História Garoto mistério - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Crossover, Novela, Romence, Yaoi
Visualizações 15
Palavras 1.255
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


<3 <3 <3

Capítulo 32 - Little baby



Pov's Shawn 


James tinha me salvado e levado um tiro destinado a mim . A cena de ver ele no chão coberto de sangue me paralisou , eu não piscava , não falava nada e nem me mexia . Só ouvia gritos .
Eu só observava paralisado as pessoas prestarem os primeiro socorros  a ele . Logo uma ambulância chegou ao local e o levou . 
        - Shawn. Shawn . Olha pra mim . - disse Cameron tentando me acordar do transe mas eu não reagia . 
        - Desculpa por isso cara . - disse e me deu um tapa na cara . Foi nesse momento em que eu despertei .
       - JAMES. - gritei chorando .
       - Vem . - disse Cameron me puxando pelo braço pra ir em seu carro .
Entramos no seu carro e Cameron acelaerou rumo ao hospital . Eu só chorava , pois só nesse momento cai em si e persebi que o amor da minha vida pode morrer . 
      - O que houve com Scott . - consegui perguntar . 
      - A policia conseguiu desarmar ele e o levou . Ele ficou transtornado por ter acertado James , ele gritava feito um louco . - disse Cam acelerando ainda mais o carro .
Levou cerca de dez minutos para chegarmos no hospital , por mais que Cameron fosse rápido, parecia que foram horas . Ele parou o carro e entramos , e já estavam todos na recepção . Andrew chorava feito criança abraçado a Ryan que também chorava , minha mãe também chorava e era meu pai que a consolava . Ele ainda a ama . 
Eu não sabia o que fazer , eu estava chorando mais que todo mundo junto . Meus pais vienheram e me abraçaram , e ficamos os três ali abraçados, esperando respostas . Meu amor não podia morrer , eu não posso perder ele . Eu tinha planejado tanta coisa pra nós como : casar, arrumar uma casa pra morarmos juntos , ter filhos . E agora a qualquer momento isso pode ir por agua abaixo , pois ele pode morrer a qualquer momento , por culpa daquele maldito . 
Meus instintos gritavam que Scott tinha dedo nessa história toda , e pela primeira vez eu os segui . Ele tinha planejado tudo . Eu sabia que eu tive nada com Jasmine naquela noite , pois eu não lembrava de nada , mesmo eu tendo bebido por três pessoas , eu deveria me lembrar com o decorrer do tempo , mas não . Foi tudo um plano , essa história de pedir perdão , só pra se aproximar da gente . Desgraçado . 
Estamos a mais de duas horas esperando por respostas e nada ainda . Enquanto isso o meu medo só aumenta . Medo de que ele morra , medo de que ele me deixe . 

.........
Se passaram três horas quando um médico se aproximou fazendo todos nós se levantar ao mesmo tempo .
       - Como está meu filho doutor . - perguntou Andrew . 
       - Bom . Foi uma cirurgia complicada , ele perdeu muito sangue . A bala atingiu o braço direito , por pouco que ele não perdeu os movimentos . Felizmente ocorreu tudo bem e eles passam bem . - disse o médico . 
        - Como assim "eles". - perguntei confuso .
        - James e o bebê . Ele está grávido , mas acho que ele ainda não saiba . Bom se quiser podem ir visita-lo . Ele está no quarto 620 . Com licença - disse o médico e saiu . 
Como Andrew é um cara de influência , conseguiu que entrássemos todos , e assim foi . Fomos todos no quarto e lá estava ele dormido feito um anjo . Tentamos entra sem fazer barulho mas foi praticamente impossível e acabamos o acordando . 
       - Gente barulhenta viu . - brincou ele , com um sorriso lindo nos lábios . 
       - Meu filho que susto você nos deu . - disse Andrew o abraçando com cuidado . 
       - Nós quase morremos de preocupação ein pequeno . - disse Ryan o abraçando também. Logo em seguida foi o meu pai e minha mãe e Cam . Eu só o observava .
       - Gente . Eu não podia deixar aquele louco matar o meu Shawn . - disse ele sorrindo pra mim . 
        -  Ele quase acabou matando você. - disse meu pai a ele . 
        - Eu não poderia morrer e deixar o gostoso do meu namorado sozinho . - todos rimos .
        -  Manoel  eu preciso conversar com você . - disse minha mãe ao meu pai . 
       - Tudo bem . Vamos lá fora . - disse abrindo a porta pra ela . 
       - Manny . Pega leve com ela , ele é uma das maiores vitimas dessa história . - disse James . Meu pai assentiu e eles sairam . 
       - Bom . Vamos deixar o casal conversar . Né Ryan e Sr. Windsor . - disse Cam me dando uma piscadinha , eu sorri em resposta . 
       - Claro . Vamos sim . - disse Andrew . Ele e Ryan o abraçaram de novo  e sairam . 
        - Bom . Vou ir comer alguma coisa . Shawn da dinheiro que eu tô sem . - me pediu Cameron . 
        - Folgado nenhum pouco . - disse James rindo . Eu lhe dei o dinheiro e ele foi até James lhe dando um beijo na testa . 
        - Se cuida gracinha . - disse a James que riu . Então Cam saiu do quarto  , deixando nós dois a sós . Eu fiquei de cabeça baixa .
        - Psiu . Vem aqui vem . - me chamou . Eu fui e me sentei na cama .
        - Posso saber porque o senhor está assim . - perguntou . 
        - Você me salvou James , pulou na frente de uma bala por mim . E só de pensar que você poderia ter morrido eu ... eu...- eu  não conseguia falar , pois começei a chorar. 
         - Mas eu não morri . E por favor não chora . - me pediu . Aos poucos eu fui parando de chorar . 
        - Eu  estou com tanta mais tanta saudade de beijar o meu namorado , mas eu não sei se ele quer me beijar . - falou me olhando com uma carinha de sapeca . Eu sorri e o ataquei , com um beijo ardente , cheio de saudade e volúpia , nós beijavamos com velocidade e intensidade , até que acabou o ar .
         - Meu deus ... o meu daddy estava com muita saudade . - disse ele ofegante por conta do beijo . 
          - O baby ainda não viu nada . - falei e o ataquei de novo , o segundo ataque foi bem mais intenso que o primeiro , até que faltou ar de novo . Nos separamos ofegantes .
          - O daddy já sabe que vai ser papai . - falou colancando a mão na barriga .
         - Mas o médico disse que você não sabia  - falei confuso .
         - Eu pedi pra ele mentir , pois eu queria ver a sua reação de como me contar . - falou sorrindo . 
        - Baby mau . O daddy só não te castiga porque estamos em um hospital . - falei sorrindo. 
        - Vamos ter um little baby . - falou sorrindo . 
Então nos beijamos , mais e mais ...


Notas Finais


eeeeeeeeeeeeeeeeee casal da porra

o James ia morrer , mas ai eu mudei com medo de vcs me baterem kkkkkkkk

sorry os erros <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...