História Gangsters - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Viktor Chavalier, Violette
Tags Amor Doce, Gangsters
Visualizações 202
Palavras 1.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Eu queria companhia


Fanfic / Fanfiction Gangsters - Capítulo 13 - Eu queria companhia

Eu e Castiel nadámos por um tempo,até que uma hora ele começou a jogar água em mim,e então eu fiz o mesmo, foi bem divertido para ser sincera, era divertido matar aula para fazer outras coisas, so que eu precisava sair da água,não estava muito afim de ficar com a pele ressecada. Subi a superfície e passei a mão pelo rosto 

Milene: Eu vou sair da água! - fui nadando até a ponte de madeira

Castiel: Espera!- me virei pra ele- Você vai simplesmente ficar pelada na minha frente? 

Milene: Você ja não viu outras mulheres peladas?- falei brincando com ele

Castiel: Você sabe onde tudo vai acabar se você continuar a me provocar assim! - ele tinha um sorriso malicioso no rosto,tive que colocar o meu braço na frente, impedindo que ele se aproxime

Milene: Pode ir parando!- e ele parou- Você ja viu mulheres peladas, eu ja vi homens pelados, então vamos fingir que somos índios, que tal? - ele me olhou como se eu fosse doida, e antes dele falar qualquer coisa,eu comecei a rir- Brincadeira! Eu vou subir e você vai ficar aqui,de costa,e não vai olhar, e depois que eu estiver toda vestida vou embora, e você se vesti, enquanto espero você! - ele deu de ombros e se virou, fui até a ponte e subi na mesma, a primeira coisa que fiz foi secar meu cabelo, enquanto a água escoria pelo meu corpo. 

Vestir minha lingerie, e depois vestir minha blusa e meu short,tive que me sentar pra poder colocar minha bota. 

Milene: Eu já to indo!- avisei me distanciando sem olhar pra trás 

Se você prestar atenção é até legal passar um tempo com o Castiel, é so ter o jeitinho, todo garoto tem seu manual, é so decifrar, e eu acho que conseguir decifrar o Castiel, tipo, com o Castiel não pode ser muito mandona, mas também não pode ser bebe chorão, tem que ser gotica mas ousada. E é isso. E eu fico pensando... O Castiel é um garoto popular,e chama muito a atenção das meninas, mas eu acho que elas que não sabem decifrar o Castiel, não sei por que,sendo que pra mim foi bem fácil. 

Castiel: E aí? -olhei por cima do ombro,e vi Castiel vestindo sua jaqueta, ele fica tão sexy com o cabelo molhado.

Milene: O que quer fazer agora?- me virei e joguei a bolsa em um ombro

Castiel: Eu adoraria ir pra minha casa!- prensei os lábios, e não sentir o gosto  de pêssego que tinha o meu brilho-Você quer vir comigo?- assenti com a cabeça, e caminhamos um do lado do outro

Peguei do bolso do meu short dins meu brilho, balancei ele um pouco, e passei pelos meus lábios 

Castiel: Ei!-  guardei de volta o brilho no meu bolso quando ele chamou minha atenção-  Por que você fez esse convite de gazetar aula pra mim? - o olhei séria por um tempo 

Milene: Eu queria companhia! - respondi sendo sincera-Mas não qualquer companhia! - ao falar isso, Castiel pareceu confuso,ele parou de andar e me olhou um pouco surpreso, dei um sorriso e voltei a caninhar. 

--------------------------------

O tempo ia passando, e a cada minuto que passava,mais dava vontade de ficar por aqui,o Castiel me apresentou o seu cachorro, Dragon é o nome dele,eu não vou menti,tive um pouco de medo de seu tamanho, mas na verdade o cachorro é muito brincalhão, eu jogava uma bolinha para ele ir pegar,e traser de volta. 

Castiel: Pronto!- ele se jogou no sofá,dando um suspiro- Eu não quero fazer mais nenhum trabalho! -Eu fechei o livro e joguei no chão 

Eu peguei meu celular na bolsa, e mandei uma mensagem pro Kentin, eu não tinha feito trabalho nenhum com ele,eu disse que era pra ele fazer a parte dele que eu ia fazer a minha,e amanhã entregamos o trabalho. Eu nunca consigo fazer um trabalho assim direito, sempre tenho que me atrapalhar toda, ontem era pra gente se encontrar, mas eu fui dormir, por que a minha cama precisa de mim,e eu precisava dela. E eu so vou fazer hoje a minha parte, o trabalho de ciências já é pra manhã, eu sempre faço trabalho de escola encima da hora, mas eu tenho uma explicação do por que: Eu tenho preguiça! Quem não tem preguiça? É só eu entra em uma sala de aula,e o professor passar coisas chatas que eu ja pego no sono. Rapidinho! E o pior de tudo,é quando a gente quer que esse tempo de aula acabe logo,mas demora uma eternidade pra dar dois minutos. E eu querendo ir embora, pedindo pro tempo ir mais rápido, já cansada,e o tempo não passa. Puta merda. Mas se você for fazer algo divertido, o tempo passa voando,em um piscar de olhos. 

Milene: Você tem vídeo game?- perguntei quebrando aquele silêncio 

Castiel: Ah,vai pegar!-ele fez uma careta e eu rir

Me levantei do sofá, e fui para a escada subindo para o segundo andar, onde tinha um monte de portas, abri a primeira porta,e me deparei com um escritório, a segunda porta era uma biblioteca, o que me deixou surpresa na verdade, eu acho que os pais do Castiel tem dinheiro, só acho. Depois de abrir algumas portas, e errar. Eu finalmente achei o quarto do Castiel, não foi tão difícil na verdade, roupa jogada pelo chão, pontes de sorvete pela metade, cama toda bagunçada,eu praticamente tive que desvia das cuecas que estavam jogadas no chão, eu procurei por todo o quarto e não achei video geme nenhum,eu achei coisas que adoraria não encontrar! Desci a escada, peguei uma almofada e taquei em Castiel 

Milene: Você não tem video geme nenhum! - reclamei cruzando os braços

Castiel: Eu disse pra você ir pegar, mas eu nunca disse que tinha um!- sabe quando você fica pau da vida com um certo ruivo? Eu aconselho a se jogar em cima dele e bater a cabeça dele na parede até o seu sorriso sarcástico desaparecer 

Milene: Hahaha... Engraçado...-  me deitei no sofá, e coloquei as pernas no colo dele,Castiel me olhou sério, eu franzi as sobrancelhas, como se não soubesse de bafa- Ué Castiel, eu sou visita! Vai faz um agradinho aí! 

Castiel abaixou a cabeça e suspirou segurando a risada, mas ele fez a massagem, com movimentos devagar, e relaxantes. Dei um suspiro aproveitando a massagem, joguei minha cabeça pra trás e fechei os olhos

               P.O.V Castiel 

Olhei para a Milene, e vi que ela tinha adormecido, nem acreditei que ela estava mesmo dormindo no sofá da minha casa, me levantei com cuidado para não acordá-la, me sentei na poltrona do meu pai e olhei para a morena que dormia, impressionante como ela fica linda até dormindo, fiquei fitando sua boca bem desenhada com o brilho que ela tinha passado,me da vontade de beijar a boca dela e não parar mais. Logo me lembrei do dia em que beijei ela na cantina, eu fiquei um tempo evitando ela por que eu me sentia um pouco confuso, eu não conseguia beijar a Debrah sem pensar na Milene, por que o beijo da Milene é tão diferente,não sei,mas é diferente. Dei um suspiro e comecei a massagear a têmpora 

Castiel: O que você esta fazendo comigo garota?- perguntei em um sussurro olhando pra Milene

Me levantei da poltrona e fui pra cozinha,coloquei um pouco de água em um copo,sentia minha garganta seca. Peguei a ração do Dragon e sai de casa indo pro jardim,onde ficava a casa dele, assim que ele me viu,abanou o rabo, ele ainda estava com a bolinha que a Milene ficava tacando pra ele antes de começarmos a fazer o nosso trabalho, coloquei ração na tigela dele, um vento forte veio,olhei para o céu, e ventava muito,acho que vem chuva... Me levantei e Dragon atacou sua tigela, comendo a ração, soltei uma risada,e voltei pra dentro de casa,coloquei a ração encima da geladeira, olhei o relógio que tinha na cozinha,e marcava 12:50,passo tudo isso e eu nem percebi? Caralho... Tô com fome!

          Fim P.O.V Castiel 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...