História Gangsters - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Viktor Chavalier, Violette
Tags Amor Doce, Gangsters
Visualizações 272
Palavras 1.610
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Dear God


Fanfic / Fanfiction Gangsters - Capítulo 14 - Dear God

Sentir alguém me cutucando, abri os olhos e vi Castiel ajoelhado ao meu lado, me sentei no sofá e esfreguei meus olhos,e so quando voltei aos meus sentidos me lembrei que estava na casa do Castiel, procurei pelo meu celular que estava no meu bolso junto com meu brilho, acabei ppr deixar o brilho cair no chão, liguei meu celular e ao ver o horário levei um susto: 17:09 

Milene: Eu dormir esse tempo todo?- perguntei mostrando pra ele horario, Castiel apenas assentiu com a cabeça

Castiel: Você tem um sono pesado, estou te chamando faz dez minutos!- me levantei do sofá e me estiquei me espreguiçando, eu dormir a tarde toda,e me sinto cansada,não sei de que...

Senti minha garganta seca, então fui pegar um copo d'água pra mim, abri a geladeira e minha vista doeu um pouco por causa da luz amarela, peguei um copo de cima da mesa,e coloquei água no mesmo,e então eu tomei logo água não aguentava mais, coloquei o copo na pia e voltei pra sala, eu tinha que ir pra casa, e ainda tinha parte do trabalho pra fazer pra entrenga amanhã, eu peguei meu brilho que estava no chão, peguei meu celular que estava no sofá ao lado de Castiel, peguei minha bolsa que estava jogada no chão de qualquer jeito,coloquei as coisas dentro da bolsa,quando eu abri a boca pra me despedir de Castiel ele me interrompeu

Castiel: Tem certeza que vai sair agora?- estranhei a pergunta

Milene: Eu tenho que voltar pra casa!- falei como se fosse óbvio, então andei até a porta,com Castiel me seguindo,ele abriu a porta pra mim,e ao ver o tempo me assustei um pouco- Caralho...- as nuvens estavam laranjandas, o vento forte, indicava chuva, tá mais pra dilúvio...

Castiel: Você que sabe!- eu o olhei, fiquei na ponta dos pés, e dei um beijo na sua bochecha 

E sem falar mais nada eu sai andando, eu poderia pedir um táxi pra mim,mas to sem grana, meu dinheiro não esta comigo. Assim que dobrei a esquina, sentir uma gota de água pingar no meu ombro, e depois outras gotas. Aah,eu não acredito que vai começar a chuver,não podia esperar mais um pouco não? E começou a chover, as gotas fortes pingavam ma minha cabeça, suspirei e revirei os olhos, dei meia volta andando o mais depresa que podia. Bati na porta,demorou um pouco pra ser aberta,mas podia ouvir os latidos de Dragon dentro da casa, ao me ver toda ensopada,ele sorriu e deu espaço pra eu entrar. 

Castiel: Eu avisei! - falou assim que fechou a porta,e a trancou

Eu ia mandar ele calar a boca, mas Dragon pulou encima de mim me jogando no chão, e começou a lamber meu rosto,me fazendo rir. 

Castiel: Dragon!- falou Castiel com a voz firme, e então Dragon saiu de cima de mim,e me levantei 

Milene: Que saco!- reclamei jogando minha bolsa no sofá 

Castiel: Para de reclamar e vem comigo!-ele fez um gesto com a mão, e então o segui até o segundo andar, ele entrou no quarto dele e foi direto pro guarda-roupa,ele jogou uma blusa preta com uma banda que não conheço na cama- Tem toalha no banheiro!

Caramba,cadê o Castiel todo marento,que a um tempo atrás, tava sendo o maio grosso comigo? Ele ta sendo tão gentil,então devo agradecer do jeito certo

Milene: Obrigada!- falei suspirando,ele me deu seu típico sorriso malandro

Castiel: Por que não agradece fazendo uma janta pra mim? Eu tô com uma fome...- ele deu um tapinha no meu ombro,eu sorri. 

Milene: Esse é o Castiel! - opontei para ele,que saiu do quarto fechando a porta

Fui pro banheiro e tirei minha roupa, as joguei no cesto de roupa suja, e entrei no box,liguei o chuveiro e ajeitei o registro,deixando a água morna. Estava na temperatura perfeita, me ensaboava com o sabão,por um momento me esqueci de que não estava na minha casa, o banho estava tão bom que perdi a hora. Desliguei o chuveiro e me enrolei na toalha voltando pro quarto. Vestir a blusa que o Castiel tinha deixado pra mim,junto com uma calcinha, eu não sei da onde ele tirou isso,mas se for da Debrah prefiro ficar sem nada pro baixo! Então eu so vestir a blusa mesmo. Desci a escada,encontrando Castiel fazendo carinho em Dragon, ambos estavam no sofá,quando Castiel me viu ele sorriu

Castiel: Vai lá, eu to com fome!- apontou para a cozinha com o queixo, revirei os olhos e fui pra cozinha.

Peguei uma panela e enchi de água, liguei uma boca do fogão e coloquei a panela lá. Eu não sou muito boa de cozinhar,mas eu sei fazer macarrão com queijo,o que já é bom. A minha mãe me levava pra cozinha, pra eu ver como se faz comida,mas eu nunca prestava atenção, toda vez que ela mandava eu fazer comida,era um desastre, eu não sei como não tinha tacado fogo na cozinha, uma vez eu tinha pensado que tinha conseguido fazer o espaguete que meu pai tanto gostava,estava com uma cara boa, eu fiquei tão feliz que tinha conseguido, mas na hora de comer o macarrão estava duro,sem gosto,sem sal. O meu pai não tinha falado nada,mas tenho certeza que era difícil pra ele falar com tanta coisa pra mastigar. Então todos os dias eu tentava fazer o espaguete do meu pai, de começo tudo ficou horrível, mas no final valeu a pena gastar tanto dinheiro pra comprar macarrão, então foi quando eu misturei o macarrão com queijo, e então virou minha comida favorita,até por que eu sei fazer. Joguei o macarrão no escorredor, e dei algumas balançadas, fazendo a água descer toda. Deixei o macarrão na pia e peguei o queijo que eu tinha deixado encima da mesa, peguei outra panela e coloquei o queijo na mesma.


CastiCas:Hmmm...- Castiel comeu o macarrão e pareceu gosta- Esse é o melhor macarrão com queijo que já comi!- falou com a boca cheia

Milene: Obrigada!- enrolei um pouco de macarrão no garfo e comi

Castiel: Olha só, eu coloquei suas roupas na máquina, e agora estão na secadora!- olhei para Castiel, eu não esperava que ele fosse ser tão gentil

Dei de ombros e voltei a comer em silêncio, enquanto Castiel, comia apreciando a comida,ele realmente deve ter gostado,eu tomei um susto quando um escultei um raio,e a luz se apagou

Castiel: Ah,que ótimo! -  dei um suspiro e continuei a comer,olhei por todo o quarto do Castiel e meus olhos pararam em um violão, um pouco escondido entre um puff,e uma estante. 

Milene: Você toca?- deixei o prato no criado mudo,e me levantei,indo até o violão o puxando 

Castiel: Ah,esse era o violão que usava quando ia pra aula de música, eu tinha até me esquecido que deixei ele ai!- Castiel deu de ombros e colocou seu prato no chão, e me olhou- Você sabe a música Dear god?- o olhei com uma sobrancelhas erguida

Milene: Claro que sei!

Castiel: Então vem cá! - e sem perder tempo, me sentei na cama,  Castiel colocou o violão no seu colo e começou a dedilhar 

Castiel: A loney road, crossed another cold state line. Miles away from those I love purpose undefined 

Milene: While I recall all the words you spoke to me. Can't help but wish that I was there. And where I'd love to be, oh yeah

-Dear God the only thing I ask of you is. To hold her when I'm not around. When I'm much too far away. We all need that person who can be true to you. But I left her when I found her. And now I wish I'd stayed. 'Cause I'm lonely and I'm tired. I'm missing you again oh no. Once again

Castiel: There nothing here for me on this barren road- eu olhei para sua boca vendo seus labios se mecherem- There's no one here while the city sleeps. And all the shops are closed 

Milene: Can't help but think of the times I've had with you. Pictures and some memories will have to help me through, oh yeah

-Dear God the only thing I ask of you is to hold her when I'm not around. When I'm much too far away. We all need that person who can be true that you. I left her when I found her. And now I wish I'd stayed. 'Cause I'm lonely and I'm tired. I'm missing you again oh no. Once again. 

Castiel: Some search, never finding a way. Before long they waste away. I found you, something told me to stay. I gave in,to selfish ways. And how I miss someone to hold. When hope being to face.

Milene: A loney road, crossed another cold state line. Miles away from those I love purpose undefined. 

-Dear God the only thing I ask of you is to hold her when I'm not around. When I'm much too far away. We all need that person who can be true that you. I left her when I found het. And now I wish I'd stayed. 'Cause I'm lonely and I'm tired. I'm missing you again oh no. Once again. - eu fiquei fitando seus olhos me perdendo naquele cinza intenso

Castiel: Você canta bem!- falou colocando o violão pro lado,sorri e coloquei minha cabeça pro lado 

Castiel parou de sorrir e ficou me olhando, ele se inclinou na minha direção, sua mão segurou meu rosto, nossas respirações se misturaram, e quando percebir,estávamos nos beijando mais intenso que se pode imaginar, nossas línguas se embolavam uma na outra, sem controle do que eu estava fazendo, coloquei as mãos nas mangas da jaqueta dele, Castiel me puxou pela cintura e colou nossos corpos, subi as mãos até seu pescoço,aprofundando mais o beijo. 

Paramos o beijo por falta de ar, ele estava tão ofegante quanto eu.


Notas Finais


A música que a Mih e o Castiel cantaram:
http://youtu.be/MY2brPuAPGI


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...