida- Então o que vamos fazer?-Disse bebendo o Soju.

Jk-Você não vai-Ele disse olhando para o seu trinque-Nós vamos,você vai ficar aqui-Ele disse ainda sem me olhar.

-QUE?! Opa!Opa! por que eu não vou ir?-Disse me engasgando com o alcoól,olhei para ele sem entender.

Jk-Por que não quero que você simples assim-Ele alterou a voz e finalmente me olhou.

-Eu vou sim!-Disse firme e indignada com as palavras que saiam da boca dele.

Jk-NÃO VAI!-ele disse alto o suficiente para que todos a volta nós olha-se -Caralho S/n, você não entende?-Ele disse me olhando com um olhar assustador e amedrontador.

-Jungkook pare de gritar...-Disse baixo olhando para meus pés,consegui perceber que ele olhou em volta e logo abaixou o tom de voz- Obrigada...-Disse segurando o choro sem o olhar, eu não queria brigar com ele, nem com ninguém, e ver ele gritar comigo me trazia um sentimento de medo e tristeza.

Respirei fundo e me levantei quieta, levantei a cabeça e olhei para ele séria.

-Tchau Jungkook-Disse firme sem deixar transparecer o quão nervosa e triste eu estava.

Jk-Pra onde você vai?-Ele disse me olhando com dúvida.

-Pra puta que pariu Jungkook-Disse saindo da rodinha e indo embora do local.

Quando estava do lado de fora do lugar, percebi que era tarde, já estava escurecendo. Decidi ir a pé até algum ponte de ônibus. Andei por algum tempo, minha cabeça estava tão cheia de coisas que nem percebi o quanto andei, mais com certeza andei bastante por que meus pés estavam doloridos, olhei em volta e vi um ponto de ônibus do outro lado da rua, atravessei e me sentei no banco de ferro, super desconfortável, enquanto ficava olhando para a rua, na minha cabeça só passava a sena do Jungkook gritando comigo, eu fui culpada por isso, ele ficou bravo comigo.QUE PORRA EM S/N!. Me levantei por impulso, olhei para o lado e vinha um ônibus na minha direção, ele parou na minha frente, quando suas portas de ferro se abriram entrei paguei minha passagem, e fui para o ultimo bando, o ônibus estava vazio. Coloquei meus pés em cima do banco e abracei minhas pernas apoiando minha cabeça nos meus joelhos, fiquei olhando para fora da janela. Depois de um tempo o ônibus parou e ouvi a voz de um cara dentro do alto movel. 

Não dei muita impotancia, quando epe se sentou ao meu lado já fiquei mais atenta. Logo ouvi ele falar algo.

??-Oi, meu nome é Erick!-ele disse me fazendo olhar para ele e perceber sua mão levantada para mim.

-S/n-disse sem segurar sua mão, não estava num bom humor, não queria falar com ninguém principalmente um estranho. Me virei novamente para a janela.

??-Para onde está indoba essa hora da tarde?-ele disse novamente tentando puxar assunto.

-Ah claro, eu vou dizer pra um estranho para onde eu vou-olhei para ele com um cara de deboche.

??-Ah, sim, está certa me desculpe...-depois dessas palavras ele ficou quieto.

Respirei fundo e tirei meus pés de cima do banco, cruzei minhas pernas e fiquei olhando para a janela. Estava tudo muito quieto até eu sentir o homem colocar a mão na minha perna e apertar.

-o que pensa que tá fazendo?-disse tirando a mão do homem da minha perna e olhando pra ele com uma sombrancelha arqueada.

??-Gosto do seu tipo de garota...durona-ele voltoua sua mão para minha coxa, e novamente tornei a tira-la.

-Se não parar com isso agora vou ser obrigada a te dar um murro-disse o ameaçando.

??-ah, pare com isso vamos...-ele me puxou para perto de si e pude sentir um cheiro forte de bebida, ele estava embriagado, ótimo, agora vou ter que bater em um bebado.

Me estresei, peguei seu braço que envolvia minha cintura e me levantei o puxando, quando ele ficou em pé na minha frente, puxei seu braço para cima de mim, e quando ele foi cair sobre meu corpo o desferi um soco na barrifa fazendo ele se contorcer. Sai de sua frenfe deixando ele cair no chão de barriga pra baixo. Apertei o potão do ônibus e ele parou abrindo as portas para mim. Desci e vi qur estava perto de casa. Andei apenas dois quarteirões e parei na porta da minha casa. Entrei e estava tudo apagado, Lee e Yuki já estavam dormindo. Subi para meu quarto e tomei um banho, coloquei meu pijama e fui até o quarto de Yuki, abriva porta vagarosamente e vi o maia velho dormindo, entrei sem fazer barulho, me deitei ao seu lado e abracei seu tronco, vi eoe acordar e me olhar, com seus olhos inchados e seus cabelos bagunçados.

Yk-S/n? -ele parecia não entender.

-Estou aqui, agora volte a dormir.

Assim como lhe foi mandando ele voltou a fechar os olhos, só quando tive certeza de que ele havia dormido, me permiti dormir.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...