História Gashina - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Chanbaek, Chenhun, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuhan
Visualizações 26
Palavras 1.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - One


Minseok On

Ser um lobo podia ser uma coisa extremamente ruim quando se é o líder de uma matilha. Assumi essa responsabilidade ainda pequeno quando infelizmente meu appa morreu me tornando o líder com apenas 16 anos, logo após meu primeiro cio.

Todos sempre tiveram expectativas muito altas de que eu seria um lobo negro, um tipo raro que só se lia em contos de livros. Lobos negros eram sempre alfas, meu appa era um, mas morreu sozinho. Lobos negros são almas gêmeas de lobos brancos, no entanto, os brancos são ainda mais raros e até hoje apenas ouvimos falar da existência de três deles por livros. Pela falta de suas outras metades o lobo negro enfraquece e morre.

Algumas pessoas me achavam sortudo por ter nascido um lobo negro outros tinham pena por meu futuro destino solitário e eu apenas tentava melhorar a matilha sem me importar, mas no fundo sentia algumas dores pela falta de algo ou "alguém". Meu appa se casou com uma ômega, nunca a amou totalmente por seu lado lobo rejeitá-lá um pouco e além do mais, apenas um lobo branco consegue sustentar uma gravidez de lobos negros, minha omma morreu no parto.

Observava os pequenos lobos Chanyeol, Jongin e Sehun se desenvolverem. Eles eram bem mais novos do que eu, tinham entre 16 e 18 anos enquanto eu já possuía 23 anos. Jongdae, Yifan e Junmyeon eram meus olhos e ouvidos, meus lobos mais próximos.

-Tem algo para mim Dae? -Jongdae apesar de ser meu braço direito, era ômega. Crescemos juntos e nossa amizade nunca passou dos limites, ele nunca foi do tipo que gostava de ser deixado para trás e queria treinar com os alfas ao invés de ficar cozinhando em casa então acabou se tornando um ômega forte.

-Relatório. Chanyeol tem se saído extremamente bem, ele é habilidoso demais. O Park fez 18 anos e creio que já possa participar dos treinos oficiais. Jongin e Sehun são novos mas se desevolveram tão bem quanto. Eu estou um pouco preocupado pois o rendimento de Sehun caiu muito, ele tem sido reprovado em provas extremamente fáceis.

-Sehun é? -Jongdae corou. Eu sabia que ele tinha desenvolvido um amor pelo alfa mais novo da matilha. Sehun era muito bonito, arrancava suspiros onde passava, por ser muito novo vivia fazendo festa e se divertindo com ômegas e nunca olhava para Jongdae. Meu amigo ficava triste por isso, achava que seu jeito mais "másculo" afastava Sehun dele, acabava chorando muitas vezes e me irritava ver aquele moleque fazendo tantas besteiras sem poder interferir.

-É...

-Você merece coisa muito melhor do que esse idiota. -Comentei. Comecei à ouvir os meninos fazendo barulho, Chanyeol e Jongin chegaram rindo enquanto Sehun chegou atrás de cabeça baixa.

-Bom dia meninos. -Suho disse sorrindo.

-Bom dia. -Sehun nem se deu ao trabalho de responder. Chen me olhou estranhando aquela falta de reação mas nada comentou. Suho e Kris começaram a treiná-los enquanto Jongdae me puxou para o canto.

-Tem alguma coisa muito errada com Sehun.

-Eu também percebi.

-Bom dia? -Uma voz fofa e envergonhada surgiu e logo a silhueta de Baekhyun, irmão de Jongdae se fez presente junto com Kyungsoo. Baekhyun tinha 20 anos, falava alto, brigava, mas era tímido na frente da maioria das pessoas. Todos os dias aparecia apenas para admirar Chanyeol, era apaixonado por ele desde criança mas o alfa lerdo nunca percebeu. Kyungsoo não ligava muito para nada disso apesar de demonstrar certo encanto por Jongin.

-Bom dia Bae. Tudo bem? -Beijei sua testa e sorri vendo-o assentir devagar. -E você Soo?

-Não muito bem. Dormi mal.

-Oh, por quê? Onde você mora tem menos pessoas.

-O appa do Sehun.

-O quê tem ele?

-Você sabe como a omma do Sehun tem vergonha, ela odeia chamar atenção e enfim, vem tentando esconder o caso de todos mas o appa do Sehun se tornou muito violento de uns meses para cá. Foi por isso até que o desempenho dele caiu.

-Oh... -Chen suspirou. -Eu nunca fui muito com a cara daquele alfa.

-Ele tem causado problemas? Pode me dizer e resolverei a situação.

-Ele saiu de casa e da matilha. Sehun o... Matou. -Abri a boca. Como aquela criança tinha matado o próprio pai?

-O quê? -Eu sabia o que aquilo tudo poderia acarretar. Sehun seria expulso da matilha por ter assassinado alguém. Jongdae me olhou com lágrimas já sabendo o que eu seria obrigado à fazer. Uma morte sem motivos aparentes leva a expulsão.

-Como ele... Por quê? Kyungsoo, o quê aconteceu de tão grave assim?

-Ele tocou o irmão de Sehun.

-Que irmão?

-O irmão de Sehun tem 18 anos, mas não tinha entrado no cio até então. Ele começou à exalar um cheiro ainda fraco mas aquele homem chegou bêbado e além do mais o irmão do Hunnie é o ômega mais lindo que já vi em toda a minha vida. Sehun estava no treino e a omma dele estava trabalhando cuidando do bebê dos Lee. Ele fez tudo aquilo com Luhan e o largou lá sozinho. Quando Sehun chegou e viu toda aquela cena perdeu o controle, se transformou e saiu farejando atrás daquele homem enquanto me deixou cuidando do Luhan.

-Sehun deve estar se sentindo tão mal. Eu... Isso é tão cruel de se fazer com um ômega. -Jongdae lamentou.

-Eu não vou expulsá-lo da matilha. Eu teria feito o mesmo e creio que muitos aqui também. Estupradores não tem espaço em minha matilha.

-E o irmão dele?

-Não larga o Sehun por nada, apenas quando ele precisa vir treinar e então ele fica na minha casa com meus appas. -Assenti. Eu odiava crueldade e agora estava sentido raiva por não ter percebido nada de errado e deixado algo assim acontecer sendo o líder dessa matilha. Debaixo dos meus olhos e não percebi a gravidade da situação.

-Não se culpe por isso Seok. Você não tem como saber todas as coisas que acontecem em nossa matilha e infelizmente a omma deles não quis contar. Tenho certeza que ela se arrepende por isso e agora só podemos dar-lhes nosso apoio.

-Você tem razão. Amanhã eu passarei na casa de Sehun.

-Faz bem. Irei contigo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...