História Garota má - One shot - Aria Montgomery - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Lucy Hale, Pretty Little Liars
Tags Aria, Arianna, Emria, Pll, Pretty Little Liars, Sparia, Yuri, Yuri Aria
Visualizações 25
Palavras 689
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Orange, Poesias, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ei! Um capítulo picante para animar seu dia...ou pelo menos abrir um sorriso. Bjs, boa leitura.

Capítulo 1 - Aria e Hanna: Arianna part.1


Fanfic / Fanfiction Garota má - One shot - Aria Montgomery - Capítulo 1 - Aria e Hanna: Arianna part.1

A meia noite eu estava quase dormindo no colo de minha amiga.
Estávamos no quarto, assistindo filme em preto e branco.
Hanna não parou de me fazer cafuné,
sentir suas mãos em minha cabeça me traz conforto, confesso que estáva com saudades do cafuné dela, dou um sorrisinho de lado por pensar no sorriso dela.

Hanna suspira - Ta com fome?

- Não...você tá?

- To afim de comer pipoca...ou pizza.

- Quer que á espere?

- Não precisa bem.

- Quer trocar de filme?

- Não, já te disse que o filme é só legal quando estou perto de você Anã!

Me levantei de seu colo - Ok, Hanna; não demora! - Peguei meu celular

[Emily] 22:00 - Você vai na festa da Alisson?

[Aria] 22:02 - Não.

Desligo o celular e me cubro com a coberta. "Que tédio, ver filme antigo sem compania não é tão legal." - Penso.
 Logo a Hanna chega com um vasilhão de pipoca, seu sorriso se destaca em seu rostinho bonito.

Eu falo animada - Eba!

Hanna pergunta animada e sorridente - Luz apagada ou acessa?

- Apagada! - Quando ela acendiu com a cabeça, o quarto ficou só com a luz da TV, em seguida Hanna se sentou na cama e ficou do meu lado.
Comemos igual umas loucas quando vêm um menino bonito pelo pátio da escola.

(...)

Quando terminamos de comer juntamente com um suco de laranja, me deitei do lado da Hanna. Iamos dormir, mas Hanna não estáva com sono, então ela se virou para o meu lado esquerdo, consequentemente  meu coração dispara; ela começou a puxar papo, chegando mais perto de mim, "Sinto seu sorriso." - Penso, olhando para o seu sorriso, a luz da TV ligada facilitou bastante na visualização de seus olhos meigos. 

- Como vai a vida amorosa? 

- Fraca e a sua?

- Sério? Você é mais pegadora que eu! - Hanna ri.

- É mesmo? Realmente - Sorrio - só não beijei a Emily porque não tive oportunidade.

- Quem diria que a Aria é bicuriosa!

- Você nunca teve essa curiosidade? - Mordo meus lábios inferiores.

- Você é a minha curiosidade. - Hanna abre um sorrisão. E eu penso "Nunca sei quando ela fala verdade ou não."

- Não se iluda Hanna, não sou tão fácil assim!  - Meu sorriso conveniente aparece novamente.

- Me lembro que é sensível dona Anã.

-Será mesmo? Isso vai ter que descobrir sozinha. - A olho safada. Então Hanna se aproxima mais ainda perto de mim, fazendo com que nossos corpos fiquem quase relando um no outro, sinto sua respiração aumentar. Chego um pouco mais perto, permitindo seus lábios salgados juntarem com os meus. Hanna pede entrada com sua língua dentro da minha boca, e é assim que permito.
Eu paro para provoca-la, começo a falar sobre um assunto aleatório. - Sabia que a Alisson convidou a gente para ir na casa dela?

- Não sabia...

Me apoio com um braço, fazendo com que eu ficasse em cima de seu corpo e rosto. - Sua mãe chega que horas? 

Ela me rouba um selinho rápido. - Não sei ao certo, tarde? 

Mordo de leve seus lábios inferiores - Então posso provoca-la.

- Quero sentir seus gemidos.

- Não vai poder, porque eu sou malvada.

Hanna me domina, fazendo com agora ela ficasse em cima de mim, ela prende meus pulços - Como? Se está presa? - Eu tento sair mas ela tem mais força. 

Hanna tira sua blusa de frio de lã branca e joga do lado da cama, então eu também tiro minha blusa preta, fazendo o mesmo.
Ela me beija;  chupa meu pescoço com vontade, fazendo um caminho de chupões até minha cintura. " Acho que não vou aguentar segurar meus gemidos, ela mal começou e meu coração está acelerado, e ainda por cima minha buceta pulça." - Penso - Ah! - Soltei um gemidinho meio segurado ao sentir suas mãos geladas passando em minhas pernas. Ela passa suas unhas em minha legue, subindo e descendo, Hanna me provoca, alisando minha virilha repetidamente. - Ah...- Tento me segurar.

Hanna tira aos poucos minha legue azul marinho. Me fazendo ficar louca.



Notas Finais


EAE gostaram? Parte 2 em breve!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...