História Garotos de Hogwarts - Ano 5 - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


OLÁ LEITORES!!! Matheus aqui!

Bom, como fiquei muito tempo sem postar essa fic, resolvi dar um agrado a mais pra vocês e adiantar esse capítulo.
Espero que gostem!!

Capítulo 8 - Tensão dos Grifinórios - Rony X Dino (PARTE 1)


Harry acordou antes do sol nascer. Não de propósito, mas gostou de ter sido assim, desse modo pode evitar ver os demais colegas de quarto o julgar com os olhos logo de manhã. Ele pensou em acordar Rony, eles podiam ir tomar banho, bater punheta juntos e começar o dia com grande aĺívio, mas preferiu seguir sozinho até o chuveiro.

A água morna tocou em seu corpo como se lavasse também sua mente de todos os pensamentos ruins. Não foi o suficiente para que ele ficasse relaxado, mas ajudou para que enfrentasse os colegas de quarto, já acordados, quando retornou.

Simas trocava de roupa, conversando com Dino sobre o Profeta Diário.

- Mamãe disse que vai ser bom ter intervenção do ministério. - Ele fitou Harry e em seguida voltou a colocar sua camisa. - Pra abaixar esses rumores falsos. As pessoas ficaram com medo, sabe?

Dino, que não tinha um posicionamento, sorria para Harry quando Simas não olhava e Neville permanecia a maior parte do tempo calado, mas Harry sabia que tinha o apoio do amigo.

- É estranho. - Dino disse a Rony em uma ocasião em que os dois tomavam banho juntos. - Ano passado foi tudo tão bom, éramos unidos. Nosso dormitório era putaria pura. - As mãos do rapaz foram até o membro meia bomba e ele começou a se masturbar. - Agora a gente nem se fala mais. Se Simas descobre que tô falando com você, ele nunca mais fala comigo.

- Eu entendo, Dino. - O ruivo já estava de pau duro e se masturbando com a cena de Dino fazendo o mesmo. O pau do rapaz havia crescido bastante e era páreo para a rola de Rony já. - Harry entende também. E isso vai passar logo e em breve vamos estar todos transando felizes.

A mão de Rony foi até aquela grossa rola negra e o toque fez com que ambos sorrissem e dessem um selinho.

- Acho que não sou o mais pauzudo do grupo. - Rony se ajoelhou e sentiu o gosto da rola chegar até sua garganta. Dino gemeu baixo, não querendo chamar atenção. Sabiam que logo o banheiro estaria cheio de gente. O que geralmente é bom, ver todas aquelas rolas e alguns novatos sendo iniciados por grifinórios mais velhos. Mas na situação em que se encontravam, se dessem o azar de Simas entrar ali a situação ficaria ainda pior.

- Acho que dividimos bem o primeiro lugar. - Dino disse, pressionando a cabeça do homem contra seu membro. - Mas você ainda é mais grosso.

Rony continuou chupando com vontade, babando com todo aquele tamanho em sua boca e sentindo seu pau explodir de tesão. Mas estava ficando mais perigoso e decidiram levar a brincadeira para um local mais privado.

- Me encontre no corredor em 10 minutos. - Rony disse, dando uma pegada no pau que já começava amolecer por entre a toalha do grifinório. - Vamos procurar um lugar.

 

- Nos arredores do Lago Negro -

 

Harry, ainda um tanto cabisbaixo, aproveitava o calor daquele sábado para dar uma volta, sozinho. Por sorte, poucas pessoas tiveram a mesma ideia que ele de aproveitar aquela bela tarde.

Até por um pequeno momento, sentiu falta do Torneiro Tribruxo, salvo o acontecimento com Cedrico, Hogwarts lotada e festiva e todos, mesmo num clima de competição, vivendo em certa harmonia. Ele até tinha transado com Draco Malfoy algumas vezes, por mais que hoje se evitem ao máximo. E as orgias no dormitório, sentia falta de toda aquela amizade colorida.

A rigidez do Ministério já era sentida na escola. Algumas leis foram criadas e deveriam ser seguidas. Umbridge ensinva tudo menos Defesa Contra as Artes das Trevas. E em alguns momentos Harry sentia como se Hogwarts tivesse sido rodeada por dementadores pois a tristeza o seguia a todo instante.

- Harry, meu amigo do bom boquete! - Fred disse, sentando ao seu lado com a camisa quase toda desabotoada.

- Saudades da sua boquinha. - Jorge disse, sentando do outro lado, vestido de modo parecido ao do irmão. - Por que tão triste? Rony não está te comendo direito?

Harry não pode deixar de sorris com os comentários nada sutis dos gêmeos.

- Vocês sabem que eu posso ser ativo também né? - Harry disse, entrando na brincadeira.

- Sabemos, e queremos um dia dar pra você. - Jorge disse.

- Mas não hoje. - Fred completou. - Hoje vamos te dar uma dica, pra próxima visita a Hogsmead.

- Na verdade, por que não ir semana que vem, juntos? Só nos três? - Jorge disse e Fred pareceu concordar.

- É um spa, muito bom, descobrimos ano passado. Várias massagens, banhos e magias para relaxar.

- Se é que você nos entende.

Harry ficou pensativo, duvidava que o problema dele se resolveria com sexo, mas não custaria nada tentar relaxar.

- Respondo pra vocês essa semana. - Ele disse, se levantando.

- Bom, você sabe onde nos achar. - Fred disse.

- E se quiser conversar...

- Ou fuder...

- Ou mamar. - Terminou Jorge. - Estaremos por ai.

E assim Harry sai daquele local, deixando os gêmeos para trás e pensando na proposta. Rony aceitaria com certeza, mas por conta do sexo. Ele queria saber a opinião de alguém mais velho…

- Sirius. - Disse para si mesmo e arranjou um papel qualquer, escrever uma breve mensagem e mandou por uma das corujas da escola.

 

- Retrato da Mulher Gorda; Corredor do Sétimo Andar -

 

Dino sai do retrato com um leve sorriso no rosto e as mãos no bolso, tampando a sua enorme ereção. No fim do corredor, Rony o esperava, com a mesma cara de safado de alguns minutos antes, quando tinha o pau de Dino em sua boca.

- Ouvi dizer que o pirraça está na biblioteca atormentando alguns alunos. Até ele chegar aqui em cima vai demorar. - Rony disse. - Só precisamos achar uma sala vazia.

Os dois seguiram andando, como bons velhos amigos, conversando casualmente, tentando disfarçar ao máximo os seus desejos mais profundos. Fantasmas e alunos perambulavam por ali e eles torciam para que ninguém desconfiasse de nada.

- Logo vai anoitecer. - Dino disse, preocupado. - E eu to com muito tesão! - Rony olhou para a calça do amigo que parecia explodir tentando segurar o membro muito duro. - Precisamos achar uma sala.

No que isso foi dito, uma porta surgiu atrás deles. Curioso e desesperados, entraram sem ao menos pensar duas vezes. O local ainda estava escuro e não tinham ideia da dimensão que tinha. Mas aos pouco, foi clareando e mostrando não uma sala, mas um quarto. Uma cama de casal bem arrumada ficava ali no meio e na parede, alguns brinquedos sexuais os aguardavam.

- Uau, isso é um sonho? - Rony perguntou, mas a resposta que obteve foi um Dino o beijando fogosamente, retirando a roupa do ruivo e o jogando na cama.

- Menos conversa e mais ação. Vamos aproveitar essa sorte. - Os beijos calorosos ficaram mais e mais apaixonados e ambos já muito excitados se cederam ao prazer.

CONTINUA


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!!
Em breve posto a continuação!!!
Não deixem de comentar e sugerir novos casais!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...