História Garota Mimada - Yoonkook - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Sugakookie, Yoongi Bottom, Yoonkook
Visualizações 290
Palavras 2.262
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Cooky e Shooky


Depois de alguns horas indo em brinquedos bobos e até mesmo engraçados, Jungkook resolveu que quer ir na cabine do terror e eu estou até agora tentando lhe convencer de que não devemos ir ali.

- Eu tenho medo. - murmuro tentando lhe convencer uma última vez.

- Yoongi, é tudo falso, não tem porque ter medo. - ele segura meu pulso e me arrasta até a entrada da cabine.

- Jungkook...

- Dois ingressos, por favor! - o maior me ignora e o homem responsável pela cabine tira dois ingressos e depois que Jungkook paga os mesmos, ele libera nossa passagem.

- Está escurecendo​… - aviso vendo as nuvens no céu.

- Eu sei, isso deixa tudo mais interessante. - ele arqueia a sobrancelha em minha direção e eu bufo baixinho. - Eu fui em todos que você quis e depois vamos na roda gigante, ok?

- Tenho medo...

- Até de altura? - arqueia as sobrancelhas.

Balanço a cabeça concordando e começamos a andar pelo trilho enorme. Me posiciono atrás de Jungkook e deixo ele me guiar. Somos somente nós dois aqui e confesso que estou morrendo de medo dos gritos que estão espalhados pelas caixas de som.

Sinto algo passar pelo meu pé e dou um pulo assustada, ouvindo a risada de Jungkook logo depois.

- É uma cobra, relaxa. - murmura.

- RELAXAR? - grito sentindo meus olhos se encherem de lágrimas. - EU QUERO SAIR DAQUI!

- Yoongi… - Jungkook ri baixinho e sua mão segura a minha de forma forte, para me passar confiança. - Já estamos quase chegando.

Balanço a cabeça concordando e vou o restante do caminho com os olhos fechados, apenas seguindo os passos de Jungkook e ouvindo suas risadinhas me zoando.

Quando percebo que a luz já está em meu rosto, abro os olhos aliviado vendo que já estamos no fim do túnel. Jungkook é o primeiro a sair e quando estava quase tocando meu pé no chão fora da cabine, sinto alguma coisa cutucar meu ombro, viro meu rosto para o lado e encaro o perfil de um monstro horrendo.

- AAAAA SOCORRO! - grito pulando para fora e me agarrando a Jungkook de forma desesperada.

A porta da cabine do terror se fecha e sou obrigado a ouvir Jungkook e o homem que controla o túnel rirem do meu desespero. Me afasto dos dois e antes empurro o ombro de Jungkook para deixar bem claro que não gostei desse brinquedo.

- Eu te odeio! - grito limpando as lágrimas que caíram. Meu coração está tão apavorado. - Eu realmente fiquei com medo e isso não foi legal e-

- Ei baixinha, era só um brinquedo. - Jungkook me abraça e eu nego com a cabeça deitada em seu peito.

- Quero ir embora… - murmuro baixinho. - Quando era mais nova eu vim num desses com meus amigos e a experiência não foi legal, eu realmente tenho medo.

- Você ficou com os olhos fechados o tempo todo, foi tão rápido que você nem viu.

- Mesmo assim. - nego. - Vamos embora.

- Você não queria ir na roda gigante? - ele pergunta me afastando um pouco.

- Tenho medo de altura. - arregalo os olhos. - Tinha medo de escuro também, não quero superar outro medo então...

- Oh certo. - Jungkook ri e segura minha mão, me puxando. - Então deixa eu me redimir com você.

Não respondi nada, apenas andei ao seu lado até que ele parou em frente a uma barraca de pelúcias. Jungkook solta minha mão por alguns segundos e fala com o vendedor que após receber o dinheiro deu um rifle para Jungkook e o mesmo se vira na minha direção.

- Qual você quer? - o maior pergunta é aponta para a variedade de pelúcias. Arregalo meus olhos ao ver seu sorriso e desvio o mesmo para encarar os bichinhos.

Ele realmente vai me dar um presente? Isso soa tão romântico e faz meu coração bater tão forte. Jeon disse que queria se redimir, para conseguir isso não vai ser tão fácil e como não sou boba nem nada, vou escolher o mais difícil.

- O coelhinho rosa mal humorado. - aponto pro ursinho lá em cima e vejo que o botão para ele acertar e o urso cair é minúsculo, minúsculo demais.

- Aquele? - Jungkook faz careta e eu balanço a cabeça convencida, cruzando os braços e abrindo um sorrisinho.

- Esse urso está aí faz meses, ninguém nunca conseguiu pegar ele e olha que foram muitas tentativas. Um garoto gastou uma grana para tentar pegar para a namorada e no fim ficou sem dinheiro e com uma garota emburrada do lado. - o vendedor ri e eu me sinto uma naja porque sei que Jungkook não vai acertar.

- Então eu quero esse mesmo! - dou duas batidinhas nas costas do maior. - Quero só ver se consegue, meu bem.

- Sua namorada é vingativa. - o homem ri e sinto minhas​ bochechas​ ficarem vermelhas quando Jeon balança a cabeça. - Seja o que você fez, ela sabe se vingar.

Jungkook me encara por alguns segundos e depois encara o vendedor, com um sorriso um tanto quanto convencido em sua bela face. Estreito meus olhos ao ouvir sua risadinha e cruzo meus braços, analisando todos seus movimentos.

- Mulheres… - é a única coisa que ele diz antes de atirar e como esperado, ele errou.

- Você não tem uma mira boa… - brinco recebendo um resmungo como resposta.

- Aquecimento. - Jungkook murmura e levanta a arma, parando com ela no ar por uns segundos e depois atira, fazendo o urso rosa cair no chão e o botão se espatifar pela força.

Ele conseguiu. Por mim.

- Wow, até que enfim. - o vendedor ri e pega o urso, entregando para Jungkook. - Na segunda tentativa, você tem mais uma, quer tentar outra coisa?

- Pode ser. - Jungkook da de ombros e nem me espera escolher outro urso, simplesmente atira no botão de um bichinho feio que mais parece uma bolacha marrom, fazendo o mesmo cair.

Ajeito meus cabelos e começo a andar para longe, sendo seguida por um Jungkook com dois ursos na mão. Sinto um toque em meu ombro e me viro, quase dando de cara com as pelúcias grandes.

- São seus. - sorri pra mim, fazendo meu coração dar um pulo no peito. - Esse sou eu e esse é você.

- Eu tenho cara de bolacha? - pergunta emburrada, encarando o ursinho feio.

- Ele é fofinho. - Jungkook ri.

- Hum, Cooky e Shooky... - levanto meu queixo para encarar eles. - São almas gêmeas!

- Se você diz… - Jeon enfia as mãos no bolso e balança a cabeça, me olhando com um belo sorriso no rosto.

- Vamos embora agora? - pergunto abraçando os ursinhos.

- Vamos, você está com fome?

- Sim, mas posso comer no hotel. - dou de ombros.

- Esse horário o pessoal deve estar indo pro bar, você quer ir? - Jungkook pergunta e eu nego com a cabeça, fazendo careta.

- Não, quero​ comer e dormir. - aviso e ele balança a cabeça em concordância.

Os próximos minutos foram os mais chatos do dia. Pegamos um táxi e não nos direcionamos mais nenhuma palavra, cada um pareceu estar com a cabeça longe e aquele brilho nos olhos de Jungkook já não existiam mais, o que me deixou um pouco inquieta.

Fiz algo de errado?

Depois da corrida, que o maior fez questão de pagar, andamos em passos lentos até a porta de meu quarto e quando chegamos na mesma, me virei ajeitando a bolsa em meu ombro só para não ter que lhe encarar.

Por que essa parte parece ser tão embaraçosa.

- Bom, seus ursos. - Jungkook estende os bichinhos que eu fiz questão de fazer ele carregar.

- Obrigada. - sussurro sem lhe encarar, deixando nossos dedos se encostarem sem querer quando tirei as pelúcias de sua mão.

- Você não irá comer? - sua voz soa diferente e lhe encaro, balançando a cabeça em concordância.

- Eu tenho serviço de quarto. - dou de ombros e ele revira os olhos.

- É claro que tem.

- Você está​ indo dormir? - pergunto pensando se ele vai ir ou não no bar com o pessoal.

Por que a ideia de ver ele se divertir com outras pessoas me deixa inquieta e insegura? Jungkook é bonito, rico e carismático, todos lhe querem.

- Não sei ainda. - arregalo os olhos quando sinto seus lábios se grudarem em minha testa. - Boa noite, gatinha.

Fico parada no lugar tentando reagir ao que acabou de acontecer e quando dou por mim já estou abaixada no chão, com as mãos em minha bochechas tentando fazer o calor em meu rosto ir embora.

O Jungkook me beijou e ainda por cima de elogiou? Ok, isso foi muita interação para um único dia.

[>>>>>]

Afasto minha bandeja e aperto o sininho para as empregadas virem buscar meus restos alimentícios. Me ajeito na cama e arrumo a bandana em meus cabelos sedosos, borrifando um pouquinho de perfume em meu pulso e espalhando ele.

Enquanto a comida não vem, eu fiz minha limpeza de pele e sinto que ela está novinha em folha para minha próxima maquiagem.

- Será que Jungkook está no quarto? - pergunto pra mim mesma, estalando a língua no céu da boca.

Pego meu celular e rapidamente lhe mando uma mensagem.

Noivo: (23:46)

Você está onde?

Não recebi nenhuma resposta e me segurei bastante para não lhe ligar. Esperei as empregadas saírem do quarto, tomei um chá e tentei assistir algum programa na televisão, porém minha mente estava dando voltas e indo direto para o maior.

- Não vou ficar esperando por notícias. - bufo e pego meu celular, indo direto no contato de minha melhor amiga.

Mensagem enviada para Jisoo: (00:58)

Quem está no bar?

Fiquei irritada demais quando percebi que Jisoo também não me responde. Onde já se viu ignorarem Min Yoongi?

- Vou dormir porque o estresse cansa minha beleza. - resmungo irritada e coloco minha máscara especial, bufando estarrecida logo em seguida.

[>>>>]

Meu despertador me acorda super cedo e gemi baixinho quando sinto minha cabeça doer pela falta de sono.

Poxa, são cinco horas da manhã. Preciso de pelo menos doze horas para dizer que dormi direito.

Me levanto relutante e vou em direção ao banheiro, fazendo minha higiene matinal e meia hora depois voltando para o quarto. Vejo Jisoo dormindo de forma nada delicada na cama e com a roupa que saiu, faço uma careta e vou até a garota, cutucando sua barriga com meu pé, vai saber onde ela foi, não é?

- Jisoo, temos vinte minutos. - murmuro alto e rapidamente ela se senta, assustada. - Você está fedendo a bebida e suor.

- Só vinte? - dispara arregalando os olhos. - Oh céus! Ainda bem que já arrumei minhas malas.

A garota levanta rapidamente e corre pro banheiro com uma pequena malinha, fazendo-me revirar​ os olhos.

- Vou começar a me arrumar! - murmuro encarando minhas opções nas malas.

[>>>>]

- Estão todos aqui? - o inspetor grita e rapidamente todo mundo começa a se olhar e eu me escondo atrás do pilar, para ver se alguém vai notar minha falta.

- Sim, professor! - Jisoo é a primeira a falar e arregalo meus olhos por causa disso.

Isso é sério? Eles não notaram a falta da pessoa mais importante do colégio? Piada! Eles só podem estar brincando com a minha cara, claramente é uma pegadinha.

- Acho que sim. - Jungkook diz e depois ouço sua risadinha com os alunos, fazendo-me morder os lábios em decepção.

Ele sequer notou minha falta, então nosso dia anterior não significou nada para ele, não é?

Observo os alunos entrarem no ônibus rapidamente, conversando de forma animada e se empurrando, parecendo realmente amigos. Essa viagem escolar foi capaz de fazer muitas amizades em nossa turma, pessoas que sequer se falavam antes, agora estão até de braços dados.

Por que ninguém tentou se aproximar de mim?

Me sento em minha mala e pego meu celular, pronta para mandar uma mensagem ao meu pai e pedir para ele vir pessoalmente me buscar, não quero ter que ir com essas pessoas que sequer notaram minha falta.

- O que está fazendo ai? - me assusto ao ouvir a voz de Jungkook e rapidamente me levanto, o encarando de forma séria.

- Pensei que não tinha notado minha ausência. - disparo cruzando os braços.

- Eu sabia que você estava olhado, por isso resolvi brincar. - Jungkook revira os olhos e segura duas das minhas malas. - A menor você leva.

- Eu não irei com vocês! - bato com o pé no chão e viro meu pé, quase me machucando com o gesto. Faço careta mas logo balanço a cabeça.

- E por que não​? - Jungkook dispara, parando no lugar e se virando para me encarar.

- Ninguém notou minha ausência.

- Você também não notaria a ausência deles. - sua voz soa provocativa e o mesmo dá dois passos em minha direção. - Eles não fazem diferença na sua vida e o mesmo se encaixa a eles. Ninguém se importa se você está ou não está presente, o mundo não gira ao seu redor e pensei que você soubesse disso.

Abro a boca várias vezes para lhe responder e não consigo dizer absolutamente nada, mordendo os lábios com certa força logo depois, para não lhe xingar.

- Vamos, o ônibus está saindo! - Jungkook me chama e começa a andar em direção ao veículo. - Se você quiser ficar aí sozinha, boa sorte, mas eu estou indo e suas malas também.

Puxo minha mala e dou uma corridinha para lhe alcançar, vendo ele se afastar um pouco deixando-me entrar primeiro para depois subir atrás de mim. Os olhares dos alunos se voltam pra mim por alguns segundos mas depois eles voltam a fazer o que estavam fazendo, levando-me a concluir que o que o maior disse é realmente verdade.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...