1. Spirit Fanfics >
  2. Garotas Perigosas >
  3. O que você quer de mim?

História Garotas Perigosas - Capítulo 110


Escrita por: e chickensgirl


Notas do Autor


Oi amores ❤

Foto: LUNA

Capítulo 110 - O que você quer de mim?


Fanfic / Fanfiction Garotas Perigosas - Capítulo 110 - O que você quer de mim?

Dias foram se passando, Camila seguia com seu trabalho no estúdio de fotografia, as coisas estava indo muito bem ao lado de Malu e Ariana, Normani continuava como professora de dança e de vez em quando virava modelo de divulgação para o estúdio de Camila e Ally com um filhinho pequeno que era seu maior amor, ela por enquanto tinha escolhido por continuar em casa e cuidar do pequeno.

Lauren, Dinah e Vero continuavam no caso que tinha Bella como infiltrada, estava tudo indo muito bem e eles estavam perto de encerrar o caso.

Ash e Shay continuavam administrando as boates de Lauren, ao lado de Matt, Zayn e Dove. O resto do pessoal cada um seguia com suas próprias vidas, com trabalhos honestos e levando uma vida normal, longe do crime.

Era segunda a noite e Lauren preparava o jantar, enquanto na mesa da cozinha, Camila, Alycia e os gêmeos jogavam distraidamente. Luna estava na sala, a morena passava canal por canal na tv, estava triste e não conseguia mais disfarçar.

Fazia alguns dias que ela ignorava as mensagens e ligações de Bella, assim como a ruiva fez por dias.

Seu celular vibrou e Luna logo pegou vendo a notificação da sua ''Ruivinha gostosa", era como estava o nome do contato.

" Sem bom dia hoje?"

Luna mordeu o lábio na tentativa de controlar seu sorriso, mas logo ela se lembrou que Bella estava a alguns dias desprezando ela e ainda saiu pra almoçar com um agente qualquer. Luna bloqueou a tela do celular e jogou o mesmo no sofá, ela passou as mãos no rosto e respirou fundo.

- Eu sou uma fudida - Falou para si mesma.

Luna se levantou foi até seu quarto, pegou seu cigarro e seu isqueiro e voltou para o andar de baixo.

- Já volto - Avisou em voz alta e logo saiu de casa.

Luna sentou na frente de casa e ficou ali fumando, flashbacks fazia ela se lembrar dos momentos com Bella. Do outro lado, Bella estava com sua filha, a pequena estava distraída assistindo um desenho, enquanto Bella estava de olhos fechados, se deixando levar pelas lembranças. Ela estava desesperada pelo toque e o beijo de Luna, e aquele sorriso, aquele maldito sorriso que não saia de seus pensamentos.

Ela queria Luna na sua vida, isso era óbvio. Seu medo era Luna abandona- la, como já estava se distanciando, a diferença de idade também era uma coisa que Bella não parava de pensar e claro, ficar com uma garota mais nova e ter a mãe da menina todo dia ao seu lado no trabalho.

- Eu vou ficar louca - Bella falou um pouco alto, atraindo a atenção de sua filha.

- O que foi mamãe? - A pequena perguntou preocupada e a ruiva sorriu.

- Nada meu amor - Respondeu carinhosa e abraçou a filha de forma protetora - Mamãe esta só pensando alto - A pequena assentiu e voltou seu olhar para o desenho, queria questionar mais, mas também entendia que era assunto de adulto e que sua mamãe provavelmente fugiria da resposta.

Bella suspirou e tentou prestar a atenção no desenho tambem. Por outro lado Luna tambem suspirou, tragou o cigarro e fechou os olhos, soltando a fumaça, pensativa, confusa.

- Um dia eu ainda vou fazer você e Lauren pararem de fumar essa coisa - Camila comentou, se aproximando de Luna na calçada e se sentando ao lado dela.

A morena encarou a latina com um sorriso fechado e apagou o cigarro imediatamente. Ela não sabia ao certo mas havia criado um respeito enorme pela a Camila, ainda maior do que Alycia ou os gêmeos.

- Eu gosto te ver tentando - Luna brincou, com um sorriso fechado no rosto.

- Não duvide da minha capacidade - Camila respondeu e Luna mais uma vez sorriu, realmente não duvidava - Vim te chamar para comer, mas percebi que não esta muito bem - Luna suspirou, Camila tocou em seu ombro a analisando - O que houve? - Perguntou.

- Como você soube que estava apaixonada pela a Lauren? - A morena perguntou, olhava para o céu, pensativa porem ansiosa pela a resposta.

- Foi uma das ferias mais louca da minha vida - Camila respondeu, dobrando os joelhos e apoiando o braço ali, encarando o céu tambem - Eu percebi que estava apaixonada quando me vi envolvida demais com tudo o que ela fazia e o desespero que eu sentia em pensar que teria que ir embora uma hora ou outra.

- Esse lance de se apaixonar é complicado demais - Luna bufou e Camila a encarou.

- São historias diferentes - Camila disse, um sorriso fechado no rosto - Mas sim, pode ser complicado, mas é muito bom de sentir.

Luna a encarou e suspirou.

- Eu nunca vivi isso, mas eu juro que estava disposta a viver, mas ela foge de mim - Desabafou - Ela só lembra de mim quando eu não falo com ela, e isso me machuca - Camila a abraçou pelo os ombros, trazendo o corpo da enteada pra junto ao seu.

No primeiro momento Luna congelou, sem reação, mas logo seu corpo foi relaxando, se sentia segura ali.

- Sabe Luana, eu queria saber dizer qual atitude você deveria tomar, mas eu acho que a melhor resposta, pra tudo, esta bem aqui - Tocou na região um pouco abaixo do seio da menor - No seu coração - Disse e Luna suspirou.

- Mas se o meu coração diz que quer ir atras dela e depois ele diz que quer que ela se exploda? - A morena disse confusa.

Camila riu e deu de ombros.

- Ai você decide qual você vai ouvir, qual vale a pena. - Respondeu e Luna levantou a cabeça.

- Eu quero que ela me leva a serio, porque eu realmente estou disposta. - Confessou.

- Então diga isso a ela - Camila incentivou.

- Eu ja disse - Luna respondeu e mais uma vez suspirou.

- Diga de novo, de novo e de novo ate ela te ouvir. - A latina disse e se levantou - Venha, vamos comer - Chamou, estendendo a mao para a garota.

Luna suspirou cansada e pensativa, recolheu a caixinha de cigarro do chão e se levantou, segurando a mão de Camila. As duas voltaram para dentro da casa assim.

Ao entrarem na casa, Luna tratou de esconder o seus problemas e confusão por pelo menos algumas horas. Curtiu a familia, o jantar foi entre risadas, e provocaçoes dela e de Alycia para irritar Ian.

Com o fim do jantar foram para a sala curtirem o momento sagrado da familia. Assistir um filme juntos, depois todos foram pras suas camas e Lauren e Camila passaram no quarto um a um deixando o seu beijo de boa noite.

Luna se sentia feliz apesar de tudo, nem nos seus melhores sonhos imaginou que pararia numa familia como aquela. Sua mãe Leticia era uma exelente mãe, mas sempre foram bem duronas nessa parte de demonstrar afeto. Com a familia Cabello Jauregui era diferente, Camila a abraçava de forma inesperada e Lauren beijava a sua testa todas a noite, passando segurança, paz, lar.

Apesar da boa noite e bom sono, Luna acordou de mal humor, seu celular havia mensagens de Bella a desejando bom dia e aquilo a frustrava, a ruiva só estava atrás dela porque ela parou de dar atenção. Ela se sentia uma idiota.

Desceu e nem parou para tomar café, gritou bom dia para Camila de longe e foi direto para o seu carro, dirigiu de forma veloz pela as ruas, chegou na escola de cara fechada, nem ao menos olhava para os corredores, tinha prova. Ela, Alycia e Debora estavam em uma semana de provas para recuperar notas perdidas com o tempo que ficaram afastadas, passou os horarios vagos na biblioteca, lendo livros e estudando, não queria falar com ninguem. Vez ou outra pegava o celular, escrevia respostas para a ruiva e apagava, sabia que se voltasse a responder, voltaria ser ignorada, havia cansada de ser trouxa.

O sino tocou, anunciando o final das aulas. Ela esperou que todos saissem da sala e juntou seus livros e saiu, indo até o armario.

Jogou os seus livros dentro do armario de qualquer jeito, vez ou outra alguem tocava em seu ombro ou chamavam pelo o seu nome em um cumprimento enquanto passavam por ela, no corredor.

Ela era fechada e na dela, porem era respeitada junto com Alycia e Deb.

Pegou sua mochila com alguns materiais que precisaria levar pra casa e jogou nas costas de forma brutal, transparecendo o mal humor que estava.

- Meu Deus, deixa o armario ai, é patrimonio da escola - Deb debochou, se encostando no armario, ao lado da amiga.

Luna a olhou, bufou, revirou os olhos e bateu a porta do seu armario com força, assustando alguns outros alunos que estava no corredor.

- Não enche Debora. - Falou e começou a andar até a saida.

- Você precisa melhorar esse humor - Deb falou correndo atrás da amiga - Deveria falar com a Agente, ou então pelo menos responder as mensagens dela - Sugeriu caminhando ao lado de Luna.

A morena parou no meio do corredor, obrigando Deb tambem parar, para olha-la.

- Pra que? - Questionou - Pra ela me ignorar? - Abriu os braços e fez uma careta - Eu to fora, eu quero que ela se foda, no final quem queria só sexo era ela, eu falei pra Alycia - Desabafou e voltou a andar.

- Você esta agindo errado em concluir as coisas assim, sem uma conversa. - Deb disse.

- Não existe conversa, ela transou comigo, fugiu de mim, agora deve ta lá com algum agente da idade dela, eu parei de mandar mensagem e parei de responder ela sim, porque eu entendi que ela me...- Luna desabafava, mas se calou ao notar a cara que a amiga encarava alguem do outro lado da rua sem prestar sequer atenção no seu desabafo. Olhou tambem, queria saber o que era mais importante do que o seu desabafo - Ah não - Falou e revirou os olhos, bufou.

Não podia acreditar, Bella estava ali.

- Ah sim - Deb disse sorrindo animada.

O carro preto estava estacionado do outro lado da rua do colégio, a Agente Thorne estava ali, perfeitamente vestida com sua calça Jeans, botas altas e camisa social, os cabelos ruivos soltos em seus ombros, oculos de sol, braços cruzados.

- Eu vou procurar a Alycia - Luna avisou, ja querendo voltar pra dentro da escola.

- A Alycia ainda esta fazendo prova, você sabe disso - Deb agarrou o braço da amiga a impedindo - Vai la - Mandou e Luna bufou.

Bella a encarou de longe e sorriu, tirou os oculos do rosto e jogou dentro do carro pela a janel, manteve a sua pose de braços cruzados, esperando pela a morena.

Mais uma vez Luna bufou, Deb empurrou ela para dar o primeiro passo, Luna revirou os olhos e começou a ir, Deb sorriu satisfeita e seguiu seu caminho até seu carro. Luna apertou a alça da mochila com força a cada passo que dava na rua até chegar em Bella.

- O que faz aqui? - Perguntou curta e grossa ao se aproximar.

- Você esta fugindo de mim - Bella falou, descruzando os braços.

- Olha só que coisa, não é Annabella. - Luna respondeu com um sorriso ironico no rosto.

- Vamos almoçar - Chamou.

- Não posso, preciso estudar- Luna respondeu.

- Pare de fugir de mim - Bella pediu a encarando nos olhos.

- Quem fugiu primeiro foi você! - A morena respondeu, devolvendo o olhar, com magoa.

As duas ficaram se encarando por um tempo, a troca de olhar intercalando entre os olhos e a boca, ambas com saudade, desejo e raiva.

- Eu sinto sua falta, das suas mensagens - Bella confessou com a voz baixa, quebrando a troca de olhar.

- É disso que você gosta - Luna falou com o sorriso ironico - Uma otaria atrás de você, ja saquei as paradas tudo Annabella, você não tem tempo pra me responder um bom dia, mas tem tempo pra sair pra almoçar com o bonitao da sede, não é? - Desabafou tudo o que sentia. Bella arqueou as sobrancelhas.

- Por favor, vamos almoçar - A ruiva chamou, com a voz baixa. Não queria chamar a atenção das pessoas em volta.

- Vai almoçar com a porra daquele homem lá, Bellinha - Luna cuspiu a ironia ao falar o apelido, apertou a mochila em seus ombros. - Eu to fora. - Avisou e deu as costas para sair.

- Eu estava trabalhando, Luana - Bella falou e Luna continuou caminhando até o seu carro - Garota, ele é o meu parceiro de caso - Se aproximou dela, Luna tentava abrir a porta seu carro, mas tudo parecia dificil demais - Luana, por Deus. - Bella falou, agarrando os braços da morena e a virando para si, em seguida a jogando contra o carro. Por um momento Luna arregalou os olhos com a atitude e depois se sentiu encurralada. Bella colocou as duas maos no capo do carro, em cada lado do corpo da Luna e se aproximou dela, deixando os rostos proximos - Eu gosto de você - Se declarou, a voz baixa, os seus olhos caindo sobre os labios de Luna por alguns instantes - Eu não estaria aqui se eu não gostasse - Completou, olhando dessa vez os olhos verdes.

Luna então colocou as duas mãos na cintura da mais velha e apertou, juntando os seus corpos, ignorando todos em sua volta, seu rosto se aproximou ao de Bella, sua boca clamava pela a de Bella, céus como ela queria beijar aquela ruiva novamente. Quase, quase caiu em tentação, no seu ultimo segundo de lucidez, inverteu a posiçao, pressionando agora Bella contra o capo do carro.

Uma de suas maos agarrou o cabelo ruivo e seus labios se aproximaram em um leve roçar.

- Isso não é mais o suficiente pra mim - Luna sussurrou contra os labios de Bella e se afastou para a encarar nos olhos - Eu cansei, Bellinha - Mas uma vez ironizou o apelido que ouviu e que tanto a incomodou.

Bella perdida com o toque e a reação da mais nova, não pode a impedir de entrar no carro dessa vez, Luna bateu a porta e colocou o cinto, Bella balançou a cabeça saindo do transe e se aproximou da porta do motorista, olhando a morena atraves da janela.

- O que você quer de mim? - A ruiva perguntou.

- Você sabe muito bem o que eu quero, eu ja te falei. - Luna respondeu, girando a chave do carro, ligando o mesmo.

- Luana, você sabe que isso é...

- Não - Luna a interromoeu - Não, eu não sei - Dito isto, Luna pisou fundo no acelerador, seus pneus arrastaram no asfalto, fazendo Bella dar alguns passos a mais pra trás e então o carro se afastou.

- Que droga - Bella murmurou irritada.

Já Luna estava destruída por dentro, a morena acertou o volante com força e se xingou ao derramar lágrimas pela ruiva.

- Idiota, idiota, idiota - Acertou o volante mais uma vez - Olha o nível que você chegou sua burra, chorando por mulher - Falou consigo mesma.

Luna fez o que sempre fazia quando estava se sentindo mal, por mais que estivesse na hora do almoço a morena não queria saber. Ela só queria beber até esquecer seu próprio nome e o mais importante, esquecer a sua ruivinha.



Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...