1. Spirit Fanfics >
  2. .garotinho >
  3. Capítulo Único

História .garotinho - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo Único


-- Solace? -- O moreno apareceu na enfermaria, procurando pelo namorado que, naquele momento, terminava de fazer anotações na prancheta de um dos semideuses que se encontrava descansando nas macas. 

Will olhou para quem o chamou, e sorriu ao ver o amado ali.

-- Nico, oi. -- O menor se aproximou, envolvendo o loiro com os braços, que apenas devolveu o contato. -- O que faz aqui?

-- Preciso da sua ajuda. 

Ângelo mostrou sua mão, onde um enorme arranhão trilhava um caminho dês do dedo médio até o pulso fino. Era fundo, mas não sangrava tanto pelo simples fato do filho de Hades tê-lo limpado logo, como Will ensinou.

-- Ah, Nico. -- Murmurou, deixando a prancheta que segurava no pequeno prendedor da maca, antes de segurar a pequena mão do mais novo (ou mais velho, dependendo do ponto de vista. -- O que aconteceu?

Muitas alternativas passavam na cabeça de Solace, dês de um acidente em um treino até uma batalha contra algum deus sem nem um pouco de decência.

-- Eu estava brincando com Cérbero, mas ele se animou demais.

Soltou uma pequena risadinha enquanto puxava o garoto pálido até uma das macas livres e o fazendo sentar ali. Foi até o armário onde guardavam os itens de medicina, procurando pela pequena maleta para casos como aquele. Voltou para perto de Ângelo e se sentou ali também, colocando a mão deste em seu colo. Abriu a maleta e pegou o frasco de líquido que o moreno conhecia muito bem, já que vivia se ferrindo e precisando da ajuda do maior.

-- Já pedi para não se envolver com as bocas ou as patas daquele... daqueles cães. -- Não era novidade para Solace aquela ligação de Nico com o Mundo Inferior, já que este vivia tanto lá quanto ali no Acampamento. Se fosse outro semideus, com toda certeza se arrepiaram com os gemidos sôfregos das almas, ou até mesmo se borraria de medo apenas de pensar em entrar naquele lugar. Era uma vantagem um tanto quanto estranha que seu namorado tinha.

-- Eu sei, mas ele estava tão fofinho. -- O menor soltou sem pensar, e quando notou oque disse, tapou sua boca com a mão livre, enquanto a outra era tratada por Will. 

-- Não precisa sentir vergonha de achar algo fofo, Anjo. -- O Solace nem precisou olhar para o garoto para saber que este estava constrangido. -- Afinal, até você é fofo.

O rosto de Nico se esquentou rapidamente, e este jurou que estava queimando por dentro. 

-- Cala a boca. -- Sua resposta fez o loiro soltar uma risada.

-- Pronto. -- O filho de Hades olhou para sua mão, que agora estava revestida por um gaze branco.

-- Obrigado. -- Abraçou o maior, sentindo o doce perfume que este exalava. 

-- Tome mais cuidado da próxima vez, ok? -- Empurrou o de olhos escuros para este deitar na maca e fez o mesmo, tendo a cabeça do amado em seu peito.

-- Você não precisa se preocupar com seus pacientes? -- Perguntou, fingindo se importar com o trabalho do filho de Apolo.

-- Só tem esses dois idiotas hoje. -- Se referiu a Travis e Connor Stoll, que estavam deitados em macas separadas. -- Machucaram um ao outro no treino de hoje cedo.

Nico soltou uma leve risada, acordando as borboletas no estômago do namorado. Adorava quando o Ângelo sorria ou até ria para si, já que, no início, aquilo não era tão comum.

Em alguns minutos de silêncio, o filho de Hades acabou dormindo no peito de Will, que apenas ficou observando-o dormir com a boca entre-aberta e o nariz levemente avermelhado, indicando uma possivel gripe que estava por vir.

Sorriu e deu um beijo na testa dele. Nico poderia até ser o semideus mais assustador de ambos os acampamentos mas, no fundo, sempre seria o garotinho de Will.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...