1. Spirit Fanfics >
  2. Garota Uchiha - naruto's fanfic >
  3. Cap 17: apenas 5 dias...

História Garota Uchiha - naruto's fanfic - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Cap 17: apenas 5 dias...


Deidara se assusta com a sua atitude

– como assim? – ele dá uma distância e olha pra você

– não me entenda mal, Deidara... – você fecha os olhos e respira fundo – eu não quero... ficar com você.

ele solta os dedos da sua cintura e cola os braços ao lado do próprio corpo.

– não, eu não estou entendendo mal. – ele levanta a cabeça e sua expressão fica séria. – você está me rejeitando, é isso?

– não Deidara, não é isso.

– mas é claro que é. – ele vira de costas para você

de uma certa maneira era sim, mas você não sabia como falar isso pra ele sem magoar ele, sem perder a amizade.

não tinha jeito, não tinha como você fazer isso.

– Deidara... – você põe a mão nas costas dele – eu não tô pronta pra isso.

– você vai embora pra sempre, eu talvez nunca mais te veja, como você acha que eu vou ficar com isso? – ele levanta o tom de voz para você, ele parecia desesperado

você estava mal de ter que mentir pra ele, mas como você ia dizer para o cara que é apaixonado por você que você é apaixonada pelo seu "irmão"? exatamente

– nós vamos aproveitar esse tempo que eu tenho aqui, mas de outro jeito, por favor Deidara, me entenda. – você olha para ele que ainda estava com o rosto voltado para a direção oposta

– eu queria que você me entendesse. eu estou me sacrificando pra ver você feliz, e você nem ao menos demonstra ter algum sentimento por mim. – ele acalma a voz e se afasta de você – eu só queria que você me desse uma chance.

– você sabe que não é assim tão fácil...

– sim, eu sei que não é fácil, mas eu queria aproveitar você aqui ao máximo possível! – ele volta o olhar para você mas sem olhar diretamente nos seus olhos – você tem ideia de como eu estou magoado com isso? como eu estou totalmente desolado, eu nunca mais vou poder sentir você aqui perto de mim, não vou poder sentir seus beijos, seu abraço, seu toque...

você não podia falar nada, não sabia o que falar, você também sentia isso, mas não por Deidara, a única reação que você teve foi descer algumas lágrimas pela sua bochecha

– me desculpe por isso Deidara, mas você está fazendo a coisa certa. eu não posso ficar aqui e ... eu não posso ficar com você. – você aperta os olhos em função de não deixar mais lágrimas descerem, mas sendo sua atitude falha.

– eu sei disso. e a culpa é toda minha, eu não devia ter me apegado tanto a você – ele respira fundo – mas como eu ia saber que você não sente o mesmo por mim?

você abaixa a cabeça e põe a mão no cabelo.

– me desculpe Deidara. – você vai até ele – eu não queria te magoar assim.

você se aproxima dele, e o abraça.

– me desculpe, me desculpe mesmo. – você aperta o abraço e seu choro desce incontrolavelmente – eu queria sentir o mesmo por você... mas isso não é uma escolha minha.

– eu sei disso.– ele aproxima o rosto da sua cabeça beijando o seu cabelo – você poderia passar comigo esses últimos dias que você está aqui?

você não sabia como negar aquele pedido depois de tudo o que ele falou.

você aperta os olhos e olha para ele.

– eu não sei Deidara... eu...

– já entendi. – ele separa o abraço entre vocês

– eu vou passar esses dias com você. não como você quer, mas como nós sempre fomos, melhores amigos.

ele olha para você, dava para ver a dor no olhar dele, ele apenas balança a cabeça e vai em em direção a saída da caverna.

você se apoia com as costas na parede e se senta no chão.

você tinha acabado de perder a pessoa mais importante para você por causa de uma paixão incorrespondida, e agora você também perdeu o seu melhor amigo por não conseguir compreender os sentimentos dele.

· 4 dias antes da sua volta para konoha ·

você estava no quarto, jogada, te pediram para arrumar suas coisas, mas você não podia fazer isso, tinha que deixar o mínimo de rastros possíveis

ao se levantar um vento bate no seu rosto e você se arrepia inteira, mas logo sai do quarto e vai em direção a saída da caverna.

– onde você vai S/n? – Konan te pergunta vendo você sair

– estou indo me banhar no rio, por favor avise para o resto que não precisa se preocupar.

ela faz um sinal positivo com a cabeça e você vai em direção ao rio, caminhando lentamente em passos longos.

você põe a mão no seu próprio pescoço e faz um movimento tentando aliviar a tensão dos seus músculos, desde ontem você não via Itachi e Deidara, isso estava te deixando aflita, e também tinham as possibilidades de o plano dar totalmente errado.

você chega na margem do rio e se senta fechando os olhos e sentindo o vento no seu rosto.

você rapidamente tira a sua blusa ficando só com o top e entra na água, você mergulha e fica lá pensando na possibilidade de voltar pra casa, você passou quase um mês por aqui, eles estavam te tratando bem, mas, não tinha nada melhor que a sua casa.

lá você poderia ficar tranquila, e bom, só teria algumas missões...

mas ia faltar algo naquilo tudo...

ele.

mas você ia ter que esquecer ele uma hora ou outra, voltando pra casa ia ser o recomeço perfeito.

você passa os dedos entre a água, e respira fundo indo em direção a margem do rio.

você olha para a margem do rio e vê uma figura familiar.

– ei, o que você está fazendo aqui? – você fala espremendo o cabelo e jogando pra trás

– me avisaram que você estava sozinha aqui, achei que poderia ser perigoso.

Itachi estava ali em pé na margem do rio encostado em uma árvore observando você, parado.

– entendi... mas, eu já estou voltando pra lá.

– então vamos. – ele vira de costas pra você

– tá. – você sai da água pegando a blusa que estava no chão e pendura no braço, estava esperando a água escorrer do seu corpo para poder vestir a blusa

vocês vão pelo caminho sem se olhar ou trocar nenhuma palavra.

você apenas olhava para baixo

– porque você não me disse que queria ir embora? – ele fala caminhando sem olhar para você

– não achei que você quisesse falar comigo depois do que aconteceu. – você fala olhando para baixo

– é claro que eu não vou parar de falar com você por causa daquilo. – ele fala num tom calmo

– eu fiquei com vergonha de falar com você.

– eu entendo você. – ele faz uma pausa – não é fácil esconder isso assim por tanto tempo e sem se machucar.

vocês ficam em silêncio

você veste a blusa que estava pendurada no seu braço

– eu estava com vontade de voltar pra casa, a saudade de lá é enorme, mesmo que eu só tenha ficado lá por uma semana... – você fala tentando quebrar o clima tenso que tinha se instalado no local

– e eu espero que você viva feliz lá, você sempre quis voltar, não é mesmo? – ele fala olhando pra trás

– sim.

vocês se calam e não dirigem mais nenhuma palavra um ao outro, e seria melhor assim, pelo ao menos você não teria mais que fugir, nem que esconder aquilo dele.

mas por outro lado...

· 3 dias antes de você voltar pra Konoha ·

você estava atrás da caverna, no lugar que Deidara te mostrou, sozinha e sentada na grama brincando com uma folha nos dedos, lembrando dos dias que você passou em Konoha, o dia da luta com a Sakura, o dia em que você foi comer lámen com todos eles, quando você conheceu a Sakura, o Naruto, o Kakashi, o Shikamaru e a Hokage.

era uma vida simples e adequada, você vai poder algum dia, restaurar o seu clã e deixa-lo mais forte que nunca, para lutar pelo bem de Konoha e ver a paz entre as nações.

nunca mais haver guerra, nossa seria ótimo, mas é bom sonhar um pouco não é?

você sorri pensando na possibilidade de voltar pra lá e ser recebida de braços abertos por eles.

– pensando? – uma voz se aproxima de você, e você olha rápido para o rosto do indivíduo, era Konan

– sim, estava pensando em como será a minha volta pra casa... se eles estiverem sentindo minha falta, e estiverem me procurando... – você fecha os olhos

– aposto que você é muito querida por lá.

– não sei, eu conheço pouca gente ainda... mas eu tô com tanta saudade de lá. – você abre os olhos e o vento bate em seu rosto

– você ficou quase um mês aqui, era de se esperar que você sentisse falta de casa.

– obrigada pelo tratamento que vocês me deram, mesmo eu sendo uma "prisioneira" vocês me trataram muito bem. – você olha para ela

– disponha. não se esqueça do nosso acordo, ninguém pode saber sobre nós. – ela fala virando de costas para você e retomando o caminho da caverna.

– pode deixar. – você fala em um tom alto para que ela possa ouvir

é isso, faltavam 3 dias para você voltar pra casa...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...