1. Spirit Fanfics >
  2. Garota fora da curva >
  3. Amor é inexplicável

História Garota fora da curva - Capítulo 3


Escrita por: Existaly

Notas do Autor


Salve, nada a falar, tá ai, como sempre desculpa se tiver muito chato ou sem sentido, eu to só começando.

De qualquer forma, espero que goste s2

Capítulo 3 - Amor é inexplicável


Izuku abre lentamente os olhos e vê Himiko ainda dormindo,  ele fica a encarando por um tempo e depois se levanta lentamente para tentar não acorda-la, ele faz suas higienes da manhã e desce pra sala, encontrando sua mãe, o que o deixa surpreso, já que ela sempre sai mais cedo do que o sol pode raiar.

 

- Nossa, que surpresa, você por aqui a essa hora? - Pergunta ele confuso enquanto ela faz café.

- Ah, eu peguei um dia de folga, to um pouco sobrecarregada, sabe? - Ela fala pegando uma xicara com café e oferecendo pra ele, que pega e coloca um pouco de açúcar a gosto dele.

- Hm, entendo... Mãe... Só por curiosidade, você já se sentiu como se... Com uma pessoa em específico você estivesse melhor, como estar em um universo diferente, só vocês estão ali, onde até o silêncio é confortável, você não quer que essa pessoa fique longe de você e tem medo do que ela pensa sobre você... Sabe? - Diz ele se embolando nas palavras enquanto extravasa tudo que estava sentindo.

- Você ta gostando de alguém Izuku? - Diz ela começando a rir um pouco do filho.

- Eu não sei... Faz tão pouco tempo que eu fico com essa pessoa que eu não sei o que eu sinto, mas... É algo que eu nunca senti antes, talvez eu esteja gostando dela, mas como eu posso falar isso pra ela? A gente se conhece a tão pouco tempo... Eu to com medo dela achar estranho e ir embora... - Ele estava tremendo um pouco só de pensar em Himiko querer ir embora, ele nunca teve uma companhia tão boa quando ela.

- Se você ama ela, você deve fazer algo antes que seja tarde demais filho, apenas fale o que sente, se ela não te ama, o sentido de vocês dois ficarem juntos logo não existe, quando é verdadeiro é recíproco. - Diz ela sincera com ele enquanto olha seu celular - Opa, desculpa filho, tenho uma emergência no trabalho, vou ter que cancelar o dia em casa, mas pensa no que eu te falei, em! - Disse ela colocando seu jaleco e sua bolsa, saindo pela porta.

- Falar o que eu sinto... Não é tão fácil ... - Diz ele preparando algumas coisas para Himiko comer quando se levantar, ele estava pensando em como falar com ela, mas não sabia como expressar o que sentia em palavras...

 

Alguns minutos depois

 

 

Himiko sai do quarto e não vê ninguém na sala, mas olha pra cozinha e vê um prato com alguns sanduiches, ela come e procura por Izuku, que não parece estar na casa.

 

- Ele falou que tinha algumas coisas pra resolver, tinha esquecido disso... - Ela diz enquanto liga a TV e fica esperando ele voltar, um pouco pensativa, até agora ela não entendia Izuku, ou ele era muito burro, ou ele era uma pessoa muito boa, eles mal se conheciam e ele deixou ela ficar na casa dele quanto tempo ela quiser... Ela estava criando mais admiração por Izuku, seu amor psicótico parecia estar se tornando uma paixão real apenas de conviver com ele...

 

Depois de algumas horas, Izuku volta com algumas sacolas em mãos e olha para Himiko um pouco corado, pela confissão que fez a sua mãe na manhã.

 

- Saiu tão cedo por quê? - Perguntou ela curiosa enquanto ele deixava as sacolas no sofá.

- Bem, eu lembrei que você não tinha nenhuma roupa pra sair, então comprei uma que achei que combinava com você, o resto nós vamos no shopping e você escolhe. - Ele explica enquanto tira um short jeans curto, uma blusa branca com um coelho preto e um moletom bege de uma das sacolas no sofá.

- Oh, que lindo, adorei! mas quando nós vamos sair? - Pergunta curiosa e animada para usar as roupas

- Provavelmente amanhã. - Diz enquanto pega as outras sacolas.

- O que tem nessas outras? - Pergunta curiosa

- É... N-Nada demais - Diz ele nervoso enquanto sobe até seu quarto, ela fica olhando pra roupa que ele deu e depois de um tempo sobe junto.

 

Quando ela chegou as sacolas já estavam vazias, então ele já tinha guardado tudo, ela ainda estava curiosa sobre o que tinha nas sacolas, mas sabia que ele não falaria, então ficou na esperança de que ele falasse em algum momento.

 

- Então, quer jogar alguma coisa? - Diz ele sorrindo para ela, que fecha a cara na mesma hora.

- De novo aquele negócio mal feito? - Ela diz cruzando os braços e olhando pro lado

- É... Não, vou procurar algo melhor para jogarmos juntos... Que tal Overcooked? Já joguei um pouco mas não avancei muito por conta de ser meio chato sozinho - Fala enquanto conecta o outro controle

- ...Ok, espero que não seja que nem o outro, em! - Diz ela se sentando ao lado dele - Pensando bem, na última vez a gente nem jogou junto

- Eu não estava com muita vontade, e o jogo só era de um jogador, eu acho. - Fala enquanto da o controle pra ela, esperando o jogo carregar.

- Olha, começou! - Diz ela animada feito uma criança enquanto balança o controle de um lado pro outro

 

Algumas horas depois

 

Eles estavam jogando a tanto tempo que nem sabiam que horas eram, estavam viciados no jogo, mas sabiam que já era tarde, passaram o dia todo jogando aquilo, depois que decidem parar um pouco, Izuku desliga o PS4 e eles ficam em silêncio encarando a TV, que não tinha nada além de uma imagem de "Sem Sinal"...

 

- H-Himiko... Eu... Q-Queria te falar uma coisa... - Diz ele nervoso pensando no que falar pra ela, enquanto ela encara ele curiosa - Eu... queria te falar que... Eu gosto muito da sua companhia e mesmo que você não aceite o que vou falar agora... Não vá embora... Por favor - Ela fica mais curiosa e acena confirmando, dando coragem para ele falar - É que você me trás um sentimento que eu nunca senti antes... Você fala e eu fico sem jeito, seu sorriso me tira do sério e só de te olhar eu me sinto calmo... Eu acho que... E-eu te... - Ele é cortado por Himiko que o abraça e afunda a cabeça em seu peito - Himiko? V-Você tá chateada ou algo do tipo? - Diz ele com medo da resposta dela 

- Não... Eu só to... Feliz demais pra expressar... Eu te amo também Izuku, e você sabe disso, eu te amo muito! - Diz ela sorrindo e beijando Izuku logo depois, sendo correspondida na mesma hora por ele.

- Himiko... Eu sei que é um amor muito repentino... Mas eu tenho certeza que é real! - Diz ele sorrindo pra ela que sorri mais do que antes, ele se levanta e abre uma gaveta, que tem dois colares que são metades de um coração que se completam, ele da um para ela e coloca o outro - Isso pra mim... É uma prova disso.

 

Eles trocaram carícias e dormiram juntos se abraçando, Izuku pensou no que sua mãe lhe disse... "Quando é verdadeiro é recíproco". No final ela estava certa, ele nunca acreditou em amar uma pessoa de fato, e nunca imaginou que se apaixonar era tão rápido... Então é isso que é... Amor pré-destinado?

 

Aquilo que se faz por amor, está sempre além do bem e do mal.
- Friedrich Nietzsche

 

 

 

CONTINUA


Notas Finais


Caso perceba algum erro fale nos comentários por favor, eu sempre leio o capítulo depois de postar mas vai saber né, ninguém é perfeito hehe.

Espero que tenha gostado s2

Ps: Novamente, se você ler de novo depois de um tempo e ver algo diferente é pq eu mudei algo que não se encaixou bem ou tinha algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...