História Gato e Rato - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ada, Alfredo, Amanda, Ámbar Benson, Ana, Benício, Cato, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Juliana, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nico, Nina, Pedro, Ramiro, Rey, Ricardo, Sharon, Silvana, Simón, Tamara, Tino, Yam
Tags Disney Channel, Drama, Romance, Sou Luna
Visualizações 65
Palavras 1.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção Adolescente, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Buenas tarde ~

Tradução do nome do capítulo: Eu com ciúmes? Certeza?

Gente desculpa não ter atualizado, eu fiquei loucão nesse final de semana. Semana de aniversário né bb's, não é todo dia que posso comemorar 😋

~ Tá na hora do 🔥

Capítulo 8 - Yo con celos? Seguro?!


Fanfic / Fanfiction Gato e Rato - Capítulo 8 - Yo con celos? Seguro?!

Simón havia subido para procurar um quarto mas acabou surtando silenciosamente, havia apenas um quarto, Elisabeth não havia dito para Simón que havia apenas um quarto, bom era de se esperar de uma casa um tanto que "pequena." A casa havia tudo de necessário para ambos, menos um quarto extra. Logo âmbar subiu e ficou atrás de si e estranhou do rapaz ter parado na frente da porta.

— Simón, o que foi? 

— Só tem um quarto.. — Sussurrou

— O que ?

— Tem apenas um quarto.

Âmbar arregalou os olhos e passou na frente de Simón vendo que só tinha um quarto realmente, e ainda por cima só havia uma cama. Sua cabeça estava a mil. A loira se virou e encarou o garoto a sua frente e respirou fundo.

— Você.

— Eu o que?

— Vai dormir no sofá.

Ele contrariou nem nada, enfrentar âmbar nesse momento seria perda de tempo, Simón apenas concordou e saiu de lá descendo as escadas, o sofá era um pouco enorme então tudo bem. Ele improvisou uma cama com os cobertores no sofá e se sentou nele, havia pego seu celular e mandou três mensagens no grupo deles, aonde tinha todos, inclusive âmbar.

Simón: Isso vai ser um inferno, eu garanto! 

Luninha: Como assim Simón? Âmbar já te atacou pra fora? 

Âmbar: Quem dera! 

Gastón: Então, o que aconteceu?

Simón: Só há um quarto por aqui, a mãe da Âmbar esqueceu de mencionar que essa casa foi feita pra casais, e não para duas pessoas como nós.

Nico: Ué, é só dividirem o quarto, é tão ruim assim?

Âmbar: Ruim não, horrível! Simón só ronca, é sonâmbulo, não dá! 

Matteo: Para de frescura âmbar, só vão dividir a cama, ninguém vai se comer não.

Simón: Matteo sendo educado como sempre, vou vê, até galera sz


Simón desligou a tela do celular e se levantou e subiu as escadas com uma toalha nas costas, caminhou o corredor inteiro até o banheiro, abriu a porta e entrou trancando a mesma, ligou a luz e foi ligar o chuveiro. Se despiu e foi se banhar.  Como âmbar ainda tentava raciocinar o que faria para o jantar para eles, a loira estava jogada na cama olhando pro teto perdida em seus pensamentos, uma ideia era pedir comida, a outra era pedir uma bela comida japonesa. Porém estava indecisa.

Âmbar então se levantou da cama ajeitou seu macacão, vestiu um par de meias brancas e saiu do quarto descendo as escadas numa rapidez indo até a cozinha, ela pegou seu celular e discou para um restaurante que entregava nos domicílios, ela pediu um bom prato típico do Brasil, uma ótima feijoada. Depois de pedir a comida, saiu da cozinha e subiu as escadas novamente para seu quarto, a loira estava com uma latinha nas mãos bebendo um líquido revelando ser um Redbull, ficou sentada na cama assistindo série pela TV digital do seu quarto.

Ela sabia que era injusto mandar Simón dormir na sala sendo que podiam dividir a cama numa boa, ela só aguardava o rapaz sair do banheiro para conversar civilizadamente com ele, pois os dois vivem fazendo ameaças de guerra. Faziam exatamente alguns 40 minutos que Simón não saia do banheiro, âmbar já não aguentava esperar por ele, a comida já havia chegado e tudo.

— SIMÓN! SAI DESSA MERDA DE BANHEIRO

— Aiai calma, posso nem fazer barba mais! 

Simón havia entrado no quarto apenas com uma calça moletom preta da Adidas e de barba feita. Âmbar paralisou completamente, a loira havia esquecido de respirar por alguns segundos e depois foi acordada com o estalar de dedos do Simón a sua frente. Ele estava rindo da situação, ele estava fazendo isso de propósito, ele adorava provocar a loira. Âmbar balançou a cabeça umas duas vezes e deu um peteleco na testa de Simón que se afastou resmungando da dorzinha.

— Nem doeu, vem comer 

— O que ?

— comer ué

— Você?

— Não idiota, comida. 

Simón sorriu maliciosamente e saiu do quarto descendo as escadas rapidamente, caminhou até a cozinha vendo a comida já colocada nos pratos, copos servidos de coca cola. Ele pegou seu prato e foi para o sofá, se sentou ligando a tv e começou a comer tranquilamente.

— Você é muito folgado — Disse âmbar pegando seu prato e indo até o rapaz e se sentando ao seu lado começando a comer. 

Âmbar poderia a garota com mais gestos e educação de todo o México, porém quando fica a sós come que nem um pedreiro qualquer. Simón comia rapidamente, ela avisava várias vezes pro garoto comer devagar, mas ele a ignorava.

— Aí droga — Disse Simón começando a tossir sem parar

— Eu avisei.

Então a loira ajudou o coitado e deu o copo com refrigerante para ele beber. Simón agradeceu e voltou a comer, só que dessa vez mais devagar, os dois já tinham terminado de comer. Simón pegou os dois pratos e levou para a pia e lavou, já que âmbar havia servido a comida, era o mínimo que ele poderia fazer. Simón já estava voltando para a sala quando a campainha começa a soar.

— Quem é nessa hora?!

— Como vou saber? Minha bola de cristal tá lá em casa 

— Engraçadona você em, meu deus — Simón mostrou o dedo para âmbar e foi até a porta ver quem era.

O garoto congelou. Ela estava linda com aquele moletom longo, usando um short curto. Deuses, a vizinha deles era gata!

— Olá gente, boa noite — Sorriu fofa

— Boa noite.. pode entrar — Deu espaço para ela entrar.

A ruiva negou com um sorrisinho.

— Só vim convidá-los para o festival que vai acontecer amanhã aqui no bairro, topam ir?

— Que horas é isso?

— Umas 20h, topam?

— Topo! — Disse Simón animado.

— Okay, até gente — Sorriu e deu um beijo na bochecha de Simón e foi embora.

O garoto fechou a porta e logo trancou, âmbar o olhava com ódio nos olhos, ele havia entendido nada. Então se aproximou dela e ela se afastou um pouco o encarando com raiva.

— Ué, o que foi? Tô fedendo?

— Não gosto dela.

— Dela? Mas ela é uma boa garota e tals.. — Desviou o olhar.

— Eu achei ela BEM oferecida pro meu gosto. — Cruzou os braços.

Simón ergueu uma sobrancelha e deu um sorriso enorme. Âmbar estava com ciúmes dele, e ele sabia disso, porém queria saber até onde aquilo iria. Então se aproximou se aproveitando que a loira não prestava atenção pois estava reclamando da ruiva 

— Âmbar.

Ela o encarou fazendo um som nasal com a voz, saindo um "Hum?".

Simón se aproximou dela ficando cerca de centímetros de seu rosto, ela sentia a respiração do maior e vice versa.

— Deixa de ciúmes. 

Após ter falado isto Simón apenas selou seus lábios nos dela rapidamente, assim sendo um selinho. Âmbar arregalou os olhos ficando surpresa com o ato de Simón.








Notas Finais


EITCHA, primeiro beijo?! Já?! 😨😨

Não me matem pela demora!
E quem disse que a provocação acabou? Só acabou de começar bb's, Simón tá lascado até quarta.

Bom galerinha, é isto, foi curto? Foi, mas é pq tô ocupado com vida amorosa, e vida escolar, (sincero eu.)

Então até a próxima 😉 (Domingo.)

~ Bjos de luz ❤️
~ Feliz dia das mães haha 😚 (BEM ATRASADO.)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...