1. Spirit Fanfics >
  2. Garotas bonitas não tem coração - Imagine Mina(Twice) >
  3. Novo lar e história de coração partido....

História Garotas bonitas não tem coração - Imagine Mina(Twice) - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Novo lar e história de coração partido....


Pov Mina.


- Mina chegamos. - Olhei pela janela e observei a casa onde iríamos morar, meus avós moravam ao lado dela. - Não vai sair filha? - Meu pai perguntou enquanto tirava algumas coisas do porta malas.

Saí do carro e andei até a casa, havia algumas pessoas entrando e saindo com caixas, entrei na casa, ela era bonita mas minha antiga casa era maior.

- Gostou filha? - Meu pai perguntou enquanto deixava algumas coisas no chão. - Sim é bem bonita, onde é o meu quarto? - Ele riu.

- É só subir as escadas, primeira porta do corredor, tem uma surpresa para você lá. - Sem dizer mais nenhuma palavra, subi rapidamente as escadas, entrei na primeira porta me assustei, havia uma garota loira alí.

- Quem é você? - Ela até o momento me encarava, mas abriu um grande sorriso e me abraçou, eu não retribui é claro, ela é uma desconhecida.

- Eu sou Minatozaki Sana sua prima! - Ela respondeu animada, eu estava com cara fechada, mas em nenhum momento ela desmanchou o sorriso.

- Prazer  em conhecer. - Desviei da garota, e fui em direção ao meu armário, verificar se já haviam comprado meu material e meu uniforme, essa era a surpresa...nossa.- Você vai para a mesma escola que eu. - Falou sentando na minha cama. - E lá é legal? - Eu não iria deixar a coitada da garota falando sozinha.

- Não muito, mas eu tenho uma amiga, ela se chama Momo e vai adorar te conhecer. - Ela parecia triste no início da frase, mas sorriu quando falou da amiga.

- Eu não tenho muitos amigos, mas a Momo é especial. - Ela continuou, essa garota está me deixando triste.

- Olha Sana, agora você tem mais uma amiga. - Forçei um sorriso olhando a garota.

- Você quer ser minha amiga? - Ela me olhou meio tímida, eu apenas acenei positivamente. - Como se sente sabendo que amanhã é seu primeiro dia de aula?! - Ela se deitou na cama, depois de checar se estava tudo pronto para o primeiro dia, fui em direção a cama e sentei ao lado da garota.

- Eu me sinto um pouco nervosa agora, pelo que você falou sua escola não deve ser muito legal. 

- Não se preocupe eles não vão incomodar você, o alvo sou eu. - Pela primeira vez em toda conversa ela não esboçou nenhuma expressão.

- Sana porque você é um alvo deles? - Perguntei, a garota não estava com cara de que iria abrir o jogo, mas eu sou curiosa e vou dar um jeito dela falar, mas agora não deve ser um bom momento.

- Eu vou indo, já está tarde e amanhã temos aula, adorei te conhecer Mina. - E lá se foi a garota, e eu novamente sozinha.

Peguei algumas roupas, tomei meu banho e fui dormir, amanhã começa minha nova vida...


{...}



- Mina vamos! Não quer chegar atrasada no seu primeiro dia né? - Eu mau havia tomado café e Sana já estava me arrastando pra escola.

- Espere um momento. - Meu pai apareceu do nada para ajeitar minha gravata. - Papai te ama, tenha um bom dia. - Se despediu de mim com um beijo na testa.

- Agora vamos!! - Sana voltou a me puxar pra fora de casa. 

Andávamos em direção a escola, quando do nada uma garota pulou em cima da Sana. 

- Shiba meu amor quanto tempo! - A garota ainda apertava Sana. - Momo eu vi você ontem! - A garota se soltou da amiga, eu acho que só agora a tal de Momo notou a minha existência.

- Momori essa é minha prima Mina. - Momo pareceu ter ficado com vergonha quando percebeu que eu a encarava. - Prazer Momo. - Eu ia me curvar mas a garota me abraçou, não vou negar eu gostei.

- Agora que já estam apresentadas vamos! - Quando chegamos na escola que meu estômago embrulhou.

Eu não deixei de perceber que Sana sempre ficava olhando para os lados quando entramos.

- Vamos pra Sala, o sinal vai bater daqui a pouc...- A loira parou de falar quando notou um grupo de garotos vindo em nossa direção, um dos garotos parou bem na frente de Sana...



Pov Sana.


- Sabe o que meu pai disse sobre pessoas como você? - Yuta perguntou com o rosto próximo ao meu. - Deixa ela em paz Yuta, vem Sana vamos pra sala. - Momo tentou me puxar pra longe. - Cala a boca Hirai, não se mete. - Ela praticamente rosnou pra Momo.

- Meu pai disse que vocês são um bando de doentes! - Eu não sou obrigada a aturar, eu sei o que eu sou e não é ele que vai mudar isso. 

Quando eu tentei me afastar, Yuta me puxou de volta com força, com toda certeza seus dedos marcaram meu braço.

- Solta ela idiota! - Mina empurrou o garoto, eu vi ódio nós olhos de Yuta, possívelmente porque alguém atrapalhou seu showzinho, ele ia tentar ir pra cima da garota, mas ela foi mais rápida e chutou o meio de suas pernas, o garoto caiu de joelhos no chão.

Eu pude ver a expressão de alguns garotos que estavam em volta olhando, como se eles soubessem a dor que o garoto estava sentindo.

- Vamos garotas! - Mina pegou eu e Momo pelo braço e nos levou para longe do furdunço.

- Mina você tá louca, você sabe o que acabou de fazer!! - Momo segurou Mina pelos ombros, a garota está rindo da situação. - Eu acabei de chutar o pacote de um idiota! - Eu amei essa garota, pensava que ela era do tipo certinha.

- Você tá bem Sana? - Ela perguntou enquanto parava de rir. - Você é muito legal!! - Foram as únicas palavras que eu consegui formular, logo o sinal bateu e saímos correndo pra sala.



{...}

Pon Mina.


Depois que a aula acabou fomos pra casa, o troxa do Yuta nem deu as caras no intervalo, agora eu e Sana estávamos no meu quarto, ela sentada no chão e eu deitada na cama respondendo algumas mensagens de Jennie e Nayeon, já que Chaeyong havia quebrado seu celular.

- Mina?

- Que foi Sana? - Deixei o celular de lado para olhar para garota que estava de cabeça baixa brincando com os botões de sua blusa.

- Já que somos amigas, eu quero te contar o motivo do Yuta implicar comigo. - Quando a garota falou isso eu automáticamente me sentei na cama, ela levantou do chão e se sentou do meu lado, ainda mechendo em sua blusa, nervosa talvez.

- Tudo bem Shiba sem pressa. - Ela respirou fundo e comessou.

- Eu e Yuta éramos grandes amigos, mas uma coisa acontecendo...ou melhor uma pessoa, ela se chamava Kim Dahyun e era a garota mas linda, fofa e educada que eu já havia conhecido. - Ela ficou cabisbaixa quando falou sobre a tal Kim, eu não falei uma palavra apenas continuei ouvindo o que que a garota tinha a falar.

- Não demorou muito tempo e eu e ela nos tornamos amigas, pelo menos da parte dela, ela me conquistou com seu jeito fofo, e quando eu percebi já estava apaixonada, Yuta era meu melhor amigo, quando eu contei sobre meus sentimentos pela Dahyun, ele simplesmente surtou, ele também gostava dela. - Sana começou a chorar, eu já sabia no que essa história iria dar, então apenas abraçei a garota.

- Ele contou tudo para os pais dela, Yuta sabia que os Kim eram uma família muito tradicional, Dahyun fui proibida de me ver, e obrigada a quebrar qualquer laço que tinha comigo. - Ela fungava no meu pescoço, eu já pudia sentir suas lágrimas molhando minha blusa.

- Um dia Dahyun me chamou para conversar escondidas, Yuta foi um idiota..mas foi Dahyun que quebrou meu coração. - Ela se separou de mim fungando, Sana é uma pessoa sensível.

- Alguns dias depois, ela se mudou, trocou o número do celular e eu nunca mais a vi, Yuta até hoje me culpa pela partida dela. - Eu não tenho ideia de como consolar um coração partido, mas pelo que vi nos filmes e por experiência própria tenho uma idéia.

- Sana se você pensou que de alguma forma eu iria te julgar por isso, você estava totalmente errada, eu vou estar aqui sempre que precisar, até para chutar o saco de algum idiota que ousar se meter com você, agora que tal nós vermos um filme? - Tentei tirar aquele ar pesado, de vida amorosa fudida já basta a minha.

 A garota aceitou de bom grado assistir o filme, ela também não queria mais falar sobre o assunto, fomos em direção a sala, me sentei no sofá e ela fui colocar o filme.

- O todo poderoso, é sério? - Perguntei olhando o título do filme. - Ele é legal, eu vou pegar a comida!! - Ela foi em direção a cozinha e logo voltou carregada de salgadinhos, sentou no sofá e pegou o celular.

- Tá fazendo o que ? - Perguntei enquanto abria um dos salgadinhos. - Chamando a Momo para vir aqui... pronto, ela disse que daqui a pouco vai vir. - Virou seu rosto pra mim.

- O que está olhando? - Ela não parava de me encarar. - Você não me disse a sua história de coração partido. - Falou enquanto comia um salgadinho.

- Eu não tenho história.

- Tem sim Mina, todos tem , eu já falei a minha, agora é sua obrigação contar a sua. - Ela parecia animada, tento me fazer falar. - Tá bom, mas não é tão interessante quanto a sua. - Não seria justo se eu não contasse.

- Eu e ela éramos melhores amiga...- Sana me enterrompeu. - Espera em pouco, ela? Você também gosta de meninas?! - Eu apenas confirmei, não queria entrar em detalhes.

- Voltando, ela passou por momentos difíceis, e quem estáva do lado dela?! Eu! Ela não tinha o direito de quebrar meu coração! Ela devia ter beijado a mim e não aquele idiota!! - Eu tentei mas não consegui segurar a minha raiva e frustração, por isso que eu não gosto de falar sobre isso, foi a tanto tempo, mas a minha raiva continua a mesma.

- Calma Mina, já vi que você não gosta muito de falar sobre isso...- Ela parou de falar quando ouviu a campainha, quando ela abriu a porta uma Momo cheia de sacolas entrou.

- Eu não sabia se vocês tinham comida, então eu trouxe as minhas. - Depois de mais um clima ruim passar, comessamos a ver o filme, Sana e Momo me faziam rir e mais que o filme.





Notas Finais


Oi

Vocês já tiveram o coração partido?

Qualquer erro que desculpem❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...