História .garotos problemáticos precisam de um lar - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V)
Tags Brokenboys, Casa, Seokjin, Taehyung, Yoongripe Fics
Visualizações 35
Palavras 362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Lírica, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


então k k k. esse é o plot mais triste que eu já tive. porque se trata de uma coisa “delicada” chamada abandono intelectual. explicações sobre a fic nas notas finais. boa leitura (?);

Capítulo 1 - .trouble


seokjin tinha muitas coisas com que se preocupar; contas pra pagar, filhos pra cuidar e a louça que na pia crescia pra lavar.

oh, céus, como taehyung sabia de tudo isso! (mas não é como se realmente importasse). porque só tava bom quando ele chegava na casa de seokjin caindo (aos pedaços, ou) pra lá e pra cá, empurrando com a barriga a vontade de vomitar. chapado pelas drogas e bêbado pelas bebidas, taehyung nem tinha mais vida.

seokjin suspirou mais uma vez. abriu a porta da casa e deixou o guri entrar.

– de novo, piá?

era uma baita injustiça ver taehyung naquele estado.

– eu vim te visitar, hyung – sorriu grogue, alheio –, fugi de casa. acho que meu pai iria me matar. se ele ligasse...

gargalhou como se tivesse dito a coisa mais engraçada do mundo. mais um suspiro de seokjin. taehyung entrou na casa e se jogou no sofá, encarou o porta-retrato que tava na mesinha de centro, era seokjin e seus três filhos na foto. agora não adiantou empurrar com a barriga. vomitou tudo o que tinha pra vomitar. seokjin fingiu que nada aconteceu, limparia aquilo depois. segurou o ombro de taehyung.

– vem, vou te ajudar...

e então seokjin deu banho em taehyung, como costumava fazer com seus filhos. fez uma sopa pro mais novo. sentados à mesa, como costumava fazer com seus filhos.

– meu gato morreu... meu pai não cuidava direito dele

seokjin deu um longo e amargo suspiro. taehyung bebericou o suco e baixou o olhar.

– sinto muito...

mas não sentia. nunca sentiu.

– não sinta. ele já sofria demais, pelo menos descansa em paz.

taehyung deu de ombros e seokjin fingiu não se afetar.

                         ·


a noite foi tranquila. taehyung cantava uma música calma para seokjin. e em troca ganhava um afago gostosinho no cabelo grande.

— eu queria que meu pai fosse como você, hyung...

seokjin se assustou. taehyung fungou. seokjin não queria parecer tão acolhedor, mas sem querer taehyung foi entrando em sua vida. não pôde negar, taehyung só precisava de um lar.

seokjin não respondeu. não precisou. taehyung adormeceu ali, no sofázinho azul de seu hyung, enquanto recebia um afago no cabelo.

talvez isso tenha sido a coisa mais carinhosa que alguém já tenha feito por si.



Notas Finais


explicações: seokjin tem 32 anos e é assistente social (mais sobre, nos próximos capítulos). sobre os filhos do jin, k k k, é o famoso caso do “cresci, tô indo embora”. pois é.
agora sobre o taehyung não tem mt o que falar. desculpa, mas vai demorar pra mim colocar uma foto na capa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...