1. Spirit Fanfics >
  2. Garoto Estúpido >
  3. Vinte e Dois;

História Garoto Estúpido - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Vinte e Dois;


Fanfic / Fanfiction Garoto Estúpido - Capítulo 22 - Vinte e Dois;

Sorri ao ouvir aquilo e dei um passo para trás batendo com minhas costas em algo, ou melhor, em alguém.

— Tá fazendo Oque sua louca? — Tapei minha boca para abafar o grito de susto.

— Por que você tem sempre que ficar no meu cangote? — Perguntei,virando-me vendo sua expressão sonolenta e risonha.

— Pra ter sempre certeza de que você não é um delírio meu, Você é tão bonita que chega a ser surreal. — Falou tocando meu rosto carinhosamente com sua canhota gelada.

— Olha aqui seu pentelho,se você acha que vai...

— Já estão acordados?! — Minha mãe me interrompe quando eu estava prestes a dar um belo de um sermão no Jungkook por estar puxando meu saco em plenas sete da manhã de um dormingo.

— Ah, acordamos agora senhora Go. — Jungkook disse enlaçando minha cintura com seu braço, e eu o tirei e novamente voltou pro mesmo lugar.

— Venham tomar café então. — Sorriu a mais velha fazendo suas ruguinhas ao lado dos olhos aparecerem.

Entrei na cozinha empurrando o braço de Jungkook novamente.

— Bom dia pai. — Falei indo até o mais velho e beijando seu rosto áspero pela barba que estava crescendo em seu rosto.

— Bom Dia princesa. — Falou sorrindo e eu sorri me sentando na cadeira da mesa de frente para o lugar de minha mãe.

— Bom dia Senhor Go. — Jungkook disse depois de arrumar os fios bagunçados com os dedos e respirar fundo, claramente nervoso. 

— Bom Dia rapaz. — disse meu pai, seguindo Jeon com os olhos, o vendo se sentar ao meu lado com a postura reta, ele estava tenso.

Segurei a risada no mesmo momento, vendo ambos os dois mirar-me com expressões indecifráveis, Virei o rosto fingindo que não fiz nada e mordi um pequeno pedaço da torrada com geleia.

— Bom dia Pessoal. — Disse Tae entrando na cozinha, e se sentando ao lado do meu pai.

— Bom dia meu filho. — Respondeu meu pai antes de dar um gole em seu café, enquanto mantinha os olhos analisando minuciosamente Jungkook.

— Jungkook, querido. — Minha mãe o chamou o assustando levemente, e ele rapidamente a olhou. — Oque gosta para o café?

O olhar de Jungkook ficou perdido, conhecendo Jungkook um pouco melhor,acredito que se meu pai não estivesse aqui ele responderia sem problema, mas com a presença dele, Jungkook parecia sentir necessidade de dar uma resposta perfeita para de alguma forma impressionar meu pai, como? eu não sei, Homens e seus comportamentos.

— Meu rapaz, vamos lá fora conversar. — Meu pai disse antes que Jeon respondesse minha mãe, Nesse momento eu pude sentir a tensão e nervosismo de Jungkook, meu pai se levantou e Jungkook me olhou com q boca levemente entreaberta, eu dei dois tapinhas em suas coxas e ele então se levantou e seguiu para fora da cozinha com meu pai ao seu encalso.

Jungkook me olhou pela última vez e eu sorri e logo depois o vi sair.

— Que engraçado. — Disse minha mãe,e eu desviei meu olhar da porta da cozinha que leva ao jardim de trás, para minha mãe. — Acabei de ter um déjà-vu.

Jungkook e meu pai ficaram quase uma hora conversando, o café da manhã já havia acabado e eu me encontrava sentada no sofá coberta com uma colcha de tricô cinza gigante, minha mãe estava sentada na varanda fazendo as unhas a Tae estava sentado no chão jogando algum jogo.

Me pergunto Oque eles estão conversando lá fora, sei que Jeon e eu não temos nada,mas tenho um certo medo do meu pai não aprova-lo, porque se isso vier a acontecer, futuramente se eu tiver algum relacionamento com Jungkook, o desaprovamento do meu pai de alguma forma será um empecilho para prosseguirmos bem.

(...)

Novamente era segunda de manhã, o fim de semana passou rapido como uma bala, e eu definitivamente não estava disposta a ir a aula porém, é minha obrigação ir.

— Ei priminha. — Taehyung me chamou enquanto calçava seu tênis. 

— Hm. — murmurei.

— A menina que eu saí ontem nos convidou para uma festa. — Sorriu e eu concordei.

— Quem é essa menina? — Perguntei buscando seus olhos logo em seguida, vendo ele amarrar os tênis sem me olha. — Você ainda não me disse.

 — Ah, logo eu vou apresentar vocês. — Falou rindo de forma tímida e eu apenas murmurei como resposta.

(...)

Ao chegar na escola, eu Suspirei o ar puro que as árvores do terreno nós proporcionavam. Sentei-me em um dos bancos do lado de fora onde batia sol.

— Bom dia flor do dia. — Ouvi a voz de Hobi e logo em seguida sorri ao sentir o ruivo beijar minha bochecha.

— Sempre tão cafona. — Ouvi Yoongi resmungar e se sentar do meu outro lado, apoiando a cabeça em meu ombro.

Abri os olhos e sorri para os meninos que estava de pé enquanto conversavam com Hobi.

— Bom Dia Cherry. — Ouvi a voz e Jimin e rapidamente virei o rosto vendo o loiro sentado ao meu lado.

Mas quando foi que ele chegou?

— Quando você chegou? — Perguntei e o vi rir , fazendo seus olhinhos ficarem menores e incrivelmente adoráveis.

— Agora. — Respondeu e logo em seguida deu-me um peteleco na testa. — Deveria prestar mais atenção nos acontecimentos ao seu redor.

— Eu sei, eu sei. — Eu ri, enquanto passava a mão na testa.

— Seu amigo tá me olhando feio. — Falou Jimin indicando uma direção com a cabeça e eu discretamente olhei.

Jungkook olhava em nosso direção com uma feição seria, e quando percebeu que eu estava olhando para ele sorriu todo fofo, vindo em minha direção em passos rápidos.

— Bom dia. — Jungkook disse sentando em meu colo de costas para Jimin deixando-me estática no lugar.

Ora, quem esse paspalho pensa que é?!

Ainda incrédula, senti seu braço esquerdo contornar minha nuca e seus lábios selarem os meus com certo carinho, fechei os olhos aproveitando o singelo toque esquecendo-me totalmente das pessoas a nossa volta.

— Ah, oi Hyung. — Jungkook disse para Jimin assim que se separou de mim.

— ______! — Ouvi a voz do meu primo, e resolvi ignorar todo o cinismo de Jungkook e olhar para o meu primo que tinha ao seu lado uma garota de cabelos na cor violeta, voltei a olhar para Taehyung com um olhar interrogativo.

Seria ela a menina com com ele saiu?Acho que Sim.

— Saí de cima de mim Jungkook, você não é tão levinho como parece. — Falei seria o vendo sorrir e se sentar ao meu lado.

— Essa aqui é a Jisoo. — Meu primo disse assim que estava proximo, eu me levantei e apertei a mão da garota com educação. — Jisoo,essa é ________ minha prima. — A garota sorriu educada e eu retribuí logo me dando conta de que o sinal estava batendo. 

— Então Jisoo. — Falei sorrindo. — De qual turma você é?

(...)








Notas Finais


Quem é vivo sempre aparece né, e olha eu aqui de novo kk
Então né galera não vou fazer aquele discurso do pq eu demorei, mas resumindo eu desanimei pensando que tinha perdido o capitulo, quando eu entrei aq pra escrever né, metade do capítulo tava aqui, já podem me dar meu Oscar na categoria autora retardada.
Agora falando sério, vocês estão se cuidando? Dormindo bem? Bebendo bastante água? Não é meme gente, eu tô falando sério, vamos nos cuidar porque o corona vírus tá aí, e estamos praticamente em quarentena!Não é pra sair de casaaaaa a toa!

Bem só isso mesmo, me perdoem se o capitulo não estiver tão bom
Até o próximo Honeys 👋💫💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...