História Garota Slytherin - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Abraxas Malfoy, Alvo Dumbledore, Astoria Greengrass, Augustus Rookwood, Avery (Riddle-era), Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Cornélio Fudge, Daphne Greengrass, Dolores Umbridge, Dorea Black, Draco Malfoy, Fabian Prewett, Fenrir Greyback, Fílio Flitwick, Fred Weasley, Gideon Prewett, Gina Weasley, Gregory Goyle, Harry Potter, Hermione Granger, Hestia Carrow, Horácio Slughorn, Jorge Weasley, Lord Voldemort, Lucretia Prewett (Lucretia Black), Luna Lovegood, Lysander Scamander, Mila Bulstrode, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Órion Black, Pansy Parkinson, Personagens Originais, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rabastan Lestrange, Remo Lupin, Rodolfo Lestrange, Rolf Scamander, Ronald Weasley, Rosier, Salazar Slytherin, Severo Snape, Theodore Nott, Tom Riddle Jr., Vincent Crabbe, Walburga Black, Yaxley
Tags Aventura, Batalha De Hogwarts, Harry Potter, Magia, Malfoy, Slytherin, Sonserina
Visualizações 45
Palavras 2.733
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom primeiramente, eu queria pedir desculpas por não publicar mais capítulos.
Eu estava com alguns problemas pessoais, e minhas aulas retornaram e já estão me deixando louca.
Segundo, quem leu antes de eu colocar diversos capítulos em revisão, eu exclui alguns que ficaram muito ruins e vou reescreve-los, como exemplo "O Noivos" eu resolvi apagar, pois eu escrevi antes de reler Enigma do príncipe. E também ficou bem monótono e resolvi escrever outro, no caso esse.
Terceiro, os dias de publicação vão mudar para Sexta e Sábados.
Desculpem pelo ocorrido.

Capítulo 29 - O que eu to fazendo com a minha vida?


Em meados de outubro o primeiro passeio para hogsmeade foi marcado.

Os dias estavam bem monótonos. E eu necessitava sair do castelo ou cairia doente a qualquer instante.

O armário estava acabando comigo, sem falar no Draco, que já tinha olheiras fundas e roxas na sua pele pálida.

Meu desempenho acadêmico caiu um pouco pelas noites em claro.

O choro era constante e todos os medos vinham a tona. E se falhássemos?

Roses percebendo o que acontecia, propôs um dia só de garotas, no passeio para Hogsmeade.

Mas o dia do passeio, o tempo estava horrível. Saímos só para comprar alguns doces e beber uma cerveja emanteigada.

Mas eu tinha outros planos para esse passeio. O colar amaldiçoado me seria entregue nos Três Vassouras, e eu o entregaria para a primeira pessoa que fosse de Hogwarts, claro que ninguém saberia que eu estava com o colar, estaria controlando a pessoa com a maldição Imperio. E o ser entregaria a Dumbledore.

Fomos a Dedos de Mel comprar alguns doces, e logo depois ao Três Vassouras.

- Meninas se me dão licença, preciso usar o banheiro.- digo a Roses e Annie ao nos sentarmos.

As garotas assentiram e eu procurei a cara que entregaria o colar, o avisto em uma mesa afastada.

- A encomenda.- digo ao homem.

- A senhorita conhece o Sr Malfoy.- ele questiona.

- Claro seu burro, como saberia se não fosse eu.- digo com severidade.

Ele me passa o embrulho, e eu sigo para o banheira feminino. Me escondi atrás da porta e esperei alguns minutos. Logo uma setimanista da Grifinoria entra no banheiro.

Era a hora de agir!

- Imperio.- sussurro.

Sinto a controle sob ela, e comando:

- Entregue esse embrulho a Dumbledore, é muito importante.

Logo a garota sai do banheiro e eu também.

- Demorou.- Roses observa.

- Naqueles dias, sabe.- digo.

- Bebe logo sua cerveja ou ela vai esfriar.- Annie diz.

- Ok.- olho a volta a procura da garota que estava sob o efeito do Imperio.

Vejo saindo. Bebo minha cerveja rápido, e chamo as garotas.

- Vamos?- pergunta e as duas assentem.

Seguimos para Hogwarts, quanto ouve-se uma gritaria.

- O que está acontecendo?- Roses pergunta.

Corremos mais a frente e a mesma garota estava caída no chão.

- O que aconteceu?- pergunto desesperada.

Fui ignorada, pela chegada de Hagrid, que levou a garota ao castelo.

Segurei as lagrimas até entrarmos no salão comunal.

Eu quase matei uma pessoa! E a culpa era da Malfoy! Ele deveria fazer isso!

Me joguei em minha cama e chorei.

Se ela morrer eu nunca vou me perdoar.

Eu precisava e iria tirar satisfações com Malfoy. Me levantei e sequei as lagrimas, caminhei até o salão comunal, encontrei o loiro escondido atrás de um pesado livro de transfiguração.

- Precisamos conversar.- digo autoritária.

- Hum, pode esperar eu terminar, não quero outra detenção com Mcgonagall.- ele diz sem tirar os olhos do livro.

- Agora!- digo.

Puxo pelo braço o arrastando para fora do salão comunal.

- Dá para me soltar tá causando o maior vexame.- ele diz, lançando olhares para os lufanos curiosos que passavam.

O solto e encaro.

- Draco Lucius Malfoy, você quase matou uma pessoa com esse seu plano maluco.- entrego os pontos

- Slytherin aqui não é melhor lugar.- ele diz.

- Ah é você quase mata uma pessoa e é isso que diz?- pergunta irônica.

- Cala a boca Slytherin!- ele diz num tom urgente.

- Você não manda em mim, Malfoy! O que vai fazer? Me jogar um crucio?- debocho.

- Tenho uma ideia melhor, para fazer você ficar em silencio.- ele diz malicioso.

Me agarrou pela cintura e colou nossos lábios. Registo até ele me soltar.

- Seu pervertido!- exclamo dando um tapa em seu rosto.

- Viu mudou de assunto, agora vem.- ele diz.- E obrigado por essa marca linda no meu rosto...

Ele puxa até a sala precisa

- Pronto, pode explodir.- ele diz.

- Acho que você não está me entendendo! Você quase matou uma pessoa, quase MATOU!- exclamo.

Ele dá de ombros:

- Nós temos perspectivas diferentes do que é matar.- ele diz calmamente como se fosse a coisa mais natural do mundo.

A vontade de bater nesse loiro fervilhando.

- È assim que reage, quase matou uma pessoa com seu plano idiota!- exclamo irritada.

- È comum matar entre os comensais, como sabe também somos.- ele diz paciente.

- Theo estava certo, você não tem coração Draco Malfoy!- exclamo cheia de veneno.

- Theodore Nott?- ele ri irônico.- Coitada de você Slytherin, para confiar nas palavras do Nott.- ele diz um pouco irritado.

- Minha paciência se esgotou com você! Primeiro me manda pastar, segundo me beija pelos corredores, e agora...- sou interrompida

- Continue Laryssa Slytherin, eu sou um bom ouvinte.- ele debocha.- Você está muito estressada, relaxa Slytherin, eu sou uma tentação, todo mundo sabe.

- O próprio capeta!- exclamo com a raiva fervente.

- Obrigada pelo elogio... - ele debocha

- Chega Malfoy, como eu disse a 2 anos, vá pro inferno!- exclamo saindo da sala precisa.

Segui com para o salão comunal, completamente irritada.

Draco Malfoy era totalmente insensível. O que me dá ódio.

E eu ainda me preocupo com ele. Eu sou louca? Se não for, estou ficando!

Se ele continuar com aquele pose de quem está amando ser comensal, eu mesma vou oblivia-lo.

Me joguei em uma poltrona na frente do “estudioso' Nott, fechando a cara.

Nott abriu a boca para debochar, mas eu fui mais rápida:

- Cuida da sua vida Nott, não estou com paciência para cuidar de outra criança.- digo.

Ele deu de ombros e voltou a ler.

- Laryssa Slytherin!- ouço a voz de Roses gritar.

Olha que ótimo!

- Achei você mulher! Temos uma festa para organizar!- exclama

Assim a festa! Uhu! Pelo menos uma coisa para me distrair desses 2 pervertidos Malfoy e Nott.

- Claro a festa!- exclamo de repente.

Saiu correndo junto com Roses, para fora do salão comunal.

- Quem você já convidou?- pergunto distraindo-me de meus pensamentos.

- Asty, Ariza, Hanah, Jade, Annie, Chloe e a Daphne.- ela responde eufórica.- Só falta a Angelina Yaxley.

- Ok, vamos fazer essa festa acontecer, eu preciso mesmo de uma noite só para garotas.- digo

- Precisa mesmo querida, anda estressada demais.- Roses comenta.- Ah proposito, precisa relaxar e dormir melhor, olhe só para essas olheiras.

Festa do pijama, sala precisa 23h

- Bom vamos começar essa festa!- Asty exclama.

A sala precisa antes entulhada de móveis e etc. Agora arrumada com muitas camas e uma mesa com alguns jogos.

- Que tal começarmos com a maquiagem.- Chloe sugere.

- Pera minha gente, eu estava guardando uma aposta só para nós, não se assustem com o que vou dizer.- Roses diz com uma sorriso psicopata.- Bom eu estava pensando em dar uma ajuda a vocês, sabe ajudar vocês com seus crushs.

- Pera! O que está tramando Roses Beatriz Badshort!?- pergunto.

- Ok pessoal vou ir direto ao ponto, mas primeiro jurem! Não vão poder quebrar a aposta!

- Pera Roses como a gente vai jurar, se nem sabemos pelo o que jurar.- Asty diz indignada.

- Ok esquece! Vamos nos arrumar.- Roses dá-se por vencida.

Depois de todas ficarmos maravilhosas, Hanah propôs desafios.

- Bom meninas, desafios fazem parte da festa do pijama, então eu e a Roses, como organizadoras, pensamos em fazer desafios a vocês.- ela da um sorriso presunçoso.

- Ha! Por essas não esperavam!- Roses diz com um sínico.

- Beleza então gosto de um desafio.- Daphne comenta.

- Ta.- Ariza, Annie, Angelina, Jade e Chloe topam.

- Pode mandar.- Asty diz confiante.

- Tanto faz.- digo indiferente.

- Ta, vamos lá, hm Angel te desafio a ficar um dia ser implicar com seus irmãos e o Rosier.- Hanah desafia Angelina.

- Asty, te desafio a ficar um dia sem fazer os deveres.- Roses desafia Astória.

Asty encara Roses encredula.

- Annie te desafio a ficar sem falar no Fred por um dia.- Hanah desafia.

- Isso é fácil.- Annie comenta.

- Bom Larysinha..- Roses olha para Hanah com malicia.- Te desafiamos a ficar um dia com o...

- Ah perai! Isso não vale!- exclamo indignada.

- Preferimos deixar você por últimos então.- Hanah diz.

- Ari! Sua vez! Desafio você a roupar um beijo do Rosier, do nada, sem maldições imperdoáveis.- Roses desafia.

- Nunca me subestimem! Mais podem saber que isso vai ser fácil.- Ari sorri presunçosa.

- Chloe não se esconda! Sua vez chegou, hm o que dar para essa menina..Já sei, conhece Salazar o fechadão do 7 ano da Sonserina, desafiamos a falar com ele sem tremer e se passar ficar com ele.- Roses desafia maligna.- E Daphne você vai ignorar o Zabine por um dia. Jade vai ficar sem falar fofocar comigo por um dia. E finalmente Larynha novamente. Desafiamos você a flertar com o...

- Fala logo coisa!- digo quebrando o suspense.

- Ok, antes eu queria dizer minhas últimas palavras antes de morrer. Bom Angel fale pro Rodrigo que amo ele, pronto. Você Laryssa Slytherin vai ter que flertar com Draco Malfoy.

- É o que!?- exclamo surpresa.

Merlin, o que eu te fiz para merecer isso?

- Acho que alguém não vai ficar feliz.- Annie diz encarando Roses.

- È tipo o Nott.- Asty diz.- Porque pensa só, Laryssa tá namorando ele agora, e de repente isso acontece, tá louca da cabeça Roses? Quer ferrar com a vida da garota?

- Poxa qual é meninas, a Lary só está com o Theodore porque o pai dela, vai casar os dois!- Roses solta a Bomba.

- Isso é verdade Lary?- Chloe e Asty perguntam inconformadas.

- É infelizmente.- respondo quebrando o clima tenso.

- Anda logo Lary aproveita, Theodore está aproveitando a vida de solteiro dele, aproveite enquanto o Malfoy está te dando bola.- Roses diz.

- Como se ela já não estivesse, todas as noites aqui na sala precisa com o meu primo.- Ariza comenta.

As meninas me olham chocadas.

- Pera gente, não é o que estão pensando.- digo com raiva da Ariza.

O pior é que ela sabe e fica dizendo isso! Ela é uma comensal viu tudo bem de perto. Cobra venenosa e peçonhenta!

Sorrisos maliciosos.

- Merlin, dessa eu não sabia! Então ao invés de estar fazendo sua ronda, está fazendo outras coisas.- Roses comenta maliciosa.

- Já disse que não é assim!- digo com raiva do assunto.

- Ok Larynha só estamos curtindo com a sua cara.- Roses encerra o assunto.- Mas o desafio ainda está de pé, para todas nós.

- Hahahah é ai que se enganam, é justo desafiá-las também.- Jade diz.

- É justo.- as meninas fazem coro.

- Beleza, peguem leve em.- Hanah conclui.

Eu e as meninas pensamos em algum desafio a altura.

- Ok nos decidimos.- digo por fim.- Hanah desafiamos você se declarar pro Neville. E Roses...Ignorar o Yaxley por 2 dias sem motivo nenhum.- dou um sorriso vitoriosa.

- E quem não cumprir os desafios vai ter que pagar tudo no role das férias de natal, e aviso não vamos pegar leve não.- Asty anuncia.

E a festa seguiu noite a dentro, com conversas, manicure, moda, e jogos de garotas.

Passei bastante tempo refletindo sobre esse desafio bobo. Teria que ficar um dia inteiro namorando o Malfoy sem que ele perceba, se não vai dar tudo errado.

E do jeito que ele e insensível vou acabar me ferrando.

E ainda mais com o Nott ciumento ( o que nem podia, se ele aproveita a vidinha de solteiro dele).

Ai Merlin estou ferrada!

De manhã sou acordada pelos gritinhos eufóricos de Hanah Abbot.

- È hoje meninas! Vocês foram desafiadas, é melhor cumprirem!- ela grita pulando em sua cama.

As meninas se arrumam e voltam pro seus salões comunais, e eu também fui, precisava acordar direito com um belo banho.

Tomei um banho bem demorado ( pois o dia seria longo, ainda mais agora que teria que ficar com o Malfoy). Me arrumei e desci para tomar café.

Eu tinha sido acordada 07:00 da manhã em pleno domingo. No salão principal haviam algumas pessoas tomando café, mais poucas.

Tomei meu café, e fui até enfermaria a procura de noticias de Kátia Bell, mas não me deram nenhuma.

Voltei ao salão comunal da Sonserina, sem nada para fazer. Resolvi irritar o Nott já que ainda não encontrará o loiro.

Nott estava distraído conversando com Zabine. Me aproximei abraçando Theodore por trás.

- Bom dia Theozinho, dormiu bem?- pergunto.- Oi Blás.

Theodore se livrou do meu abraço, me encarando.

- Ai Theozinho está tão rabugento hoje.- Comento.- Até parece que não me ama.- digo fazendo biquinho.

- Ah gente se fala depois Theo.- Zabine diz, saindo andando deixando Theodore com cara de tacho.

- Isso foi necessário?- Theodore pergunta rabugento.

- Claro amor.- digo irritando-o.- Você não me vê desde ontem a noite. Dormiu com quem hoje?

- Af Laryssa.- ele diz, andando em direção ao dormitório dos garotos.

- Tudo bem Theozinho, se você não vai me dar amor, o loirinho vai.- provoco.

Ele se vira brutalmente para mim.

- Faça o que quiser, eu não me importo.- ele diz.

- Então não vai se importar se eu ficar com o Malfoy hoje, tipo uns 10 andares acima, sozinhos?- provoco novamente.

- Dane-se!- ele diz irritado.

- Ai você é um amor!- digo.

Levando e dou um beijo em sua bochecha. Ele sai resmungando e eu riu da reação dele.

- Então uma certa morena, quer ficar comigo 10 andares acima, em?- a voz arrastada de Draco Malfoy soa atrás de uma poltrona.

- Ah quem sabe Draco Lindo Malfoy.- digo.

- Está ousada hoje, em.- ele diz.

- Eu te desculpo por ontem, só porque estou carente, e Theodore é muito bruto comigo.- digo, sentando no braço da poltrona.

- Então ele não vai se importar se eu fizer isso.- ele me agarra pela cintura me fazendo sentar em seu colo.

- Esse é uma parte de você que eu não conhecia.- digo.

- Então deixe me apresentar, Draco Safado Malfoy.- ele diz beijando meu pescoço.

- Assim você me faz perder a sanidade.- digo.

- Essa é a intenção.- ele diz malicioso.

- Pouco rápido demais não acha?- pergunto, o que soou um pouco mais sério que pretendia.

Merlin, essa doninha me deixa louca!

- Ah Larynha não venha com esse negocio.- ele diz me encarando.

E putz eu me perdi nesses olhos tempestuosos.

- Quem sabe outra hora, está um pouco cedo não acha?- pergunto, ou afirmo ( sei mais de nada).

- Vou considerar isso um fora.- ele diz.

- Isso não é um fora doninha, só estou dizendo que em outro dia, e outra hora.- digo.

Sim, eu sou a rainha em quebrar climões. Mais quando for para acontecer, vai ser naturalmente.( se é que me entende).

- Se quer mesmo saber, eu não estou preparada, para coisas mais sérias.- sussurro em seu ouvido.

- Eu espero até que esteja.- ele diz com um sorriso cafajeste.- Por enquanto vou te curtir do jeito que posso.

- Ok, agora cala a boca e me beija.- digo.

E assim ficamos até a hora do almoço.

Bom Theodore teve que vir estragar o climão depois de um tempo. Porque ele não aguenta. “Ciumento para de ser tão ciumento, desse jeito a Lary não te aguenta. Se liga ou vai me perder.” ( *risadas).

Mais missão comprida!

Flertei e quase fui parar em outro lugar com Draco Malfoy. Eu me arrependo? Claro que não! Deus é Draco Malfoy! Não é qualquer uma flerta com Draco Malfoy.

Encontrei Roses no salão principal e joguei na cara dela.

- Missão comprida, amore.- digo.

- Eu vi, na verdade quem não viu!- ela diz maliciosa.- Ah essa hora Hogwarts inteira sabe, que rolou um repeteco.

- Se quem saber, quase foi mais que um flerte.- digo.

- Eita Laryssa! Se quase foi parar na cama do loiro.- ela diz arregalando os olhos.

- Não sei de nada.- digo.

- Safadinha você.- ela diz.- Nunca pensei que Laryssa Slytherin pensaria nisso, antes de um casamento.

- O mundo muda e eu não posso ficar indiferente.- digo.

- Claro lary.- ela diz.- Agora só falta o resto das meninas cumprirem o desafio.

- Sim, o que nos resta é esperar.- digo.


Notas Finais


Nesse capítulo eu resolvi escrever mais safadinho, porque a fic ta sem sal, e bom aonde tem Malfoy, tem incêndio, e bom fiz umas mudanças no Theodore pois o personagem estava muito monótono.
Espero que tenham gostado dessas mudanças.
Mais capítulos sexta.
Falou amores!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...