História Garoto de Dallas - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins
Personagens Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins, Personagens Originais
Visualizações 42
Palavras 1.305
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meu amores aqui está capítulo novo.
Gostaria de agradecer por vocês lerem.
Bom a foto do capítulo é da Chloe Jensen e Ann.
Espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 4 - Olhos verdes


Fanfic / Fanfiction Garoto de Dallas - Capítulo 4 - Olhos verdes

(Jensen Ackles)

Minha assistente pessoal descobriu que Chloe foi despedida e ainda estava na cidade, casa de Lucy.

Me lembro de Lucy, ela era mais velha do que a gente na época que ainda morava no Dallas.

Ela me fez ver o quanto eu gostava de Chloe.

Se ela me ajudou uma vez acho que poderá me ajudar dessa vez.

A casa de Lucy não era tão longe foi fácil achar.

Antes de ir para lá passei em uma floricultura e como sabia que Chloe era apaixonada por flores amarelas.

Comentei rosas amarelas e brancas.

É sei que foi feito o que fiz me convidar para um jantar na última hora.

Mas também sei que se convidasse Chloe para jantar ela não iria aceitar.

Então foi o único jeito.

Voltando ao começo.

Ao chegar na casa de Lucy fui atendido primeiramente por ela e o marido.

Chloe estava linda com aquele vestido verde com preto.

Só algumas coisas mudaram nela.

Ela continua linda e meiga.

Uma garota estava atrás dela.

Parecia medrosa e assustada.

-Oi quem é você?- perguntei olhando por trás de Chloe, a garota loira de olhos verdes ficou do lado de Chloe.

-Ela é…

-Ann Franck- falou a garota interrompendo Chloe- sou a filha mais velha de Chloe.

O que?!.

Ela é filha de Chloe?.

Chloe é casada?.

Não posso ficar assim.

Também me casei e tive filhos.

Porém eu….

-Sua filha?- olhei para Chloe que segurava a mão da garota- tem os seus olhos.

-É eu sei- falou Chloe.

-Mas dizem que sou loira graças o meu pai- falou Ann.

-Como assim dizem não conhece seu pai?.

-É que o pai dela morreu- falou Chloe.

-Não ele não morreu- falou Ann- ele abandonou a senhora grávida.

-Ann- Lucy a repreendeu- Chega,

-Desculpa.

-Está tudo bem Lucy deixa a garota- dou um sorriso gentil- você parece muito a Chloe quando a conheci.

-Hum… sinceramente não quero saber nada sobre você Sr Ackles.

Ela me encarava, por um momento me lembrei de mim.

De como eu era determinado e falava o que eu sentia e queria.

Dou um sorriso e olho para Chloe que estava estranha.

Olhei para a garota e para Chloe.

“Ele abandonou a senhora grávida.”

A fala de Ann veio em minha mente.

“Sou a filha mais velha de Chloe”

Não seria possível.

Minha cabeça girou.

-Vamos jantar- falou Noah quebrando o silêncio- gosta de comida japonesa?

-Gosto sim, só não posso comer camarão, sou alérgico.

-Então ficamos com os camarões- falou Chloe- não é querida?.

-Não- falou Ann- tenho alergia- ela revirou os olhos.

-Sério?!.

Ela apenas me encarou.

-É a alergia é normal- ela falou.

-Mas pode ser puxado pela a genética, não acha.

-Não exatamente, a genética é responsável pela cor de cabelo olhos peles e algumas doenças clínicas, como câncer ou algo do tipo.

-Garota esperta.

-É só coisas que estudo na universidade.

-Já está fazendo faculdade? Quantos anos tem.

-Vinte e dois.

Um arrepio tomou conta do meu corpo.

-Você foi mãe cedo Chloe.

-É, mas tive toda a ajuda que podia ter naquela época- falou Chloe- agora vamos acabar logo com isso.

Chloe sai junto com Ann e vai até a outra sala.

Olho para Lucy.

-Você tem alguma coisa para me contar Lucy?

-Nao, certos assuntos eu não entro em detalhes, não é minha vida-bom Lucy vai até a sala de jantar.

Me sentei de frente com Ann e Chloe.

O clima estava estranho.

Chloe calada Ann me encarando.

-Então você se casou?- perguntei para Chloe.

-É mas não deu certo.

-Como chama a pequena?- perguntei olhando para a garota nos braços dela.

-Emma.

-Nome bonito, você escolheu o foi o pai dela?.

Chloe olhou para mim como se pedisse para que eu ficasse quieto.

-Lucy eu não estou… bem- Ann estava pálida.

-O que você tem?- perguntou Lucy.

-Só estou cansada e com vontade de vomitar.

-Ela está gelada- Chloe segurava a mão dela- Você está tomando os remédios?.

-Não, eu estava bem- falou Ann.

-O que ela tem?- perguntei preocupado com a situação da garota.

Ela tremia e suava frio.

Senti um aperto no coração.

tem anemia, tinha que continuar tomando os remédios- explicou Lucy.

-Eu não sou problemática para tomar remédios diários.

-É para a sua saúde- falou Chloe- se você não tomar vai piorar.

-Mas é ruim.

-Sua mãe tem razão e acho….

-Acho que você não tem que se meter em assuntos que não te interessa- ela foi firme- o que você realmente quer aqui? Não já basta tudo que fez com a minha mãe no passado agora quer machucar ela de novo, sua família não deve está precisando de você nesse momento, vai embora.

Ann estava nervosa e meio tonta estava com dor eu conseguia perceber.

-Chloe, fica comigo no quarto não quero ficar sozinha e não estou bem para ficar aqui- Ann se levantou.

Chloe a leva para um dos quartos.

-Eu não tive escolha, eu tive que me mudar- falei olhando para Lucy.

-Jensen, passou tanto tempo você criou uma família e Chloe tem as filhas dela.

-Eu me separei eu nunca esqueci ela.

-Olha não posso me intrometer nisso, mas dá um tempo para ela, se coloca no lugar dela, você sumiu e agora está aqui.

-Eu preciso falar com ele me explicar, mas a garota não deixa.

-Ann descobriu a poucas horas que é filha de Chloe e ela está querendo proteger a mãe.

-Como assim pouca horas?.

-Não posso te responder mais nada.

-Lucy….

-Espera a Ann dormir aí você vai lá no quarto e conversa com a Chloe- falou Noah.

(....)

Terminei o jantar e estava tomando uma cerveja com Noah na sala.

É realmente os anos se passaram.

Quem diria que Noah o garoto mais burro do colégio iria está casado com Lucy e se tornou o médico que é hoje em dia.

Éramos todos do mesmo grupo de teatro, Noah e Lucy como já tinham saído da escola eram monitores e ajudante do professor.

E bom, desde que ele conheceu Lucy se apaixonou, mas podemos diz que ele era daqueles garotos que só gostava da zoeira e Lucy era garota de respeito.

Quem diria que agora os dois estão juntos?

-Então Noah meu amigo irmão- comecei- me fala Chloe ainda tem contato com o pai das meninas?.

-Jensen se Lucy…

-fala, vai ficar só entre a gente- falei.

-Luan deixou Chloe com a Emma que tinha uma semana de vida, e nunca mais apareceu.

-Nossa, ele é o pai da Ann?.

-Não, Chloe engravidou da Ann na adolescência, e com isso criamos Ann para Chloe…

-Jensen Ann já dormiu Chloe não quer sair de perto dela, então é melhor você ir- falou Lucy.

-Posso me despedir dela antes de ir- perguntei me levantando.

-não acorda a Ann por favor, segunda porta a direita.

Concordei e subi as escadas de poucos degraus.

Ao abrir a porta vejo Chloe deitada abraçando Ann que dormia tranquilamente.

-Posso?- sussurro.

-Ela está dormindo- falou Chloe.

-Vim me despedir- entrei e fui na direção da cama- Eu queria pedir desculpas, Ann tem razão eu não devia está aqui.

-É, Jensen você mudou eu também, não precisa fingir que se importa com a garota tola apaixonada que você abandonou.

-Eu não tive escolha…

-Não estou querendo satisfação.

-Chloe eu nunca…

-Não termine a frase por favor- ela me encara- vai embora vai viver sua vida.

-Não antes de saber- olho para Ann- ela é minha não é?.

Eu tinha certeza que era, faz exatamente vinte e dois anos que deixei Chloe a mesma idade de Ann.

Eu queria que aquela garota loira de olhos verdes e determinada, fosse minha filha.

Eu queria tanto.

-Não- Chloe foi firme na resposta- Ann é minha folha com um gato que eu conheci depois que você foi embora.

-É que ela é loira de olhos verdes e…

-Não existe só você de loiro e olhos verdes em Dallas, Jensen eu tinha que te esquecer.

Aquilo doeu.

As palavras dela doía cada letra cada sílabas.

Eu senti que tudo que eu vivi com ela foi jogado em um buraco sem fundo.

Era como se eu tivesse sido jogado nesse buraco.

Desviei o olhar.

-Está certo, boa noite e durma bem, se precisar de alguma coisa….

-Boa noite Jensen Ackles.

Fiz carinho no rosto da garota adormecida e sai do quarto.

-Já estou indo- falei olhando para Noah e Lucy.

-Quando quiser voltar.

-Chloe nunca iria querer minha presença aqui.

-Ela ainda está magoada, ela te amava.

-Lucy eu ainda a amo.

-Eu imaginei.

-Bom, tenham uma ótima noite- saí pela a porta da casa.

Parecia que era um pesadelo.

Eu sofri quando deixei Chloe.

Mas nada se compara o que estou sentindo agora.


Notas Finais


É isso por hoje até logo
Bjs
Obrigada


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...