História Garota suicida (J-Hope) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Personagens Originais
Tags Bts
Visualizações 116
Palavras 837
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Garota suicida (J-Hope) - Capítulo 1 - Capítulo 1

Bom,meu nome é Jeon Mia,tenho 16 anos e estou no segundo ano do Ensino Médio, vim contar minha história a vocês hoje... Tudo começou quando eu tinha 7 anos

Eu tinha meus pais,um dia eles estavão fazendo uma festa e falaram para eu não descer pois eles tinha nojo e desgosto de me ter que ser vista com eles. Eu fui teimosa e acabei descendo,porém me arrependi,eles estavão conversando com uma mulher bem bonita.

Mulher-Vocês tem filhos?

(S/P)-Não,nós odiamos crianças.

Mulher-E quem é aquela menininha ali?

Eles se viraram e me viram.

(S/M)-Ah,é apenas a filha da empregada.

Quando eles falaram isso eu me dei conta que eles não me amavam de verdade, tudo era mentira. Eu subi correndo e me tranquei no banheiro,fiquei lá chorando. Eu abri um armarinho que tinha em baixo da pia e vi que tinha uma lâmina lá, eu tinha apenas 7 anos porém já sabia de tantas coisas que nenhuma criança poderia saber,peguei a lâmina e comecei a fazer cortes em meus pulsos,isso tudo era porque eu tinha motivos,mesmo nós tendo empregada eles me faziam limpar toda a casa, eu não podia chama-los de mãe e pai,eles me batiam,meu pai sempre me acediava, isso era horrível, eu não ia a escola,eu era presa naquela casa,sofrendo em silêncio. 

Parei de fazer cortes quando vi que meus braços e pernas já estavam cheios de sangue,até que começaram a bater na porta.

Empregada-Menina Mia!!! Abra a porta por favor.

-Não!!!!! Vai embora!

Empregada-Vão chama-lo!

Passou alguns minutos e ouvi novamente alguém pedindo para eu abrir a porta,era a voz de um homem.

Sr.Parker-Querida por favor abra a porta.

Me levantei e abri,era um homem alto,muito bonito,eu percebi que ele também tinha cabelos ruivos igual a mim.

Sr.Parker-Venha,eu vou cuidar desses seus machucados.

Ele me pegou no colo,colocou os curativos nos meus braços e me deitou em minha cama.

-Qual seu nome?

Sr.Parker-Dang-Kae Parker,mas pode me chamar de Senhor Parker,sou amigo de seus pais.

-Ata,porque você me ajudou?

Sr.Parker-Eu não podia deixar você ali,toda machucada. Bom mas vamos dormir você precisa descansar.

Ele me contou uma história e ficou comigo até eu adormecer, ele era o único que se importava comigo de verdade.

Quando eu acordei meus "pais" já estavam me olhando,eu apenas levantei e eles começaram a me chutar,me bater,e puxar meus cabelos.

****❤️❤️****

Quando eu tinha 10 anos minha mãe me chamou para eu ir lá fora pois eles tinham um presente para mim(detalhe,era de noite) eu saí e meu pai me entregou uma faca,eu fiquei sem entender, mas me deu uma vontade de enfiar ela no meu peito e acabar com toda essa dor.

-Para quê essa faca senhor?

(S/P)-Mate seus coelhos!

Eu tinha 10 coelhos,eles eram a única coisa que meus pais deixaram eu ter por vontade própria.

-Mas...

(S/M)-Sem más Jeon Mia!! Mate os coelhos.

E assim eu fiz,entrei no cercado e matei um por um.

-Pronto...

(S/M)-Não,falta um

-Mas senhora nós temos apenas 10 coelhos.

(S/P)-Hoje de manhã nasceu outro coelho mate-o.

Eu olhei para o canto do cercado e tinha um mini coelhinho, com seu pelo branquinho, eu me aproximei e ele me olhava com medo,sem mais delongas eu matei-o,logo seu pelo que era branco estava vermelho de sangue.

(S/M)-Agora aproxime-se Mia!

Me aproximei e meu pai me pegou e me mergulhou na piscina,eles me deixaram lá por cerca de 5 minutos,eu já estava ficando completamente sem ar,logo eles me tiraram de lá.

(S/P)-Agora você vai ficar aqui! Vai dormir aqui no chão e só vai sair quando eu deixar!

-Sim senhor.

Eles me jogaram no chão e eu tentava recuperar o ar,mas estava difícil minha respiração estava pesada, eu me encolhia cada vez mais por conta do frio.

Passado uns 2 dias eles me tiraram de lá,minha vida continuou assim até meus 14 anos. Era de noite e minha mãe tentou me afogar porém a irmã de minha mãe, minha tia chegou bem na hora,minha mãe iria me matar,porém não deu tempo,elas brigaram feio e minha tia chamou a polícia. Lá eles levaram meus pais e eu passei a morar com minha tia e meu primo, o nome da minha tia era Camilla e do meu primo Jungkook,Jeon Camilla e Jeon Jungkook,as vezes eu desconfiava se eu realmente era filha dos meus pais pois nenhum deles tinha esse sobrenome.

Porém voltando aos meus 16 anos,eu estou no segundo ano como já disse e estudo junto com meu primo,porém ele faz parte do grupo de Bad Boys da escola,eles me batem,me xingam e esse é um dos outros motivos para eu me cortar,porém meu primo só faz isso na escola,em casa ele é meu melhor amigo,minha única caixinha de segredos.

Bom aqui estou eu,no meu banheiro fazendo outros cortes profundos pois hoje eu fui totalmente humilhada na escola pelos Bad Boys e suas namoradas,eu ainda não sei como eles aguentam elas,basicamente não tenho amigas e sou a nerd rejeitada.

Bom já estava tarde então fui dormir pois amanhã era mais um dia naquele inferno que chamam de escola.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...