História Garoto Propaganda - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Kim Mingyu, Seungcheol "S.Coups"
Tags Boonon, Hanseungkwan, Kwaninoni, Seungsol, Verkwan
Visualizações 264
Palavras 867
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


tá aí mais um brisa minha
eu to com somo
e com fome

Capítulo 1 - Fome


Música alta, bebidas, pula-pula, luzes coloridas e muitas risadas, é, havia sido uma festa e tanto na noite passada, menos para Hansol, que havia tomado muitas bebidas doces e acabou passando mal, resultando em cama o resto da noite.

Fodido.

Ajudava seus amigos a arrumar a bagunça e limpar o chão grudento e cheio de pegadas, por conta das coisas derrubadas durante o vuco-vuco (ou “fluxo”, como Junhui havia chamado) da festa. Só restavam ele, Seungcheol e Mingyu, sendo Seungcheol o dono da casa e veterano da festa.

— Por que uma casa tão grande, hyung? – Mingyu passou por trás do sofá, resmungando enquanto praticamente se arrastava com um saco de lixo em mãos.

Seungcheol apenas bocejou enquanto terminava de passar o pano no chão da cozinha. Hansol não teria problemas com sono, já que, os remédios que havia tomado haviam o apagado pelo resto da noite, porém as dores de estômago e cabeça compensariam pelo sono não sentido.

— Eu ‘tô com fome... – Mingyu resmungou mais uma vez, voltando com seu saco de lixo e sua expressão enjoada e desgostosa enquanto se arrastava pelas paredes.

Hansol largou a vassoura atrás do sofá e se jogou de cara no mesmo.

— Eu também... – Concordou em outro resmungo, soando abafado por conta das almofadas.

Se virou e alcançou o controle da TV, a ligou e se pôs a zapear de canal no maior desinteresse. Seu dedo travou assim que passou por um canal onde passava um comercial de lámen, e, por mais que estivesse com fome, não havia sido o alimento quem havia chamado sua atenção, e sim o garoto do comercial. Oh sim, ele era muito bonito, e suas expressões eram engraçadas. Sorriu sem nem perceber.

— Ai, tira isso, minha barriga já começou a doer e fazer barulhos esquisitos de fome. – Mingyu surgiu atrás do sofá, causando um pequeno susto em Hansol e levando uma bela controlada na cara.

— Ah! – Reclamou. – Hyung... – Chamou arrastado. – Hansol me bateu com o controle!

— Foi sem querer!

— Vai limpar banheiro, Mingyu!

Foi tudo o que recebeu em resposta.

— Isso não é justo! – Bateu o pé.

— Eu vou comprar coisa ‘pra gente comer. – Hansol avisou, se levantando do sofá, assim que o comercial acabou.

 

 

Perambulava pelos corredores do mercadinho pensativo, não sabia o que levar. Foi quando se lembrou do comercial que havia assistido antes de sair da casa de Seungcheol.

Lámen... – Sussurrou para si mesmo.

Virou os calcanhares e fez seu caminho até a prateleira desejada, pegou o que queria e entrou na fila do caixa. E, apesar de ser um mercadinho pequeno e meio escondido, a fila estava consideravelmente grande.

Depois de um tempo parado na fila, notou algo na pessoa à sua frente.

Não era possível que o mundo era tão pequeno assim.

Simplesmente o garoto do comercial estava bem na sua frente, pleno com frutas na cesta e olhar entediado. Se arrependeria mais tarde se não fizesse nada.

Hansol pigarreou e, mesmo não recebendo a atenção desejada, prosseguiu.

— Se beleza fosse flor, você seria uma floricultura.

Hansol teve sorte que o garoto ao menos se virou para ver se era com ele, e acabou dando de cara com seu pior ‘sorriso galanteador’, o que o fez rir. Hansol achou fofa a maneira como seus olhos se fecharam quase que completamente enquanto ele ria e suas bochechas pareceram ficar maiores.

— Eu deveria dizer... – desviou o olhar envergonhado para algum canto. – obrigado...?

Não conseguia parar de sorrir, assim como não conseguia olhar no rosto do indivíduo desprovido de vergonha à sua frente.

— Desculpa, eu não costumo receber cantadas. – Mexeu nervosamente na cesta em suas mãos.

— Como não!? – A cara de indignação estampada em Hansol era tão cômica quanto o tom de sua voz, que havia saído como um garoto na puberdade, intercalando entre o grave e o agudo. – Você é tão...a sua beleza é tão grande que nenhum elogio parece ser o bastante. – Gesticulou.

— Ah... – Soltou algum ar preso, ainda mais envergonhado.

— Você parece aquelas geladeironas bonitas que sai água na porta.

Não pôde evitar rir mais uma vez.

— Tão convidativo quanto... – alguma ideia pareceu brotar em sua cabeça. – quanto um lámen cheio de acompanhamentos.

O garoto propaganda abriu um sorriso que quase não coubera em seu rosto; então ele havia visto.

— Qual o seu nome? – Ajeitou a cesta em suas mãos.

— Hansol, Chwe Hansol. – Apoiou o cotovelo em algo que havia ao lado da fila, quase escorregando no processo.

Disfarçou com um risinho sem graça.

— Seungkwan, Boo Seungkwan. – Riu mais uma vez. – Eu posso ser muito mais que um miojo, sabia Hansol-ssi?

Hansol arregalou os olhos por um momento.

— Tipo...tipo um spaghetti? – Sorriu largo. – Uah, que demais!

Seungkwan não sabia fazer mais nada além de rir, havia achado aquele garoto uma graça e muito engraçado.

— Mais. – Sorriu de lado, instigando Hansol e seus pensamentos.

Boo Seungkwan era tão incrível assim? Poderia ele ser mais que um spaghetti?

— Tá brincando... – Deixou vago, permanecendo boquiaberto.

Seungkwan negou com a cabeça.

— Eu te mostro o que posso ser se você sair comigo. – Sorriu envergonhado; não costumava fazer aquele tipo de coisa.

— Fechado.

Só então, Seungkwan notou o macarrão instantâneo na cesta do Chwe e não tardou a rir mais uma vez.

— Está com fome?

— Muita.


Notas Finais


miojo
eh isto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...